125 anos da nossa querida COLOMBO

Colombo é um município brasileiro do estado do Paraná, na Grande Curitiba. Localiza-se a 25º17'30" de latitude sul e 49º13'27" de longitude oeste, a uma altitude de 1.027 metros. Sua população estimada em 2010 é de 213.027 habitantes. Possui uma área de 159,14 km². É a maior colônia italiana do estado.
O povoamento de Colombo, que faz parte da Região Metropolitana de Curitiba, teve início no ano de 1878 quando um grupo de colonos italianos, oriundos do município de Morretes, para ali se mudou, recebendo terras e um pequeno subsídio que o governo da província lhes ofereceu para iniciarem suas lavouras. Sua atividade econômica baseia-se nas indústrias extrativas de cal e calcário e na agricultura com a produção de hortifrutigranjeiros, com destaque para a uva. Entre seus aspectos turísticos, encontra-se a festa da Uva e do Vinho e suas grutas, como a de Bacaetava. Criado através do Decreto Estadual nº 11 de 8 de janeiro de 1890, e instalado em 5 de fevereiro do mesmo ano, foi desmembrado de Curitiba.
Os habitantes naturais da cidade de Colombo são denominados colombenses. Está localizada na Mesorregião Metropolitana de Curitiba, mais precisamente na Microrregião de Curitiba, estando a uma distância de 18 km da capital do estado, Curitiba.
História

A história do município de Colombo começou quando o período entre as décadas de 1860 e 1880, representou para o Paraná o estabelecimento de vinte e sete colônias agrícolas, assentando imigrantes poloneses, italianos, alemães do Volga (russos-alemães), franceses, suíços e ingleses. A grande maioria se estabeleceu nos arredores de cidades como Curitiba, Ponta Grossa, Palmeira, Antonina, Lapa, Campo Largo, São José dos Pinhais, Morretes, Araucária e Paranaguá.
A partir de setembro de 1878, surge no cenário histórico da província do Paraná a Colônia Alfredo Chaves, que recebeu esta denominação numa homenagem ao Ministro da Agricultura, na época do assentamento. O lugar distava apenas vinte e três quilômetros de Curitiba e foi o embrião da cidade de Colombo, que recebeu naquela ocasião 160 colonos de nacionalidade italiana, distribuídos em oitenta lotes rurais. Os terrenos dados pelo governo de Dom Pedro II perfaziam área de 4.847.970 m².
A Colônia Alfredo Chaves cresceu e transformou-se em próspero povoado, sendo que os novos ares da República lhe trouxeram a emancipação política, através do Decreto Estadual nº 11, do dia 8 de janeiro de 1890, sancionado pelo presidente do estado José Marques Guimarães. Nessa época foi alterada a denominação de Colônia Alfredo Chaves para Colombo, numa homenagem que se prestou ao descobridor das Américas.
João Gualberto Bittencourt presidiu a primeira Câmara Municipal de Colombo, que foi eleita no dia 21 de abril de 1892, neste dia a cidade recebeu a ilustre visita do presidente do estado, tenente-coronel Inocêncio Serzedelo Correia.
A época de maior progresso para o município foi o período de 1920 a 1930, quando houve um surto industrial de grande importância, encontrando-se em atividade na sede municipal duas fábricas de louça, uma delas, em virtude de suas obras de arte, considerada das melhores do país. Funcionou, também, naquela época, uma grande fábrica de vidros. Ignoram-se os motivos, mas estas fábricas foram extintas, e o município sofreu enorme prejuízo na sua economia.
A partir de 14 de julho de 1932, através do Decreto Estadual nº 1.703, Colombo passa a se chamar Capivari, sendo que ao seu território é anexado o de Bocaiúva do Sul, que havia sido extinto por decisão governamental. A partir de 9 de agosto de 1933, por força do Decreto Estadual nº 1.831, volta a se chamar Colombo.
Um duro golpe recebeu a comunidade em 20 de outubro de 1930, através do Decreto Estadual nº 7.573, que extingiu o município, anexando-o à capital. Somente em 30 de dezembro de 1943, pelo Decreto Estadual nº 199, é restaurado o poder político e administrativo de Colombo, desta feita, abrangendo os territórios dos distritos de Almirante Tamandaré e Santa Felicidade. Em 10 de outubro de 1947, perde o distrito de Almirante Tamandaré que passa a se constituir em município autônomo. O Decreto nº 200, de 26 de janeiro de 1944 criou a comarca de Colombo.
Vale dizer que Colombo foi o município com maior taxa de crescimento nas décadas de 1970 e 1980 na Região Metropolitana de Curitiba. Hoje, 97,6% da população do município mora em áreas loteadas, contíguas a Curitiba. A história recente do município de Colombo não tem apenas relação com sua sede histórica, mas com a evolução dos eventos sócio-políticos e econômicos ocorridos na região.
Economia
A economia do município de Colombo se baseia na indústria extrativa mineral e na agricultura.
Pela extração de pedra calcária (grandes jazidas existentes) e consequente fabrico de cal, é considerado um dos maiores produtores do Paraná; a indústria de aproveitamento do granito segue-lhe em importância. O consumo desses produtos, todavia, se faz dentro do próprio estado, restando para a exportação estadual uma quantidade reduzida; mesmo assim, em 2006, Colombo produziu R$ 337.231 de calcário dolomítico. Segundo a lista telefônica da Brasil Telecom, existem no município 25 indústrias de cal e 7 de calcário.
Na agricultura merecem destaque (com produção estimada para 2006): o milho, R$ 1.270.000,00; o tomate, R$ 2.643.000,00; a batata-doce, R$ 47.000,00; o caqui, R$ 371.000,00; a mandioca, R$ 113.000,00 e o feijão, R$ 106.000,00.
A par da agricultura, aparece a vitivinicultura como um coeficiente favorável na economia do município; em 2006, segundo previsão, Colombo produziu R$ 1.853.000,00 de uvas.
A indústria conta 537 estabelecimentos, dos quais, 335 possuem mais de mil empregos com carteira assinada. Predomina sobre as demais, a indústria metalúrgica, tanto em número de estabelecimentos (89) como de empregos (1.489). Explora ainda mais os ramos de vinicultura, indústria de produtos minerais não metálicos, indústria da madeira e do mobiliário e indústria química.
A cidade figura desde 2005 entre os municípios paranaenses que mais geraram empregos, ocupando, inclusive, o quarto lugar entre as cidades com mais de 30.000 habitantes no estado. De acordo com o Sistema Fecomércio, Colombo ocupa o 10º lugar entre os municípios com maior potencial para o comércio.
A exportação internacional somou em 2006 a importância de US$ FOB 14.008.337.

Turismo

Colombo possui um forte apelo para o chamado turismo rural. A região é rica geograficamente, possui belíssimas paisagens e também conta com a herança cultural dos imigrantes italianos.
O Circuito Italiano de Turismo Rural, criado em 1999 é um agradável passeio pelas tradicionais cantinas de vinho, herança dos imigrantes italianos, além da beleza natural da região. O Circuito Italiano ainda conta com vários restaurantes típicos, café colonial e vinícolas que podem ser visitadas.
As festas municipais são um grande atrativo para a população local e também turistas. Inúmeras delas acontecem ao decorrer do ano: Festa da Uva, Festa do Vinho, Festa de Nossa Senhora do Rosário - padroeira da cidade - e Festa de Nossa Senhora de Caravaggio - padroeira do imigrante italiano.
Afastado do perímetro urbano, às margens da BR-116 está o Santa Mônica Clube de Campo, que com sua enorme extensão de mais de 72 alqueires, já foi conhecido como "o maior clube da América Latina".

Homem morre atropelado ao prestar socorro após acidente no RS; assista


Funcionários de empresa ajudavam ocupantes de veículo na BR-392.
No momento da ação, outro carro surgiu e os atingiu; motorista foi preso.

Julieta AmaralDa RB





Um homem de 42 anos morreu atropelado na manhã desta quarta-feira (28) ao tentar ajudar ocupantes de um veículo que havia recém se envolvido em acidente na BR-392, em Rio Grande, na Região Sul do Rio Grande do Sul. Gelton Amarantes Mendonça Aguiar, 42 anos, que é vigilante de uma empresa de fertilizantes das proximidades, viu a colisão e, junto com um colega, resolveu prestar socorro e sinalizar a rodovia. Poucos minutos depois, outro carro surgiu e os atingiu, como mostra a gravação das câmeras de segurança do local (assista ao vídeo acima). O outro funcionário se feriu e está no hospital, mas passa bem.
Carro atingiu duas pessoas e uma delas morrem em Rio Grande (Foto: Reprodução/RBS TV)Carro atingiu duas pessoas e uma delas
morreu em Rio Grande (Foto: Reprodução/RBS TV)
O condutor que atropelou os trabalhadores abandonou o veículo na rodovia e fugiu sem prestar socorro. A polícia foi acionada e, mais tarde, o homem foi preso dentro do pronto socorro do Hospital Santa Casa, onde estava em observação desde as 8h30. Segundo a polícia, o motorista alegou amnésia. No primeiro acidente, ninguém se feriu.
Em nota à imprensa, a Yara Brasil Fertilizantes disse que sentia "profundo pesar" ao comunicar o falecimento do funcionário. A empresa ainda afirmou que presta suporte aos familiares da vítima e também do ferido. Confira abaixo a íntegra:

"A Yara Brasil Fertilizantes, com profundo pesar, comunica o falecimento do funcionário Gelton Amarante Mendonça de Aguiar em decorrência de um atropelamento ocorrido esta manhã, 28 de janeiro, em Rio Grande (RS).
O acidente ocorreu hoje por volta das 5h da manhã quando os profissionais Gelton Aguiar (vigilante) e Eder Happ da Silva (técnico de segurança) prestaram socorro às vítimas de um acidente de carro ocorrido na Av. Almirante Maximiliano da Fonseca, em frente às unidades da Yara em Rio Grande. Enquanto eles verificavam a gravidade da situação e realizavam os procedimentos de isolamento da área, outro carro os atingiu no acostamento da rodovia. Ambos foram levados para o hospital, mas, infelizmente, Gelton faleceu. Eder está bem e em observação.
Continuamos em contato com as autoridades locais para levantar possíveis soluções para melhorar a segurança rodoviária nesta área, evitando mais acidentes.
Neste momento a Yara está dando suporte aos familiares de Gelton e, também, de Eder – desejando sua pronta recuperação."

52ª Festa da Uva acontece de 05 a 08 de fevereiro em Colombo


WEBMASTER 28 DE JANEIRO DE 2015

Comida típica, produtos coloniais, feira agrícola, artesanato e atrações musicais locais e nacionais no Parque Municipal da Uva

_DSC1887Com o objetivo de valorizar a cultura e o turismo da cidade, a Prefeitura Municipal de Colombo realiza do dia 05 ao dia 08 de fevereiro, a 52ª Festa da Uva. Com muita comida típica, produtos coloniais, feira agrícola, artesanato e atrações musicais locais e nacionais o Parque Municipal da Uva, localizado no Centro do município, será o local da maior festa da maior colônia italiana do Estado do Paraná.
E durante estes dias de evento, também acontecerá a 14ª Feira da Indústria e Comércio, a Feicom, que irá contar com a exposição e venda de produtos dos mais variados artigos e equipamentos. “Este será um espaço onde o colombense irá se enxergar, com produtos vindos da nossa terra e empresas que valorizam o município. Além de ser uma ótima vitrine para aqueles que vão expor seus produtos”, disse o secretário da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Antonio Ricardo Milgioransa.
Dia 05
_DSC1815 - CópiaPara começar os festejos, no dia 05 (quinta-feira), data em que Colombo comemora seus 125 anos de Emancipação Política, acontecerá o lançamento do selo comemorativo a esta data e a abertura oficial da 52ª edição da Festa, a partir das 18h30. E a animação ficará por conta da apresentação do Gruppo Folclórico Venutti Dall’Itália seguida da missa show do Padre Cleberson Evangelista. A entrada será solidária, o visitante deverá doar um quilo de alimento não perecível.
Dia 06
Na sexta-feira, dia 06, as atrações começam às 17h30, com a banda gospel Passe Livre se apresentando no palco 2. As 18h30, o pop rock será o destaque com a Disco Rock Band, também no palco 2. O estilo sertanejo ficará em evidência na voz de Anna Flávia, as 19h30. Já as 20h, no Pavilhão de Eventos do Parque, Gabriela Puppi e Janaine Pavani farão uma apresentação de músicas italianas. O show nacional de Marcos e Belutti está previsto para às 21h, no palco principal. E para terminar a noite, às 22h30 o grupo Coração Gaúcho se apresenta no palco 2.
Dia 07
No dia 07 (sábado) as atividades iniciam mais cedo, as 13h, com músicas italianas nas vozes de Edson e Célio, no Pavilhão de Eventos e neste mesmo horário, o estilo sertanejo de Mauro e Michelli estará recebendo os visitantes na Praça de Alimentação. E neste mesmo local, as 14h, a banda de pop rock No Money for a Bus fará sua apresentação. Já as 16h, Bruninho da Gaita, João Viola e Alessandro com seu estilo sertanejo farão seu show no palco 2. A banda gospel Primicias se apresenta as 17h, no palco 2, mesmo espaço que Bruna Lu trará o melhor do pop rock, as 18h.
Ainda no sábado, a dança folclórica italiana acontecerá no Pavilhão de Eventos, as 18h30, com o Grupo Folclórico Cuore d’ Itália. No palco 2, as 19h, Walker V8 vem com muito pop rock. O Pavilhão de Eventos que será o palco da tradição italiana na Festa, terá as 19h30, a apresentação do Gruppo Vocale Trevilin. A noite deste dia 07, acontecerá no palco principal o show nacional do cantor Thiaguinho que se apresenta ao grande público a partir das 22h. Para completar a maratona de atrações, Fernanda Liz vem as 23h com músicas pop e sertanejo.
Dia 08
_DSC1482O domingo, dia 08, último dia de festa começa com variadas atrações a partir das 10h30, quando será celebrada a Santa Missa em Italiano Vêneto, no Pavilhão de Eventos. As 12h30, a música italiana do Gruppo Vocale Luce Dell’Anima alegra os visitantes também no Pavilhão de Eventos. Neste mesmo horário, na praça de alimentação, acontece a apresentação da Banda de pop rock Zabilly. Já as 13h30, no Pavilhão de Eventos, o Gruppo Anima Dantis vem com dança folclórica italiana e a praça de alimentação terá o sertanejo de Taisa Pavin. No palco 2, as 16h, a banda Colt 45 mostra o seu pop rock, as 17h, a música golpel vem com o Ministério Rubens Cordeiro, as 18h, a dupla Jangadeiro e Silvaney e a dupla Beny e Benony as 19h apresentam-se no melhor estilo sertanejo.
Também no domingo, para encerrar as atividades italianas do Pavilhão de Eventos, as 19h, Silmara e Edson apresentam músicas italianas. As 21h, acontece o show nacional de Munhoz e Mariano no palco principal da Festa e no palco 2, para completar as atrações da 52ª edição da Festa da Uva, Lucas Lago chega as 22h30 cantando o melhor do sertanejo.
Serviço:
52ª Festa da Uva
Data: 05, 06, 07 e 08 de fevereiro
Local: Parque Municipal da Uva
Endereço: Marechal Floriano Peixoto, 8771 – Centro
Dia 05:
Abertura oficial e lançamento do selo comemorativo dos 125 anos de Emancipação Política do município
A partir das 18h30
Ingresso: Um quilo de alimento
Dia 06:
Entrada a partir das 17h
Ingresso: R$ 15
Dia 07:
Entrada a partir das 10h
Ingresso: gratuito das 10 as 13h / das 13 às 17h – R$ 10 / Após as 17h – R$ 20
Dia 08:
Entrada a partir das 10h
Ingresso: gratuito das 10 as 13h / das 13 às 17h – R$ 10 / Após as 17h – R$ 20
Dias 07 e 08:
Museu Municipal Cristóforo Colombo
Memorial da Imigração Italiana
Abertos das 11 às 18h

Justiça autoriza quebra dos sigilos bancário e fiscal de ex-presidente da Petrobras


MARCELO SPERANDIO
28/01/2015 18h42 - Atualizado em 28/01/2015 19h46

 
O ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli (Foto: Adriano Machado / Editora Globo)
A 5ª Vara da Fazenda Pública do Rio de Janeiro deferiu nesta quarta-feira (28)  um pedido de liminar do Ministério Público fluminense e autorizou a quebra dos sigilos fiscal e bancário do ex-presidente da Petrobras José Sergio Gabrielli, de sete ex-diretores e ex-gerentes da estatal e da construtora Andrade Gutierrez. A quebra dos sigilos abrange o período de 2005 a 2010, quando Gabrielli presidiu a Petrobras. Essa decisão remete a uma ação civil pública por improbidade administrativa movida pela promotora Glaucia Santana em dezembro (abaixo, confira os trechos da decisão).
A ação aponta um desvio de R$ 32 milhões em quatro contratos firmados entre a Petrobras e a Andrade Gutierrez para as obras de construção do Centro Integrado de Processamento de Dados (CIPD) e de ampliação do Centro de Pesquisas (Cenpes) da estatal. A denúncia tem como origem uma auditoria feita pelo Tribunal de Contas da União.
 
 
 
 
 
 
O MP diz que, entre 2005 e 2010, houve sucessivas e superpostas contratações da Andrade Gutierrez, sobrepreço e superfaturamento nos contratos e ausência de transparência na seleção da construtora. Apesar de ter sido escolhida por licitação para fazer as obras do CIPD e do Cenpes, a empreiteira Cogefe Engenharia cedeu suas obrigações para a Andrade Gutierrez, que faturou R$ 133 milhões com o negócio. O MP afirma que essa cessão de obrigações não foi devidamente esclarecida.
De acordo com a ação, alguns itens desses contratos tiveram superfaturamento de até 11.000%. É o caso da caixa de passagem de alumínio. Na estimativa da Petrobras, cada caixa custa R$ 1.572. O valor de mercado, segundo o MP, é de R$ 13.
Entre os sete ex-funcionários da Petrobras que terão seus sigilos quebrados, dois deles também são acusados de envolvimento em outro esquema, o petrolão, que desviou 10 bilhões da estatal. São eles: Renato Duque, ex-diretor de Engenharia e Serviços, e Pedro Barusco, ex-gerente-executivo de Serviços e Engenharia. Ontem, a Polícia Federal abriu inquérito para apurar a participação da Andrade Gutierrez no petrolão.
Ex-funcionários da Petrobras que terão os sigilos fiscal e bancário quebrados:
- José Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras
- Renato Duque, ex-diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras
- Pedro Barusco, ex-gerente-executivo de Serviços e Engenharia
- Sérgio Arantes, ex-gerente Setorial de Estimativas de Custos e Prazos
- José Carlos Amigo, ex-gerente de Implementação de Empreendimentos para o Cenpes
- Alexandre da Silva, ex-gerente Setorial de Construção e Montagem do Cenpes
- Antônio Perrota, responsável pela elaboração dos orçamentos dos contratos
- Guilherme Neri, responsável pela elaboração dos orçamentos dos contratos
Abaixo, trechos da decisão da 5ª Vara da Fazenda Pública do Rio de Janeiro:
 
Pedido de liminar (Foto: reprodução)

Pedido de liminar (Foto: reprodução)

Pedido de liminar (Foto: reprodução)

Sindicato diz que greve da Saúde vai fechar unidades e atender apenas emergências


Por Felipe Ribeiro

Com greve marcada para a próxima segunda-feira (2), servidores públicos do Sistema Único de Saúde (SUS) de Curitiba prometem fechar as unidades básicas de saúde e manter o atendimento apenas de urgência e emergência nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Em entrevista àBanda B nesta quarta-feira (28), a coordenadora geral do Sindicato dos Servidores de Saúde (Sismuc), Ana Paula Cozzolino, disse que a Prefeitura vem agindo com descaso com a categoria, o que faz com que os servidores não tenham alternativa. A Prefeitura de Curitiba, por sua vez afirmou que, em caso de paralisação, a Secretaria Municipal da Saúde irá garantir o funcionamento dos serviços conforme recomendação do Ministério Público encaminhada ao Sismuc, ou seja, com manutenção de 100% do atendimento de urgência e emergência nas unidades de pronto atendimento (UPAs)
grevesaude
Foto: Divulgação
Segundo o Sismuc, além da Saúde que estará em greve na segunda-feira, os demais servidores iniciam estado de greve e podem paralisar a qualquer momento. “Infelizmente não avançamos nas negociações e a Prefeitura chegou a faltar algumas reuniões que poderiam impedir o ato”, disse Cozzolino.
Segundo a sindicalista, a principal reivindicação dos servidores é um possível calote da administração municipal, provocado por um decreto do prefeito Gustavo Fruet assinado em dezembro de 2014. “Este decreto se resume a um calote que revoga uma série de acordos no avanço do piso dos trabalhadores que não foram cumpridos. Eles adiam os avanços e ainda querem parcelar em quatro vezes e isso nós não aceitamos”, afirmou.
Entre outros pedidos da categoria são a sobrecarga por falta de novos concursos públicos; ameaça de banco de horas e do não pagamento de horas trabalhadas; possibilidade de arrocho salarial na Estratégia de Saúde da Família; não enquadramento de auxiliares em técnicos de enfermagem; não reajuste dos dentistas; e falta de condições mínimas de trabalho em todas as unidades.
Outro lado
Banda B entrou em contato com a Prefeitura de Curitiba, que informou que não foi notificada oficialmente da intenção de greve. Em caso de paralisação, a Secretaria Municipal da Saúde irá garantir o funcionamento dos serviços conforme recomendação do Ministério Público encaminhada ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc), ou seja, com manutenção de 100% do atendimento de urgência e emergência nas unidades de pronto atendimento (UPAs). Além disso, as unidades básicas de saúde que aderirem terão de manter 30% da assistência à população, com atendimento dos casos agudos e reagendamento de consultas eletivas.
As reivindicações apresentadas pelo sindicato foram atendidas e, portanto, a Prefeitura não vê motivos para a paralisação dos serviços, com prejuízo evidente para a população que depende dos serviços públicos de saúde.
Horas extras serão pagas no fim deste mês, como pode inclusive ser verificado nos contracheques on-line dos trabalhadores. O decreto em questão não revogou reajuste salarial previsto em lei e garante o seu pagamento no mês de março, de forma retroativa a partir de janeiro, inclusive com correção monetária. A Prefeitura lançou edital do processo seletivo para os serviços de urgência e emergência da saúde, cuja prova ocorrerá no próximo dia 31, e há perspectiva da realização de concurso público para reforçar o quadro de servidores da Saúde ainda no primeiro semestre deste ano.
Vale salientar que a atual gestão já assegurou avanços salariais e conquistas para a categoria, como a jornada semanal de 30h para os cargos da saúde e o fortalecimento do vencimento básico, da carreira e da possibilidade de aposentadoria digna.

Investigador que ‘dava a vida’ em plantões do Ciac-Sul morre em Curitiba


Da Redação

O investigador Arli Aparecido da Silva da Polícia Civil do Paraná morreu no último final de semana, após ser internado devido à complicações de saúde. Ele fazia plantão no Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac-Sul) de Curitiba durante as madrugadas.
arli
(Foto: Reprodução/Facebook)
O sepultamento deve acontecer às 16h desta quarta-feira (28) no Cemitério do Umbará. Os detalhes da causa da morte não foram divulgados.
“Ele era muito dedicado, dificilmente faltava ao trabalho e era sempre muito solícito com a imprensa. Perdi a conta de quantas vezes me encontrei com ele no Ciac durante os meus plantões de madrugada”, declarou o repórter da Banda B, Antônio Nascimento, que conheceu Silva.
Alguns policiais que estiveram no velório do investigador reclamaram de um possível descaso com a homenagem ao falecido por parte da Polícia Civil. “Não havia nenhuma viatura policial, como é de praxe nessas ocasiões, ou coroas de flores. Ele ‘dava a vida’ pelo trabalho e merecia”, concluiu um dos presentes, que preferiu não se identificar.
No site oficial da Polícia Civil, a assessoria de imprensa colocou uma nota de pesar, que pode ser conferida abaixo:
É com pesar que informamos o falecimento de Arli Aparecido da Silva, velório na residência – Rua Pérola do Oeste, 174 – Sitio Cercado. Sepultamento 16:00 – Cemitério do  Umbará.
.

Acidente entre carro e caminhão de lixo deixa duas mulheres feridas em Curitiba


Da Redação
acidente-caminhao-de-lixo
(Foto: Facebook/Polícia Integrada: https://www.facebook.com/policiaintegrada)

acidente-caminhao-de-lixo2
(Foto: Facebook/Polícia Integrada)
Um acidente entre um carro Duster e umcaminhão de lixo da Prefeitura deixou duas mulheres feridas no bairro Prado Velho, emCuritiba, na tarde desta quarta-feira (28). O caso aconteceu no cruzamento das ruas Iapó com a Brasílio Itiberê.
Apesar do forte impacto da batida no carro, as vítimas sofreram apenas ferimentos leves. Elas foram socorridas pelo Siate e encaminhadas para o hospital.
Os detalhes da ocorrência não foram divulgados. As fotos foram disponibilizadas pela página daPolícia Integrada no Facebook.

Incêndio em fábrica de aromatizantes no Cajuru assusta moradores

Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

Um incêndio em uma fábrica de aromatizantes destruiu um galpão com produtos químicos na madrugada desta quarta-feira (27) no bairro Cajuru, em Curitiba. O fogo se alastrou rapidamente e os moradores acionaram o Corpo de Bombeiros para evitar que as chamas invadissem as residências vizinhas. Nenhum funcionário ou morador se feriu com o fogo.
A fábrica fica às margens da BR-277, na rua Amador Bueno, e o fogo começou por volta das 4 horas quando vizinhos ouviram estalos e viram as chamas. Cinco caminhões do Corpo de Bombeiros (CB) foram acionados para irem até o local. De acordo com o capitão Freitas do CB, a chuva da noite e da madrugada contribuiu para o trabalho dos bombeiros. “A nossa preocupação principal foi não deixar que as chamas pudessem invadir as casas vizinhas e se alastrar”, disse. A causa do incêndio por ter sido um curto circuito dentro da fábrica.
Os produtos de dentro da fábrica tinham alto teor inflamável como álcool, parafina e outros, mas não houve explosão. Bombeiros fizeram o trabalho de rescaldo e o fogo não se alastrou. O Corpo de Bombeiros analisa as causas do incêndio.
.

Golpe de diretor de banco chegaria a R$ 3 milhões; prisão pode acontecer a qualquer momento


Da Redação


Ainda mantido em sigilo absoluto pela Polícia Civil, a fraude do diretor de um grande banco, que trabalha e mora em Curitiba, gira em valor próximo a R$ 3 milhões, segundo fonte ligada àBanda B. Durante um longo período de tempo, o funcionário do alto escalação agia contra aprópria instituição que trabalha. Como até a manhã desta quarta-feira (28) a prisão não foi realizada o nome do suspeito e também da instituição bancária não foram divulgados.
Ontem pela manhã, o condomínio fechado em que o diretor mora, na Rua Eduardo Sprada, no bairro Campo Comprido, foi vasculhado pela Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (Dedec). Pelo microblog twitter, um seguidor do Portal da Banda B afirmou. “Vi uma movimentação grande da polícia e de um carro da imprensa em frente ao condomínio na Eduardo Sprada”, comentou.
Uma fonte da Banda B passou detalhes do caso. Em breve o diretor pode ser preso. Ainda não se sabe quando, já que a Dedec aguarda que um mandado de prisão seja expedido pelo sistema judiciário.

Marcos e Belutti, Thiaguinho e Munhoz e Mariano serão as atrações principais da 52ª Festa da Uva


WEBMASTER 22 DE JANEIRO DE 2015

Abertura oficial da Festa e Solenidade de Emancipação Política de Colombo acontece no dia 05 com Missa/show do Padre Cleberson Evangelista

52ª Festa da Uva terá shows nacionais com: Marcos e Belutti, Thiaguinho e Munhoz e Mariano
52ª Festa da Uva terá shows nacionais com: Marcos e Belutti, Thiaguinho e Munhoz e Mariano
A Festa da Uva é um evento realizado pela prefeitura de Colombo, através Secretaria da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, que busca valorizar os agricultores, comerciantes e as tradições do município, oportunizando a divulgação de seus produtos e suas potencialidades. Além disso, outra marca registrada da festa são os shows nacionais que acontecem durante a realização do evento. Neste ano, Marcos e Belutti, Thiaguinho e Munhoz e Mariano prometem animar quem passar pelo Parque Municipal da Uva.
A abertura oficial da Festa acontece no dia 05 de fevereiro (quinta-feira) com Missa/show do Padre Cleberson Evangelista. Neste dia haverá também uma Solenidade de 125 anos de Emancipação Política do município.
Já na sexta-feira, 06, quem sobe ao palco é a dupla Marcos e Belluti que prometem animar os colombenses com o hit “Domingo de manhã”, que figurou como uma das canções mais executadas no ano passado.
No sábado, 07, é a vez do cantor Thiaguinho agitar o público com músicas como: “Caraca, Muleke” e “Sem Você a Vida É Tão Sem Graça”. O paulista, que ganhou notoriedade após integrar o grupo Exalta Samba, vem ao município com a turnê do cd “Outro Dia, Outra História”, terceiro disco da carreira solo.
O último dia da 52ª edição da Festa da Uva será embalado pela dupla Munhoz e Mariano, que com músicas como: “Camaro Amarelo”, “Copo na Mão” e “Seu Bombeiro” prometem animar ainda mais a 52ª Festa da Uva.
Haverá espaço também para a música local. Os músicos que participaram e foram selecionados através da 1ª Seleção de Bandas e Músicos do município se apresentarão durante a realização da festa.

Ingressos
Os ingressos poderão ser adquiridos no dia ou antecipadamente pelo site www.uningressos.com.br, ou ainda pelo telefone (41) 3154-4757.

Serviço
51ª Festa da Uva de Colombo
Local: Parque Municipal da Uva
Endereço: Rua Marechal Floriano Peixoto, 8771 – Centro
Contato: (41)3656-8054 / (41)3656-8040

Veja Mais:

Prefeita BETI PAVIN, e COHAPAR assinam convênio para construção de 272 casas em Colombo


WEBMASTER 27 DE JANEIRO DE 2015

Novas moradias atenderão quem necessita ser realocado e que estão cadastrados na Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação

A prefeita Beti Pavin acompanhada da secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Tosin, assinou dois convênios com o presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, nesta terça-feira (27)
A prefeita Beti Pavin acompanhada da secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Tosin, assinou dois convênios com o presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, nesta terça-feira (27)
Dois convênios assinados nesta terça-feira (27) pela prefeita Beti Pavin e pelo presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Nelson Cordeiro Justus, deverão beneficiar 528 famílias do município. Os projetos preveem a parceria de trabalho entre município, Governo do Paraná, Governo Federal e a construtora CN Menezes, na construção de 272 casas populares com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FGTS) e outras 256 através do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
As novas moradias atenderão dois públicos distintos: as unidades do FAR serão destinadas a realocação de famílias residentes em áreas de risco no município, na Vila Liberdade. Já os imóveis do FGTS servirão para o atendimento via financiamento de moradores cadastrados na Secretaria Municipal do Desenvolvimento Urbano e Habitação do município.
Segundo a prefeita Beti Pavin, o suporte do governo do Estado e do governo federal é determinante para a viabilização das obras. “São projetos aguardados há anos por famílias que residem em condições precárias ou sofrem para pagar aluguel, mas que através da parceria entre o poder público deverão acontecer”, disse.
Para Justus, a parceria representa a reafirmação do compromisso do governo estadual em prestar total suporte aos municípios no planejamento e execução de projetos habitacionais. “O governador Beto Richa encara a habitação popular como uma prioridade do seu governo e a Cohapar está sempre aberta aos municípios para que possamos trabalhar na redução do déficit habitacional do Paraná”, afirmou.
Desde 2011, o trabalho integrado entre governo estadual e prefeitura beneficiou 1.090 famílias do município. Foram construídas 188 casas populares e entregues 902 títulos de propriedade, que representam investimentos de mais de R$ 7 milhões em recursos federais, estaduais e municipais.
Foto: Olga Leiria/Cohapar