Polícia prende na região de Curitiba assassino famoso procurado pela polícia argentina; foto


Por Luiz Henrique de Oliveira e Djalma Malaquias


Um trabalho conjunto dos policiais civis da Delegacia de Araucária e federais do Departamento da Polícia Federal (PF) resultou na prisão, na manhã de ontem (220, de Angel Alberto Perez, ‘El Loco Cacho’. O argentino era procurado por matar dois vizinhos em crime que ficou conhecido como “Tragédia de Avellaneda”, em 28 de dezembro do ano passado.
cachodentro
Cacho foi preso em Araucária (Foto: Divulgação)
El Loco Cacho era procurado pela polícia Argentina e foi matéria nos principais jornais argentinos, como o Clarin (confira no link). Cacho estava escondido no bairro Jardim Condor, em Araucária. A Interpol oferecia recompensa de R$ 45 mil para quem encontrasse 0 assassino.
A prisão aconteceu depois que o Governo da Argentina solicitou à Justiça Brasileira a expedição de Mandado de Prisão contra Cacho. O mandado foi expedido pelo Supremo Tribunal Federal, tendo como relator o Ministro Edson Fachin.
Após sua prisão, “El Loco Cacho” foi transferido para o Departamento da Polícia Federal, em Curitiba, onde aguardará os trâmites legais até a sua extradição para o país de origem, onde responderá perante as autoridades locais.
O crime cometido por Cacho, motivado por uma briga de famílias em Avellaneda, vitimou Silvia Rosso, de 57 anos, e deixou a filha dela, de 23, gravemente ferida. Na mesma noite, o noivo da filha de Silvia matou Claudio Martinéz, de 28 anos, achando que ele era El Loco Cacho.