'Ele está com medo', diz advogado de motorista que arrastou PM no RS


Policial militar foi arrastado 150 metros em alta velocidade durante blitz.
Defensor diz que cliente teve o braço agarrado por PM em Santo Ângelo.

Do G1 RS
O motorista que arrastou um policial militar durante uma abordagem de trânsito no Rio Grande do Sul está com medo da repercussão do caso e alega que foi o PM que se agarrou ao braço dele. O episódio foi flagrado por moradores de Santo Ângelo, na região das Missões, na noite da última terça-feira (31) (veja o vídeo).  
O motorista Fabio Marcelo de Andrades, de 41 anos, chegou a ser preso em flagrante e foi levado ao Presídio Regional de Santo Ângelo, mas recebeu liberdade provisória da Justiça. O advogado dele, Jefferson Santana, falou ao G1 nesta segunda-feira (6) sobre o episódio:

A versão da Brigada Militar é diferente. Segundo a polícia, o motorista do veículo, um Nissan 350Z, foi parado durante uma fiscalização de rotina na Avenida Universidade das Missões, após fazer derrapagens na pista. O condutor teria agarrado o braço do PM, que foi arrastado por um trecho de cerca de 150 metros, em alta velocidade.
“Ele está com medo. O que ocorreu foi uma abordagem irregular do policial, que se agarrou ao braço dele”, afirma o defensor, acrescentando que seu cliente sofreu lesões no braço e teme sofrer represálias.
O capitão Cristiano Brilhante disse que o condutor tentou fazer com que o policial fosse atingido pelo poste no canteiro central da via. Sem sucesso, o motorista ainda teria entrado na contramão para que o policial batesse nos veículos que estavam estacionados. O PM ficou ferido, mas passa bem.
“Saiu o nome dele [do motorista] no Brasil inteiro, como se ele fosse um bandido. Ele não é. Ele não parou o veículo porque o policial se agarrou ao braço dele, ele ficou com medo. Vai ser provado isso”, argumenta o advogado.
Fabio foi preso logo depois e teve o carro apreendido. Ainda de acordo com a Brigada Militar, ele estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cassada na noite da abordagem. Ele foi solto sob condição de comparecer a todos os atos processuais do caso, não dirigir veículos enquanto tiver com a CNH suspensa, não trocar de endereço ou se ausentar da Comarca sem autorização da Justiça. 
A Polícia Civil está analisando as imagens do vídeo para ver se houve tentativa de homicídio, como alega a Brigada Militar. O delegado Rogério Junges, responsável pelo caso, disse que o policial e o motorista serão convocados para depor, além de testemunhas. 
“Não houve indiciamento e não vai ser por tentativa de homicídio. Ele também errou, estava sem carteira de habilitação. Pode ser indiciado por outra coisa, mas não por tentativa de homicídio”, afirma o advogado.

Surfista australiana posa sensual, convida marmanjos para surfe na web e os leva à loucura


Extra

A surfista australiana Holly-Daze Coffey continua dando o que falar por suas fotos sensuais na web. Desta vez, ela posou mostrando os seus atributos, de costas, com uma prancha de surfe.
“Vamos surfar comigo?”, perguntou aos seus seguidores na web.
Logo, recebeu uma chuva de elogios.
“Maravilhosa”, postou um deles.
“Claro, surfar com você a qualquer momento”, escreveu outro, um pouco mais animado.
Holly-Daze Coffey, além de musa, tem muito talento no surfe. Ela é considerada uma das grandes promessas do surfe australiano. No Instagram, já tem mais de 170 mil seguidores.
Holly-Daze, à direita, posa para foto com a irmã e deseja feliz páscoa para os seus seguidores


Briga de Val Marchiori com o marido vira caso de polícia em São Paulo


Segundo vizinhos, policiais foram acionados por conta de uma discussão do casal por volta das 11h desta segunda, 6. A PM confirmou o chamado.

Lucas Pasindo EGO, em São Paulo
Val Marchiori (Foto: Instagram / Reprodução)Val Marchiori (Foto: Instagram / Reprodução)
Val Marchiori e o marido, Evaldo Ulinski, parecem estar em pé de guerra. Após passar o feriado de Páscoa junto em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro - em companhia de amigos como Thammy Miranda e Andressa Ferreira -, o casal teve uma discussão na manhã desta segunda-feira, 6, que só terminou quando a polícia interveio, chamada por vizinhos. A socialite e o empresário moram num apartamento de luxo, localizado na região dos Jardins, em São Paulo.
Segundo contou ao EGO uma vizinha de Val Marchiori - que ficou conhecida ao participar do reality show "Mulheres Ricas", em 2012 -, a briga deixou todos os moradores preocupados: "Não bastou a segurança do local, era uma gritaria imensa. A polícia foi chamada para tentar conter, mas nenhum dos dois foi levado para a delegacia", relatou.

Já a assessoria de imprensa da Polícia Militar de São Paulo confirmou que três carros de polícia estiveram no local, por volta das 11h desta segunda-feira, por conta de um chamado de "desinteligência residencial". Ainda segundo a PM, as partes foram orientadas no próprio local e, por isso, não foram levadas para a delegacia.
Procurada pelo EGO, Val Marchiori, que atualmente participa de um quadro no programa Raul Gil, não quis comentar o assunto: "Estou gravando, ocupada, e não tenho nada a declarar sobre isso".

A assessoria de imprensa da socialite confirmou que ela estava gravando o programa durante toda a tarde e que ainda não gostaria de se pronunciar sobre o assunto.
  •  
Andressa Ferreira, Thammy Miranda e Val Marchiori (Foto: Reprodução/ Instagram)Andressa Ferreira, Thammy  e Val Marchiori
(Foto: Reprodução/ Instagram)
'Eles pareciam bem'
Thammy Miranda e Andressa Ferreira , que estiveram com o casal durante o fim de semana, em um animado passeio de barco, não têm mais informações sobre o ocorrido. Andressa disse que desconhece o motivo da briga e que eles tiveram um feriado tranquilo em Angra dos Reis. "Até ontem, no barco, estava tudo bem. É difícil falar se eles estavam brigando ou não. Na nossa frente eles pareciam bem. Foi um fim de semana ótimo. Nós fomos embora ontem depois do almoço. Aí já não sei o que rolou entre a Val e o marido depois disso. Eles pareciam bem", afirmou a modelo. Já Thammy preferiu não comentar o caso.

Val Marchiori e Evaldo Ulinski oficializaram sua união em maio de 2014 em uma cerimônia luxuosa em São Paulo. O casal tem dois filhos gêmeos, Eike e Victor, de 9 anos.

Mineiro cria réplicas em tamanho natural do Batmóvel para coleção


'Projeto foi criado 100% do zero', conta designer de Uberaba.
Criador está finalizando outro carro do super-herói e a moto Batpod.

Alex RochaDo G1 Triângulo Mineiro
Batmóvel Uberaba Rafael Reston Batman (Foto: Rafael Reston/ Arquivo Pessoal)Rafael Reston afirma que levou quatro anos para concluir batmóvel (Foto: Rafael Reston/ Arquivo Pessoal)
As ruas de Uberaba ganharam ares de Gotham City quando o designer e engenheiro Rafael Reston tirou o carro da garagem para um passeio durante o fim de semana. O uberabense é o criador de uma réplica em tamanho natural do Batmóvel. O carro tem todas as características similares às do veículo do personagem Batman. Foram quatro anos desde o projeto iniciado do zero até à conclusão em outubro do ano passado.
Formado em engenharia e pós-graduado em design automotivo, o uberabense afirmou que a paixão por veículos é evidente desde os quatro anos, quando já montava carros com peças de brinquedo. O estímulo vindo do pai, que sempre gostou do tema, levou Rafael a fazer dos sonhos de infância uma profissão. Segundo o designer, a criatividade do Batman foi um dos motivos que levou a se encantar pelo universo do super-herói.
Batmóvel projeto Uberaba Rafael Reston Batman  (Foto: Rafael Reston/ Arquivo Pessoal)Projeto foi desenvolvido todo em Uberaba a partir de
rabiscos (Foto: Rafael Reston/ Arquivo Pessoal)
“Sempre gostei muito do Batman por ser um dos poucos super-heróis que não é ‘super’, ou seja, não tem poder algum. É bilionário e inventa tudo que usa, e isso me fascinava. Fazer esse modelo específico do batmóvel sempre foi um sonho, pois lembro exatamente quando fui ao cinema ver o filme: tinha dez anos e saí do cinema mais louco com o batmóvel do que com qualquer outra coisa, inclusive o personagem. Desde então sempre tive a vontade de fazê-lo e quando a coragem apareceu, peitei o desafio”, relatou.
O veículo customizado esteve exposto pela primeira vez no Salão do Automóvel de São Paulo, no fim do ano passado. Segundo Rafael, a criação foi toda concebida em Uberaba e nasceu despretensiosamente com lápis e papel. Uma das poucas referências foi na parte mecânica com uma adaptação do motor V8, utilizado no modelo Mustang a partir da década de 1970.
“O projeto do batmóvel foi criado 100% do zero, literalmente de um rabisco de papel. Chassis, mecânica, carroceria, tudo foi criado exclusivamente para esse modelo. A base mecânica é motor de Mustang v8 5.0, mas utilizei peças de outros carros em outras partes como suspensões, entre outros. O carro foi totalmente construído em Uberaba, basicamente mão-de-obra minha e de alguns mecânicos especializados em certas áreas que ajudaram na construção”, afirmou.
Batmóvel Uberaba Rafael Reston Batman (Foto: Rafael Reston/ Arquivo Pessoal)Dono afirma que batmóvel é avaliado em cerca de
R$ 1 milhão (Foto: Rafael Reston/ Arquivo Pessoal)
Novos projetos
A visibilidade do Batmóvel se tornou fonte de rende através da participação em eventos fechados, apresentados e testes drive. O empresário e designer afirma não ter planos de mais réplicas do carro e nem de ajustes.  “Não falo em valores de construção, mas o carro esta avaliado hoje em cerca de R$ 1 milhão, e não cogito fazer copias. Esse é um veiculo único, tanto pela dificuldade quanto pela exclusividade. Batmóvel é quase um membro da família. Não tenho planos, é um sonho realizado”, destacou.
No que depender do uberabense, as engenhocas em referências ao universo do super-herói morcego não devem parar tão cedo. O plano agora é completar a coleção com uma versão histórica e outra em duas rodas. “Possuo diversos veículos antigos e customizados, e outros em construção ainda como o hot rod do Coringa, um Mercury 51 chopped, com teto rebaixado em cinco polegadas, e por ai vai. Estou agora terminando mais um Batmóvel, esse da série de TV dos anos 1960, criado em com base de um Galaxie e que, daqui cerca de um mês, deve estar pronto, e também a moto Batpod do filme 'Cavaleiro das Trevas'”, adiantou.
Batmóvel anos 1960 Uberaba Rafael Reston Batman (Foto: Rafael Reston/ Arquivo Pessoal)Projeto baseado em modelo dos anos 1960 deve ficar pronto em maio (Foto: Rafael Reston/ Arquivo Pessoal)

Perícia acha vestígio de sangue na casa de jovem achada morta no Rio


Corpo de Beatriz Cardoso, de 17 anos, foi encontrado dentro de um canal.
Suspeito do assassinato, Rafael Valladão está foragido.

Marcelo ElizardoDo G1 Rio
Beatriz foi encontrada morta em um canal, dentro de um plástico (Foto: Reprodução / Globo)Beatriz foi encontrada morta em um canal, dentro de um saco plástico (Foto: Reprodução/TV Globo)
Peritos da Polícia Civil do Rio chegaram por volta das 16h50 desta segunda-feira (6) na Divisão de Homicídios da Capital, na Barra, Zona Oeste, com a informação de que foi encontrado vestígio de sangue na casa de Beatriz Cardoso da Rocha Oliveira, de 17 anos. A jovem foi achada morta em um canal nesta sexta-feira (3).
Rafael Valladão, suspeito de matar Beatriz em Oswaldo Cruz, no subúrbio do Rio, segue foragido. Neste sábado (4), a Polícia Civil o identificou como o autor do crime.
Rafael Valladão foi identificado como suspeito de matar jovem (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)Rafael Valladão foi identificado como suspeito de
matar a jovem (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)
A Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) informou que foi expedido um mandado de prisão contra ele e que agentes estão trabalhando para localizá-lo.
A polícia pede que quem tiver alguma informação entre em contato com a unidade pelo telefone 2202-0338, ou pelo Disque Denúncia 2253-1177.
Conforme mostrou o RJTV, Beatriz desapareceu após sair de casa em Pilares, na terça-feira (31), por volta das 20h, para ir à academia. Na sexta, o corpo da jovem foi encontrado dentro de um saco plástico.
Os pais da menina foram até o Instituto Médico Legal (IML), no sábado, e estavam desesperados. "É só isso que eu quero, justiça com a minha filha. Tinha toda uma vida pela frente, isso é muito injusto", disse a mãe de Beatriz, Sueli Cardoso da Rocha.
Corpo de Beatriz foi achado dentro de um saco plástico (Foto: Reprodução / Globo)Corpo de Beatriz foi achado dentro de um saco
plástico (Foto: Reprodução/TV Globo)
A declaração de óbito diz que a morte da jovem foi causada em uma "ação perfurocortante", o que indica que uma faca tenha sido a arma do crime.
Mensagens 
Na noite em que desapareceu, Beatriz teria combinado de ir treinar na academia de um amigo, de acordo com mensagens encontradas no celular da jovem.
O amigo, Rafael Valladão, mandou uma mensagem de voz, às 19h37, dizendo que iria na casa dele preparar suplementos alimentares e depois passaria na casa de Beatriz.
“Eu tô (sic) chegando em casa, vou trocar de roupa, fazer lá as duas coqueteleiras, uma para mim e outra pra tú. Aí, eu vou pra aí. Aí quando eu chegar, eu te dou um toque. Tá bom?”, diz a mensagem. Valladão também compartilhou em redes sociais a mensagem sobre o desaparecimento de Beatriz. (veja abaixo)
Transcrição de conversa entre suspeito e vítima (Foto: Reprodução/TV Globo)Transcrição de conversa entre suspeito e vítima (Foto: Reprodução/TV Globo)
Suspeito chegou a compartilhar mensagem sobre sumiço de Beatriz (Foto: Reprodução/TV Globo)Suspeito chegou a compartilhar mensagem sobre sumiço de Beatriz (Foto: Reprodução/TV Globo)

Incêndio atinge pelo menos 11 quiosques em praia de Guarujá


Segundo o Corpo de Bombeiros, fogo começou por volta das 13h40.
Ninguém ficou ferido no acidente, afirma a corporação.

Alexandre Lopes e Mariane RossiDo G1 Santos
Incêndio destrói vários quiosques em Guarujá (Foto: Amanda Gonzaga / Arquivo Pessoal)Incêndio destruiu vários quiosques em Guarujá, no litoral de SP (Foto: Heitor Gonzalez/Arquivo Pessoal)
Pelo menos 11 quiosques pegaram fogo, no começo da tarde desta segunda-feira (6), na orla da Praia da Enseada, em Guarujá, no litoral de São Paulo. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta das 13h40 e ninguém ficou ferido. Os quiosques, que são feitos de palha, foram atingidos pelas chamas em sequência.
Os moradores acionaram os bombeiros às 13h45 e três viaturas foram para o local. Segundo informações da corporação, o fogo se alastrou para vários quiosques que ficam nas proximidades da Rua Argentina.
Pelo menos 11 quiosques localizados na orla da praia ficaram completamente destruídos, informou o Corpo de Bombeiros.
Fogo destruiu vários quiosques em Guarujá (Foto: Paulo Cavini / Arquivo Pessoal)Fogo se espalhou pelas estruturas, que são feitas de palha (Foto: Paulo Cavini/Arquivo Pessoal)
Testemunhas do incêndio contaram que o fogo se propagou rapidamente. "É muita fumaça em meio a um cenário de destruição. Parece guerra. Praticamente todos os quiosques foram queimados. Os trabalhadores estão arrasados com a situação. Pelo menos ninguém se feriu", disse ao G1 Heitor Gonzalez, proprietário de um aquário que fica em frente aos quiosques.
Por volta das 15h, os bombeiros continuavam trabalhando nos quiosques com o objetivo de fazer o rescaldo do local.
O Corpo de Bombeiros deve investigar, nos próximos dias, o que causou o incêndio.
Incêndio atinge quiosques na praia da Enseada, em Guarujá (Foto: Andrey Michael / Arquivo Pessoal)Fogo causou muita fumaça na praia da Enseada, em Guarujá (Foto: Andrey Michael/Arquivo Pessoal)

Cena de carro capotado em praia desperta curiosidade de banhistas


Veículo foi avistado na manhã desta segunda (6) em Rio das Ostras, no RJ.
Proprietária se apresentou e disse ter sido vítima de roubo.

Do G1 Região dos Lagos
Carro ficou durante toda a manhã na Praia do Abricó (Foto: Arquivo Pessoal)Carro ficou durante toda a manhã na Praia do Abricó (Foto: Arquivo Pessoal)
A cena de um carro capotado dentro do mar da Praia do Abricó surpreendeu banhistas de Rio das Ostras, na Região dos Lagos do Rio, na manhã desta segunda-feira (6). O veículo passou parte da tarde sendo arrastado pelas fortes ondas, até que um reboque, acionado pela proprietária do veículo apareceu. Segundo a Guarda Munipal, o carro foi roubado, mas ainda não há informação de como o veículo foi parar no mar. Segundo a Polícia Militar, ninguém foi preso pelo roubo até o momento.

Mano Brown é liberado pela polícia após ser detido durante abordagem


Rapper assinou termo por desobediência e deixou delegacia nesta noite.
Ele foi parado por PMs em blitz em avenida da Zona Sul de São Paulo.

Do G1 São Paulo
O rapper Mano Brown, do grupo Racionais MC's, foi liberado pela Polícia Civil após ser detido na tarde desta segunda-feira (6) na Zona Sul de São Paulo. Ele assinou um termo circunstanciado por desobediência e deixou a delegacia por volta das 20h50, sem conversar com os jornalistas.

Segundo a Polícia Militar, ele acabou detido por desobediência, desacato e resistência. O desacato é usado pela PM para configurar casos em que ela julga ter ocorrido ofensa ou "menosprezo ao funcionário público no exercício de sua função". O delegado Fábio Brandão diz que o rapper assinou um termo circunstanciado apenas por desobediência e foi liberado.
O carro no qual Brown estava foi parado por volta das 16h na Avenida Carlos Caldeira Filho, na altura do número 1.000, na região de Campo Limpo. No 37º Distrito Policial, os policiais disseram que Mano Brown freou bruscamente ao se deparar com a blitz e, por isso, os PMs deram ordem de parada.
O advogado do rapper, Rafael Ornaghi, disse que Mano Brown foi “levemente agredido” durante a abordagem e discutiu com os policiais, por isso acabou levado para a delegacia.
Ornaghi relatou que o cantor foi parado em uma blitz, saiu do carro e os PMs o pediram para colocar as mãos sobre o veículo. Quando Brown fazia o movimento para erguer os braços, um policial encostou nele e o cantor “pediu calma”, ainda segundo o advogado. Em seguida, o PM teria puxado os braços do rapper, o algemado e jogado no chão.
Os PMs que estiveram na delegacia negaram qualquer agressão. Eles relataram, segundo o delegado, que "pediram educadamente e que o cantor não aceitou a revista pessoal", por isso foi necessário dominar o rapper, mas "não houve abuso da força". Os policiais e o cantor relataram ao delegado truculência e ofensas da outra parte.
O delegado disse que o cantor não quis registrar um boletim de ocorrência por agressão. Fábio Brandão afirmou que o automóvel do rapper estava com problemas no licenciamento e o exame médico da carteira de habilitação estava vencido.
Mano Brown deixa delegacia de São Paulo na noite desta segunda-feira (Foto: Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo)Mano Brown deixa delegacia de São Paulo na noite desta segunda (Foto: Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo)
Fãs e amigos aguardaram a saída do cantor. Por volta das 19h50, o secretário de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, Eduardo Suplicy, chegou à delegacia para falar com o artista.
Mano Brown é o principal nome do grupo Racionais MC's. Em 2014, o grupo formado ainda por Edi Rock, KL Jay e Ice Blue completou 25 anos de carreira.
Os rappers ficaram conhecidos pelas letras de música sobre a realidade dos negros e pobres brasileiros. Gravado em 1990, o primeiro disco da banda, “Holocausto urbano”, retrata o cotidiano da periferia paulistana. No ano passado, o grupo lançou o álbum "Cores e Valores".

Outros episódios
Mano Brown foi preso em julho de 2004 por desacato à autoridade ao xingar e tentar agredir policiais militares que encontraram uma ponta de cigarro de maconha na roupa do músico. No dia seguinte, ele foi liberado após pagar fiança de R$ 60.
Já em setembro de 2009, o rapper foi detido após uma confusão na torcida do Santos durante o jogo contra o Corinthians no Estádio do Pacaembu, na Zona Oeste de São Paulo. A suspeita era de que ele tivesse participado de um conflito na arquibancada, mas após análise de imagens ele foi liberado.
imediações da abordagem
Movimentação no 37º Distrito Policial. (Foto: Paulo Toledo Piza/G1)Movimentação no 37º Distrito Policial. (Foto: Paulo Toledo Piza/G1)

Rodovias do Paraná têm 15 mortes na Páscoa e mais de dez mil multas por excesso de velocidade


Da PRF


Os radares da Polícia Rodoviária Federal (PRF) registraram, da última quinta-feira (2) até o final da noite deste domingo (5) de Páscoa, mais de 10,2 mil infrações de excesso de velocidade no Paraná.
Dados preliminares da PRF mostram que, até ontem, 15 pessoas morreram em acidentes ocorridos nos cerca de 4 mil quilômetros de rodovias federais existentes no Paraná. Houve 158 acidentes e 116 pessoas
acidente
Pai e filha, moradores em Campo Largo, morreram em acidente no feriado (Foto: Divulgação PRF)
No mesmo período, 123 motoristas foram flagrados pela PRF por dirigir embriagado em todo o estado. Desse total, 29 foram presos –quando o índice de embriaguez ultrapassa 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido dos pulmões, além de multado, o motorista também é preso em flagrante.
Os policiais rodoviários federais registraram ainda 625 infrações por ultrapassagens proibidas no Paraná e 263 veículos foram recolhidos aos pátios da PRF, por diferentes tipos de irregularidades. A Operação Semana Santa da PRF termina apenas à meia-noite desta segunda-feira (6).
Perfil dos acidentes com morte
Das 15 mortes registradas até ontem em rodovias federais do Paraná, 13 ocorreram em pista seca e duas, sob chuva. Doze mortes ocorreram em retas; as outras três, em curvas.
Houve quatro mortes em atropelamentos, quatro em colisões traseiras e três em colisões frontais. As outras três mortes ocorreram em uma saída de pista, um capotamento e uma colisão transversal.
Entre as principais causas dos acidentes com mortes estão falta de atenção, desrespeito à sinalização, excesso de velocidade, embriaguez ao volante e ultrapassagem indevida.
Em um dos acidentes, ocorrido na madrugada de ontem, o condutor embriagado de uma caminhonete Chevrolet S10 colidiu na traseira de um Vokswagem Fusca. O casal que estava no Fusca morreu no local.
O acidente ocorreu na BR 369, em Bandeirantes, região norte do Paraná. O motorista da S10 ficou ferido sem gravidade e foi hospitalizado, sob custódia policial.
O resultado do exame do bafômetro do motorista foi de 0,82 miligrama de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.

Richa sanciona Nota Fiscal Paranaense e contribuintes poderão ter desconto em produtos e no IPVA


Da AEN

O governador Beto Richa sancionou na tarde desta segunda-feira (6) a lei que cria o programa Nota Fiscal Paranaense – de estímulo à cidadania fiscal do Paraná. Proposto pelo governo estadual e aprovado no final de março pela Assembleia Legislativa, o programa tem o objetivo de incentivar os contribuintes que adquirem mercadorias, bem e serviços de transporte interestadual a exigir do fornecedor a entrega do documento fiscal hábil. O incentivo se dará mediante retorno compensatório de impostos para os contribuintes e distribuição de prêmios.
notafiscal
Foto: AEN
O objetivo é ampliar a base de contribuintes e, por consequência, aumentar a arrecadação e reduzir a sonegação. “Essa é uma importante medida para melhorar a arrecadação e contribuir para que o Estado amplie a capacidade de investimentos. Temos certeza que o programa Nota Fiscal Paranaense será um sucesso, assim como ocorre em outros estados brasileiros”, disse o governador.
O programa prevê que o valor correspondente a até 30% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que cada estabelecimento tenha efetivamente recolhido será distribuído como crédito entre os consumidores que adquiriram mercadorias, bens e serviços. O consumidor poderá solicitar que o valor do crédito seja depositado em conta corrente ou poupança de sua titularidade.
Outra opção para o cidadão é que ele poderá utilizar os créditos para reduzir o valor do débito do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do exercício seguinte.

Vídeo mostra o momento em que dupla rende caixas e assalta supermercado ...


Da Redação

Vídeo divulgado nesta segunda-feira (6) mostra o exato momento que um supermercado de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, foi alvo de assalto no último dia 27. De acordo a empresa de monitoramento, a ação aconteceu por volta das 19h30 no bairro Jardim Eldorado.
Pelas imagens é possível perceber que os bandidos chegam e chegam a retirar um produto da geladeira antes de abordarem os caixas. Durante a ação, uma sacola é entregue para a caixa, que é obrigada a entregar todo o dinheiro.
A Delegacia de São José dos Pinhais investiga o caso.
Assista ao vídeo no player abaixo:


Motorista perde o controle e três ficam feridos em batida contra poste no Santa Felicidade


Por Felipe Ribeiro e Luiz Henrique de Oliveira

Fotos: Lucas e Ubiratan – Copel
Três pessoas ficaram feridas no final da tarde desta segunda-feira (6) após batida de um Renault Megane contra um poste na Avenida Toaldo Túlio, no bairro Santa Felicidade, em Curitiba.
acidentetoaldotulio
Foto: Ketlin Santos
De acordo com o sargento Ribeiro, duas mulheres estão entre as vítimas, sendo uma de 28 anos e a outra de 67. A terceira vítima foi o motorista.
Segundo testemunhas, o motorista teria passado mal ao volante, o que veio provocar a colisão.
As três vítimas foram encaminhadas ao Hospital Evangélico com ferimentos leves. O motorista era quem necessitava de maiores cuidados, já que ficou em estado grave.