Presidente da Câmara manda cortar abono de faltas por missão partidária


Orientação do presidente da Câmara à Secretaria-Geral da Mesa é que não sejam aceitas mais justificativas de deputados fora do previsto no regimento interno da Casa. Ideia é forçar a presença dos parlamentares às quintas-feira

Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Câmara passará a ter sessões nas tardes de quinta-feira após o carnaval
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) resolveu modificar informalmente a forma de abonar a presença dos deputados em plenário. Ele orientou a Secretaria-Geral da Mesa a endurecer a cobrança de justificativas em casos de cumprimento de obrigação político-partidária, conforme está previsto no Ato 66/2010, que regulamenta o registro de comparecimento dos parlamentares. A medida valerá a partir de 22 de fevereiro, a semana seguinte ao carnaval.
A ideia de Cunha é que a Câmara volte a ter sessões de votações às quintas-feiras à tarde. Atualmente, os deputados se reúnem apenas nas terças e quartas-feiras. As manhãs de quintas, até o ano passado, eram reservadas para a análise de acordos internacionais. No entanto, sem quorum mínimo para votações, as sessões eram derrubadas sem resultado. Para justificar a falta em uma reunião ordinária, os deputados pediam para seus líderes assinarem a justificativa com base no atendimento de obrigação político-partidária.
O ato da Mesa 66/2010 estabele as hipóteses para um deputado ter a falta justificada. Uma delas é “promover, perante quaisquer autoridades, entidades ou órgãos da administração federal, estadual ou municipal, direta ou indireta e fundacional, os interesses públicos ou reivindicações coletivas de âmbito nacional ou das comunidades representadas”. No entanto, na avaliação de Cunha, havia um abuso por parte de parlamentares neste caso. Por isso, orientou a Secretaria-Geral da Mesa a mudar a análise dos abonos.
Pelo regimento interno, uma falta não justificada resulta em corte de salário. Se o deputado não comparecer a um terço das sessões ordinárias, ele pode perder o mandato. Isso já ocorreu duas vezes na história da Câmara, com os ex-deputados Felipe Cheidde e Mário Bouchardet. As outras previsões continuam. São elas: licença para tratamento de saúde; internado em instituição hospitalar;  em razão de doença grave ou falecimento de pessoa da família, até o segundo grau civil; em desempenho de missão autorizada pela Câmara dos Deputados conforme o art. 226, IV, do Regimento Interno.
Levantamento do Congresso em Foco mostrou que os deputados só estavam obrigados a registrar presença em 113 sessões, mas, em média, cada um deles apareceu para votar apenas 93 vezes – ou seja, 82% dos dias em que a participação em plenário era exigida. Discretíssima melhora de apenas um ponto percentual em relação à média do ano anterior, quando cada deputado marcou presença em 74 dos 91 dias com comparecimento obrigatório. Em 2012, os deputados acumularam 20% mais faltas do que em 2011, outro ano não eleitoral.

Prefeitura de Colombo Informa: Secretaria da Saúde realizará vistorias em estabelecimentos alimentícios


WEBMASTER 4 DE FEVEREIRO DE 2015
A Prefeitura Municipal por meio da Secretaria da Saúde atendendo as exigências do Ministério Público do Estado do Paraná, irá realizar a partir do dia 09, uma vistoria em todos os estabelecimentos comerciais que fabricam ou comercializam gêneros alimentícios para averiguar se a licença sanitária da empresa está vencida.
A Secretaria da Saúde através do departamento de Vigilância Sanitária orienta os empresários do setor a antecipadamente verificarem se a sua licença sanitária está em dia. “Caso não esteja o comerciante deve procurar o quanto antes o setor de protocolo do município para solicitar a renovação”, informou o secretário da pasta, Fernando Aguilera.
O secretário também esclarece que se esta documentação não estiver atualizada, o empresário poderá sofrer sanções. “O comerciante que não buscar a sua regularização junto a Prefeitura correrá o risco de ser notificado ou até mesmo ter seu estabelecimento interditado até que legalize a situação”, alertou.
Os proprietários destes estabelecimentos que desejam ter mais informações ou esclarecimento de dúvidas podem entrar em contato com a Secretaria da Saúde pelos telefones: 41-3656.3606 / 3697 ou pessoalmente na Rua XV de Novembro, 213.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

Pavilhão do Parque da Uva em Colombo ganha homenagem aos imigrantes


WEBMASTER 4 DE FEVEREIRO DE 2015

Painel retrata a vinda dos italianos para o município e busca a valorização cultural dos colombenses

“Imigrantes Italianos” retrata a chegada dos imigrantes ao município e busca a valorização cultural dos colombenses
“Imigrantes Italianos” retrata a chegada dos imigrantes ao município e busca a valorização cultural dos colombenses
Colombo é conhecida por ter a maior colônia italiana do Estado do Paraná e nesta quinta-feira, 05, tem início a maior festa da colônia, a Festa da Uva, que neste ano estará em sua 52ª edição, e um dos palcos do evento estará de cara nova. Trata-se do Pavilhão do Parque da Uva, que acaba de ganhar um painel que homenageia a vinda destes imigrantes para o município.
A obra, que recebeu o nome de “Imigrantes Italianos”, retrata a chegada daqueles que vieram para Colombo em busca de uma nova vida, como conta Cíntia Stapassoli, idealizadora da obra. “O painel busca retratar esse início, após a chegada os imigrantes ao município”, explicou.
Ainda segundo a artista, a intenção é fazer com que cada colombense se enxergue ali e valorize a sua cultura. “Nenhum personagem tem rosto, justamente por que eu queria que todos se identificassem, seja através da nona, da criança ou então do trabalhador. O colombense é um povo batalhador e que não foge da luta”, afirmou.
O Secretário de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Antonio Ricardo Milgioransa, a artista Cíntia Stapassoli e Angela Mottin do departamento de Cultura durante a confecção do painel
O Secretário de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Antonio Ricardo Milgioransa, a artista Cíntia Stapassoli e Angela Mottin do departamento de Cultura durante a confecção do painel
Para Angela Mottin, do Departamento de Cultura, o resgate e a valorização cultural através da representação é o mais importante. “A intenção aqui é contar a nossa história, mas principalmente é valorizar e resgatar a nossa cultura”, disse.
Além de poder ver de perto a obra, os visitantes que vierem para a 52ª Festa poderão assistir apresentações de músicas e danças italianas, participar da 14ª Feira da Indústria, Comércio e Serviços (FEICOM), de feiras gastronômicas e conferir os shows de artistas locais, além das apresentações nacionais, com: Marcos e Belutti, Thiaguinho e Munhoz e Mariano.
Serviço:
52ª Festa da Uva
Data: 05, 06, 07 e 08 de fevereiro
Local: Parque Municipal da Uva
Endereço: Marechal Floriano Peixoto, 8771 – Centro
Dia 05:
Abertura oficial e lançamento do selo comemorativo dos 125 anos de Emancipação Política do município
A partir das 18h30
Ingresso: Um quilo de alimento
Dia 06:
Entrada a partir das 17h
Ingresso: R$ 15
Dia 07:
Entrada a partir das 10h
Ingresso: gratuito das 10 as 13h / das 13 às 17h – R$ 10 / Após as 17h – R$ 20
Dia 08:
Entrada a partir das 10h
Ingresso: gratuito das 10 as 13h / das 13 às 17h – R$ 10 / Após as 17h – R$ 20
Dias 07 e 08:
Museu Municipal Cristóforo Colombo
Memorial da Imigração Italiana
Abertos das 11 às 18h
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Mais informações no Facebook: 52ª Festa da Uva
Foto: João Senechal/PMC

Câmara Municipal de Colombo vai realizar Concurso Público veja as fuçoes



A Câmara já contratou a empresa para a realização do processo de divulgação e realização do concurso


Pensando em suprir a demanda atual de servidores efetivos no Legislativo de Colombo, a Câmara já está com o processo do concurso público em trâmite, com previsão para até o mês de março a divulgação do edital do Concurso.

Serão efetivados 15 novos servidores para os seguintes cargos e respectivas funções: Agente de Gestão Legislativa I, para a função de recepção e portaria, para a função de serviços de zeladoria e para a função de serviços de copa; Agente de Gestão Legislativa II, para a função de condução de veículos; Técnico de Gestão Legislativa, para a função de processo legislativo, assistência contábil e financeira e patrimônio; Analista Legislativo para a função de serviços de planejamento e gestão (sendo que este poderá ser designado para exercer a função de controlador interno); Contador para os serviços de contabilidade pública e Advogado para serviços advocatícios, pareceres e assessoramento.
De acordo com o presidente do Legislativo, vereador prof. Waldirlei Bueno o último concurso público aconteceu em 1986, e hoje se faz necessário o preenchimento de vagas para servidores efetivos. Para que o concurso aconteça, a Câmara já contratou a empresa para a realização do processo de divulgação e realização do concurso. “Quem irá fazer o nosso concurso é a FUNTEF-PR – Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR (antigo CEFET)”, disse o Presidente.

Ainda segundo o Presidente a Fundação foi contrata com dispensa de licitação tendo como base nos termos do artigo 24, inciso XIII da Lei 8.666/93 e instruem o requerimento com a Proposta Técnica nº 201411121 apresentada pela FUNTEF-PR para a realização de concurso público para o provimento de cargos de nível fundamental, médio e superior disponíveis no quadro efetivo da Câmara Municipal de Colombo.
Outras e novas informações serão divulgadas no site da Câmara, www.camaracolombo.pr.gov.br. 

Roberto Carlos chega de conversível avaliado em R$ 800 mil a porto em SP


Cantor embarcou no final da tarde desta quarta-feira, 4, em Santos, no 'Projeto Emoções em Alto Mar', que chega a sua 11ª edição.

Bárbara Vieirado EGO, em Santos
Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)
O cantor Roberto Carlos fez jus ao titulo de rei. Antes de embarcar  no seu cruzeiro "Projeto Emoções em Alto Mar",  no porto de Santos, litoral de São Paulo, na tarde desta quarta-feira, 4, ele chegou dirigindo um conversível Audi R8 Spyder, avaliado em R$ 800 mil.

Não tenho uma coleção só de carros, tenho alguns. Eu gosto"
Ao descer do automóvel, ele acenou para os fãs e disparou para os jornalistas e fotógrafos. "Isso não tem preço", disse ele, acenando para as pessoas no navio. Usando uma camiseta azul e uma calça branca, Roberto foi recebido pelo comandante da embarcação, que lhe entregou um quepe, deixando registrado que o Rei estaria no comando da viagem.

Feito o "ritual" da troca de chapéus entre os "marinheiros", Roberto embarcou e, após um sinal de que o cantor tinha chegado a sua cabine, o navio levantou âncora. O cantor falou com a imprensa e afirmou "é muito gratificante saber que estou nas histórias das pessoas".
Roberto Carlos
Antes de dar uma palhinha da canção "Emoções", Roberto falou de sua paixão por carros: "Não tenho uma coleção só de carros, tenho alguns. Eu gosto", disse ele, com largo sorriso no rosto.

Roberto faz show ainda nesta quarta, às 23h, com o navio atracado em Ilha Bela. Na quinta, o navio segue para Búzios e, na sequência, vai Angra dos Reis, ambos no litoral do Rio de Janeiro. A viagem acontece até o próximo domingo, 8.
*A equipe viajou a convite da produção do evento
  •  
Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)
Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)
Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)
Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)
Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)
Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)
Roberto Carlos (Foto: Ag. News)Roberto Carlos (Foto: Ag. News)
Roberto Carlos (Foto: Ag. News)Roberto Carlos (Foto: Ag. News)
Roberto Carlos (Foto: Celso Tavares/Ego)Roberto Carlos (Foto: Celso Tavares/Ego)
Roberto Carlos (Foto: Celso Tavares/Ego)Roberto Carlos (Foto: Celso Tavares/Ego)
Roberto Carlos (Foto: Celso Tavares/Ego)Roberto Carlos (Foto: Celso Tavares/Ego)
Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)
Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)Roberto Carlos (Foto: Manuela Scarpa / Foto Rio News)
Roberto Carlos (Foto: Paduardo / AgNews)Roberto Carlos (Foto: Paduardo / AgNews)
Roberto Carlos (Foto: Paduardo / AgNews)Roberto Carlos (Foto: Paduardo / AgNews)
Roberto Carlos (Foto: Paduardo / AgNews)Roberto Carlos (Foto: Paduardo / AgNews)

Empresário que matou casal de idosos após perder mulher para o filho deles é preso na RMC


Da Redação com Polícia Civil

Um empresário de 50 anos, acusado de matar um casal de idosos após perder a mulher para o filho deles, foi preso na zona rural de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, durante a manhã desta quarta-feira (4). Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu em setembro do ano passado na Bahia e, desde então, Altamir José Fagundes, de 50 anos, seguia escondido na capital paranaense com a ajuda da família.
empresariobahia
Empresário estava escondido desde setembro (Foto: Juliano Cunha – Banda B)
Fagundes estava em um imóvel abandonado na zona rural de Piraquara. No momento da abordagem, ele ainda chegou a sacar uma pistola contra a equipe de policiais, mas foi prontamente dominado, não tendo sido necessária a realização de disparo.
Ele foi preso e, além da pistola que portava (uma pistola 9 mm, a mesma utilizada para matar o casal), também tinha no interior da residência uma carabina 22, equipada com luneta e silenciador. “Por tal armamento, além do mandado de prisão que havia contra si, expedido pela Bahia, o suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de armamento de uso restrito, e ficará preso à disposição da Justiça”, contou o delegado Cristiano Quintas, da DHPP.
Para a prisão, policiais civis realizaram uma “força-tarefa” integrada pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Delegacia de Piraquara, da Delegacia de Luís Eduardo Magalhães, e do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) conseguiram realizar a prisão.
O crime
No dia 4 de setembro de 2014, Fagundes entrou na residência do casal José Gonçalves Filho, 67 anos, e Aldeni da Silva Lopes, 58 anos, e deu vários disparos de arma de fogo contra o casal, que não teve qualquer chance de reação. O casal chegou a ser socorrido, mas ambos não suportaram os ferimentos e acabaram morrendo. Segundo se apurou, o suspeito teria tido uma desilusão amorosa, pois sua companheira o havia deixado para conviver com o filho do casal. “Enciumado, ele teria ido até a residência das vítimas à procura do filho do casal, mas não o encontrou, e mesmo assim matou os seus pais”, contou o delegado de Piraquara, Haroldo Davison.
O crime comoveu os habitantes de Luís Eduardo Magalhães-BA. O casal de idosos era muito querido na região. Diante da iminência de sua prisão, o suspeito fugiu daquele município diretamente para a Região Metropolitana de Curitiba, onde permanecia escondido com a ajuda de familiares.
Alto risco
A prisão pode ser considerada como sendo de “alto risco”, na medida em que o homem sempre alardeou que reagiria caso alguém o tentasse prendê-lo (o que de fato se confirmou, pois ele chegou a sacar a pistola, mas foi dominado). Além disso, o suspeito era habilidoso no uso de armas, pois já tinha servido o Exército e estava em poder de uma pistola 9 milímetros. “Tratava-se de local na zona rural de Piraquara, o que facilitaria a sua fuga, daí a necessidade da ‘força-tarefa’, inclusive com os policiais do Tigre, dada a complexidade da prisão”, afirmou Quintas, lembrando que quando foi preso o homem estava com R$ 3 mil em dinheiro e a habilitação do irmão falecido, provavelmente se preparando para fugir.
.

Mulher e filha de diretor de banco também estão envolvidas em golpe milionário, diz delegado


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha

A mulher e a filha do ex-diretor do Departamento de Tecnologia da Informação de um banco particular de Curitiba também estão envolvidas em um golpe milionário investigado pela Polícia Civil do Paraná. A informação foi confirmada pelo delegado Wallace Brito, da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC), em entrevista à Banda B na tarde desta quarta-feira (4).
O executivo é suspeito de lucrar a partir de contratos superfaturados com empresas que prestavam serviços para a área onde ele trabalhava. “Ele decidia quem a instituição contratava e tinha um agenciador que direcionava as empresas escolhidas. Por exemplo, em uma atividade de tecnologia que tivesse 10 horas de duração, o ex-diretor exigia que, no papel, fossem colocadas 100 horas para garantir o superfaturamento”, explicou o delegado. As instituições que aceitaram participar também serão responsabilizadas.
Ele ainda usava uma empresa de fachada e outra intermediária para receber propina. Há indícios de que o desvio chegou a R$ 3 milhões. “Nós estamos fazendo uma avaliação das provas para poder notificar e intimar o ex-diretor e as outras cinco pessoas envolvidas, entre elas a esposa e a filha dele. O executivo pode ser indiciado por lavagem de dinheiro, estelionato e superfaturamento de contrato. Estamos juntando elementos para realizar a prisão dele”, concluiu Brito.

Nestor Cerveró passa mal na carceragem da PF e é socorrido pelo Samu


Redação

cervero
Nestor Cerveró esta preso desde janeiro
O ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró passou mal na manhã desta quarta-feira (4) na carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde está preso. Ele teve um pico de pressão arterial e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado para atendê-lo. Cerveró passa agora por avaliação médica e só depois será decidido se ele deverá ser transferido para um hospital.
O Samu informou que o diagnóstico sobre o estado de saúde do paciente não pode ser divulgado sem autorização da família.
Cerveró foi preso em 14 de janeiro de 2015 acusado de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras, investigado pela Operação Lavo Jato da PF. Até o momento, ele se recusa a colaborar com as investigações.
.

Gerente de banco e família sequestrados por bandidos são localizados em posto na BR-116


Da Redação

Um gerente de um banco e a família foram sequestrados por bandidos armados na madrugada desta quarta-feira (4) em Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba. Eles passaram horas nas mãos nos bandidos e foram abandonados por volta das 11 horas em uma região de mata fechada, atrás do posto de combustível Costa Brava, na BR-116. Policiais civis e militares de Curitiba se deslocam até o posto para encontrar as vítimas.
De acordo com o apurado pela Banda B, os bandidos estão em cinco carros e armados com fuzis. Eles levaram o gerente, a mãe e o sobrinho dele até o banco pela manhã. Funcionários que chegavam para trabalhar também eram rendidos pelos marginais, que fizeram a limpa no cofre e fugiram com os três reféns.
Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da PM e do Tigre, grupo da Polícia Civil especializado em sequestro, estão indo até o local para em busca do gerente e dos familiares. Informações preliminares é que os três não estão feridos e conseguiram uma carona até o posto de combustível, local de mais acesso.

Doação oficial ao PT foi feita com recursos desviados da Petrobras, diz empresário


augusto_ribeiro_mendonca
Em depoimento, Augusto Ribeiro Mendonça Neto confirma que Duque mandou pagar propina como doação oficial ao PT
Cleide Carvalho, O Globo
O empresário Augusto Ribeiro Mendonça Neto, do grupo Toyo Setal, confirmou em audiência na 13ª Vara Federal de Curitiba, realizada na segunda-feira, que o então diretor da área de Engenharia e Serviços da Petrobras, Renato Duque, mandou pagar parte da propina negociada nos contratos fechados com a Petrobras em forma de doação oficial ao PT. Segundo ele, no total, as propinas pagas em dois contratos fechados pela empresa somaram cerca de R$ 60 milhões. Os pagamentos de propina a Duque eram feitos em dinheiro vivo, remessas ao exterior e doações oficiais ao PT, explicou. O empresário entregou à Polícia Federal depósitos realizados ao PT no valor de R$ 4,26 milhões.
— O diretor Duque me pediu que fizesse contribuições ao PT decorrente da comissão que havia negociado com ele — afirmou Mendonça Neto.
A Setal fechou dois contratos com a Petrobras nos quais foram pagas propinas. Um deles na Refinaria Duque de Caxias, em parceria com a MPE Montagens Industriais, e o outro na Refinaria Presidente Vargas, no Paraná, no qual a Setal integrou um consórcio com a empreiteira Mendes Junior e a MPE Montagens Industriais. Segundo ele, os contratos foram fechados em 2007 e a propina foi paga durante a execução do contrato, que durou até 2011.

MP e Procon questionam tarifa diferenciada em Curitiba


claudia - silvano
O Ministério Público do Paraná e o Procon questionaram a tarifa diferenciada imposta pelo prefeito Gustavo Fruet (PDT) aos usuários do transporte coletivo em Curitiba (veja, aqui, sobre o aumento). Uma reunião hoje (quarta-feira, 4), às 16 h, entre o Procon, MP e a Urbs tratará do assunto. Em nota, o MP disse que encaminhou uma recomendação à prefeitura para que reconsidere o reajuste diferenciado da tarifa. A orientação da Promotoria de Defesa do Consumidor é que o valor da passagem seja o mesmo, tanto para quem paga em dinheiro como para quem utiliza o “cartão transporte”.
Segundo o promotor de Justiça Maximiliano Ribeiro Deliberador, o serviço prestado é o mesmo, não podendo haver diferenciação na tarifa. Além disso, a promotoria adiantou ao prefeito de que em situações similares, no Rio de Janeiro e em São Paulo, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e o Superior Tribunal de Justiça, respectivamente, consideraram ilegal a diferenciação na tarifa.
“É ilegal esta diferenciação de preço, uma vez que o serviço prestado é o mesmo. Um passageiro que pega um ônibus para se deslocar em qualquer ponto da cidade, ele tem uma mesma prestação de serviço, um mesmo veículo para que seja diferenciado o valor da tarifa para quem paga em dinheiro ou através do vale transporte”, disse a coordenadora do Procon-PR, Claudia Silvano, sobre as tarifas de R$ 3,15 (cartão) e R$ 3,30 (dinheiro).
“Para o mesmo consumidor, mesmo serviço, cobranças diferentes sejam descriminadas, aquele passageiro que esta pagando em dinheiro esta sendo descriminado. Veja, o Procon e o Ministério Público concordam que deva ter um estímulo a utilização do vale-transporte, é mais seguro. Mas não desta forma, impondo o consumidor este sobrepreço a mais de 5% sobre o valor de R$ 3,15, caso o usuário resolva pagar em dinheiro. Nós temos que imaginar que nem todos tem a condição de antecipadamente recarregar seu vale-transporte”, completa.
Segundo a coordenadora, o Procon e o MP não vão aceitar a tarifa diferenciada. “Não vamos aceitar as ponderações desta justificativa sobre a segurança do usuário, a questão da segurança não pode ser imposta ao consumidor, tendo que pagar por isso. Que estimule, faça campanha para estimular aquele consumidor que desejar usar o cartão. Mas agora não cabe alguém a impor esta diferenciação de serviço, para mesma prestação de serviço, mesmo ônibus, mesmo trajeto, mesmo motorista, não é possível que haja esta diferença de preço pra quem paga em dinheiro, ou para o consumidor que paga via cartão”, disse.

Delator diz que pagou R$ 12 milhões de propina a ex-diretor da Petrobras


Agência Brasil

O ex-consultor da empresa Toyo Setal Júlio Gerin Almeida Camargo confirmou, em depoimento prestado nesta terça-feira (3) perante a Justiça Federal que pagou R$ 12 milhões ao ex-diretor de Serviços e Engenharia da Petrobras Renato Duque. De acordo com delator, durante a gestão de Duque e do ex-gerente Pedro Barusco, as empreiteiras deveriam pagar 1% dos valores dos contratos com a estatal.
No depoimento, Camargo afirmou que atuou para garantir que o consórcio formado pela Camargo Correa e a Setal Óleo e Gás assinasse um contrato com a estatal para a ampliação da Refinaria Presidente Getulio Vargas (Repar), em Araucária, no Paraná, obra orçada em R$ 2,4 bilhões.
De acordo com o delator, quem não pagasse propina às áreas de Abastecimento, então comandada por Paulo Roberto Costa, e de Engenharia, dirigida por Duque, “não teria sucesso e não obteria contratos” com a estatal.
“Tinha como regra 1%, mas isso era muito flexível e, muitas vezes, era negociado. Paguei em torno de R$ 12 milhões. A maioria dos pagamentos era feita em contas indicadas no exterior e outra parte em reais, no Brasil”, disse Camargo.
Ele prestou depoimento como testemunha de acusação dos desvios nas ações penais abertas para investigar as empreiteiras que foram alvo da sétima fase da Operação Lava Jato, deflagrada em novembro do ano passado. Antes da operação, o empresário fez acordo de delação premiada no qual também confirmou o pagamento de propina aos ex-diretores da estatal. Ele também é réu.
A defesa de Renato Duque afirma que nunca houve recebimento de propina durante sua gestão.
.

Bandidos rendem funcionários e explodem caixa eletrônico dentro de hospital da Grande Curitiba


Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento


Nove homens armados com fuzis explodiram os caixas eletrônicos do HSBC dentro do Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba, por volta das 3h desta quarta-feira (4). Eles fugiram levando o dinheiro e não foram localizados.
A tenente Jéssica, da Polícia Militar, falou sobre o caso à Banda B. “Foram dois carros usados para fuga e o que sabemos é que um deles era um Honda Civic prata. No local também foi deixado uma capsula de fuzil 556”, descreveu.
A policial também comentou a audácia dos bandidos, que para evitar a chegada da polícia colocaram armadilhas nas pistas. “Deixaram aqueles ‘miguelitos’ (correntes que furam pneus) para furar os pneus das viaturas. Também foram extremamente ousados ao render funcionários do hospital no momento em que trabalhavam”, disse.
O caso é investigado pela Polícia Civil.

Pedestre não usa passarela, se arrisca em rodovia e morre atropelado na BR-116


Por Danaê Bubalo e Elizangela Jubanski

atropelamento
Pedestre preferiu não utilizar a passarela e morreu atropelado. Foto: DB/Banda B

Um homem com cerca de 25 anos morreu atropelado na BR-116, em Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba, embaixo de uma passarela na noite desta terça-feira (03). O pedestre, ainda não identificado, foi morto após ser atingido por um caminhão. O motorista atropelador fugiu sem prestar socorro à vítima.
O acidente aconteceu na pista sentido São Paulo, no quilômetro 48, por volta das 18h30. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada e ouviu testemunhas afirmando que o pedestre preferiu não usar a passarela e cruzar a rodovia. Ele teria sido atropelado quase no fim da rodovia. O caminhoneiro, segundo a PRF, fugiu depois de atingir a vítima. Por causa do acidente, o tráfego ficou lento e houve congestionamento. O corpo do homem foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.
Rodovia do Xisto
Outro acidente deixou uma grávida ferida e um homem e uma criança de 9 anos com ferimentos leves. O acidente aconteceu por volta das 18h na Rodovia do Xisto, no quilômetro 218, na região da Lapa. Segundo informações da Polícia Militar (PM), a grávida, de aproximadamente 35 anos, estava em um veículo que capotou em uma curva conhecida como Curva do Batame.
A mulher ficou gravemente ferida e foi socorrida por uma ambulância do Siate, do Corpo de Bombeiros, até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Lapa. A menina de 9 anos e o motorista do carro não correm riscos, mas também foram encaminhados a UPA da Lapa.
.