Policial admite tiro que matou menor em ação na Palmeirinha, diz polícia


Em depoimento, sargento voltou a dizer que reagiu a ataque.
Um menor morreu; sobreviventes contestam versão de PMs.

Henrique CoelhoDo G1 Ri
Um dos nove policiais militares envolvidos na operação que deixou um jovem morto e outro baleado na comunidade da Palmeirinha, em Honório Gurgel, Subúrbio do Rio, admitiu nesta segunda-feira (2) que atirou contra o grupo. Alan Souza de Lima morreu e um amigo dele, Chauan Jambres, ficou ferido. Um terceiro menor saiu sem ferimentos.
Os policiais foram ouvidos na 30ª DP (Marechal Hermes). O sargento Ricardo Wagner Gomes foi o único que assumiu ter dado o tiro. O policial manteve a versão dada inicialmente, de que apenas reagiu a um ataque.
Ricardo, Alan de Lima Monteiro e Carlos Eduardos Domingues Alves estavam em um carro da PM no momento da ação na Palmeirinha, no dia 21 de fevereiro. Alan e Carlos Eduardo negam ter atirado contra o grupo. Eles dizem que apenas ouviram os tiros.
Foram utilizados na operação um carro blindado e duas equipes táticas que se dividiram, totalizando nove policiais. O fuzil de Ricardo foi apreendido, juntamente com uma pistola e um revólver. O dia da reconstituição do caso ainda será definido pela delegacia.
O pai de Alan de Souza Lima deverá prestar depoimento na delegacia nesta terça-feira (3), às 13h.
Vídeo
Uma gravação feita no celular de Alan, instantes antes de sua morte, mostra os três amigos conversando e brincando quando começaram os tiros. A Polícia Militar afirmou, inicialmente, que o grupo foi atingido em confronto e que os três seriam suspeitos. Os sobreviventes negaram a versão desde o início e as imagens do vídeo mudaram os rumos da investigação.
Segundo Adilson, pai de Chauan, as imagens feitas pelo colega do filho que foi morto revoltaram, mas também deram alívio para a família.
“Eu senti muita raiva quando vi aquilo. Mas também foi bom, pois tudo que eles [policiais] fazem está certo e a população está sempre errada. Meu filho sempre me deu orgulho, é um jovem trabalhador”, afirmou o pai de Chauan, ressaltando que o jovem trabalha como ambulante na praia para poder comprar terno para ir aos cultos da igreja e pagar a passagem para os treinos de futebol.
Chauan Jambre Cezário foi baleado por PMs na Favela da Palmeirinha (Foto: Reprodução/TV Globo)Chauan Jambre Cezário foi baleado por PMs na
Favela da Palmeirinha (Foto: Reprodução/TV Globo)
Agonia dos feridos
O vídeo registra um momento de diversão entre três amigos. Dois deles estavam de bicicleta. Um minuto e quinze segundos depois do início da gravação, os jovens correram. Logo, tiros são ouvidos. “Corri atrás dele só pra pegar o celular, pra ele parar de gravar”, explicou Chauan.
O celular estava nas mãos de Alan, que caiu no chão, mas continuou gravando. O vídeo permite ouvir a agonia dos feridos e as vozes de dois homens, que seriam policiais militares. Um deles pergunta aos garotos por que eles correram. “A gente tava brincando, senhor”, responde um deles.
Ao fundo, pessoas da comunidade dizem aos policiais conhecer os meninos: "É morador. É morador".
Segundo testemunhas, os policiais tentaram justificar o fato de os rapazes terem sido baleados, afirmando que eles entraram no meio da troca de tiros entre os PMs e criminosos.
Em nota divulgada no sábado (21), a Polícia Civil informou que os jovens ficaram feridos durante um confronto com PMs e que na ação foram apreendidos um revólver e uma pistola. Ainda segundo a nota, Chauan foi autuado em flagrante por porte de arma e resistência.
Na madrugada de sábado, o caso provocou um protesto violento na Avenida Brasil. Um ônibus e um caminhão foram queimados. A via expressa ficou interditada por quase quatro horas.
Chauan mora na Baixada Fluminense, mas decidiu passar o fim de semana na casa do patrão, na Favela da Palmeirinha, para economizar dinheiro de passagem. Ele vende mate na Praia de Ipanema. “Justiça. Só isso. Que prove a minha inocência. Eu não sou bandido”, afirmou o rapaz.

Assim que tomou conhecimento do vídeo, o comando da PM determinou o afastamento dos policiais envolvidos na ocorrência e também a abertura imediata de um inquérito policial militar.

A Polícia Civil, que investiga o caso, já recebeu uma cópia do vídeo. De acordo com a delegada Adriana Belém, titular da 30ª DP (Marechal Hermes), foi instaurado inquérito para apurar a morte de Alan de Souza Lima, 15 anos, e a lesão corporal de Chauan. Segundo a assessoria, antes da divulgação das imagens a polícia já tinha pedido a revogação da prisão de Chauan devido a inconsistências nos depoimentos. A realização de uma reconstituição está sendo analisada pela delegada e o jovem baleado está sendo aguardado para prestar esclarecimentos.

Cunha recua de medida que autoriza passagem para mulher de deputado


Presidente da Câmara disse que fará proposta alternativa à mesa diretora.
Ele afirmou que voltou atrás na decisão em razão da repercussão negativa.

Fernanda CalgaroDo G1, em Brasília
Diante da repercussão negativa, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu nesta segunda-feira (2) recuar da medida que autoriza o uso de dinheiro da cota parlamentar para a compra de passagens aéreas para cônjuges de deputados.
Cunha afirmou que levará uma proposta alternativa para a reunião desta terça (3) da mesa diretora da Câmara, que aprovou a medida no último dia 25, entre uma série de outros benefícios para os parlamentares.
“Eu chamei a reunião da mesa amanhã [terça] com uma única pauta, justamente para tratar do assunto das passagens, em que vamos propor algum tipo de mudança. Ainda vou acertar. Como foi a mesa que decidiu, caberá à mesa mudar”, afirmou o presidente da Câmara.

O PSDB chegou a entrar com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) a fim de suspender a medida. Na noite de sexta-feira, o
 ministro Teori Zavascki recusou o pedido dos tucanos. Nesta segunda, o PT anunciou que abria mão do benefício. Outros partidos já tinham feito o mesmo.
Na tarde desta segunda-feira, a Procuradoria da República no Distrito Federal informou que recomendou à Câmara a sustpensão da concessão de passagens aéreas a cônjuges de deputados. Na última sexta (27), a procuradoria informou que iria analisar o caso. Na recomendação, o procurador Douglas Kirchner afirmou que a decisão da Câmara viola os princípios da "moralidade, da impessoalidade e da indisponibilidade do interesse público". Segundo ele, o não cumprimento da recomendação poderá acarretar na responsabilização dos integrantes da Mesa Diretora da Câmara por ato de improbidade administrativa.
Eduardo Cunha admitiu que a repercussão contrária à medida motivou o recuo. "Realmente, a repercussão foi muito negativa, eu reconheço que a repercussão foi negativa”, disse. “Eu acho que não houve o procedimento correto sobre o que existia no passado. De qualquer forma, nós estamos sempre subordinados à vontade da opinião pública e, se nós fizemos efetivamente algo que a repercussão não está positiva, cabe a nós fazermos a 'mea culpa' e corrigirmos”, declarou.
Cunha afirmou que, na reunião da mesa diretora desta terça, vai propor que o benefício seja concedido somente se o parlamentar entrar com um pedido, que será analisado de acordo com critérios a serem definidos.

“[Defendo] criar uma condição, as excepcionalidades que poderiam ser adotadas mediante decisão de cada caso individual”, afirmou. “O parlamentar teria que requerer com a justificativa que vamos definir o critério.”
Cunha negou que a decisão de liberar as passagens para os cônjuges de deputados tenha sido precipitada e afirmou que "faz parte da democracia” rever decisões.
“Eu não acho que foi precipitado (...). Eu acho que ter esse direito de poder recuar (...) é parte da democracia. Se todos nós fizéssemos assim, seria muito mais fácil”, observou.

O peemedebista afirmou ainda não estar “imune” a críticas ou erros. “Nós não somos imunes a críticas e nem a possíveis erros. Temos é que ter a tranquilidade para debater o problema. A repercussão não foi positiva, eu reconheço. Se não foi positiva, por que mantê-la?”
Outros benefícios
Apesar do anúncio de Cunha de rever a decisão sobre as passagens para cônjuges, a Câmara vai manter o  aumento aprovado na semana passada para todas as despesas com parlamentares, incluindo verba de gabinete – usada para pagar funcionários –, auxílio-moradia e cota parlamentar, que inclui os gastos com passagens.

O reajuste será aplicado a partir de abril, o que representará neste ano  impacto de cerca de R$ 110 milhões. A partir de 2016, a despesa extra será da ordem de R$ 150 milhões por ano.

Ao defender o aumento nas verbas, Cunha justificou na semana passada que se tratava de um reajuste inflacionário e explicou que serão feitos cortes na mesma proporção para que o impacto seja “zero” nos cofres da Casa.

Em ato reservado e sem vetos, Dilma sanciona Lei dos Caminhoneiros


Da Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff sancionou na tarde desta segunda-feira (2), sem vetos, a Lei dos Caminhoneiros. A informação foi confirmada há pouco pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República. De acordo com o governo, esta era uma das reivindicações da categoria, que fez protestos hoje (2) nas rodovias federais de vários estados e faz parte do acordo apresentado pelo governo para que os caminhoneiros desbloqueiem as estradas.
949585-caminhoneiros_2930
Foto: Agência Brasil
A sanção deve sair na edição desta terça-feira (3) do Diário Oficial da União. De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência (SG/PR), ao cumprir o compromisso com a sanção da lei, o governo federal entende que há uma tendência de normalidade das rodovias do país. Por meio de nota, o governo também prometeu, a partir desta segunda-feira (2), tomar as medidas necessárias para permitir a prorrogação por 12 meses do pagamento de caminhões adquiridos pelos programas ProCaminhoneiro e Finame do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, outra parte do acordo feito com os caminhoneiros.
Segundo o órgão, a nova lei determina o pedágio gratuito por eixo suspenso para caminhões que não estiverem carregados. “A lei também define o perdão das multas por excesso de peso dos caminhões recebidas nos últimos dois anos e muda a responsabilidade sobre o prejuízo. A partir de agora, os embarcadores da carga, ou seja, os contratantes do frete serão responsabilizados pelo excesso de peso e transbordamento de carga”, informa a nota da SG/PR. Ainda segundo a Secretaria-Geral, a lei garante a ampliação dos pontos de parada para caminhoneiros.
A lei passa a exigir exames toxicológicos aos motoristas, quando da sua contratação e desligamento da empresa, com o objetivo de averiguar a existência de substâncias psicoativas que causem dependência ou comprometam a capacidade de direção.
Uma das novidades quanto à jornada de trabalho dos motoristas profissionais é a possibilidade de se trabalhar por 12 horas seguidas, sendo quatro extraordinárias, desde que haja esta previsão em acordo coletivo entre a empresa e os funcionários. A redação anterior da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) admitia a prorrogação de apenas duas horas extras às oito horas regulares.
Como viagens de longa distância, o texto considera a ausência do motorista por mais de 24 horas da base da empresa e de sua residência. Nesses casos, a lei estabelece que o repouso diário pode ser feito no veículo ou em alojamento fornecido pelo empregador ou contratante do transporte.
Outra mudança na CLT refere-se ao tempo de espera dos motoristas. A legislação trabalhista já descrevia o período como as horas em que os profissionais aguardam carga ou descarga e fiscalização da mercadoria, prevendo a indenização de 30% do salário-hora normal e não as computadas como jornada de trabalho, nem como horas extras. A novidade é que caso esse tempo de espera seja superior a duas horas ininterruptas e o motorista seja obrigado a permanecer próximo ao veículo, ele será considerado horário de repouso caso o local ofereça as condições adequadas.
“Salvo previsão contratual, a jornada de trabalho do motorista empregado não tem horário fixo de início, de final ou de intervalos”, diz outro trecho da lei, que também altera a CLT. Quando as viagens de longa distância ultrapassarem sete dias, a nova legislação prevê repouso semanal de 24 horas por semana ou fração trabalhada, sem prejuízo das 11 horas normais do repouso diário, sendo permitido o fracionamento deste repouso em dois períodos a serem cumpridos na mesma semana.
.

Troca de tiros termina com um assaltante morto e outro preso na Avenida das Torres


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha
(Fotos: Juliano Cunha – Banda B)

Um assaltante morreu e outro acabou preso após uma troca de tiros com a polícia no bairro Uberaba, em Curitiba, no começo da tarde desta segunda-feira (2). O caso aconteceu no final da Avenida das Torres, próximo ao BioParque de São José dos Pinhais, na região metropolitana.
Segundo o tenente Kretschmer, da Polícia Militar (PM), a dupla abordou um cliente de uma agência bancária na Rua Zacarias Gomes de Souza e fugiu com o dinheiro e pertences da vítima. “O rapaz ficou bastante nervoso, mas conseguiu pedir a ajuda de uma viatura que passava pelo local. Ele informou o carro que os suspeitos utilizavam, um Uno branco, e nós conseguimos dar início à perseguição”, disse o tenente em entrevista à Banda B.
assaltante-preso
Assaltante preso foi identificado como Geraldo Correa da Silva, de 44 anos. (Foto: Colaboração)
Um dos assaltantes estava armado com um revólver calibre 38 e começou a disparar contra os policiais, que revidaram. A confusão terminou no BioParque, onde um suspeito foi atingido e morreu no local, e o outro acabou preso.
De acordo com o tenente, a vítima reconheceu os criminosos e recuperou os objetos roubados. “O homem preso já tinha passagens pela polícia por roubo. Ele foi encaminhado à delegacia, onde estará a disposição da Justiça”, completou ele.
O corpo do assaltante atingido foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba.
.

Motorista perde o controle, invade a pista contrária e uma pessoa morre na BR-376


Por Felipe Ribeiro
Foto: Divulgação PRF
Foto: Divulgação PRF
Uma pessoa morreu e duas ficaram em estado gravíssimo na tarde desta segunda-feira (2) após um grave acidente no quilômetro 550 da BR-376, em São Luiz do Purunã, na região metropolitana de Curitiba.
Foto: Divulgação PRF
Foto: Divulgação PRF
De acordo com a concessionária CCR Rodonorte, o motorista de um Ford Focus perdeu o controle do veículo, cruzou o canteiro central e bateu forte contra uma caminhonete Mitsubishi L200. Com o impacto, uma mulher morreu na hora.
O veículo Focus seguia no sentido interior e a batida aconteceu no sentido Curitiba.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), dois dos outros três ocupantes foram encaminhados de helicóptero a um hospital da capital.
A identidade da vítima fatal ainda não foi confirmada pela PRF.

Presos 'ostentam' churrasco, bebidas e esteira em penitenciária


Denúncia de sindicato indica falta de estrutura na Penitenciária Lemos Brito.
Segundo Ministério Público, inquérito civil foi instaurado para apurar caso.

Ruan MeloDo G1 BA
Bahia (Foto: Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb))Presos fazem churrasco dentro de penitenciária na
Bahia (Foto: Sindicato dos Servidores
Penitenciários da Bahia (Sinspeb)
Presos da Penitenciária Lemos Brito, situada no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, foram flagrados "ostentando" churrasco, bebidas, armas, suplementos alimentares e até uma esteira ergométrica dentro da unidade.
Segundo o Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb), as fotografias com a "farra" foram encontradas nos celulares dos presos apreendidos entre o final de 2014 e início deste ano.
Em contato com o G1, a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) afirma que tem conhecimento da denúncia e que irá se posicionar ainda nesta segunda-feira (2). A reportagem também tentou contato com o Superintendente de Gestão Prisional, major Júlio César, mas ele não atendeu as ligações.
Em novembro de 2014, uma outra denúncia do Sinspeb apontou a realização de prostituiçãodentro da penitenciária. Na época, a Seap informou que não foi informada sobre o caso formalmente.
“Eles tiram essas fotos e elas ficam circulando entre eles. Ficam se gabando entre os módulos. É um absurdo. Não há controle, não há sistema integrado para impedir isso”, critica Geonias Santos, coordenador do Sinspeb.
Presos ostentam churrasco, armas e esteira em penitenciária (Foto: Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb))Presos ostentam churrasco, armas e esteira em
penitenciária (Foto: Sindicato dos Servidores
Penitenciários da Bahia (Sinspeb)
De acordo com o Ministério Público, um inquérito civil foi aberto para apurar as condições de funcionamento da penitenciária.
"Isso é fruto da falta de estrutura da penitenciária e de segurança. Até hoje não existe muralha, não existe cerca. A portaria é precária, as revistas deixaram de ser íntimas porque ofendem a dignidade da pessoa humana. Infelizmente, não houve a substuição dessa revista por equipamentos que sejam eficazes. Você tem uma falta de policiamento na guarda e, segundo o que a gente apurou, somente 30% das guaritas estão efetivamente cobertas", disse o promotor Edmundo Reis.
Segundo o coordenador do Sinspeb, pessoas do lado de fora da penitenciária chegam a arremessar armas e celulares para dentro do presídio. "Essas coisas [comidas, bebidas, armas] chegam de todas as formas: intermédio de visitas, pessoas que arremessam do lado de fora. Na penitenciária não tem muro externo, não tem vigilância externa, as portas estão caindo aos pedaços. Aqui não tem condição de segurança e estrutura para funcionar", completa Geonias Santos.
O coordenador conta que a penitenciária dispõe, diariamente, de cerca de vinte agentes penitenciários, que atuam entre mais de 1,2 mil detentos. "Tem agente penitenciário entregando sua vida nas mãos de Deus. Ele não tem nenhum tipo de garantia que sairá de lá vivo. O agente vê e sabe que não tem na gestão uma ação para por fim a essas situações calamitosas".
De acordo com o promotor Edmundo Reis, somente com término das investigações será possível determinar se a penitenciária continuará operando. "Isso envolve uma série de itens e vetores diferentes que nós temos que analisar e trabalhar com muito cuidado. Temos que trabalhar a extensão real do problema para, a partir daí, junto com as secretarias próprias, chegar uma possibilidade de resolução do problema", conclui.
Bahia (Foto: Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb))Armas foram encontradas dentro de presídio (Foto: Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb)
Preso é fotografado com bebidas (Foto: Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb))Preso é fotografado com bebidas (Foto: Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb)
Suplementos alimentares foram encontrados com presos (Foto: Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb))Suplementos alimentares foram encontrados com presos (Foto: Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb)

Vídeo mostra disputa de quem bebe mais em festa que terminou em morte


Universitário de 23 anos morreu após ingestão de álcool em excesso.
Três jovens que participaram da festa em Bauru seguem internados.

Do G1 Bauru e Maríli
Um vídeo divulgado na internet mostra o momento em que o jovem Humberto Moura Fonseca, quemorreu após ingestão excessiva de álcool em uma festa universitária, participava de uma competição para ver quem conseguia beber mais. A festa aconteceu no sábado (28), em Bauru (SP). Outros três participantes – entre eles duas mulheres – continuam internados em estado grave.
De braços pra cima, estudante comemora após tomar outra dose de vodca (Foto: Reprodução/TV Globo)De braços pra cima, estudante comemora após
tomar outra dose (Foto: Reprodução/TV Globo)
O vídeo mostra vários estudantes sentados em uma grande mesa, com copos plásticos que são abastecidos com vodca, em meio a um clima de festa. "É um shot por minuto", diz um rapaz, em referência à regra da disputa: tomar uma dose de vodca a cada 60 segundos.
Na “maratoma”, como o jogo é chamado, vence quem beber mais, sem passar mal. No vídeo é possível ouvir outras pessoas incentivando Fonseca, que tinha o apelido de Lombada: “Au au au, Lombadinha é um animal”. Após tomar mais uma dose, o jovem levanta os braços, em comemoração.
De acordo com o delegado Kleber Granja, testemunhas disseram que Fonseca bebeu mais de 30 doses de vodca na festa, que reuniu mais de duas mil pessoas e começou na tarde de sábado. O folder promocional do evento destacava que o evento era "open bar", ou seja, teria distribuição de bebidas como cerveja, vodca e pinga já incluída no valor do convite, que variava entre R$ 28 e R$ 42.

A Polícia Civil solicitou um exame toxicológico para comprovar se ele não ingeriu outra substância além de álcool.
Após passar mal, Fonseca foi socorrido por colegas, mas chegou ao pronto-socorro já sem vida.
O estudante era de Minas Gerais e estava em Bauru cursando engenharia elétrica da Unesp. O corpo dele foi levado para Passos (MG) e sepultado por volta das 19h de domingo (1º).
Internados
Cinco pessoas precisaram ser levadas para o pronto-socorro no sábado. Duas foram liberadas, mas três continuam internadas. A estudante Gabriela Alves Correa, de 23 anos, está na UTI do Hospital Estadual.
Juliana Tibúrcio Gomes, de 19 anos, estudante de engenharia de produção da Unesp, foi levada inicialmente para a UTI do Hospital do Base e depois transferida para o Hospital da Unimed.
De acordo com o secretário de Saúde, Fernando Monti, a transferência foi necessária devido à gravidade do caso.
Festa anunciava open bar de várias bebidas (Foto: Reprodução/Facebook)Festa anunciava distribuição de várias bebidas
(Foto: Reprodução/Facebook)
Ainda segundo o secretário, Matheus Pierri Carvalho, estudante de engenharia elétrica, estava inconsciente, mas não chegou a ser entubado. Ele também foi transferido para o Hospital da Unimed.
Os familiares dos três jovens não autorizaram a divulgação do estado de saúde deles.
Liberdade provisória
Neste domingo (1º) a Justiça concedeuliberdade provisória a dois organizadores da festa universitária. Eles haviam sido presos ainda no sábado (28) porque, segundo a polícia, não havia alvará autorizando a realização da festa, que era promovida por várias repúblicas de estudantes da cidade.
"O juiz de plantão assinou o alvará de soltura levando em consideração o fato de que os dois não possuem antecedentes criminais e têm residência fixa. Por enquanto eles vão responder em liberdade, a menos que a Justiça entenda que deva ser decretada a prisão preventiva", afirma Ricardo Luiz de Paula Martines, delegado seccional de Bauru.
Além de não haver alvará para a realização da festa, o local contava com uma única ambulância, que não era equipada com Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Em depoimento na delegacia, os organizadores negaram que havia competições de bebida entre os participantes, mas os policiais tiveram acesso a um documento que mostra que as disputas foram planejadas e divulgadas aos universitários meses antes da festa.
A identidade dos jovens não foi revelada, já que os advogados pediram sigilo.
Festa fazia competições que incentivam ingestão de bebidas (Foto: Thaís Andreoli / TV TEM)Festa fazia competições que incentivam ingestão de bebidas (Foto: Thaís Andrioli / TV TEM)

Câmara de Colombo propõe a criação de Frente Parlamentar em Defesa da Integração do Transporte Metropolitano





 
Em sessão ordinária realizada nesta terça-feira (24) o presidente da Casa, vereador prof. Waldirlei Bueno, juntamente com o vice-presidente Gilgera e os secretários, vereadores Renato Tocumantel, Eurico Dino e pastor Antonio apresentou a criação de uma Frente Parlamentar em defesa da integração do transporte integrado do Município.
“A criação da Frente Parlamentar é uma das ações propostas no nosso plano de Ação do biênio 2015/2016, onde buscamos garantir o respeito que a nossa cidade merece. A cidade de Colombo é a mais afetada da região metropolitana, pois, representa mais de 122 mil passageiros por dia, segundo dados do Rede Integrada de Transporte, seguidos de cidade como Pinhais e Fazenda Rio Grande”, disse o presidente prof. Waldirlei.
Ainda segundo o Presidente, a proposta é que os vereadores das cidades afetadas participem ativamente das discussões propondo alternativas e soluções para que se mantenha e amplie a integração do transporte coletivo.

Comando Nacional do Transporte convoca caminhoneiros a fechar Brasília


Agência Brasil

O Comando Nacional do Transporte divulgou neste final de semana um vídeo no qual Ivar Luiz Schmidt, um dos líderes do movimento do transporte, convoca os caminhoneiros para um buzinaço hoje (2), com o intuito de “fechar Brasília”. Os caminhoneiros se manifestam contra o recente aumento do óleo diesel, além de pedir a definição de um valor mínimo para o frete.
As manifestações continuam, em menores pontos, após a proposta do governo federal ter sido aceita pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística.
Na propbrasiliaosta apresentada, o governo prometeu sancionar sem vetos a Lei dos Caminhoneiros, prorrogar por 12 meses o pagamento de caminhões, conforme o Programa Procaminhoneiro, além de criar, por meio de negociação entre caminhoneiros e empresários, uma tabela referencial de frete.
Nos vídeos divulgados pelo Comando Nacional do Transporte, Schmidt convoca os caminhoneiros a se dirigir aos postos de combustíveis localizados nas proximidades de Brasília, para organizar a logística do buzinaço, prometido para esta segunda-feira, por volta das 18h, na capital federal. “Conclamo todos a fechar Brasília”, disse o caminhoneiro.
Dilma sanciona Lei dos Caminhoneiros
E depois de o governo constatar redução das manifestações de caminhoneiros que bloqueiam rodovias federais, a presidenta Dilma Rousseff vai sancionar hoje (2) a Lei dos Caminhoneiros. A informação é da Secretaria-Geral da Presidência da República.
A sanção da lei faz parte das propostas apresentadas pelo governo no dia 26 de fevereiro, durante reunião para acabar com os protestos. Na ocasião, o governo se comprometeu a sancionar a lei, sem vetos, e prorrogar por 12 meses o pagamento de caminhões por meio do Programa Procaminhoneiro.
Em nota divulgada nesse domingo (1°), a Secretaria-Geral cita a “diminuição do movimento” e reitera o compromisso com as propostas anunciadas. A nota diz ainda que as manifestações estão localizadas na Região Sul do país, com bloqueios concentrados em rodovias federais no Rio Grande do Sul, Paraná e em Santa Catarina.
As manifestações começaram há duas semanas e a categoria pede redução do preço do combustível e aumento do valor do frete.

Carro preso debaixo de muro comemora aniversário de um mês e moradores protestam


Da Redação
KA DENTRO
Ford Ka está há um mês no mesmo local (Foto: Bruno Henrique – Banda B)

O carro que está desde o dia 2 de fevereiro preso embaixo de um muro no bairro Santa Cândida, em Curitiba, comemorou nesta segunda-feira (2) aniversário de um mês sem prazo de quando será ‘salvo’. Os moradores da região estão revoltados com o jogo de empurra-empurrae pedem uma solução.
O Ford Ka vermelho foi engolido pelo muro após uma tempestade de verão. Em recente entrevista ao Portal G1, a dona do veículo, Celia Regina Dutzel, disse que não tem como retirar o carro. “Eu não tenho permissão pra isso. Eu não posso entrar e mexer nem mesmo em algo dentro do meu carro”, disse a dona de casa.
Por sua vez, a Prefeitura de Curitiba informou que o município não pode retirar o veículo e que o dono do terreno foi notificado e vai ser multado R$ 3.440 porque não retirou os entulhos da rua. Já o advogado do dono do imóvel havia informado ao G1 que o muro caiu por conta de uma obra em um terreno vizinho.
Enquanto isso, o carro continua no local , atrapalhando o trânsito e causando medo nos moradores. “O muro pode cair ainda mais. Não sabemos o que fazer”, descreveu um morador àBanda B, sem se identificar.
.

Bandidos ‘escolhem a dedo’ carro para roubar em lavacar, mas são mortos em confronto


Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

confronto-sitio-cercado
Suspeitos ainda não foram identificados. Fotos: BH/Banda B

O roubo de um carro que estava em um lavacar na rua Francisco Derroso, no bairro Xaxim, em Curitiba, terminou na morte de dois bandidos na manhã desta segunda-feira (2). Armados com revólver calibre 38, eles renderam o dono do estabelecimento e fugiram com um Renault Fluence, de cor preta. A Polícia Militar (PM) foi acionada, trocou tiros com os bandidos, que morreram na hora.
A ação dos suspeitos começou por volta das 9h30 quando o dono da lavacar foi abordado pela dupla. “Tinham vários carros e eles escolheram aquele. Estavam armados e disseram pra ninguém reagir. Assim que fugiram eu avisei o dono e fui atrás, mas logo eles conseguiram sumir de vista”, contou o proprietário à Banda B. O dono do carro é dono de uma oficina mecânica na região.
A Polícia Militar (PM) foi acionada e conseguiu identificar o carro e a dupla. Houve perseguição e a dupla tentou se esconder em uma casa abandonada, já na região do Sítio Cercado. Os suspeitos se recusaram a se entregar aos policiais e atiraram contra eles, que revidaram. A dupla foi atingida e morreu na hora.
Para o capitão Caetano da PM a dupla estava com o carro encomendado. “Estavam somente os dois, pois só eles entraram no lavacar, mas, provavelmente, iam entregar o carro em breve. Era carro de encomenda”, disse. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.
.