Técnicos do STF dizem que regimento obriga ministro a devolver pedido de vista em até duas sessões ordinárias


MARCELO SPERANDIO
02/04/2015 18h57


 
É OUTRO! O ministro Gilmar Mendes, do STF, descobriu que tem um homônimo procurado pela Polícia Federal (Foto: Agência STF)
Técnicos do Supremo Tribunal Federal (STF) começaram a divulgar internamente, por e-mail, o artigo 134 do regimento da Corte. Esse artigo diz: "Se algum ministro pedir vista dos autos, deverá apresentá-los, para prosseguimento da votação, até a segunda sessão ordinária subsequente". Os técnicos explicam que, na prática, se o regimento for seguido, o processo que teve pedido de vista deve ser devolvido ao plenário em até duas semanas, já que toda quarta-feira tem sessão ordinária. Há exatamente um ano, em 2 de abril de 2014, o ministro Gilmar Mendes pediu vista da ação que proíbe o financiamento privado de campanhas. Naquele dia, seis dos onze ministros do STF votaram a favor dessa ação. A maioria da Corte, portanto, votou pelo fim das doações de empresas aos partidos e candidatos. Apesar do resultado, o julgamento ainda não foi encerrado. Está parado desde então, há um ano, porque Mendes pediu vista do processo. Enquanto isso, tramita na Câmara dos Deputados a PEC 352, que confirma e regulamenta o financiamento privado de campanhas. Essa PEC tem o apoio do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), maior rival da presidente Dilma Rousseff. O Planalto é contra a PEC 352, contra as doações de empresas e a favor do financiamento público.   

Governo aposta em Lewandowski para acabar com doações de empresas às campanhas eleitorais


MARCELO SPERANDIO
23/02/2015 09h30

 
O ministro do STF, Ricardo Lewandowski (Foto: STF)
O governo deposita no presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, a esperança acabar com o financiamento empresarial das campanhas eleitorais. A maioria da corte votou como o governo queria. Falta convencer o ministro Gilmar Mendes a encerrar o pedido de vistas feito sobre o processo. O governo quer que Lewandowski assuma essa tarefa antes que o Congresso regulamente as doações privadas.

Os três nomes de Lewandowski para a vaga de ministro aberta no STF


MARCELO SPERANDIO
03/04/2015 11h35

 
O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinicius Coêlho (Foto: Divulgação/OAB-CE)
Se a presidente Dilma Rousseff pedir ajuda ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, sobre a vaga de ministro aberta na Corte, ele dará aval a três candidatos. São eles: o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinicius Coêlho, o ministro do Superior Tribunal de Justiça Luis Felipe Salomão e o jurista Luiz Edson Fachin. Os três são considerados "bons nomes" por Lewandowski.

Empresa de Carlos Alberto Parreira sofre goleada com crise econômica


MARCELO SPERANDIO
04/04/2015 09h30
 
Carlos Alberto Parreira (Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo)
O técnico tetracampeão mundial de futebol,Carlos Alberto Parreira, levou uma bola nas costas com a crise econômica. A Next Global, empresa que criou para atuar no comércio exterior, patina após três anos de crescimento expressivo. Diante da alta do dólar, seus clientes têm cancelado importações realizadas pela Global, especialmente guindastes. Parreira está tão atordoado quanto na derrota que a seleção brasileira sofreu para a Alemanha na Copa do Mundo. Somente palavras de dona Lúcia – aquela torcedora velhinha que mandou uma carta de estímulo à comissão técnica após o vexame – podem animá-lo.

Dois dias após aniversário, traficante é preso em bar com 2,1 kg de maconha


Por Marina Sequinel e Danaê Bubalo
maconha
(Foto: Danaê Bubalo – Banda B)

Um jovem de 24 anos foi preso por tráfico de drogas na Favela do Papelão, no Capão Raso, em Curitiba, na tarde deste sábado (4). Diogo Felipe Ferreira estava em um bar na região quando foi abordado por policiais do 13º Batalhão, após denúncias de que o local servia como ponto de venda de entorpecentes.
Vários adolescentes também estavam no estabelecimento, mas eles não guardavam nenhum tipo de droga. Com Diogo, que tinha contra si um mandado de prisão em aberto, foram encontrados 2,1 kg de maconha. Ele havia comemorado o aniversário na última quinta-feira (2).
Segundo a Polícia Militar (PM), o jovem tentou colocar a culpa nos menores, mas não obteve sucesso nas acusações. Diogo foi encaminhado ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac-Sul).

Morreu cartunista Carlos Alberto Noviski

morte noviski cartunista
O ilustrador Carlos Alberto Noviski morreu aos 50 anos na tarde de hoje, em Curitiba, de parada cardiorrespiratória. Ele recebera alta de uma cirurgia bariátrica pela manhã. Noviski nasceu em Curitiba e estudou desenho industrial na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Gleisi e Requião disputam cargos na Itaipu


unnamed
Nesta semana, o Planalto recebeu nova investida de Gleisi Hoffmann (PT) para cargos na Itaipu Binacional. Gleisi se articula novamente para emplacar o marido, o ex-ministro de Comunicações, Paulo Bernardo (PT) na binacional. Também quer cargos para os ex-deputados Elton Welter (PT) e Luciana Rafagnin (PT). Com aval do senador Roberto Requião (PMDB), Gleisi também indicou o advogado Luiz Fernando Delazari, assessor jurídico de Requião, e o irmão do senador, Maurício Requião.
No tabuleiro de Gleisi, o marido pode ocupar a Diretoria Financeira (cargo já ocupado por Gleisi e hoje nas mãos de Margarete Groff); Welter iria para a Diretoria de Coordenação, hoje sob a batuta de Nelton Friedrich (PV); Luciana Rafagnin assumiria a coordenação de projetos para infância e mulheres; Delazari para Diretoria Jurídica (hoje ocupada por Cezar Ziliotto); e Maurício Requião iria para vaga de Moisés Pessuti, filho do ex-governador Orlando Pessuti, no conselho de administração da binacional.

Tiago Abravanel e filho de Tim Maia travam batalha por causa de musical sobre cantor


Tiago Abravanel como Tim Maia no musical “Vale tudo” Foto: Paula Kossatz / Divulgação

Climão nos bastidores do teatro carioca! Tiago Abravanel e todo o elenco do musical sobre Tim Maia querem retomar com o espetáculo "Vale tudo", que foi sucesso de bilheteria no teatro entre 2011 e 2013. Só que Carmelo Maia, filho do cantor, quer dirigir e estrelar sua própria versão para os palcos sobre a vida e a trajetória do Síndico. A disputa também envolve o produtor Sandro Chaim, que tem total interesse em voltar com o musical.
Carmelo Maia com Tiago: essa harmonia ficou para trás
Carmelo Maia com Tiago: essa harmonia ficou para trás Foto: Leonardo Aversa / Agência O Globo
Tim Maia, aliás, nunca esteve tão na moda. Duas músicas do cantor estão na trilha sonora da novela das nove "Babilônia". Ivete Sangalo e Criolo viajam o país com um show só com músicas dele. Por isso mesmo, o momento é novamente oportuno para a volta de "Vale tudo"


Sem camisa, Thammy Miranda curte folga com a namorada

Thammy Miranda aproveitou a folga do feriado de Páscoa para viajar com a namorada, Andressa Ferreira. As duas, que viajaram para Ilha Grande, posaram juntas para as fotos, que foram divulgadas no Instagram, na tarde de sábado (4).
SAIBA MAIS

“Amor ao mare”, escreveu a assistente de palco, que estava de biquíni, enquanto Thammy optou por ficar sem camiseta.Val Marchiori, amiga inseparável do casal, também acompanhou a viagem.
VAl Marchiori, Thammy e Andressa (Foto: Instagram / Reprodução)

Andressa Ferreira (Foto: Instagram / Reprodução)

Fidel Castro faz primeira aparição pública em mais de um ano


Ex-presidente se encontrou com delegação venezuelana na segunda (30).
Imprensa oficial mostrou imagens de Fidel cumprimentando pessoas.

Da Reuters
Fidel Castro cumprimentou delegação venezuelana durante encontro realizado na última segunda-feira (30).  (Foto: REUTERS/Estudios Revolucion/Cubadebate)Fidel Castro cumprimentou delegação venezuelana durante encontro realizado na última segunda-feira (30). (Foto: REUTERS/Estudios Revolucion/Cubadebate)
O ex-presidente cubano Fidel Castro, 88 anos, fez na segunda-feira (30) sua primeira aparição pública em mais de um ano e estava "cheio de vitalidade", de acordo com informações da imprensa oficial publicadas neste sábado (4). Na ocasião, ele se encontrou com uma delegação venezuelana.
Foi sua primeira aparição fora de sua casa desde que, em dezembro, Cuba concordou em normalizar suas relações com os Estados Unidos, tradicional adversário de Fidel.
A imprensa oficial mostrou imagens de Fidel sentado e cumprimentando os venezuelanos pela janela de seu carro, usando um boné de beisebol e um blusão.
Não houve explicações sobre o porquê de as imagens terem sido divulgadas apenas cinco dias após o acontecimento.
Ele se encontrou com 33 venezuelanos, que estavam em missão de solidariedade em Cuba, por cerca de 90 minutos. Desde a queda da União Soviética, a Venezuela se tornou maior aliada da ilha comunista.
Fidel impressionou os visitantes com um aperto de mão firme e longo e uma mente lúcida, informou o jornal Juventud Rebelde em relato em primeira pessoa.
O ex-presidente "transmitiu vários detalhes da vida na Venezuela, especialmente agora que essa grande nação se tornou o alvo da ganância imperialista", informou o relato, em aparente referência às sanções norte-americanas contra a Venezuela após o país sul-americano ter sido considerado uma ameaça à segurança nacional dos EUA.
"Fidel está cheio de vitalidade", completou o relato.
A última aparição pública de Fidel tinha sido em 8 de janeiro de 2014, na abertura do centro cultural de Havana, patrocinado por um de seus artistas cubanos favoritos, Alexis Levya, conhecido como Kcho.
Em dezembro de 2014, o presidente dos EUA, Barack Obama, e o presidente cubano, Raul Castro, irmão caçula de Fidel, anunciaram que restabeleceriam laços diplomáticos, inaugurando uma nova era nas outrora turbulentas relações desde que os irmãos Castro chegaram ao poder, em 1959.
Fidel Castro renunciou provisoriamente devido à sua doença em 2006, e definitivamente em 2008, entregando o poder para Raul, 83 anos. Fidel ocasionalmente escreve uma coluna para jornal, recebe dignitários em sua casa, mas raramente aparece em público.
Seu atual papel na política é incerto. Muitos cubanos presumem que Raul consulta o seu irmão para importantes decisões, e o longo silêncio de Fidel sobre a decisão de dezembro levantou dúvidas sobre sua saúde e sua concordância com a reaproximação com os norte-americanos.

Prefeito de Santos solicita auxílio federal para combater o incêndio


Prefeito conversou com vice-presidente da República para pedir auxílio.
Governo de São Paulo criou gabinete de crise para centralizar decisões.

Guilherme Lucio e Cássio LyraDo G1 Santos
Autoridades realizaram uma coletiva de imprensa na sede da Prefeitura de Santos (Foto: Cássio Lyra/G1)Autoridades realizaram uma coletiva de imprensa na sede da Prefeitura de Santos (Foto: Cássio Lyra/G1)
O Prefeito de Santos, no litoral de São Paulo, Paulo Alexandre Barbosa, procurou tranquilizar a população da cidade com relação a uma possível evacuação por conta do incêndio que atingiu uma indústria no bairro Alemoa na última quinta-feira (2). Durante coletiva realizada no Paço Municipal neste sábado (4), Barbosa disse que as informações sobre uma possível retirada dos moradores não são verdadeiras e revelou que pediu ajuda ao Governo Federal.


Segundo os bombeiros, ninguém morreu no incêndio. Pelo menos 15 pessoas que trabalhavam no local, entre funcionários e bombeiros, precisaram de atendimento já que inalaram fumaça. Todas foram liberadas.
O incêndio na empresa Ultracargo começou por volta das 10h da última quinta-feira (2) e atingiu seis tanques de combustível, sendo que, por volta das 18h deste sábado, quatro permaneciam pegando fogo. A temperatura no local chega a 800°C. Ainda não há um prazo para o término dos trabalhos. Até este sábado, os bombeiros utilizaram quatro bilhões de litros de água do mar.
Barbosa pediu ajuda ao vice-presidente Michel Temer (PMDB) na tarde deste sábado (4), mas explica que a situação não piorou. "Conversei com o vice-presidente pedindo apoio do Governo Federal para mais instrumentos e recursos no combate ao incêndio. Tínhamos um caminhão da Petrobras, agora teremos mais três caminhões chegando, além de outros três equipamentos de auxilio. Serão sete caminhões no total. Na operação foram feitas reuniões periódicas e a ordem é recorrer a todos os recursos possíveis. O monitoramento naquele momento mostrou que não precisaria desses novos recursos, mas já não é a situação de agora, o momento mudou, o que não significa um agravamento", explica.
Além do prefeito, participaram da coletiva o vice-governador de São Paulo, Márcio França, os secretários de Segurança e Meio Ambiente, além de representantes da Cetesb e Defesa Civil. De acordo com o chefe do Executivo de Santos, os tanques com componentes químicos, que oferecem algum risco, foram inertizados, ou seja, foi aplicada uma solução química para inibir os efeitos desse produto, que poderia causar novas explosões.
O prefeito também fez questão de salientar o controle da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) com relação a poluição na cidade. “A Cetesb está fazendo o monitoramento continuo na qualidade no ar, no entorno do incêndio e em outros pontos da cidade. Até o momento, não há registro de prejuízo na qualidade do ar. Isso está consignado nos relatórios do órgão”, explicou.
Bombeiros continuam trabalhos em incêndio na Alemoa (Foto: Sérgio Furtado/G1)Bombeiros continuam trabalhos em incêndio na Alemoa (Foto: Sérgio Furtado/G1)
O Governo do Estado de São Paulo instalou neste sábado (4) um gabinete de crise para acompanhar e tomar providências com relação ao incêndio. Fazem parte do gabinete o vice-governador de São Paulo, Márcio França, os secretários Saulo de Castro (Governo), José Roberto Rodrigues de Oliveira (Casa Militar), Alexandre de Moraes (Segurança Pública) e Patrícia Iglecias (Meio Ambiente), além do comandante do Corpo de Bombeiros, Marco Aurélio Alves Pinto, e do subsecretário de Comunicação, Marcio Aith.
Segundo o vice-governador, a criação do gabinete de crise foi um pedido do governador Geraldo Alckmin. "A função desse gabinete é centralizar as decisões durante 24 horas por dia. Queremos integrar as três esferas de comando do governo", explicou.
De acordo com a Defesa Civil de Cubatão, as equipes de plantão estão monitorando o município, já que as chamas e a fumaça estão direcionadas para a cidade. Nesta sexta-feira (3), duas pessoas acionaram as autoridades reclamando de fuligem na região do bairro Jardim Casqueiro. As unidades de atendimento de saúde emergencial da cidade não receberam nenhum caso relacionado a possíveis efeitos da fumaça do incêndio.
Peixes mortos foram encontrados no canal do Porto de Santos (Foto: Reprodução/TV Tribuna)Peixes mortos foram encontrados no canal do
Porto de Santos (Foto: Reprodução/TV Tribuna)
A Secretária do Meio Ambiente, Patrícia Iglecias, alertou a população sobre a aparição de peixes mortos na região. Apesar de não poder afirmar se existe uma relação entre os animais e o incêndio, ela recomenda que a população não consuma os peixes.
Desde a noite de sexta-feira, a Prefeitura de Santos envia mensagens via SMS ou por voz para 466 mil celulares e telefones fixos cadastrados junto a administração municipal. Na mensagem, os moradores eram avisados que o incêndio no bairro Alemoa estava sob controle e que a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental monitora permanentemente a qualidade do ar, além de avisar que o incidente não oferecia riscos à população.
O comandante da operação, Wagner Bertollini Junior, salientou que os tanques possuem um sistema para retirar o combustível, entretanto ele não funcionou. Alguns tanques chegaram a derreter por causa do calor. Os bombeiros usam água e espuma para amenizar a temperatura. "Os sistemas foram danificados e os tanques não estão podendo ser esvaziados por baixo. Então eles estão em uma situação quase que surreal porque eles continuam cheios em volta de um tanque pegando fogo. Essa que é a nossa grande dificuldade", diz.
O acesso de embarcações às áreas ao redor do incêndio na Ultracargo teve que ser limitado após o fogo se alastrar. "Os terminais de Santos próximos do incêndio estão fechados e o canal que dá acesso aos terminais de Cubatão também foi bloqueado por motivos de segurança, já que ele é estreito”, conclui o Capitão da Marinha Ricardo Gomes.
Capitão do Corpo de Bombeiros, Marcos Palumbo, esteve em Santos (Foto: Guilherme Lucio / G1)Porta-voz dos bombeiros disse que há dificuldades
de conter chamas (Foto: Guilherme Lucio/G1)
Resfriamento de tanques
Segundo os bombeiros, o foco dos trabalhos é no resfriamento dos tanques que ainda não foram atingidos. A temperatura média no foco principal do incêndio gira em torno dos 800ºC. Por causa do calor, os bombeiros ficam a uma distância de 100 metros do local das chamas para fazer a contenção do fogo. A água não é direcionada para as labaredas, já que o líquido evapora antes de atingir o chão por causa do calor.
A internauta Josilayne Carvalho registrou uma das explosões no local (veja o vídeo abaixo). Por volta das 18h10 de quinta-feira, uma nova explosão causou correria entre profissionais da imprensa e bombeiros, que precisaram se reposicionar.
A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) informa que a área atingida fica fora do Porto e que enviou a sua Brigada de Incêndio da Guarda Portuária para ajudar no combate ao incêndio. Já o Corpo de Bombeiros afirma que equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Defesa Civil, da Sabesp e da Polícia Militar também acompanham os trabalhos.
Por causa do incêndio, a entrada do Porto de Santos, pela Via Anchieta, foi fechada. Seis navios que estavam atracados nos dois terminais próximos ao local do incêndio interroperam suas operações e foram retirados da região. Uma empresa, que fica a 2 km do local do incêndio, emitiu alerta para os funcionários deixarem a área devido ao risco de serem atingidos por destroços caso haja uma grande explosão.
De acordo com apuração da reportagem, 93 bombeiros trabalham no local, com apoio de 22 viaturas, sendo que oito delas foram enviadas da capital paulista.
A empresa
O local onde ocorre o incêndio abriga 175 tanques de capacidade de até 10 mil m³, cada um, em uma área de 183.871 m². A Ultracargo possui 58 tanques, com capacidade de até 6 milhões de litros, e armazena produtos como combustíveis, óleos, vegetais, etanol, corrosivos e químicos.
Incêndio em Santos (Foto: Arte / G1)
Incêndio atinge tanques de combustível em Santos, no litoral de São Paulo (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)Fogo atingiu tanques de combustível; temperatura no local é de 800 ºC (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Cinco tanques acabaram pegando fogo; bombeiros trabalham desde o dia 2 (Foto: Diego Lameiro / Arquivo Pessoal)Cinco tanques pegaram fogo; bombeiros trabalham desde o dia 2 (Foto: Diego Lameiro / Arquivo Pessoal)
Helicóptero Águia da Polícia Militar presta apoio em Santos (Foto: Roberto Strauss / G1)Helicóptero Águia da Polícia Militar presta apoio em Santos (Foto: Roberto Strauss / G1)
Equipes do Corpo de Bombeiros tentam evitar que sexto tanque de combustíveis seja atingido (Foto: Roberto Strauss / G1)Bombeiros tentam evitar que sexto tanque de combustíveis seja atingido (Foto: Roberto Strauss / G1)
Nuvem escura criada por fumaça podia ser vista de vários pontos de Santos, SP (Foto: Ivair Vieira Jr/G1)Nuvem escura criada por fumaça podia ser vista de vários pontos de Santos, SP (Foto: Ivair Vieira Jr/G1)
Tanques foram atingidos pelas chamas; testemunhas relataram explosões em sequência (Foto: Roberto Strauss / G1)Tanques foram atingidos pelas chamas; testemunhas relataram explosões (Foto: Roberto Strauss/G1)
Fogo e fumaça podem ser avistadas de São Vicente, litoral de São Paulo (Foto: Bruno Giufrida / G1)Fogo e fumaça podem ser avistadas de São Vicente, litoral de São Paulo (Foto: Bruno Giufrida/G1)
Motoristas ficaram assustados com o incêndio em Santos (Foto: Joel Reis / Arquivo Pessoal)Motoristas ficaram assustados com o incêndio em Santos (Foto: Joel Reis/Arquivo Pessoal)