Computador do Senado foi usado para ‘limpar’ biografia de Gleisi da Operação Lava Jato


gleisi - wiki
No dia 28 de novembro do ano passado, computadores do Senado foram usados para “limpar” a biografia da senadora Gleisi Hoffmann (PT) na Wikipédia em trechos em que relatavam a ligação da petista com as investigações da Operação Lava Jato.
Na ocasião, o usuário OnlyJonny subtraiu da biografia de Gleisi no site o seguinte trecho: “O doleiro Alberto Youssef, envolvido no esquema investigado pela Operação Lava Jato, afirmou em delação premiada que a campanha política de Gleisi Hoffmann nas eleições de 2010 recebeu R$ 1 milhão. Paulo Roberto Costa também confirmou a acusação, dizendo que o marido de Gleisi, Paulo Bernardo, é que teria solicitado a ajuda deste valor na campanha. Gleisi e e Paulo Bernado negam as acusações.”
A revelação foi feita pelo Brasil WikiEdits, perfil do Twitter que monitora alterações ao Wikipédia feitas a partir de computadores do governo federal, Senado, STF, Câmara, Petrobras e outras empresas e órgãos públicos.

Mulher é vista caminhando seminua em avenida de Porto Alegre


Foto mostra mulher com seios à mostra, sandália e calcinha na Ipiranga.
Capital gaúcha teve outros casos de nudez em público no ano passado.

Do G1 RS
Mulher foi flagrada andando seminua em Porto Alegre (Foto: Andréa Graiz / Agência RBS)Mulher foi flagrada andando seminua em Porto Alegre (Foto: Andréa Graiz / Agência RBS)
Uma mulher foi vista caminhando seminua no início da noite desta segunda-feira (2) na Avenida Ipiranga, em Porto Alegre. A Brigada Militar diz ter recebido um chamado pouco antes das 19h30 afirmando que a mulher caminhava pela avenida, e encaminhou uma equipe ao local. Mais tarde, a polícia informou que não foi gerada uma ocorrência sobre o caso.
Foi o primeiro caso de nudez em público em 2015 na capital gaúcha. No ano passado, quatro casos chegaram a ser registrados em 12 dias, sendo dois deles no dia 9 de novembro. Uma mulher foi fotografada correndo apenas de tênis e boné por ruas do Centro da cidade horas antes de uma “corrida pelada” ser convocada pelas redes sociais. O evento acabou com a caminhada de apenas um homem nu.
No dia 30 de outubro, o primeiro caso foi registrado no Parque Moinhos de Vento, o Parcão, quando uma mulher praticou corrida nua até ser detida pela Brigada Militar. Uma semana depois, a lutadora de MMA que se identificou como Betina Baino repetiu a cena ao percorrer pelada um longo trecho da Terceira Perimetral em meio à chuva e aos carros. Ela também foi detida pela polícia e levada para atendimento em um posto de saúde.

Alguns eventos de nudez coletiva que não deram certo
-  O primeiro ato de nudez coletiva foi marcado para o dia 9 de novembro na Terceira Perimetral e contou com 3,6 mil confirmações de presença no Facebook. Apenas 15 pessoas compareceram e um único homem tirou a roupa: o ciclista Aldo Lammel.  
- A “4ª Corrida das Peladas” estava marcada para as 17h de 12 de novembro, quarta-feira, no Parque Moinhos de Vento, o Parcão. Ninguém compareceu ao evento e, nesta data, não houve registro de pessoas nuas no local.
- Embora tenha 18 mil confirmações no Facebook, o “Correr pelada/o em Porto Alegre” não deverá ocorrer. Isso porque a organizadora do evento, marcado para as 10h da manhã de domingo (16) na Redenção, declarou que a situação era uma brincadeira.
- “A Corrida Pelada no Centro Histórico”, também marcada para o domingo (16), foi cancelada porque o organizador acredita que muitas pessoas banalizaram a causa nudista. Em sua manifestação pelas redes sociais, ele prometeu que continuará a lutar pelo nudismo e disse que não “jogou a toalha”.
Mulher corria nua no Parcão, em Porto Alegre (Foto: Diego Vara/Agência RBS)Primeiro caso foi registrado no Parcão (Foto: Diego Vara/Agência RBS)

Motorista bêbado que atropelou duas pessoas responderá por sete crimes


Uma das vítimas, aposentado de 55 anos morreu em Rio Preto (SP).
Outra vítima atropelada é um policial civil, que quebrou o nariz e quadril.

Do G1 Rio Preto e Araçatuba
O motorista embriagado, que matou uma pessoa no trânsito neste fim de semana emSão José do Rio Preto (SP), vai enfrentar um longo processo na Justiça. Ele, segundo a polícia, teria cometido pelo menos sete crimes, como embriaguez ao volante, lesão corporal, omissão de socorro, fuga do local do acidente, resistência a prisão, homicídio culposo e comunicação falsa de crime.
O motorista saiu de casa bêbado, atropelou um aposentado e depois um policial Civil. Ele fugiu dos dois acidentes e testemunhas começam a ser ouvidas nesta terça-feira (2). Bastante machucado e com dificuldade para falar, o policial civil Guilherme Gama Santos conta como foi derrubado e atropelado pelo motorista bêbado. “Percebi que ele estava me seguindo e fui reduzir um pouco, porque achei que ele iria tirar satisfação comigo sobre alguma coisa. Quando olhei para trás ele me atropelou , eu caí no chão e ele passou com o carro por cima de mim”, afirma a vítima.


O motorista, identificado pela polícia horas depois, tem 26 anos e é suspeito de ter atropelado outra pessoa, minutos antes, a 20 metros da garagem de casa. Um aposentado, de 55 anos, atravessava a rua, quando foi atingido. O carro do suspeito estava amassado na frente, atrás e embaixo. O jovem foi preso por homicídio culposo, lesão corporal e omissão de socorro.
O policial passou por cirurgias no nariz e no quadril. O trecho da avenida em que Guilherme foi atropelado é de mão simples e não é tão movimentado aos fins de semana. A rua é muito bem iluminada e sinalizada, com faixas e placas que limitam a velocidade a 30 km/h.
Na delegacia, ele confessou ter bebido. O motorista está preso na cadeia de Catanduva (SP). “O carro foi anotado por uma testemunha e partir daí a polícia começou a investigação e conseguiu localizá-lo. Ele ofereceu resistência, agrediu um policial, mas acabou sendo dominado e autuado em flagrante. Entre o primeiro e segundo acidente, ele ligou para a polícia e disse que o carro tinha sido furtado, na tentativa de se livrar de responsabilidade”, afirma o delegado Renato Pupo.
Para o Ministério Público, motoristas bêbados devem responder por dolo eventual, quando a pessoa assume o risco de matar. Segundo o promotor, 90% dos casos terminam na condenação do réu.“Há indícios fortes que a pessoa responderá por dolo eventual e irá a júri, uma pena de 6 a 12 anos ou de 12 a 30 anos”, afirma o promotor José Heitor dos Santos.
Motorista confessou que bebeu antes de dirigir (Foto: Reprodução / TV TEM)Motorista confessou que bebeu antes de dirigir (Foto: Reprodução / TV TEM)

Brasileira grávida é assassinada na Austrália


Fabiana-Brock Palhares Foto: Reprodução / Facebook
Fabrício Provenzano

Uma brasileira grávida foi assassinada em Varsity Lakes, na Austrália, na tarde desta segunda-feira (horário local). Segundo informações de jornais locais, Fabiana-Brock Palhares, de 35 anos, foi encontrada em casa pela polícia com ferimentos na cabeça causados por um tipo de machadinha. Ela chegou a ser socorrida e levada para um hospital da região, mas não resistiu. Um homem de 34 anos, ainda não identificado, que seria um ex-companheiro dela, foi preso, acusado de homicídio.
Uma parente de Fabiana informou que a brasileira morava fora há dez anos e que algum outro familiar deve ir até a Austrália para acompanhar o caso.
Fabiana-Brock Palhares
Fabiana-Brock Palhares Foto: Reprodução / Facebook
De acordo com a imprensa australiana, Fabiana estaria nas primeiras semanas de gestação. O acusado do crime foi preso, através de uma busca na região, logo após a mulher ser socorrida. Ele estava dentro de um carro. Nesta terça-feira, ele deve comparecer em juízo para ouvir as acusações pelo crime.
Testemunha flagrou momento da prisão do acusado pelo crime
Testemunha flagrou momento da prisão do acusado pelo crime Foto: Reprodução / Twitter / @tomforbesGC
Sobre o assassinato, o investigador da polícia local Marc Hogan comentou: “Há uma indicação de que assuntos domésticos estejam envolvidos”. O assassinato chocou a comunidade onde Fabiana morava. “É de partir o coração. Eu lamento muito pela família dela”, comentou uma vizinha para o site ABC News.
A casa onde o crime aconteceu está fechada para o trabalho de perícia. O Itamarity ainda vai se pronunciar o caso.
Vizinhos ficaram em choque pelo assassinato


Pistoleiras aterrorizam funcionárias e fogem com lingeries de sex shop; assista ao vídeo


Por Luiz Henrique de Oliveira


Duas mulheres armadas, com o que seria uma pistola, assaltaram um sex shop no bairro Nações, em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, na última quinta-feira (29). A Banda B conseguiu as imagens de toda a ação das assaltantes nesta segunda-feira (2) e divulga para ajudar na prisão.
Segundo o relato de funcionárias do local, as mulheres estacionaram um Fiat Uno prata em frente ao comércio e se portaram por alguns minutos como clientes. Em determinado momento, as duas deram voz de assalto e renderam duas funcionárias que estavam no local. As marginais fugiram com o dinheiro do caixa, celulares das funcionárias e várias peças de lingerie.
Ainda de acordo com as vítimas, as mulheres escolheram justamente as peças mais caras e pouparam os vibradores disponíveis no comércio.
Quem souber a identidade das suspeitas pode procurar a Delegacia de Fazenda Rio Grande pelo telefone: 3627140
Assista a ação das assaltantes no vídeo abaixo:



Tenente e três soldados da PM são presos logo após expediente em Curitiba


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha

Um jovem tenente da área operacional da Polícia Militar (PM) e três soldados foram presos em Curitiba, na tarde desta segunda-feira (2). Eles são acusados do crime de peculato, em que um servidor público se apropria de valores ou bens móveis que possui justamente devido ao cargo que exerce.
A informação foi confirmada pela PM, que informou que os nomes e o Batalhão dos acusados não serão divulgados. A corporação ainda declarou que não compactua com esse tipo de ação e que todas as medidas cabíveis serão tomadas no caso.
Mais detalhes sobre o crime não foram repassados.

Presidente da FCC é detido por desacato durante confusão no ‘Carnavibe’ e critica ação da PM


Por Luiz Henrique de Oliveira


O presidente da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Marcos Cordiolli, foi um dos dois detidos durante a confusão que aconteceu no ‘Carnavibe’, no Centro de Curitiba, na noite deste domingo (2). Em entrevista à Banda B, Cordiolli, que é o responsável pela organização dos eventos do Pré-Carnaval na capital, criticou a ação da Polícia Militar (PM) e explicou o motivo de ter sido encaminhado ao 1° Distrito Policial (1°DP).
“Houve um certo exagero na ação, porque não constatamos reclamações das pessoas por conta de vandalismo, o que sabemos é que houve uma vidraça quebrada na Marechal Deodoro. Eu fui explicar ao oficial da PM que dentro do espaço do evento a situação estava sob controle e ele me deu voz de prisão por desacato, porque eu estaria atrapalhando a tropa”, explicou Cordiolli.
cordi
Cordiolli foi detido por desacato aos policiais militares (Foto: Divulgação Bienal de Curitiba)
O presidente da FCC também explicou porque pessoas pularam as catracas nas estações centrais. “Quem saltou a catraca o fez porque houve um correria grande, em uma ação exagerada, porque ali não havia grupo de vândalos. Ninguém ficou ferido e sabemos que uma pessoa, além de mim, foi detida, por jogar uma garrafa contra um policial militar”, acrescentou.
Por fim, Cordiolli lamentou que a confusão tenha tirado o brilho da festa. “A confusão aconteceu em uma área de fora e foi levada para dentro. Tudo acontecia normalmente. Uma pena”, concluiu.
Confusão
Ao final do pré-carnaval eletrônico da marechal neste domingo, a tropa da Polícia Militar precisou intervir e entrar em confronto com freqüentadores do evento. A intervenção, com o apoio da Guarda Municipal, aconteceu depois que a multidão começou a promover atos de vandalismo no final da festa, realizada na Avenida Marechal Deodoro. Foi necessário o uso de bombas de efeito moral para conter algumas pessoas que estavam no local. Porém, a PM não confirma oficialmente o uso de bombas e diz que a confusão foi controlada rapidamente.
Testemunhas relataram que vitrines de algumas lojas foram danificadas com o uso de pedras e chutes. Por volta das 20h30, também houve registro de gente pulando a catraca em estações-tubo e entrando nos ônibus sem pagar. O evento, parte do pré-carnaval curitibano, reuniu cerca de 40 mil pessoas na Avenida Marechal Deodoro ao longo da tarde e início da noite deste domingo, segundo estimativa da prefeitura. Ninguém ficou ferido ou foi preso.

Com armamento pesado, quadrilha rouba carga milionária em Viracopos


Bandidos entraram no terminal de cargas na madrugada desta segunda.
Processadores de dados foram levados, segundo polícia.

Do G1 Campinas e Região
Com armamento pesado, uma quadrilha invadiu o terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), na madrugada desta segunda-feira (2).
Terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (Foto: Aeroporto Internacional de Viracopos)Terminal de cargas foi invadido na madrugada
(Foto:Aeroporto Internacional de Viracopos)
De acordo com as primeiras informações divulgadas pela polícia, os ladrões teriam levado caixas com placas de processadores de dados da multinacional de tecnologia Motorola, de valor milionário.
No entanto, a assessoria da empresa  informou ao G1 que a carga pertence à Flextronics, fabricante de componentes eletrônicos localizada onde funcionava a fábrica da Motorola em Jaguariúna (SP), que possui a multinacional como um dos clientes.
A assessoria de imprensa da Flextronics não soube precisar se a carga era destinada à Motorola e informou que vai colaborar com as investigações. Já a multinacional informou que não esperava essa carga.
Ação rápida
Em dois veículos, pelo menos oito integrantes chegaram ao local e renderam os vigilantes do terminal, na área de importação. Eles estavam armados com fuzis e metralhadoras, segundo a polícia. A ação durou cerca de quatro minutos. Nenhum tiro foi disparado e ninguém ficou ferido.
De acordo com a concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, a carga de 70 kg estava dividida em quatro caixas. Segundo a polícia, em um primeiro momento, a carga foi avaliada em cerca de U$ 4 milhões. O valor foi corrigido pela Polícia Federal e se tratam de U$ 2 milhões, o equivalente a quase R$ 6 milhões.
Em nota, a concessionária informou que "as polícias Federal, Civil e Militar, além da Receita Federal, foram imediatamente acionadas e apuram o crime. O aeroporto colabora com as investigações e já disponibilizou as imagens das câmeras de segurança".
A Polícia Federal já está com imagens do circuito interno de segurança do terminal e procura os criminosos.

Motorista bate Porsche em árvore no DF três dias após comprar o carro


Veículo pertencia ao pai dele; seguro foi feito um dia antes da batida.
Carro ficou com frente destruída; acidente foi no sábado, no Lago Sul.

Do G1 DF
Porsche Boxster ficou com a frente destruída após bater em árvore na QI 9 no Lago Sul, no DF (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)Porsche Boxster ficou com a frente destruída após bater em árvore na QI 9 no Lago Sul, no DF (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Um motorista de 23 anos que conduzia um Porsche Boxster colidiu de frente com uma árvore no Lago Sul, no Distrito Federal. O acidente ocorreu próximo à quadra QI 9 da região administrativa na tarde do último sábado (31).
Segundo a Polícia Militar, o veículo foi comprado três dias antes da batida e pertencia ao pai do motorista. O seguro foi feito no dia anterior.

A PM não soube informar se o jovem ficou ferido. O
 G1 não conseguiu contato com o Corpo de Bombeiros.De acordo com a corporação, o motorista perdeu o controle do carro e só conseguiu parar quando bateu na árvore. O veículo, que custa a partir de R$ 350 mil, ficou com a frente destruída.

Delegado da Polícia Civil troca tiros com bandido em tentativa de assalto no São Francisco


Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique


(Fotos: BH/Banda B)

O delegado da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) Guilherme Rangel trocou tiros com um assaltante na manhã desta segunda-feira (2), no bairro São Francisco, em Curitiba. O bandido acabou baleado, mas, mesmo assim, conseguiu fugir. Várias viaturas da Polícia Militar (PM), da Guarda Municipal (GM) e da Polícia Civil (PC) estão no local para tentar encontrar o suspeito.
delegado-rangel
Camiseta suja de sangue do bandido. Foto: BH/Banda B
A confusão aconteceu na rua Celestino Júnior no momento em que o delegado voltava para o carro dele, após sair de um estabelecimento comercial. O bandido deu voz de assalto e pediu as chaves do carro do delegado, um Cruze. Houve disparos de arma de fogo no momento em que o bandido entrou no carro. Ele foi atingido, abandonou o carro e correu em direção a um Kia Cerato, de cor branca, que dava cobertura próximo ao local.
A pistola usava pelo bandido, uma 24/7 de uso restrito, foi encontrada no banco do passageiro do Cruze. A camiseta, machada de sangue, também foi deixada no local. O Cerato seguiu em direção ao Cemitério Municipal São Francisco de Paula.
Nenhuma vítima foi ferida e o local está isolado para patrulhamento da polícia. Todos os hospitais, UPA’s e unidades de saúde estão sendo monitorados.
Outra
Em menos de cinco dias, esse foi o segundo caso envolvendo delegados em tentativas de assalto. Na última quinta-feira (29), um assaltante de 39 anos foi baleado após tentar roubar um delegado da Polícia Federal, no Centro de Curitiba.
De acordo com a polícia, o delegado saía do prédio da Procuradoria Geral da República acompanhado de um agente, quando recebeu a abordagem no cruzamento das ruas Marechal Deodoro e Mariano Torres. Segundo os policiais federais, o bandido estava foragido da justiça e usava tornozeleira eletrônica.

Moradora critica Pré-Carnaval eletrônico e dispara: “Usavam drogas como se fossem liberadas”


Por Luiz Henrique de Oliveira
sujeiradento
Moradora ficou indignada com sujeira e uso de drogas de frequentadores (Foto: Arquivo Pessoal)

Moradora em um prédio na Rua Marechal Deodoro, no Centro de Curitiba, a advogada Elizabete Vieira Dias procurou a reportagem da Banda B para mostrar indignação com o que viu neste domingo (2), durante o Pré-Carnaval eletrônico organizado pela Prefeitura de Curitiba, o ‘Carnavibe’. Segundo Elizabete, as drogas eram consumidas como se fossem liberadas e sem nenhuma fiscalização por parte dos órgãos de Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR).
“Era incrível a quantidade de pessoas usando drogas e alcoolizadas. Sem nenhuma educação o lixo era jogado na rua, agora pela manhã tudo está limpo, mas o cheiro de álcool estava no meu apartamento até o início da madrugada”, disse a moradora no quarto andar de um prédio na Marechal.
Elizabete lamentou que um evento público seja frequentado por pessoas que querem apenas ficar ‘malucas de drogas’. “A Fundação Cultural de Curitiba diz que é um evento de família, mas é uma mentira. O cheiro de maconha era forte e eles usavam outras drogas também. Lamentável se gastar com um evento que tenha esse tipo de finalidade”, descreveu.
Ainda de acordo com a advogada, na semana passada, durante o Garibaldis e Sacis, não houve tanto uso de drogas. “O pessoal abusou na bebida e fez bagunça, mas nem se compara ao que aconteceu ontem”, concluiu.
Confusão
Ao final do pré-carnaval eletrônico da marechal neste domingo, a tropa da Polícia Militar precisou intervir e entrar em confronto com freqüentadores do evento. A intervenção, com o apoio da Guarda Municipal, aconteceu depois que a multidão começou a promover atos de vandalismo no final da festa, realizada na Avenida Marechal Deodoro. Foi necessário o uso de bombas de efeito moral para conter algumas pessoas que estavam no local. Porém, a PM não confirma oficialmente o uso de bombas e diz que a confusão foi controlada rapidamente.
Testemunhas relataram que vitrines de algumas lojas foram danificadas com o uso de pedras e chutes. Por volta das 20h30, também houve registro de gente pulando a catraca em estações-tubo e entrando nos ônibus sem pagar. O evento, parte do pré-carnaval curitibano, reuniu cerca de 40 mil pessoas na Avenida Marechal Deodoro ao longo da tarde e início da noite deste domingo, segundo estimativa da prefeitura. Ninguém ficou ferido ou foi preso.

Servidores da Saúde protestam em frente à Câmara, mas greve não fecha unidades


Redação

servidores
Servidores reunidos em frente à Câmara. Foto: BH/Banda B

No primeiro dia de greve, os servidores públicos do Sistema Único de Saúde (SUS) de Curitiba se reúnem na manhã desta segunda-feira (2) em frente à Câmara Municipal, no Centro da cidade, para protestar. Os atendimentos de urgência e de emergência estão mantidos e, apesar do Sindicato dos Servidores Municipais (Sismuc) anunciar o fechamento das unidades básicas para hoje, todas as unidades permanecem abertas e funcionam normalmente. Em nota, a prefeitura de Curitiba informou que o atendimento não foi prejudicado pelo movimento e foi registrada ausência de 2,47% dos servidores da saúde. As Unidades de pronto Atendimento (UPAS) também não são afetadas pelo movimento.
A categoria anunciou que fecharia as unidades básicas em protesto contra um possível calote da administração municipal, provocado por um decreto do prefeito Gustavo Fruet assinado em dezembro de 2014. “Este decreto se resume a um calote que revoga uma série de acordos no avanço do piso dos trabalhadores que não foram cumpridos. Eles adiam os avanços e ainda querem parcelar em quatro vezes e isso nós não aceitamos”, afirmou a coordenadora geral do Sindicato dos Servidores de Saúde (Sismuc), Ana Paula Cozzolino.
Os servidores se reúnem em frente à Câmara para aguardar a chegada do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, que vai participar da abertura dos trabalhos legislativos da Câmara Municipal. Servidores de outras áreas como, por exemplo, educação, também se somaram aos da saúde para aguardar o prefeito sob gritos de protesto.
Outro lado
Em nota, divulgada nesta segunda-feira (2), a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba informa que todas as unidades de saúde e unidades de pronto atendimento (UPAs) de Curitiba estão abertas e que naquelas unidades em que houve adesão à mobilização convocada pelo sindicato dos servidores, foram mantidos o atendimento e encaminhamento dos casos agudos, bem como, quando necessário, o reagendamento de casos eletivos. Nas UPAs e no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), os serviços operam com capacidade total, conforme recomendação do Ministério Público.
A nota diz ainda que a  Prefeitura de Curitiba salienta que todos os avanços de carreira definidos em 2014 para os servidores da Saúde estão garantidos. A respeito das reivindicações do sindicato dos servidores, a Prefeitura informa que:
■ Horas extras referentes a dezembro foram pagas no fim de janeiro. Todas as horas extras realizadas em 2014 serão quitadas a partir de fevereiro.
■ O reajuste salarial dos servidores da Saúde será pago em março, retroativo a janeiro, e corrigido pela inflação, ou seja, nenhum servidor terá perda salarial.
■ A Prefeitura abriu processo seletivo para os serviços de urgência e emergência da saúde. A prova aconteceu neste sábado (31). Também haverá realização de concurso público para reforçar o quadro de servidores da Saúde ainda no primeiro semestre deste ano.
■ Os novos pisos salariais serão implantados em março e corrigidos retroativamente até a data disposta na legislação, sem qualquer prejuízo para os servidores.
■ O processo de enquadramento de Auxiliares de Enfermagem em Técnicos de Enfermagem e a elevação do Auxiliar de Saúde Bucal para o nível médio da tabela salarial terá início em fevereiro.
■ A substituição da gratificação IDQ pelo QualificaSUS, com parcela do valor incorporada ao vencimento base do servidor – o que se reflete na evolução da carreira e no cálculo da aposentadoria –, ocorrerá em março, bem como a criação da gratificação por difícil provimento, com pagamento também retroativo e corrigido.
A Prefeitura de Curitiba informa que mantém abertos os canais de diálogo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc) e frisa ainda que a atual gestão já assegurou avanços salariais e outras conquistas para os servidores da Saúde, como a redução da jornada de trabalho para 30 horas por semana, o fortalecimento do vencimento básico, da carreira e da possibilidade de aposentadoria digna, e o aumento dos pisos remuneratórios — que, desde janeiro de 2013, foram reajustados em índices de 18% a 32% para categorias como a de enfermeiros, dentistas e médicos.


Em nota, a Prefeitura declarou que as reivindicações foram atendidas e que não vê motivos para a paralisação dos serviços. Segue texto na íntegra:
“Horas extras serão pagas no fim deste mês, como pode inclusive ser verificado nos contracheques on-line dos trabalhadores. O decreto em questão não revogou reajuste salarial previsto em lei e garante o seu pagamento no mês de março, de forma retroativa a partir de janeiro, inclusive com correção monetária. A Prefeitura lançou edital do processo seletivo para os serviços de urgência e emergência da saúde, cuja prova ocorrerá no próximo dia 31, e há perspectiva da realização de concurso público para reforçar o quadro de servidores da Saúde ainda no primeiro semestre deste ano. Vale salientar que a atual gestão já assegurou avanços salariais e conquistas para a categoria, como a jornada semanal de 30h para os cargos da saúde e o fortalecimento do vencimento básico, da carreira e da possibilidade de aposentadoria digna.”

Carro sai de pista e dois jovens morrem na hora em acidente no interior do PR


acidente dentro
Mayara e Rafael morreram no acidente (Fotos: Facebook)

Dois jovens morreram em um acidente registrado por volta das 19 horas deste domingo (1), na rodovia BR-373, perímetro urbano de Coronel Vivida, sentido a Guarapuava. Um veículo Celta, placas de Coronel Vivida, saiu da pista em uma curva e bateu contra uma árvore as margens da rodovia.
acidente dentro 2
Carro ficou destruído (Foto: Adelino Guimarães)
Cinco jovens estavam no veículo. Mayara Signorim, de 18 anos, morreu na hora. Rafael Zamarchi, de 21, foi encaminhado a UPA com ferimentos graves e faleceu por volta das 21h30. Eliéser Gomes do Amaral, de 20, Inês Michelli da Fonseca, de 18, foram encaminhados para hospitais em Pato Branco. Helen Caroline Fonseca, 16 anos, foi socorrida a UPA.
Na página no facebook das duas vítimas, amigos deixam mensagens de luto.

Prédio que desabou no Centro do Rio não deixou vítimas, diz Defesa Civil


Edifício de quatro pavimentos, perto da Rua do Acre, estava em obras.
Apenas fachada do estabelecimento não caiu.

Janaína CarvalhoDo G1 Rio
A Defesa Civil confirmou na manhã desta segunda-feira (2) que não houve vítimas nodesabamento de um prédio de quatro pavimentos no Centro do Rio. Como mostrou o Bom Dia Rio, o imóvel, onde funcionava um bar na parte térrea, fica entre a Travessa do Liceu e a Rua do Acre. O incidente ocorreu por volta de 0h e apenas a fachada do estabelecimento não caiu.
Por volta das 6h20, equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros ainda trabalhavam no local. Uma restroescavadeira e uma máquina de perfuração estão sendo utilizadas para retirar os escombros e facilitar o trabalho resgate. De acordo com testemunhas, a obra "já durava bastante tempo e os trabalhadores costumavam dormir no local". A Defesa Civil investiga se uma obra no quarto andar do prédio tinha autorização — segundo vizinhos, a intervenção seria para erguer um novo andar. O dono do prédio acompanhava o trabalho da Defesa Civil, mas não quis falar com a imprensa.
No mesmo horário, uma das duas pistas da Rua do Acre estava interditada. Agentes da CET-Rio estavam no local ajudando no trânsito.

Os escombros cairam sobre o telhado de uma academia que fica ao lado do prédio, mas de acordo com a Defesa Civil não há danos estruturais no imóvel vizinho. Um outro edifício vizinho, de 10 andares, não foi atingido. O responsável pelo imóvel ainda não compareceu ao local. O trânsito e a circulação estão bloqueados.

A Defesa Civil informou que o desabamento não tem relação com a forte chuva que atingiu a cidade na noite de domingo.
Prédio tinha quatro pavimentos; não houve vítimas, diz Defesa Civil  (Foto: Janaína Carvalho / G1)Prédio tinha quatro pavimentos; não houve vítimas, diz Defesa Civil (Foto: Janaína Carvalho / G1)
Retroescavadeiras retiram escombros de prédio que desabou  (Foto: Janaína Carvalho / G1)Retroescavadeiras retiram escombros de prédio que desabou (Foto: Janaína Carvalho / G1)