Mãe confessa que usou vassoura e cinto para agredir filho por 5 horas


Menino de 5 anos sofreu traumatismo craniano e morreu. 
Mulher participou de reconstituição nesta quarta em Cristais Paulista (SP).

Do G1 Ribeirão e Franca
A mãe de Adriano Henrique Jardim Ramos, menino de 5 anos que morreu após ser espancado em casa em Cristais Paulista (SP), confessou que, em um período de cinco horas, usou cabo de vassoura, cinto e chinelos para bater no filho, de acordo com informações da Polícia Civil.
Suspeita das agressões, Jane Aparecida Jardim, de 27 anos, mudou parte da versão inicial durante a reconstituição do crime, realizada nesta quarta-feira (4). Ela chegou a dizer que não tinha afeto pelo menino, de acordo com o delegado responsável pelo caso, Djalma Donizete Batista.

"Ela confirmou com riqueza de detalhes os atos que praticou, inclusive que as marcas que a criança tinha no tórax e no rosto foram em decorrência de mordidas", disse o delegado.
Segundo ele, a mulher confirmou que o menino defecou na própria roupa durante as agressões – antes, ela havia dito que esse foi o motivo do espancamento.
O menino foi internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Franca em 26 de fevereiro. Ele teve morte cerebral na noite do dia seguinte, mas a informação só foi confirmada no domingo (1º).
Durante reconstituição, Jane mostrou como agrediu o menino dentro de casa (Foto: Stella Reis/EPTV)Durante reconstituição, Jane mostrou como agrediu o filho dentro de casa (Foto: Stella Reis/EPTV)
Reconstituição
Segundo o delegado, Jane contou que as agressões começaram na sala e terminaram no quarto. “Isso teria começado por volta das 8h e cessado por volta das 13h. Ela confessou que usou a vassoura, que inclusive quebrou em dois pedaços, no abdômen e no joelho da criança. Em determinado ponto das agressões, ele defecou”, explicou o delegado.
Batista afirmou não ter dúvidas em relação aos acontecimentos e que o inquérito deve ser concluído até sexta-feira (6).
O perito Edmilson Martins, que coordenou a reconstituição, disse que não houve contradições entre o depoimento de Jane e os indícios encontrados na cena do crime. “A importância da reconstituição é confirmar fisicamente no ambiente o que ela disse em depoimento”, disse.
'Não tinha amor pelo filho'
Questionada sobre as razões que a levaram a agredir o filho, Jane apenas disse que está arrependida. Contudo, em novo depoimento à Polícia Civil e ao Ministério Público, ela afirmou que não tinha ligação sentimental com a criança.
“Percebemos que ela emite emoções a partir do momento em que fala dela própria. Em relação à criança, ela não esboça nenhuma reação. Segundo ela mesma, Jane não tinha sentimento por essa criança, porque não chegou a conviver com ela. Ela não tinha amor pelo filho", afirmou o delegado.
Adriano morava com o pai e um irmão mais velho em Campinas, também em São Paulo, e há seis meses estava vivendo com a mãe. 
Adriano Henrique Jardim Ramos, 5 anos (Foto: Reprodução/EPTV)Adriano Henrique Jardim Ramos, 5 anos, teve traumatismo craniano e morreu (Foto: Reprodução/EPTV)
O caso
Jane Aparecida Jardim foi presa em 26 de fevereiro suspeita de espancar o filho Adriano Henrique Jardim Ramos. Em depoimento, a mulher confessou que agrediu o menino com um cinto e que depois pegou o garoto pelo pescoço e braços e o jogou na cama, quando a criança bateu a cabeça na lateral do móvel.
O menino foi levado para o pronto-socorro de Cristais Paulista e transferido para a Santa Casa de Franca.
Segundo a assessoria de imprensa do hospital, Adriano foi atendido com traumatismo craniano e internado na UTI em estado grave. Após a internação, o hospital comunicou a delegacia de Franca, para investigar o caso. Ele não resistiu aos ferimentos e teve morte cerebral na noite da última sexta-feira.
A família de Adriano decidiu pela doação dos órgãos do menino. O corpo foi liberado na noite de domingo e seguiu para Campinas , onde vive o pai biológico da criança. O velório e o enterro aconteceram na manhã de segunda-feira (2) no município.
Jane foi presa em flagrante no dia da agressão e levada para a Cadeia Pública Feminina de Franca e depois transferida para a Penitenciária Feminina de Tremembé (SP).
Com a morte do menino, o indiciamento da mãe foi alterado de tentativa de homicídio qualificado para homicídio doloso qualificado – quanto há intenção de matar e por motivo fútil.
Menino de 5 anos foi agredido pela mãe em Cristais Paulista, SP (Foto: Reprodução/EPTV)A mãe confessou que agrediu Adriano com cabo de vassoura, cinto e até mordidas (Foto: Reprodução/EPTV)

Secretaria da Saúde de Colombo promoverá mutirão ao Dia Internacional da Mulher

WEBMASTER 4 DE MARÇO DE 2015

Exames e orientações serão feitos ao longo de todo sábado, dia 14

Secretaria da Saúde promoverá mutirão ao Dia Internacional da MulherNo próximo dia 14, sábado, a Prefeitura Municipal de Colombo por meio da Secretaria de Saúde realizará um mutirão de exames gratuitos em todas as unidades básicas de saúde, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 08 de março. “Mais importante do que comemorar esta data tão especial é cuidar do corpo”, disse a Prefeita Beti Pavin.
Segundo a coordenadora de eventos da saúde, Mônica Mota, o objetivo do evento é aproveitar a data para conscientizar sobre a saúde da mulher neste dia especial. “Vamos trabalhar para que acima de tudo, ela cuide de si própria, que ame e respeite seu corpo. Que ela também tenha a consciência de que precisa saber se proteger”, disse.
As unidades de saúde do município oferecerão ao longo do dia, serviços de coleta de preventivo do câncer do colo do útero (Papanicolau), orientações e solicitações de mamografia. O agendamento poderá ser feito previamente, portanto, as interessadas devem procurar a unidade mais próxima para garantir seu exame.
Serviço:             
Mutirão de exames em comemoração ao Dia Internacional da Mulher
Local: Unidades de Saúde do município
Data: Dia 14/03, sábado
Horário: das 8 às 17 horas.
Unidade de SaúdeEndereçoFone
Alexandre NadolnyR: Brasílio Pereira, 183663-4397
Alto MaracanãR: Abel Scussiato, 883606-0024
AtubaR: Ludovico Klindinger, 1503675-9563
BacaetavaR: Estradas das Grutas, 393656-5333
CaicR: Antonio Frc Scrok, 393562-7743
CapivariR: José Carrão, S/Nº3656-5175
GuaraitubaR: Genésio Moreschi, 2573666-1372
J.D. CristinaR: Cornélio Procópio, 4113666-4103
J.D. das GraçasR: Angelo F. Dalprá, 4573606-4103
J.D. ParanáR: Florindo Berlezi,333675-6359
J.D. OsascoR: Zacarias M. Meira, 5053606-2477
LiberdadeR: Felicio Falavinha,183562-1766
MauáR: Fortunato Taverna,1003675-8308
Moinho VelhoR.: Capivari, 373663-6392
Monte CasteloR: Orquídeas, 7243666-9413
N.S. FátimaR: São Frcº Xavier, 023606-1507
QuitandinhaR: José Mª S.Paranhos, 783663-3041
Santa TeresaR: Colibri, 313656-6715
São DimasR: Presidente Farias, 433666-8388
São DomingosR: Ludovico Kachel, 1473621-1455
São JoséR: Atalaia, 11953666-4788
SedeR: José Leal Fontoura, 4073656-6364
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

STF extingue pena e Genoino volta a ser um homem livre


jose genoino-pf
de Severino Motta, Folha de S. Paulo:
O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal), por unanimidade, extinguiu a pena do ex-presidente do PT, José Genoino, condenado a 4 anos e 8 meses de prisão devido ao processo do mensalão.
A partir de agora, Genoino –que já havia progredido de regime e se encontrava em prisão domiciliar desde agosto passado– é um homem livre e não tem mais pendências com a Justiça. Ele poderá dormir fora de casa, votar, frequentar bares e não precisará mais comparecer periodicamente à Justiça.
Apesar da extinção da pena, o ex-presidente não poderá, no entanto, disputar cargos públicos. Devido à Lei da Ficha Limpa, ele ainda precisa cumprir um interstício de oito anos até ser liberado para eleições.
A extinção da pena de Genoino foi possível devido ao chamado indulto natalino, que todos os anos é editado pela presidência da República. Ele beneficia réus primários, condenados a penas baixas e que já tenham cumprido parte de sua pena.
No ano passado o indulto natalino repetiu as regras do de 2013, nas quais Genoino se enquadrava. Devido a isso, seus advogados pediram ao STF a extinção de sua pena.
Em fevereiro, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, havia se posicionado favoravelmente à extinção da reprimenda. Nesta quarta-feira (4) o relator dos processos do mensalão no STF, Luís Roberto Barroso, trouxe o caso para o plenário.
Após seu voto favorável à extinção, os demais ministros o acompanharam e por unanimidade a pena foi extinta.

Lista da Lava Jato salva Aécio e inclui Gleisi e Paulo Bernardo, afirma jornal


Da Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A lista dos 54 políticos envolvidos no processo da Lava Jato deve ser divulgada apenas na próxima sexta-feira (6), mas alguns nomes de possíveis investigados já circulam nos bastidores. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) e o marido dela e ministro das Comunicações, Paulo Bernardo (PT), estariam citados na lista do procurador Rodrigo Janot. Outro paranaense que estaria na lista é o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR).
Paulo Bernardo e Nelson Meurer
Paulo Bernardo e Nelson Meurer
Segundo a Folha, a Procuradoria Geral da República (PGR) enviou ao Supremo Tribunal Federal 28 pedidos para investigar 54 pessoas envolvidas na Operação Lava Jato. Estariam na lista os presidentes da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).
Os pedidos de abertura de inquérito (PGR), sob responsabilidade do procurador, são resultantes dos depoimentos do doleiro Alberto Youssef, prestados em regime de delação premiada. Em novembro do ano passado, ele disse em depoimento ao Ministério Público Federal que deu R$ 1 milhão à campanha que elegeu Gleisi ao Senado, em 2010. Segundo o doleiro, o montante foi entregue em quatro parcelas, em espécie, ao dono de um shopping center de Curitiba.
Aécio salvo
Ainda segundo as listas que circulam nos bastidores, o senador e ex-candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB-MG) teve pedidos rejeitados pela PGR. O procurador-geral, Rodrigo Janot, recomendou ao STF o arquivamento do pedido sugerido pelos procuradores do caso.

Vítima é ajudada por motorista que vinha logo atrás e ladrões são presos em flagrante


Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha
Foto: Juliano Cunha - Banda B
Foto: Juliano Cunha – Banda B

Dois bandidos foram presos na tarde desta quarta-feira (4) ao lado do Parque Jardim Botânico, em Curitiba, após uma vítima de roubo de carro ser ajudada pelo motorista que vinha logo atrás no trânsito. De acordo com a Polícia Militar, o assalto aconteceu em Pinhais e, assim que percebeu o crime, o motorista do carro de trás ofereceu uma carona para ajudar a prender a dupla de ladrões. Um deles ainda tentou fugir, mas foi detido dentro do parque mais famoso da capital.
prisaojardimbotanico2
Marlon foi o único identificado (Foto: JC – Banda B)
Segundo o soldado T. Brasil, do 20° Batalhão, a vítima e o motorista foram repassando informações pelo telefone 190, ajudando a Central da PM a realizar um trabalho tático. “Assim que nos avisaram que os assaltantes se aproximavam, tentamos abordar o veículo, mas eles acabaram provocando um acidente leve para tentar escapar. Com isso, um deles se entregou e outro tentou fugir pelo Jardim Botânico”, comentou.
Com a situação, várias viaturas já faziam cerco no parque, e o outro bandido também acabou preso. A vítima já reconheceu os dois bandidos, que foram encaminhados para a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV).
O homem que tentou fugir foi identificado como Marlon Koro dos Santos, de 19 anos. Já o outro, que se entregou, não falou nenhuma palavra e não portava documentos. Ele estava com uma arma calibre 38.
Agora eles ficam à disposição da Justiça.

Jovem que estava na casa da avó é assassinado por homens que usavam colete da Polícia Civil


Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha

assassinatocajurucoletes
Foto: Juliano Cunha – Banda B
Um jovem de 25 anos foi assassinado com tiros de fuzil e metralhadora no final da tarde desta quarta-feira (4) em uma casa do bairro Cajuru, em Curitiba. De acordo com a polícia, Emerson de Araújo de Souza usava tornozeleira eletrônica e estava na casa da avó no momento do crime.
Segundo o tenente Martins, do 20° Batalhão, dois homens que usavam coletes da Polícia Civil chegaram na residência em um veículo Captiva preto e realizaram os disparos. “Eles se identificaram como policiais e já realizaram os disparos. A vítima já tinha passagens por porte e tráfico e havia saído da cadeia há cinco meses”, disse.
A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa deve investigar o caso

Justiça considera greve dos professores abusiva e decreta retorno imediato das aulas


Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha
Foto: Divulgação APP-Sindicato
Foto: Divulgação APP-Sindicato

Cerca de seis horas após professores e funcionários de escolas decidirem seguir em greve, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) considerou a paralisação abusiva e decretou o retorno imediato às aulas, sob pena de R$ 20 mil por dia à APP-Sindicato. O despacho, assinado pelo desembargador Luiz Mateus de Lima e publicado na tarde desta quarta-feira (4), diz que uma greve venha a comprometer o interesse da coletividade deve ser considerada abusiva. A ação autoriza uso de força policial, se necessário
Segundo o desembargador, o período é “extremamente prejudicial a milhares de estudantes”, que estão sendo as maiores do impasse. “A permanência do estado grevista afetará também o calendário escolar, pois ainda que haja a reposição de tal carga horária no futuro, é inegável o prejuízo quanto aos conteúdos disciplinados, uma vez que não serão ministrados com a mesma qualidade do que se fossem no período regulamentar”, diz a ação.
Hoje, cerca de 20 mil professores e servidores da rede estadual de ensino decidiram manter a greve por tempo indeterminado. A decisão, de forma unânime, foi tomada no Estádio Durival Britto e Silva. A paralisação dos professores completa hoje 24 dias e a maioria optou pela continuidade da greve com a justificativa de ausência de propostas concretas por parte do Governo do Estado. Após a assembleia, os professores e servidores seguiram em passeata até o Centro Cívico.
O pedido de liminar foi feito pelo governo do estado na última sexta-feira. No sábado, a Justiça já havia determinado que 30% dos professores do terceiro ano do Ensino Médio retomassem as atividades.
Sciarra fez o anúncio à imprensa (Foto: Juliano Cunha - Banda B)
Sciarra fez o anúncio à imprensa (Foto: Juliano Cunha – Banda B)
De acordo com o secretário-chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, o governo recebeu com serenidade a decisão de continuidade da greve, mas espera que as aulas comecem já amanhã. “Teremos algumas dificuldades em algumas escolas e espero que em até três dias tudo se normalize. O governo sempre esteve aberto ao diálogo, temos uma pauta esgotada e o fato da demora na realização da assembleia nos mostra que a greve se tornou exclusivamente política”, disse.
Outro lado
Em nota, a APP-Sindicato informou que não foi notificada da decisão e que a greve continua. “A interpretação da direção é de que a greve vem seguindo todos os procedimentos previstos na lei. Lamentamos a decisão de um governo que se nega ao diálogo com os trabalhadores e recorre a outros poderes para tentar por fim a uma manifestação legítima da categoria que conta com o apoio incondicional da população. O sindicato recorrerá da decisão tão logo seja notificado”, disse o sindicato.
.

Carro 'símbolo' da seca no Cantareira foi furtado há 20 anos em São Paulo


Carcaça foi abandonada na represa de Atibainha em Nazaré Paulista (SP).
Segundo secretaria, autoria do furto está sendo investigada pela polícia.

Daniel CorráDo G1 Vale do Paraíba e Região
Carcaça de veículo é vista na represa do Atibainha, em Nazaré Paulista, no interior de São Paulo, nesta quarta-feira. O reservatório integra o Sistema Cantareira, que abastece mais de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo (Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo)Carcaça de veículo foi retirada da represa do Atibainha, em Nazaré Paulista (SP), na semana passada.
(Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo)
A carcaça de um carro que se tornou um dos símbolos da seca do Sistema Cantareira foi identificada pela Polícia Civil como produto de um furto ocorrido há cerca de 20 anos. O veículo que estava na represa do Atibainha, em Nazaré Paulista (SP), chegou a receber uma pintura de grafite ironizando a seca.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), após verificação do chassi, a polícia descobriu que o carro foi furtado em 1995 na cidade de São Paulo. A carcaça foi apreendida e retirada da represa no fim da semana passada. Não há informações sobre suspeitos pelo furto e o caso está sendo investigado pelo delegado de Nazaré Paulista.

Com a retirada do carro, o grafiteiro Mundano, que já tinha colorido a carcaça com a frase “Bem-vindo ao deserto da Cantareira”, fez uma nova intervenção artística na área e reproduziu o desenho do automóvel em uma das pilastras na represa.
Vista da represa do Atibainha, em Nazaré Paulista, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira. O reservatório integra o Sistema Cantareira, que abastece mais de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo.  (Foto: EVELSON DE FREITAS/ESTADÃO CONTEÚDO)Pilastra na represa do Atibainha recebeu pintura do
carro (Foto: Evelson de Freitas/Estadão Conteúdo)
No final de janeiro, o veículo também foi usado como cenário de um clipe caseiro criado por integrantes do bloco de carnaval independente “Sereias do Cantareira.” A marchinha e o cordão foram postados na internet e viralizaram a imagem.

A SSP informou que, além da carcaça, outros 30 carros foram retirados da represa do Atibainha desde o ano passado, com a queda no nível do reservatório. Ainda de acordo com a secretaria, a polícia sobrevoou a área e constatou que não há mais carros abandonados no local.

Sistema Cantareira
Após uma sequência de altas, o nível do Sistema Cantareira se manteve em 11,7% pelo terceiro dia seguido nesta quarta-feira (4), segundo boletim divulgado pela Sabesp.
Além da represa do Atibainha, o sistema Cantareira é composto por outros quatro reservatórios responsáveis pelo abastecimento de água da Grande São Paulo.

Gleisi Hoffmann está na lista do petrolão, diz Folha de S. Paulo


gleisi - lista
A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) está na lista das 54 pessoas, envolvidas na Operação Lava-Jato, que serão investigadas pelo STF (Supremo Tribunal Federal), revelou nesta quarta-feira, 4, o jornal “Folha de S. Paulo”. Na lista entregue pela Procuradoria-Geral da República, Rodrigo Janot, estão ainda os deputados Nelson Meurer (PP-PR) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente do legislativo federal; e os senadores Fernando Collor (PTB-AL), Edison Lobão (PMDB-AM), Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado. Investigação sobre dois governadores, um do PT e outro do PMDB, já estão no STJ (Superior Tribunal de Justiça).
O nome de Gleisi e de seu marido, o ex-ministro das Comunicações, Paulo Bernardo (PT), já haviam sido divulgados pelos jornais “Folha de S. Paulo” e “O Estado de S. Paulo”, além das revistas se circulação nacional. Gleisi e Bernardo foram citados pelo doleiro Alberto Youssef e pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, como destinatários de R$ 1 milhão para a campanha da petista ao Senado em 2010. Segundo os delatores, Bernardo pediu o dinheiro entregue em quatro parcelas em um shopping de Curitiba. Os jornais apontaram ainda como prova uma anotação na agenda de Youssef com os dizeres “PB 0,1″, em referência ao ex-ministro. Tanto Gleisi quanto Bernardo negaram conhecer o doleiro ou ter recebido recursos do esquema.
Senado -
Em 2010, Gleisi teve ainda a maior parte de sua campanha irrigada em R$ 3,7 milhões doados por empreiteiras envolvidas no Petrolão ou com obras contratadas pelo governo federal. Detalhando os valores, Gleisi recebeu das seguintes empreiteiras e seus diretores: Camargo Correa (R$ 1 milhão), OAS (R$ 780 mil), UTC Engenharia (R$ 250 mil), CR Almeida (R$ 250 mil), Coesa Engenharia (R$ 220 mil), João Sanches Junqueira (R$ 170 mil), Antonio Sanches (R$ 170 mil), Paulo Francisco Tripoloni (R$ 170 mil), Cavalca Construções (R$ 100 mil), Construtora Central do Brasil (R$ 100 mil), Contax (R$ 100 mil), Alusa Engenharia (R$ 70 mil), Paranapanema (R$ 50 mil), Carlos Roberto Nunes Lobato (R$ 50 mil), José Maria Ribas Muller (R$ 50 mil), Cimento Itambé (R$ 50 mil), Brookfield Brasil (R$ 30 mil), Ecoplan Engenharia (R$ 25 mil), Arteleste Construções (R$ 25 mil), Fidens Engenharia (R$ 25 mil) e Enpa Engenharia (R$ 25 mil).
Nota-se que Gleisi recebeu R$ 510 mil de três diretores da construtora Sanches e Tripoloni, a empreiteira responsável pela construção do Contorno Norte, em Maringá – obra suspeita de superfaturamento e investigada pelo TCU – e que custou R$ 412 milhões. Gleisi e Bernardo foram acusados ainda de usar o jatinho da empreiteira na campanha de 2010. Na sua prestação de contas, a petista declarou R$ 7,97 milhões arrecadados. Gleisi recebeu, ainda, mais R$ 1,9 milhão do diretório nacional do PT. E como as doações das empreiteiras representaram 75% da arrecadação do PT, estima-se que Gleisi recebeu outros R$ 2,08 milhões de forma indireta das empreiteiras.
Governo -
Em maior volume, as doações das empreiteiras envolvidas no Petrolão se repetiram na campanha de Gleisi em 2014. A petista recebeu mais 7,7 milhões: Triunfo (R$ 2 milhões), Sanches e Tripoloni (R$ 1,9 milhão), Queiroz Galvão (R$ 475 mil), Andrade Gutierrez (R$ 950 mil), UTC (R$ 950 mil) e Galvão Engenharia (R$ 420 mil). Gleisi recebeu mais R$ 150 mil do Banco Pactual, agora listado na Operação Lava-Jato. E mais R$ 200 mil da TV Técnica Viária Construções Ltda. Apesar dos gastos, Gleisi declarou R$ 21,6 milhões em doações na campanha de 2014, a petista perdeu feio e fez apenas 881.857 votos, 14,87% entre os seis candidatos na disputa.
Testemunha -
O ex-ministro Paulo Bernardo enfrenta outro problema na Justiça Federal em Curitiba. A defesa do presidente da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa protocolou nesta terça-feira (3), uma petição para que o diretório do PT de São Paulo informe seu endereço. Bernardo foi arrolado como testemunha de defesa do executivo em um dos processos da Lava Jato. Porém, Bernardo não foi intimado porque a Justiça não o localizou.
Na petição, o advogado Alberto Toron afirma que “embora os esforços empreendidos, não foi possível localizar o endereço atual do Sr. Paulo Bernardo Silva”. De acordo com o advogado, informações que circulam nas redes sociais dão conta de que o ex-ministro estaria morando na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo.
“Dessa forma, considerando que a testemunha é filiada ao Partidos dos Trabalhadores, requer-se que seja oficiado ao Diretório Estadual de São Paulo do Partido dos Trabalhadores (…) solicitando que informem seu atual endereço”, diz um trecho do documento protocolado pela defesa de Ricardo Pessoa.
O ex-ministro foi arrolado como testemunha de defesa de Ricardo Pessoa em janeiro deste ano, mas ainda não foi localizado para receber a intimação judicial. Ele foi procurado no endereço onde morava em Curitiba, mas os oficiais de Justiça não tiveram sucesso. O telefone que o ex-ministro utilizava também está desativado.

APP paga R$ 80 mil para alugar a Vila Capanema

Fotos: Gazeta do Povo app - vila capanema1
A APP-Sindicato pagou R$ 80 mil ao Paraná Clube no aluguel do estádio da Vila Capanema para realizar a assembleia com os professores grevistas, informou o jornal Metro/Curitiba. E as despesas com a greve são maiores. A APP deve R$ 51 mil dos estragos na invasão da Assembleia Legislativa. Ainda não pagou e contesta. Tem ainda as quatro locações dos mais de 2 mil ônibus que vieram do interior para as assembleias (em Guarapuava e Curitiba) e manifestações em Curitiba. Tem as despesas de alimentação, com almoços, jantares, quentinhas, lanches, água e logística (camisetas, faixas, cartazes, equipamentos de som, panfleto, jornais). Em suma, nada do que o orçamento de R$ 25 milhões não possa cobrir.
app - vila capanema3

Enterro de José Rico em Americana, em São Paulo, é marcado por tumulto


Fãs do sertanejo tomaram o Cemitério da Saudade, local escolhido pela família para o sepultamento, e chegaram a subir em túmulos.

Tatiana Regadasdo EGO, em Americana
Seguranças tentam organizar enterro de José Rico (Foto: Tatiana Regadas / EGO)Seguranças tentam organizar enterro de José Rico (Foto: Tatiana Regadas / EGO)
Após o velório de José Rico na Câmara Municipal de Americana, em São Paulo, o caixão foi levado pelo Corpo de Bombeiros para uma última volta pela cidade nesta quarta-feira, 4. Enquanto o cortejo acontecia, Milionário - com quem José Rico fazia dupla - seguiu com amigos e familiares do músico para o Cemitério da Saudade, local escolhido para o sepultamento. Quando chegou, Milionário se deparou com o local lotado e não conseguiu se aproximar do túmulo da família de José Rico. Até aquele momento, a única segurança disponível no local era particular e não foi suficiente para conter o número de pessoas no cemitério.
Seguranças tentam organizar enterro de José Rico (Foto: EGO)Segurança pede para as pessoas darem passagem
para a família (Foto: EGO)
O enterro mobilizou os moradores de Americana de tal forma que, para que todos coubessem no local, muitos subiram nos túmulos e um deles chegou a quebrar fazendo com que uma mulher caísse dentro da sepultura.
Alguns seguranças particulares tentaram abrir espaço para Milionário e a família de José Rico, mas o túmulo reservado para o enterro estava completamente tomado pelos fãs. A família tentou chamar a guarda municipal para ajudar a conter a confusão.

Velório
"A guarda municipal deu apoio, mas a gente não imaginou que seria essa comoção. É como a família de José Rico falou: 'Ele é do povo'. Vamos ter que ver de quem são os túmulos danificados e ver se a prefeitura vai arcar com os gastos do reparo. Porque não temos como pegar quem foi numa situação dessa", disse Márcia Siriano, administradora do cemitério.
O enterro foi concluído por volta das 12h e não teve a presença dos filhos do cantor, os gêmeos Samy e Sara, de 15 anos. 
Berenice, viúva de José Rico, falou sobre a morte do marido após a missa que aconteceu duranteo velório do cantor nesta quarta-feira, 4, na Câmara Municipal de Americana, em São Paulo."Fomos pegos de surpresa, né? Mas desde dezembro ele estava sofrendo", disse ela, se referindo as muitos dores que José Rico vinha sentindo, inclusive no joelho. Berenice chegou a comentar que um dos filhos, Samy, estava muito abalado . Pouco depois ela embarcou no carro do corpo de bombeiros que deu uma volta pela cidade antes de levar o corpo para o Cemitério da Saudade.
 A missa durou cerca de 15 minutos e houve um pouco de tumulto já que as pessoas se recusavam a deixar a sala da Câmara para seguir para o enterro.
O velório teve início por volta das 21h de terça-feira, 3, mas muitas pessoas deixaram para fazer sua última despedida nesta manhã. O enterro estava previsto para às 9h30 no Cemitério da Saudade.
A viúva do músico estava bastante emocionada ao lado do corpo do marido. Ele deixou um casal de filhos gêmeos, Samy e Sara, de 15 anos. Leonardo, Chitãozinho, Léo (da dupla com Victor), Fabiano (da dupla com César Menotti), Mato Grosso (da dupla com Matias) e César e Paulinho também foram ao local se despedir do amigo.
Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Milionário no enterro de José Rico
(Foto: Caio Duran / EGO)
Milionário, que fazia dupla com José Rico, passou a madrugada no velório e retornou ao local por volta das 8h40 desta quarta, 4, para participar da cerimônia antes do enterro. Além de amigos e familiares, muitos fãs e moradores de Americana também foram até lá e enfrentam durante a manhã uma fila para ver de perto o cantor e prestar sua última homenagem.
Dom Dilson de Oliveira, bispo da diocese de Limeira, ministrou a cerimônia na Câmara. "José Rico deixa uma marca na cidade de Americana, foi um filho querido", falou o padre da igreja de Americana antes de passar a palavra ao bispo.
Túmulo que foi quebrado durante tumulto em cemitério no enterro de José Rico (Foto: EGO)Túmulo que foi quebrado durante tumulto em
cemitério no enterro de José Rico (Foto: EGO)
Cantor sofreu uma parada cardíaca após infarto
De acordo com informações do site oficial da dupla, o cantor de 68 anos morreu às 14h18 desta terça, 3, e a causa da morte foi uma parada cardíaca em consequência de infarto do miocárdio.
A assessora da dupla sertaneja Amália Barros, sobrinha de Milionário, também publicou uma mensagem no Instagram. "O maior de todos se foi... O mito, a melhor voz desse país! Meu coração está despedaçado... Muito muito triste. Obrigada por tudo, #zerico! Me sinto privilegiada de ter convivido um pouco com você!", escreveu. O velório irá acontecer na Câmara Municipal de Americana, em São Paulo, a partir das 21h.
Sertanejos lamentam a morte
Ainda na terça-feira, Michel Teló e outros sertanejos se pronunciaram lamentando a morte de José Rico.  "'Nessa longa estrada da vida, vou correndo e não posso parar...'. Zé Rico, a garganta de ouro vai deixar saudade! "... Deixou a certeza, de uma missão cumprida, se transferiu dessa vida, nos cobriu de saudades, e foi morar com Deus..." #zoooommmm #váemPazZé", escreveu Michel na legenda da imagem.
Enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Berenice, viúva de José Rico (Foto: Caio Duran / EGO)
Enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Berenice, viúva de José Rico (Foto: Caio Duran / EGO)
Enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Berenice durante o enterro (Foto: Caio Duran / EGO)
Enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)O enterro acontece com o cemitério lotado em Americana (Foto: Caio Duran / EGO)
Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran / EGO)

Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran / EGO)
Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran / EGO)
Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran / EGO)
Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran / EGO)
Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Milionário no enterro de José Rico (Foto: Caio Duran / EGO)
Velório de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Viúva do cantor ao lado do caixão (Foto: Caio Duran / EGO)
Milionário no velório de José Rico (Foto: Caio Duran  / EGO)Milionário no velório de José Rico (Foto: Caio Duran / EGO)