Em Colombo homem brigou com a mulher, foi para motel com amigo e chamou parente para pagar a conta


nota - banda b
de Luiz Henrique de Oliveira e Antonio Nascimento, Banda B:
Um homem de 35 anos resolveu afogar as mágoas num motel após brigar com a mulher, mas precisou apelar aos parentes para não terminar a madrugada desta quarta-feira (25) na Delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Ele foi com um amigo bem próximo até um motel da cidade, só que esqueceu de levar o dinheiro para pagar a conta de R$ 192,50, valor considerado por ele alto para uma ‘noite de amor’.
O cabo Ranuff, da Polícia Militar (PM), afirmou à Banda B que precisou ir ao local para solucionar o desacerto comercial. “Os dois rapazes entraram no estabelecimento para fazer ‘alguma coisa’ e na hora de sair não tinham dinheiro para pagar a conta. Quando chegamos, houve um acordo e nós apenas orientamos as partes, já que parentes do homem casado vieram quitar o débito”, descreveu.
Ainda de acordo com o cabo, o homem era casado e teria brigado com a mulher na noite de ontem. “Ele brigou com a esposa e veio com o companheiro até aqui. A PM fez a parte dela de orientar as partes. O valor da brincadeira foi de R$ 192,50”, destacou.
Com o acordo, não foi necessário um Boletim de Ocorrência (BO) no caso. Após a confusão, o casal de amigos entrou no carro e foi embora sem gravar entrevista.

Prefeitura de Colombo anuncia reforma do CRAS Graciosa


WEBMASTER 25 DE MARÇO DE 2015

O serviço terá duração de três meses a partir da data de assinatura da ordem de serviço, e contará com investido de R$ 132.613,45 mil

Autoridades do município durante o lançamento da reforma do CRAS Graciosa
Autoridades do município durante o lançamento da reforma do CRAS Graciosa
A Prefeitura de Colombo por meio da Secretaria de Assistência Social anunciou, na manhã desta quarta-feira, (25) a reforma do Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Graciosa, localizado na Rua Anair Bonato Tosin, 677, Centro Industrial Mauá.
A obra terá duração de três meses a partir da data de assinatura da ordem de serviço. No total serão investidos R$ 132.613,45 mil para a ampliação do telhado, construção de um alambrado com portões de acesso, reforma dos banheiros, substituição das instalações elétricas e hidráulicas, readequação das calçadas, troca de janelas e portas e por fim a pintura interna e externa.
Para a secretária de Assistência Social e Trabalho, Maria da Silva Souza a revitalização do CRAS Graciosa é muito importante tanto pela relevância quanto a necessidade, pois um espaço adequado proporciona acolhimento aos moradores que utilizam o serviço.
“Como a nova estrutura, possibilitará que o trabalho desenvolvido alcance melhor resultado, o que é bom para comunidade bem como para os profissionais que estão inseridos na Política de Assistência Social. Nossa expectativa em relação às obras é que o ambiente torne-se agradável para as pessoas que necessitam desse espaço. Queremos acolher estas pessoas com respeito e dignidade”, destaca a secretária.
No CRAS são atendidas mensalmente cerca de 250 pessoas. Os serviços oferecidos no momento são Cadastro Único que inclui o Luz Fraterna e o Bolsa Família, encaminhamento de grupos, estudo de estratégia para melhorar a situação da população que necessita do atendimento e orientações diversas. O local, que receberá reformas em uma área de 273,90 m, atende quatro bairros, totalizando 21 microrregiões.
O serviço terá duração de três meses e contará com investimento de R$ 132.613,45 mil
O serviço terá duração de três meses e contará com investimento de R$ 132.613,45 mil
Segundo a coordenadora do CRAS Graciosa, Daniele Ferreira as famílias inseridas no Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família – PAIF são os principais focos do atendimento. “É um trabalho contínuo que visa fortalecer a função de proteção das famílias, prevenindo a ruptura de laços, promover o acesso aos direitos e contribuir para melhoria da qualidade de vida. Além de realizar serviços de proteção social básica, atuando com famílias e indivíduos em seu contexto comunitário, visando à orientação e fortalecimento de vínculos”, explica.
Segundo o presidente da Associação de Moradores e Empresários do Centro Industrial Mauá, José Osmair Possebam o CRAS Graciosa atende uma comunidade com um número expressivo de moradores, numa região que vem crescendo – atualmente são 80 empresas instaladas na região. “A nossa expectativa com a nova infraestrutura é inserir e valorizar o cidadão que frequenta o espaço, capacitando e auxiliando na melhoria da qualidade de vida”, enfatiza.
Estavam presentes no anúncio das obras as seguintes autoridades: o vice-prefeito de Colombo, Ademir Goulart; a secretária da Assistência Social, Maria da Silva Souza; a coordenadora do CRAS Graciosa, Daniele Ferreira; o secretário do Planejamento, Cezar Antônio Bittencourt Jr e os vereadores do município, Wladirlei Bueno de Oliveira, José Aparecido Gotardo (Ratinho) e Sidinei Campos; o engenheiro civil da secretaria de Obras e Viação do município, Valmir Soares da Silva e o representante da empresa RMDK Construção Civil, que realizará as intervenções, Rodrigo Donda.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/PMC

Circuito Italiano de Colombo comemora 16 anos com anúncio de obras


WEBMASTER 25 DE MARÇO DE 2015

Serão investidos mais de R$ 700 mil em revitalização e acessibilidade dos equipamentos públicos

Durante o lançamento do pacote de obras para o Circuito Italiano de Turismo Rural de Colombo
Durante o lançamento do pacote de obras para o Circuito Italiano de Turismo Rural de Colombo
A Prefeita Beti Pavin anunciou na noite desta terça-feira, dia 24, um pacote de obras para o Circuito Italiano de Turismo Rural de Colombo que completou 16 anos, no último dia 05 de fevereiro. “Economizamos bastante, apertamos os cintos nos últimos tempos para poder investir neste segmento que movimenta expressivamente a nossa economia e gera emprego, renda e lazer no nosso município”, explicou.
Beti Pavin destacou durante o jantar comemorativo a esta data, que como Colombo é pioneira no Estado na implantação deste projeto, merecia receber esta revitalização dos espaços públicos. Para tanto serão aplicados R$ 752.600 mil. “Iniciamos este trabalho lá em 1999 e já era hora de melhorar, ampliar e tornar acessível estas estruturas para atender bem aqueles que vêm nos visitar”, disse.
Neste pacote estão contemplados a reforma do Parque Municipal Gruta do Bacaetava, do departamento de Turismo, restauração do Memorial do Imigrante Italiano, adequações do Museu Municipal Cristóforo Colombo, a lanchonete do Parque Municipal da Uva, a bilheteria e praça do Parque da Uva. Já entregue o Pavilhão de Eventos do Parque da Uva e em fase final de obras a Casa da Cultura.
O evento foi realizado no Restaurante Rural e Café Colonial É da Pam - localizado na Roseira
O evento foi realizado no Restaurante Rural e Café Colonial É da Pam – localizado na Roseira
“Mesmo em um período que a crise brasileira afeta a todos, estamos apostando e incrementando o turismo em nosso município, oferecendo condições nestes equipamentos públicos. Desta forma, também incentivamos os empreendedores a realizarem melhorias, reformas e ampliações para atender bem o visitante”, afirmou o secretário da Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, Antonio Ricardo Milgioransa.
Outros investimentos
O secretário lembrou que o setor tem recebido investimentos constantes, a começar pela substituição e ampliação da sinalização turística, realizada no ano passado e também a implantação da Patrulha de Turismo Rural, que consiste num serviço diferenciado com foco no policiamento comunitário. “Esta ação começou em outubro de 2014 onde somamos esforços neste momento em que o circuito está sendo remodelado”.
Participaram do evento a Prefeita Beti Pavin, o vice-prefeito Ademir Goulart, o secretário da Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, Antonio Ricardo Milgioransa, a diretora do departamento de Turismo, Aline Martinhago, a diretora do departamento de Cultura, Rita Straioto, a diretora de Meio Ambiente, Daniele Gasparin, integrantes do Conselho Municipal de Turismo, representantes do setor público e privado (empreendedores do Circuito).
Estavam presentes a Prefeita de Colombo Beti Pavin, autoridades do município e representantes do setor público e privado
Estavam presentes a Prefeita de Colombo Beti Pavin, autoridades do município e representantes do setor público e privado

Fotos: João Senechal/PMC

Pesquisa pretende identificar o perfil do turista que visita o Circuito Italiano de Turismo Rural de Colombo


WEBMASTER 25 DE MARÇO DE 2015

A proposta será traçar um panorama destes visitantes – que vem a Colombo para melhor atendê-los

Chácara Engenho Verde - localizada no bairro Santa Gema
Chácara Engenho Verde – localizada no bairro Santa Gema
Uma pesquisa vai identificar o perfil do turista que visita o Circuito Italiano de Turismo Rural. O levantamento é uma iniciativa da Prefeitura de Colombo e será realizado pela Secretaria Municipal de Indústria e Comércio, Turismo e Trabalho. “A nossa proposta será traçar um panorama destes visitantes que vem a nossa cidade. Assim, será possível estruturar promoções e publicidade direcionada ao nosso público-alvo”, explica a Prefeita Beti Pavin.
Com o intuito de incentivar os visitantes a preencher o questionário, todos os meses serão sorteados prêmios de um item dos empreendimentos do Circuito Italiano de Turismo Rural. “Fica a critério do empreendedor o que irá sortear. Estamos priorizando aqueles prêmios que incentivam a ida do visitante a outro empreendimento”, destaca o secretário da pasta do Turismo, Antonio Ricardo Milgioransa.
Vinícola Franco Italiano, no Jardim Georgina, oferece uma seleta linha de vinhos e espumantes
Vinícola Franco Italiano, no Jardim Georgina, oferece uma seleta linha de vinhos e espumantes
Durante 2015 serão promovidas estas ações, por meio de questionários. Assim, nas diferentes épocas do ano, como por exemplo, férias escolares, período de festas, verão, inverno, entre outros será possível ter um cenário deste perfil. “Conhecer quem é o nosso consumidor facilitará o nosso diálogo, as nossas ações, nossos resultados e também atendê-los com mais qualidade”, enfatiza a diretora do departamento de Turismo, Aline Martinhago.
No mês de janeiro, o turista sorteado preencheu uma ficha na Vinícola Pedrinho Strapasson, e recebeu como prêmio – duas entradas (adultos) com direito a piscina, para conhecer o Sítio das Palmeiras – o valor estimado foi de R$ 60,00. Em fevereiro, foi sorteado uma cesta de produtos do Sr. Adir Gasparin, proprietário do Pesque-Pague Gasparin e Filhos.
“Esta ação estimula às pessoas a frequentar outras propriedades do Circuito, e que nesse caso, não conheciam ainda”, conta Aline. Ainda segundo a diretora, para o mês de março estão previstos mais sorteios. “Temos muitas opções como convites para almoço nos restaurantes dos pontos turísticos, cestas de produtos das vinícolas e chácaras de morango, hospedagens ou day use nos estabelecimentos de hotelarias e acesso as propriedades de lazer”, enumera.
Como participar?
Para os visitantes interessados em participar da pesquisa, basta visitar um dos pontos turísticos da região e solicitar o questionário e preenche-lo. Caso o visitante não encontre será necessário solicitar ao proprietário ou responsável.
Será imprescindível fornecer informações como: e-mail e telefone. Ao final do mês as fichas são recolhidas pelas equipes da secretaria, e a escolha é aleatória – realizada internamente no próprio departamento de Turismo. No mês de janeiro participaram aproximadamente 130 turistas.
Também está disponível, além das fichas individuais, fichas para grupos de visitantes – que serão preenchidas pelos empreendedores que recebem os visitantes. Dessa maneira podem-se monitorar estes grupos de visitantes que chegam ao município. Identificar o perfil, quais os segmentos que procuram e o gasto médio por visitante dentro do Circuito. “Nesse caso, contamos com a colaboração de cada empreendedor para responder sempre e adequadamente o formulário”, pontua Aline.
Sobre o Circuito Italiano de Turismo Rural
Restaurante Rural e Café Colonial É da Pam – localizado na Roseira
Restaurante Rural e Café Colonial É da Pam – localizado na Roseira
O turismo no município de Colombo iniciou-se com a implantação do Circuito Italiano de Turismo Rural, em 05 de fevereiro de 1999. O projeto tem como objetivo a preservação do meio ambiente, geração de empregos e renda no meio rural. Favorecendo o processo de desenvolvimento por meio de ações de comercialização de produtos e serviços na pequena propriedade, evitando o êxodo rural.
Os visitantes encontram uma forma de lazer inovadora, entre eles lugares históricos – que contam a trajetória dos imigrantes italianos – contemplem as belezas naturais, a herança dos costumes dos italianos, na religiosidade, nas comidas típicas, na arquitetura e no folclore. Estes diversos locais estão abertos à visitação.
O Circuito Italiano de Turismo Rural é um projeto pioneiro no Estado do Paraná e foi criado pela Prefeitura Municipal de Colombo.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Fotos: João Senechal/PMC

Denatran adia até 1º de julho exigência do extintor veicular ABC


É a 2ª vez que a decisão é adiada; medida era pra valer em janeiro.
Segundo governo, equipamento continua em falta nas lojas.

Do G1, em São Paulo
Extintor do tipo ABC será obrigatório em carros a partir de 1º de abril deste ano (Foto: Luciana Amaral/G1)Extintor do tipo ABC será obrigatório em carros a partir de 1º de abril deste ano (Foto: Luciana Amaral/G1)
O Denatran adiou nesta quarta-feira (25) por mais 90 dias a obrigatoriedade do uso do extintor veicular do tipo ABC. A nova data prevista para início da fiscalização será 1º de julho.

Desde dezembro
, pouco antes de a medida entrar em vigor, os consumidores reclamam da falta do item no comércio.De acordo com o Ministério das Cidades, o motivo para adiar a obrigatoriedade é que o equipamento continua em falta nas lojas.
A multa começaria em 1º de janeiro deste ano, mas, no dia 7 daquele mês, o governo anunciou o primeiro adiamento da exigência, para 1º de abril.
Em fevereiro, o G1 fez um levantamento em lojas de 5 estados, em busca do extintor ABC, e constatou que a maioria dos estabelecimentos consultados ainda não contava com o equipamento.
Quando entrar em vigor, a resolução irá punir com multa de R$ 127,69, além de cinco pontos na carteira de habilitação, os motoristas que trafegarem com extintor que não seja do tipo ABC.
Qual a diferença, e quem deve trocar?
O extintor do tipo ABC é mais completo do que o BC, utilizado por alguns veículos. O novo modelo também é eficaz no combate a incêndios em materiais como madeira e tecidos, comuns no interior dos carros. O extintor ABC tem validade de 5 anos.
Uma resolução do Contran de 2004 estabeleceu que, a partir de 2009, todos os veículos deveriam sair de fábrica com o extintor do tipo ABC. Porém, a medida foi derrubada, e voltou a valer em 2009. Com isso, mesmo modelos produzidos entre 2004 e 2009 podem conter o equipamento do tipo BC.
Vale lembrar que o adiamento não desobriga o uso de um extintor automotivo, com prazo de validade em vigência. O não uso, ou uso de um item vencido também é passível de multa.

Empresa Galvão Engenharia investigada pela Lava Jato pede recuperação judicial


Galvão Engenharia citou 'atual condição financeira' como justificativa. 
Problemas foram agravados por inadimplência da Petrobras, diz a empresa.

Do G1, em São Paulo
Uma das empresas investigadas pela Lava Jato, a Galvão Engenharia informou nesta quarta-feira (25) que entrou com pedido de recuperação judicial. Segundo comunicado divulgado pela empresa, a decisão é resultado de sua “atual condição financeira”, “agravada pela inadimplência de alguns de seus principais clientes, dentre eles a Petrobras. A companhia estatal não honrou pagamentos de serviços adicionais executados, por ela solicitados e atestados”.
Procurada pelo G1, a Petrobras não se pronunciou sobre o caso até as 22h desta quarta-feira.
A Galvão Engenharia teve o nome relacionado à Operação Lava Jato em novembro de 2014, quando a Polícia Federal deflagrou a sétima fase da investigação. Na ocasião, o diretor deNegócios da empresa, Erton Medeiros, foi detido pelos policiais. Ele ficou detido inicialmente na Superintendência da Polícia Federal, mas na terça-feira (24) foi transferido para o Complexo Médico Penal de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Atualmente, ele responde a um processo com outros seis acusados, pelos crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, uso de documento falso, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.
A recuperação judicial é uma medida para evitar a falência de uma empresa. É pedida quando a empresa perde a capacidade de pagar suas dívidas. É abordada no capítulo três da lei Lei de Falências e Recuperação de Empresas (LFRE), de 2005. De acordo com a lei, a recuperação judicial tem como objetivo viabilizar que a empresa supere a situação de crise econômico-financeira, buscando evitar a falência.
Com isso, a empresa mantém sua produção, o emprego dos trabalhadores e o interesses dos credores (que querem ser pagos), “promovendo, assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica”, diz a lei.

Segundo a Galvão Engenharia, a partir do final de 2013 houve atrasos recorrentes em pagamentos devidos pela Petrobras em diversos contratos”. A empresa também cita “retração do mercado de crédito para o segmento de infraestrutura, fortemente impactado pela Operação Lava Jato”.

“O Grupo Galvão declara que sempre esteve à disposição das autoridades para colaborar com as investigações e que jamais participou de qualquer tipo de suposto ‘cartel’ de empresas em prejuízo dos interesses de seus clientes”, disse a empresa em nota. “Em depoimento, testemunha de acusação no processo judicial em curso, confirma que a Galvão Engenharia não participava do suposto ‘clube’ sob investigação.”
A empresa diz que “todos os seus contratos foram obtidos dentro da legislação vigente e com significativas vantagens para a Petrobras”. “O Grupo Galvão declara que está atento aos processos judiciais a que respondem seus executivos. Vale destacar que nessas ações há diversas depoimentos (Declarações do Ex-Diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e do Senhor Alberto Youseff) evidenciam desvios na gestão, que permitiram que a Galvão Engenharia fosse vítima de extorsão, conforme exposto na defesa de seus executivos.”

Propina
A defesa de Erton Medeiros Fonseca, diretor da Galvão Engenharia preso pela Operação Lava Jato, admitiu que o cliente pagou propina ao esquema de corrupção que atuava na Petrobras, com objetivo de evitar que a Galvão Engenharia fosse prejudicada em contratos que mantinha com a estatal do petróleo. Os advogados chegaram a protocolar comprovantes de pagamentos de R$ 8.863.000.
Segundo os advogados de Fonseca, os pagamentos foram feitos ao empresário Shinko Nakandakari – apontado pelo dirigente da Galvão Engenharia como operador da Diretoria de Serviços da Petrobras, à época comandada por Renato Duque.

O documento anexado ao processo da Lava Jato pela defesa de Fonseca mostra que a Galvão Engenharia efetuou 20 transferências para a LFSN Consultoria, nas contas de Luis Fernando Sendai Nakandakari e Juliana Sendai Nakandakari, sócios da empresa. Os repasses foram feitos entre 8 de janeiro de 2010 e 25 de junho de 2014.

O empresário Shinko Nakandakari, por sua vez, enviou à Justiça Federal do Paraná uma petição na qual nega ter cobrado propina de empreiteiras que prestam serviços à estatal. "Shinko Nakandakari precisa ser ouvido pelas autoridades a fim de trazer os fatos de volta à realidade [...] Diante do exposto, o Peticionário [Nakandakari] requer lhe seja deferida a extração de cópia integral dos autos da investigação, notadamente do(s) depoimento(s) prestado(s) por Erton Medeiros Fonseca e de tudo o mais que envolva o seu nome, a fim de que possa ter ciência de todos os fatos e, ainda, prestar às autoridades os esclarecimentos necessários", ponderou à Justiça Federal o advogado de Nakandakari, à época.

Polícia divulga vídeo do momento em que idoso é assassinado enquanto regava plantas


Da Redação

A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira (25) um vídeo que mostra o exato momento em que o aposentado José Henrique Pinto, de 67 anos, foi assassinado enquanto regava uma planta em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. O crime aconteceu na manhã da última quinta-feira (19) no cruzamento das ruas Guarapuava e Fonte Nova.
ARAUCARIA-DENTRO
Idoso foi assassinado no portão de casa (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)
De acordo com a Polícia Militar, o aposentado regava as plantas do jardim na manhã, como costumava fazer todos os dias. Mas homens armados passaram e atiraram contra o idoso, que morreu na hora.
Nas imagens é possível ver que um passa em frente da casa, aborda o idoso e realiza os disparos. A Delegacia de Araucária possuí três hipóteses que poderiam ter levado ao crime.
Segundo o tenente Gonçalves, o aposentado costumava manter a mesma rotina, o que pode ter facilitado a vida dos autores. “Ele regava as plantas e levava café na cama para a esposa. Foram encontrados aqui estojos de revólver. Ainda não temos informações sobre os autores e também levantamos a hipótese dele ter sido chamado ao portão para levar os tiros”, descreveu à Banda B.
Uma vizinha da vítima, que não quis se identificar, afirmou que o aposentado era boa pessoa, mas costumava não levar desaforo para casa. “Ele costumava implicar com o pessoal que ficava fazendo bagunça aqui na rua. Pode ter sido por isso o crime”, disse.
Denúncias sobre o crime podem ser feitas pelo telefone da Delegacia de Araucária, 3641-6000.
Assista ao vídeo no player abaixo:

Vigilante baleado em assalto morre no hospital e sindicalista desabafa: “Sesp-PR só quer holofote”


Por Marina Sequinel e Geovane Barreiro

assalto-banco
Assalto aconteceu em agência na Rodovia da Uva, em Colombo. (Foto: Bruno Henrique – Banda B)

vigilante baleado em um assalto a banco em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, não resistiu e morreu no Hospital Cajuru na tarde desta quarta-feira (25). Adilson Aparecido Gonçalves, de 30 anos, tentou evitar a ação de uma dupla fortemente armada que invadiu a agência na manhã de hoje, e acabou sendo atingido quatro vezes, nas costas, nas nádegas e na mão.
Os suspeitos fugiram do local do crime, na Rodovia da Uva, sem levar o dinheiro do banco, e não foram localizados. “Essa Força-Tarefa criada para coibir assaltos a caixas eletrônicos é apenas um holofote para a Secretaria de Segurança Pública do Paraná [Sesp-PR]. Agora, a gente percebe que a violência é ainda maior, com armas muito pesadas, que nós nem sabemos de onde vem”, desabafou João Soares, presidente do Sindicato dos Vigilantes de Curitiba e Região, em entrevista à Banda B.
Segundo ele, os trabalhadores sentem falta de respostas concretas para esse tipo de situação. “Nós precisamos de mais reuniões e debates com a categoria, porque temos necessidades urgentes. Não podemos perder mais gente assim”, declarou ele.
A Força-Tarefa da Sesp, citada por Soares, é realizada em parceria com os bancos, empresas fabricantes de explosivos, o exército, a Polícia Militar e Federal. Para o presidente do Sindicato, a ação não intimidou os criminosos ou impediu que eles conseguissem armas pesadas, usadas com frequência nesse tipo de delito.
Sobre essas declarações, a reportagem entrou em contato com a Sesp e aguarda o retorno.
O crime
De acordo com o soldado Delgado, da PM, os criminosos estavam disfarçados com peruca e óculos para prejudicar a identificação. “A interação era mesmo o roubo ao banco porque a informação é que eles estavam em cinco ou seis pessoas, mas não levaram nada, só as duas armas dos vigilantes”, disse ele.
Adilson foi encaminhado ao Hospital Cajuru, em Curitiba, em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos. O Sindicato lamentou o ocorrido e prestou condolências à família da vítima.
Outro lado
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária afirmou que ações concretas foram tomadas pela para coibir crimes em caixas eletrônicos, como o reforço do patrulhamento, nos períodos da noite e da madrugada, por equipes das unidades de operações especiais das polícias Civil e Militar, em locais indicados como de maior vulnerabilidade pela análise criminal.
A medida abrange o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e o Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) da Polícia Civil, a Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), o Comandos e Operações Especiais (COE) e a Companhia de Polícia de Choque (CiaPChoque), todas subunidades do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar.
Outra medida foi a ampliação da estrutura e do efetivo do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep), subordinado à Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária, para combater, prioritariamente, roubos a caixas eletrônicos, facções criminosas e desvios de conduta de policiais. Além disso, há uma unidade do Cope focada na investigação dos crimes ligados a caixas eletrônicos.
A força-tarefa criada pela Secretaria da segurança Pública prevê a participação de diversos órgãos envolvidos, como o Exército e a Polícia Federal. Reuniões convocadas pela Pasta também tiveram a participação de representantes dos bancos, com a sugestão de que esses estabelecimentos invistam em dispositivos de segurança (como uma câmera externa, mecanismo de tinta para manchar as notas, expelir fumaça ou emitir um alarme sonoro) e que as empresas fabricantes de explosivos utilizem microchips, o que permitiria o rastreamento do produto.

Assaltantes armados invadem joalheria de shopping e disparam para cima na fuga


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha

Uma joalheria do Shopping Total, no bairro Portão, em Curitiba, foi assaltada no final da manhã desta quarta-feira (25). Segundo informações da Polícia Militar (PM), durante a fuga, um dos criminosos atirou para cima, assustando quem passeava no local, de acordo com testemunhas.
Muitas pessoas chegaram a pensar que havia acontecido um tiroteio após o roubo, o que não foi confirmado. Os assaltantes fugiram em direção à Rua João Bettega em um Kia Cerato prata, que foi roubado no bairro Hauer nesta terça (24).
Os objetos e valores levados pelo grupo não foram divulgados. A Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba (DFR) investiga o caso.
Procurada pela Banda B, a assessoria do Shopping informou que todas as informações sobre a ocorrência, incluindo as imagens das câmeras, foram repassadas para a polícia e que a direção está a disposição para ajudar nas investigações. De acordo com o estabelecimento, os seguranças agiram rapidamente para tentar evitar a ação dos criminosos.

Empresário deixa carro na irmã, embarca em ônibus e desaparece na Grande Curitiba



Por Luiz Henrique de Oliveira
 
 
O empresário Nelson Rogério Scheffer Batista, de 59 anos, está desaparecido desde as 9h desta terça-feira (24). Dono de um restaurante em Campo Magro, na região metropolitana de Curitiba, o morador no bairro Santa Felicidade foi visto pela última vez embarcando em um ônibus da Linha Bairro Alto/Santa Felicidade.
empresario
Nelson está desaparecido desde a manhã de ontem (Foto: Reprodução Facebook)
Em entrevista à Banda B, na manhã desta quarta-feira (25), Aline Pianaro Batista, filha de Scheffer, explicou o que aconteceu antes do pai desaparecer. “Ontem ele saiu de casa de carro e foi até Campo Magro onde tem um restaurante. Em seguida foi à casa de minha tia, deixou o carro estacionado e foi de ônibus até o Terminal de Santa Felicidade, onde foi visto por um conhecido embarcando para o Bairro Alto”, descreveu.
A filha contou também que o pai não levou aparelho celular e saiu só com a roupa do corpo. “Está tudo muito confuso, porque ele estava ótimo. Não tem motivos para desaparecer, então não entendemos o que houve. Pedimos ajuda para quem tiver informação sobre ele”, disse Aline.
A família já realizou o Boletim de Ocorrência (BO) na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Quem tiver informações sobre Nelson pode ligar à DHPP no telefone 3360-1400 ou à Polícia Militar no número 190.

Pai sofre acidente após saber que filho foi assassinado a tiros


Adolescente foi morto quando estava na porta da escola, em Figueirópolis.
Duas pessoas morreram na colisão e o motorista está em estado grave

Caminhonete ficou destruída após a colisão; duas pessoas morreram (Foto: Arquivo Pessoal)Caminhonete ficou destruída após a colisão; duas pessoas morreram (Foto: Arquivo Pessoal)

O pai de um adolescente que foi assassinado na porta de uma escola, em Figueirópolis, no sul do Tocantins, sofreu um acidente na tarde desta terça-feira (24), momentos após saber sobre a morte do filho. Valdenir Alves da Silva, de 38 anos, trafegava em uma caminhonete na BR-153, entre Talismã e Figueirópolis, quando perdeu o controle do veículo e bateu de frente com um caminhão. Duas pessoas morreram na colisão: Regionaldo Tavares Furtado, de 35 anos e Sidney Mendes de Jesus, de 28 anos, todos da mesma família. O motorista, pai do menor, foi levado ao hospital em estado grave.
Segundo a Polícia Militar, o adolescente, Edson Moreira Alves da Silva, de 17 anos, foi surpreendido por um menor de 15 anos na frente da Escola Estadual Cândido Figueira, onde estudava. O rapaz estava armado com uma pistola e disparou três vezes contra o jovem, que morreu na hora. Conforme a corporação, o motivo do crime foi uma discussão entre os dois adolescentes por causa de uma motocicleta. Depois de matar Edson, o menor de 15 anos fugiu e até as 9h30 desta quarta-feira (25) não foi localizado.
De acordo com informações do Hospital Regional de Gurupi (HRG), para onde o pai da vítima foi encaminhado, Valdenir sofreu traumatismo craniano, respira com a ajuda de aparelhos e está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Parentes das vítimas estiveram no local do acidente, mas preferiram não comentar o caso.
Acidente matou duas pessoas e deixou uma gravemente ferida na BR-153 (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Acidente matou 2 pessoas e deixou uma gravemente ferida na BR-153 (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Bandidos tentam assaltar Bradesco da Rodovia da Uva e vigilante é baleado quatro vezes


Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique
bancodentro
Vigilante foi levado em estado grave ao Cajuru (Foto: Bruno Henrique – Banda B)
 
Dois homens armados em um carro preto tentaram assaltar um agência do Banco Bradesco, na Rodovia da Uva, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, por volta das 10h desta quarta-feira (25). Os vigilantes reagiram e um foi baleado quatro vezes, nas costas, nas nádegas e na mão.
Após atirarem contra o vigilante Adilson Aparecido Gonçalves, de 30 anos, que usava colete à prova de bala, os suspeitos fugiram e não foram localizados. Eles não levaram o dinheiro do banco, mas conseguiram desarmar os seguranças, fugindo com dois revólveres calibre 38. O policial militar, soldado Delgado, afirmou que a intenção principal era assaltar o banco.
“Eles estavam disfarçados com peruca e óculos, justamente, para prejudicar a identificação. A interação era mesmo o roubo ao banco porque a informação é que eles estavam em cinco ou seis pessoas, mas não levaram nada do banco, só as duas armas dos vigilante”, disse à Banda B. O estado de saúde do vigilante é considerado grave. Ele foi encaminhado ao Hospital Cajuru, em Curitiba.
.

Compartilhe:

Lola Benvenutti tem um novo amor: "Tinha medo de contar do meu passado e ele fugir"


Ex garota de programa revela que trocou a prostituição por Mestrado e está apaixonada pelo empresário Gerald Blake Lee


Lola Benvenutti (Foto: Reprodução / Instagram)


Que
 Lola Benvenutti é uma sexpert das boas, é inquestionável. Além de ter alcançado fama nacional como garota de programa (chegaram a citá-la como uma nova Bruna Surfistinha, embora as histórias sejam bem diferentes), a guapa lançou o livro “O Prazer É Todo Nosso” e entrou pro ranking de fontes favoritas no que se trata de debates sobre sexo: em programas de TV e rádio, palestras, debates feministas e até mesmo aqui, na Glamour, onde já participou de várias pautas. 

Lola Benvenutti e Gerald Blake Lee no Baile do Copa 2015 (Foto: Reprodução/ Instagram)

Mas, nos últimos meses, uma notícia pegou a mídia de surpresa: Lola, mesmo sempre bem resolvida quanto a sua profissão, “aposentou” o trabalho de garota de programa e arrumou um novo amor: Gerald Blake Lee, empresário co-fundador da Azul Linhas Aéreas. Ah, só que antes de começarem as especulações de que ele teria sido o motivo da decisão, a escritora já falou conosco a respeito."Larguei a profissão por dois motivos: me concentrar no mestrado em Educação Sexual na Unesp e no meu segundo livro. O Gerald apareceu só depois de eu já ter tomado minha decisão", conta Lola com exclusividade pra Glamour.
 
E, pra matar nossa curiosidade (e da torcida do Flamengo), a escritora já adiantou: "Acho importante esclarecer que ele não foi meu cliente (risos). Nos conhecemos num voo e nos apaixonamos logo de cara. Ele não sabia quem eu era, e eu também não sabia nada sobre ele. Achei que fosse fotógrafo porque ele estava com uma câmera. Trocamos contato e começamos a nos falar bastante pelo WhatsApp, mas diria que foi paixão à primeira vista."
Lola Benvenutti e Gerald Blake Lee na piscina do Copacabana Palace (Foto: Reprodução/ Instagram)

A respeito do antigo ofício de prostituta, Lola – cujo nome verdadeiro é Gabriela Silva – revelou também que não se desfez do codinome. “Continuarei usando o nome Lola Benvenutti, claro. Vou prosseguir com meus cursos, livros e pesquisas sobre prostituição, inclusive. Só não atendo mais. Considero ter vivido tudo o que eu queria nesse contexto”, completa. Decidida, ela só temeu a reação de Gerald ao saber do seu passado: "Fiquei super preocupada de ele achar que o enganei. Tinha medo de contar e ele fugir de mim (risos). Mas, quando eu revelei, os comentário foram referentes à minha força, honestidade e coragem. Ele nunca me questionou, nunca me julgou. Acho que é isso que o torna mais especial: ele me respeita", conclui a guapa, no tom mais apaixonado possível <3