Lava Jato: Chioro defende contratos da Saúde e diz que eventuais desvios ocorreram entre empresas

Ministro Arthur Chioro fala sobre contratos do ministério da Saúde com agência de publicidade investigada pela Lava Jato


O ministro da Saúde, Arthur Chioro, afirmou nesta segunda-feira que os contratos de publicidade do ministério investigados na operação Lava Jato foram de fato cumpridos, e que eventuais desvios ocorreram em repasses entre entes privados. Chioro concedeu uma entrevista coletiva para tratar do tema na tarde desta segunda-feira.
O Ministério Público Federal aponta que produtoras subcontratadas pela agência Borghi Lowe, que mantém um contrato com o Ministério da Saúde, repassaram dinheiro a companhias que tinham como sócios o ex-deputado petista André Vargas (atualmente sem partido) e Leon Vargas, irmão dele. Após a denúncia vir a público, o governo suspendeu os pagamentos à agência e às quatro fornecedoras.
Chioro, entretanto, disse que todos os serviços contratados foram prestados de forma adequada. "O levantamento preliminar mostra 27 produtos efetivamente apresentados e atestados pela equipe técnica do Ministério da Saúde. Portanto, eles não são invenções. Eles foram efetivamente prestados, dentro da legalidade do contrato", afirmou.
Também segundo o ministro da Saúde, não há registros de pagamentos feitos pelo ministério às companhias de André e Leon Vargas. "As empresas dos irmãos Vargas não aparecem em nenhuma documentação, em nenhuma nota, em nenhum contrato que o ministério tenha com a Borghi ou outras contratadas", disse o ministro. O que o MP aponta, entretanto, são repasses a título de propina feitos pelas produtoras subcontratadas à empresas de fachada dos Vargas.
Chioro transferiu a existência de possíveis irregularidades para os negócios entre as empresas. "Se houve foi de privado com outro ente privado", afirmou o ministro.
Segundo o levantamento preliminar divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde, entre 2011 e 2015 a Borghi Lowe recebeu 123,7 milhões de reais por serviços prestados à pasta. Desse total, a Polícia Federal aponta que 10% foi pago a título de bônus para as quatro companhias sob suspeita de repassarem os valores às empresas dos Vargas. Mas Chioro enfatizou que o valor pago às fornecedoras investigadas foi muito inferior: 2,6 milhões.
Labogen - O ministro também negou que a pasta tenha omitido um encontro de seu antecessor, Alexandre Padilha, com André Vargas e o doleiro Alberto Yousseff para tratar da contratação do laboratório de fachada Labogen. "Nós jamais omitiríamos qualquer informação ao juiz, ao Ministério Público ou à Polícia Federal", disse.
De acordo com ele, o encontro não foi registrado pelas agendas oficiais, e por isso sua gestão não poderia repassar qualquer informação sobre o tema. Sobre a razão para a reunião fora do ministério, Chioro se esquivou: "Tem que ser perguntado ao ex-deputado e ao ex-ministro Alexandre Padilha", afirmou ele, que disse não adotar essa prática. O ministro descartou uma investigação sobre Padilha e declarou ainda que, para a pasta, o caso Labogen está encerrado.

Ex-juiz Rocha Mattos é condenado a 17 anos e cinco meses de prisão

Ex Juiz federal João Carlos da Rocha Mattos

O ex-juiz federal João Carlos da Rocha Mattos foi condenado pela Justiça Federal de São Paulo a 17 anos e cinco meses de prisão pelos crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Essa é mais uma condenação do ex-magistrado, que perdeu a toga em 2003, quando foi alvo junto com outros 12 réus da operação Anaconda, da Polícia Federal, por vender sentenças judiciais.
Segundo denúncia do Ministério Público Federal, em ação penal que tramita desde 2011, Rocha Mattos movimentou 12 milhões de dólares em uma conta ilegal que mantinha junto com a mulher, Norma Regina Emílio Cunha, no banco suíço BNP Paribas. As remessas não foram declaradas às autoridades brasileiras.
Em agosto de 2011, ele já havia sido condenado pela Justiça Federal de São Paulo a seis anos e seis meses de prisão por corrupção. A pena incluiu a perda de bens, entre eles, um apartamento de cobertura no bairro nobre Higienópolis e uma casa no Alto da Boa Vista, em São Paulo. No âmbito da operação Anaconda, em 2003, o ex-juiz recebeu pena de três anos de cadeia pelo crime de formação de quadrilha.

#ÉBoato que a Igreja Universal fará concurso para pastor


A Igreja Universal nega que fará concurso para pastor evangélico
A Igreja Universal nega que fará concurso para pastor evangélico Foto: Marcelo S. Camargo / Agência O Globo
Extra

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) não fará um concurso público para contratar pastores. As informações que estão circulando e criando polêmica nas redes sociais dão detalhes sobre o processo seletivo e afirmam que que o salário inicial de pastor será de R$ 8 mil, além de comunicarem até mesmo qual seria a organizadora do processo seletivo.
Entretanto, a igreja negou que fará um concurso para religiosos. Ainda de acordo com a IURD, o boato sobre o processo seletivo para contratar para pastor evangélico é uma “fantasia absurda” e começou a circular em 2009.

Confira a nota na íntegra:

“A Igreja Universal do Reino de Deus vem a público para reiterar que não passa de boato mentiroso a informação, que circula na internet, de que pretenderia organizar um concurso público para ‘contratar pastores’. Somos vítimas dessa fantasia absurda desde 2009 e alertamos que alguns veículos de comunicação, que no passado deram eco a tal inverdade, foram obrigados a assumir e reparar o erro. Por fim, fica a sugestão: desconfie sempre do que lê na internet”


Pai encontra adolescente de 17 anos morta dentro de casa, em Manaus


Amanda Cristina Bezerra foi encontrada nua, com os braços e pernas amarrados
Amanda Cristina Bezerra foi encontrada nua, com os braços e pernas amarrados Foto: Reprodução/ Facebook
Beatriz Medeiros

Ao chegar em frente à casa de Amanda Cristina Bezerra, de 17 anos, para visitá-la no último sábado, o pai da adolescente viveu momentos de terror: após chamá-la várias vezes sem sucesso, arrombou a porta e a encontrou sem vida, nua, com as mãos e os pés amarrados para trás com uma corda. O crime aconteceu no bairro Colônia Oliveira Machado, na zona sul de Manaus.
De acordo com o pai da jovem, Amanda morava sozinha e namorava uma mulher, com quem trabalhava em uma loja no Centro de Manaus. Testemunhas ouvidas no local disseram ter visto um homem saindo da casa de Amanda por volta das 5h30 do sábado. Outra pessoa afirmou ter visto a adolescente conversando com uma moça e a convidando para ir a sua casa na noite anterior ao crime.
Segundo o pai da jovem, ela namorava uma colega de trabalho
Segundo o pai da jovem, ela namorava uma colega de trabalho Foto: Reprodução/ Facebook
Segundo informações da Polícia Civil do Amazonas, Amanda foi morta por asfixia durante a madrugada. Policiais estão fazendo diligências em busca do autor do crime, com base nas informações colhidas até agora.
O corpo da adolescente foi levado ao Instituto Médico Legal e os investigadores não descartam a possibilidade de que ela tenha sofrido violência sexual.
Nas redes sociais, amigos e familiares de Amanda lamentam a morte e fazem homenagens. “Ela era nossa pequena florzinha, nossa perfeitinha, doce e meiga, não tinha nenhum inimigo, sua inocência era de se impressionar! Sempre querendo o bem de todos ao seu redor! Foi tão brutalmente assassinada por um monstro/ um bicho, ele não deve ser chamado de ser humano”, publicou uma amiga de Amanda no Facebook.
Nas redes sociais, amigos reforçam que Amanda era muito doce e simpática


Sem camisa, Thammy Miranda dá beijão em namorada em vídeo


Andressa Ferreira compartilhou imagens em seu perfil no Instagram nesta segunda-feira, 13, 'Dia Internacional do Beijo'.

do EGO, no Rio
Se o dia é o Internacional do Beijo, então o melhor é comemorar beijando! E foi assim queThammy Miranda e Andressa Ferreira fizeram em vídeo compartilhado pela namorada da filha de Gretchen em seu perfil no Instagram nesta segunda-feira, 13. "Tá aí uma coisa que eu amo, beijar! Feliz Dia do Beijo, Thammy. Vocês que nos acompanham aqui nas redes sociais sabem que a Thammy sempre posta uns vídeos me zoando, dessa vez é ela que me mata com esse vídeo!", escreveu Andressa na legenda das imagens em que Thammy aparece sem camisa e dando um beijão. (Veja aqui) 

Andressa Ferreira e Thammy Miranda (Foto: Reprodução/ Instagram)Thammy Miranda segue fazendo mistério sobre seu novo visual após a 
cirurgia para retirada das mamas, em dezembro do ano passado. Recentemente, a atriz apareceu sem camisa em uma foto postada pela namorada, Andressa Ferreira, mas - como vem acontecendo com frequência - a foto é estrategicamente cortada um pouco abaixo dos ombros.
Andressa Ferreira e Thammy Miranda (Foto: Reprodução/ Instagram)
Andressa Ferreira e Thammy Miranda (Foto: Reprodução/ Instagram)Andressa Ferreira e Thammy Miranda (Foto: Reprodução/ Instagram)
Andressa Ferreira e Thammy Miranda (Foto: Reprodução/ Instagram)Andressa Ferreira e Thammy Miranda (Foto: Reprodução/ Instagram)

Família de jovem desaparecida não colabora com investigação, diz polícia


Delegado afirmou que mãe e padrasto se contradizem em depoimentos.
Pertences da adolescente foram achados junto a ossada em Ribeirão Preto.

Do G1 Ribeirão e Franca
O delegado Cláudio Sales Junior afirmou na tarde desta segunda-feira (13) que a família da adolescente Gabriela Aparecida da Silva, de 12 anos, desaparecida desde 17 de março, em Ribeirão Preto (SP), não tem colaborado com as investigações.
Peças de roupa e materiais escolares com o nome da jovem foram encontrados ao lado de uma ossada humana em um canavial próximo à cidade. Os restos mortais foram encaminhados para exames no Instituto Médico Legal (IML) de Ribeirão Preto.
Segundo o padrasto de Gabriela, Salustiano Fontenele da Conceição, a família não sabe quem pode ser o responsável pelo possível crime. "Não sei nem falar, nem sei falar quem foi, mas essa pessoa que levou [a menina] a gente vai encontrar ainda."
Para Sales Junior, a hipótese de os ossos serem de Gabriela não está descartada. No entanto, a polícia ainda tem dúvidas sobre como e quando a jovem desapareceu – a família relata que ela saiu de casa para ir à escola e não retornou mais.
Gabriela Aparecida da Silva desapareceu em 17 de março em Ribeirão Preto (Foto: Arquivo Pessoal)Gabriela desapareceu em 17 de março em Ribeirão
Preto (Foto: Arquivo Pessoal)
Contradições
“Se você pegar os depoimentos desde o início das investigações, há muitas contradições, inclusive sobre o que a mãe fala e o que o padrasto fala”, afirmou o delegado.
Ainda de acordo com Sales Júnior, o envolvimento de familiares no caso não está descartado, principalmente porque, segundo ele, a mãe e o padrasto não têm colaborado com os investigadores.
“As informações que chegaram até nós não eram as informações reais do que estava acontecendo. Eu acredito que possa até existir algumas manobras para evitar que a polícia chegue até o culpado”, disse.
Homicídio
Mesmo dizendo que considera prematuro tratar o caso como homicídio, Sales Junior afirmou que as condições em que os restos mortais foram encontrados apontam que vítima teria sido morta há mais de uma semana.
O delegado enfatizou, porém, que somente o exame necroscópico  poderá indicar se os ossos são mesmo da adolescente, bem como a causa da morte.
As informações que chegaram até nós não eram as informações reais do que estava acontecendo. Eu acredito que possa até existir algumas manobras para evitar que a polícia chegue até o culpado"
Cláudio Sales Junior, delegado
“A ossada em si não produz nenhum elemento com relação à causa da morte. Nós precisamos de uma confirmação oficial de que aquela ossada pertence à Gabriela. Até agora, o que nós temos é o reconhecimento do material que estava junto à ossada. Não temos como falar ‘foi um homicídio, morreu desse jeito’, nós precisamos do laudo”, disse.
O padrasto da jovem prestou depoimento na manhã desta segunda e, a pedido da Polícia Civil, aceitou fazer uma coleta de material genético.
Segundo o delegado, o exame será comparado ao material genético coletado junto aos ossos e supostos pertences da garota. “O exame servirá para descartar a suspeita de que ele tenha envolvimento com esse caso, ou não”, disse Sales Junior.
Delegado Claudio Sales Junior (Foto: Paulo Souza/EPTV)Delegado diz que laudo do IML comprovará se
ossada é mesmo de adolescente desaparecida
(Foto: Paulo Souza/EPTV)
Ossada
A ossada foi encontrada na tarde de domingo (12) em um canavial próximo à Rodovia Mário Donegá (SP-291), a cerca de cinco quilômetros do bairro Jardim Marchesi, onde Gabriela morava. Os ossos foram encontrados por funcionários de uma empresa que trabalhavam no local.
Peças de roupas infantis, uma mochila escolar, cadernos com o mesmo nome da adolescente e fones de ouvido estavam junto aos restos mortais. A mãe da garota, Liliane Aparecida Ramalho, de 32 anos, confirmou à polícia que o material era de Gabriela.
De acordo Liliane, a filha saiu de casa no último dia 17 para ir à escola, por volta de 12h, e deveria retornar às 18h30. Como a adolescente não voltou para casa, a mulher afirma ter se dirigido à escola onde ela estudava e encontrou o local fechado.
Ao procurar pela filha na casa de amigas, Liliane recebeu a informação de que a jovem não teria ido à aula naquele dia.
Ossos foram encontrados em canavial às margens da Rodovia Mario Donegá (Foto: Fábio Junior/EPTV)Ossos foram encontrados em canavial às margens da Rodovia Mario Donegá (Foto: Fábio Junior/EPTV)

Veículo do Detran é flagrado dentro de motel em Belém


Cinegrafista amador registrou carro do órgão estadual no estabelecimento.
Detran informou que apura o caso através de procedimento administrativo.

Do G1 PA
Um cinegrafista amador registrou um veículo do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-Pa) entrando em um dos apartamentos de um motel no bairro da Sacramenta, em Belém. Em nota, o Detran informou que apura o caso através de um procedimento administrativo e que a corregedoria do órgão está analisando as imagens para tentar identificar o funcionário que conduz o veículo dentro do motel.
O registro foi feito na tarde deste domingo (12). Segundo o advogado Paulo Barradas, da Ordem dos Advogados do Brasil no Pará (OAB-PA), a irregularidade prevê punição administrativa, pois o veículo de um órgão público foi usado fora de serviço para fins pessoais.
"É possível que tenha ocorrido um ilícito administrativo que certamente vai ser punido e a lei diz qual é a punição para cada ilícito, que vai de uma advertência verbal até a demissão do serviço público. Isto deve ser apurado, porque é possível que o servidor público estivesse lá no exercício de sua função, mas ele deve provar isso", explica o advogado.

Dilma reitera postura contrária à redução da maioridade penal


dilma 1..
Via facebook, no começo da tarde desta segunda-feira (13), a presidente Dilma Rousseff publicou um texto em que critica a iniciativa de tentar reduzir a maioridade penal no Brasil. Entre outros argumentos, Dilma disse que isto seria um retrocesso para o Brasil e explicou: “Reduzir a maioridade penal não vai resolver o problema da delinquência juvenil”.
dilma - facebook1 maioridade 2
Confira, a seguir, o texto na íntegra.
“SOU CONTRA A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL
Nas últimas semanas, intensificou-se o debate sobre a redução da maioridade penal no Brasil de 18 anos para 16 anos de idade. Isso seria um grande retrocesso para o nosso País. Há poucos dias, eu reiterei aqui a minha posição contrária a esse tipo de iniciativa. E mantenho minha palavra.
Reduzir a maioridade penal não vai resolver o problema da delinquência juvenil. Isso não significa dizer que eu seja favorável à impunidade. Menores que tenham cometido algum tipo de delito precisam se submeter a medidas socioeducativas, que nos casos mais graves já impõem privação da liberdade. Para isso, o País tem uma legislação avançada: o Estatuto da Criança e do Adolescente, que sempre pode ser aperfeiçoado.
Acredito que é chegada a hora de ampliarmos o debate para alterar a legislação. É preciso endurecer a lei, mas para punir com mais rigor os adultos que aliciam menores para o crime organizado.
Eu já orientei o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a dar início a uma ampla discussão com representantes das entidades e organizações da sociedade brasileira para aprimoramento do Estatuto da Criança e do Adolescente. É uma grande oportunidade para ouvirmos em audiências públicas as vozes do nosso País durante a realização deste debate.
Mas, insisto, não podemos permitir a redução da maioridade penal. Lugar de meninos e meninas é na escola. Chega de impunidade para aqueles que aliciam crianças e adolescentes para o crime.
Dilma Rousseff” –

Manifestações reforçam tese do impeachment, diz Alvaro Dias


images
As manifestações deste domingo que levaram milhares de pessoas às ruas para protestar contra a corrupção e o governo foram um sinal claro de que, apesar do menor número de pessoas, houve um aumento dos que defendem o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Foi o que disse o líder da oposição, senador Alvaro Dias(PSDB/PR), em discurso no plenário, nesta segunda-feira(14/4).
“Não se iluda o governo porque esta manifestação defendeu com mais ênfase impeachment da presidente da República. A pesquisa Datafolha constatou essa realidade – 63% dos brasileiros opinam favoravelmente à instauração de um processo de perda de mandato. Portanto, não há por que ignorar esse apelo e essa aspiração popular”, disse.
O senador também destacou que, se antes achava que a oposição não deveria participar dos protestos para que a manifestação fosse uma força das ruas – e apartidária, agora mudou de ideia. “A população que vai às ruas cobra a presença das lideranças políticas, portanto, não há razão para nossa ausência nas manifestações. Nós devemos comparecer aos protestos, até porque vemos nascer nas ruas uma nova nação, mais consciente e politizada, que sabe o que quer, que busca mais do que pede, e que exige mudanças radicais para melhorar o Brasil”, destacou.
Para Alvaro Dias, o governo não tem oferecido respostas à sociedade, motivo pelo qual a insatisfação tem aumentado. Mas,segundo ele, o Congresso também precisa contribuir e dar respostas. O senador defendeu a votação da PEC de sua autoria que reduz o número de senadores de três para dois por estado. A proposta também reduz em 20% o número de deputados federais.
As medidas diminuiriam as despesas do Legislativo e dariam mais legitimidade e representatividade ao Poder Legislativo: “Nós pretendemos ter um Legislativo mais enxuto, mais econômico e mais qualificado, valorizado, certamente mais respeitado pela população. Essa redução não compromete a democracia. Nós não estamos propondo a extinção dos instrumentos democráticos a serviço da coletividade. Estamos, ao contrário, pretendendo valorizá-los”.

Youssef pagou R$ 2,3 milhões a Vargas, diz Polícia Federal


unnamed
A Polícia Federal tem provas de que a lavanderia de dinheiro do doleiro Alberto Youssef –peça central da Operação Lava Jato– foi usada pelo ex-deputado federal do PT André Vargas (sem partido-PR), entre 2013 e 2014, para o recebimento de R$ 2,3 milhões em dinheiro vivo. As informações são do Estadão.
São notas fiscais, registros de depósitos e trocas de e-mails envolvendo a contadora do doleiro, Meire Poza, e a IT7 Soluções, empresa que tem contratos milionários com órgãos públicos, em especial a Caixa Econômica Federal, o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), vinculado ao Ministério da Fazenda, entre outros.
Só da Caixa foram mais de R$ 50 milhões recebidos em 2013. Com escritório no Paraná, a IT7 é administrada por Marcelo Simões, mas controlada pelo ex-deputado e por seu irmão Leon Vargas, segundo sustentam investigadores da Lava Jato.
A IT7 declarou receita de R$ 125 milhões entre 2012 e 2013. A Receita Federal aponta “expressiva movimentação comercial e bancária” ao analisar as fontes pagadoras da empresa e destaca que é possível observar que entre os principais clientes estão “entes públicos, empresas públicas e estatais federais e estaduais”.
Vargas e seu irmão Leon foram dois dos sete presos na última sexta-feira, alvos da nova etapa da Lava Jato, batizada de “A Origem”, 11ª fase da investigação que mira em contratos de publicidade de órgãos públicos, inclusive na Petrobras – estatal em que um núcleo de empreiteiras teriam formado cartel para assumir o controle de contratos bilionários entre 2003 e 2014.
Além de Vargas, outros dois ex-deputados federais, Luiz Argôlo (SD-BA) e Pedro Corrêa (PP-PE), foram presos na sexta-feira. Os ex-parlamentares são investigados por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro.
Segundo revelaram Youssef e sua contadora em depoimentos à Polícia Federal, o irmão de Vargas pediu no fim de 2013 que fosse disponibilizado, em dinheiro, o valor de R$ 2,3 milhões. Os pagamentos foram feitos pela IT7 para duas empresas (Arbor Contábil e AJJP Serviços Educacionais) da contadora do doleiro. Para isso, foram emitidas duas notas nos valores de R$ 964 mil e R$ 1,4 milhão, ambas no dia 27 de dezembro de 2013.
As notas foram emitidas por serviços que nunca foram prestados, segundo os investigadores da Operação “A Origem”.
Por ordem do doleiro, Meire recebeu e sacou os valores para serem disponibilizados em dinheiro vivo para Vargas entre janeiro e fevereiro de 2014. Na época, ele era vice-presidente da Câmara e secretário de Comunicação do PT.
Foram anexados ao pedido de prisão de Vargas e Leon as trocas de e-mails em que os dois representantes da IT7, Leon e Simões, pedem a emissão das duas notas fiscais para a contadora. “Há prova de que Youssef providenciou, em dezembro de 2013, o repasse de R$ 2,3 milhões em espécie a André Vargas, numerário este proveniente de empresa que mantém vários contratos com entidades públicas”, registrou o juiz federal Sérgio Moro, que conduz os processos da Lava Jato, ao determinar a prisão preventiva de Vargas. “O que foi feito mediante emissão de notas fiscais fraudulentas por serviços que não foram prestados.”
Defesa
Os advogados de André Vargas e Leon Vargas negam irregularidades. A defesa do ex-deputado e Leon deve entrar hoje com pedido de soltura dos investigados. Nenhum representante da IT7 e de Marcelo Simões foi encontrado.

A 2ª Edição do Curso de Dança Gaúcha de Colombo chega ao final


WEBMASTER 13 DE ABRIL DE 2015

Pavilhão do Parque Municipal da Uva foi palco dos ensaios da dança que contou com a participação de 50 casais

Ao total, foram 50 casais inscritos para aprender na teoria e na prática os ritmos da dança tradicionalista.
Ao total, foram 50 casais inscritos para aprender na teoria e na prática os ritmos da dança tradicionalista.
Encerrou mais uma edição do Curso de Dança Gaúcha de Colombo, nesta quarta-feira, (08), no Pavilhão de Eventos do Parque Municipal da Uva. E para comemorar, será realizado o Baile de Formatura, no próximo sábado, (11), às 20h30, no Clube Chamas. A estimativa de público para o baile será de 700 pessoas.
O curso, que contou com o apoio da Prefeitura de Colombo, é gratuito e voltado à população de Colombo. Ao total, foram 50 casais inscritos para aprender na teoria e na prática – oito ritmos da dança tradicionalista voltados para iniciante. “A dança, a música e a cultura tem como finalidade unir as pessoas. Durante o curso, aprendemos a cultura gaúcha por meio do ritmo da dança. Ao mesmo tempo que nos enriquece, também há diversão – entramos em um clima de confraternização”, afirma Rita Straioto, diretora do departamento de Cultura..
O curso, que contou com o apoio da Prefeitura de Colombo, é gratuito e voltado à população de Colombo
O curso, que contou com o apoio da Prefeitura de Colombo, é gratuito e voltado à população de Colombo
Cada casal, após três aulas concluídas, assume o compromisso de vender seis convites para o baile. Também, fica encargo do aluno escolher um casal de padrinhos para participar da formatura. “Durante o baile de formatura os padrinhos de cada aluno entregarão o certificado”, explica Rita.
O curso é ministrado pela empresa Passos Gaúchos, do Rio Grande do Sul, que leva a tradição e a dança pelo Brasil. Podem ser inscritos no curso jovens a partir dos 10 anos até pessoas da terceira idade. Novas turmas estão previstas para começarem em breve. Mais informações pelo telefone: 41 3656-6423 – Departamento de Cultura.
 
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Fotos: Marcio Fausto/ PMC

A Prefeitura de Colombo em parceria com a APDC assinaram o contrato de revisão do Plano de Manejo da Gruta do Bacaetava


WEBMASTER 13 DE ABRIL DE 2015

Um estudo especifico será realizado no Parque Municipal da Gruta do Bacaetava para estabelecer as normas de manejo adequado do local, e, assim garantir a preservação ambiental

Secretários e empresários se reúnem para discutir a revisão do Plano de Manejo da da Gruta do Bacaetava
Secretários e empresários se reúnem para discutir a revisão do Plano de Manejo da da Gruta do Bacaetava
A Comissão Técnica de Gestão dos Parques Ambientais de Colombo (COMGEPAC), por meio da Secretaria do Meio Ambiente organizou uma reunião no dia 9 de abril, para assinar o contrato de revisão do Plano de Manejo do Parque Municipal Gruta do Bacaetava. Serão realizadas coletas de amostras biológicas da fauna e flora da Gruta com o objetivo de ordenar o uso do espaço e determinar os programas ambientais.
A empresa contrata pela Associação dos Produtores de Derivados do Calcário (APDC) de Colombo, em parceria com a Prefeitura de Colombo, para realizar o serviço será a Ecossistema Consultoria Ambiental. A equipe responsável pelo estudo será composta por geólogos, biólogos, engenheiros ambientais e outros especialistas.
A diretora da Secretaria do Meio Ambiente, Daniele Gasparin, juntamente com os participantes da comissão da COMGEPAC serão os responsáveis pela fiscalização dessas análises. O novo plano de manejo será importante para o desenvolvimento de atividades como pesquisas, recreação, educação e conscientização ambiental da população. “Esse levantamento da fauna e flora e das condições atuais da Gruta também auxiliará as unidades de conservação deste patrimônio turístico a elaborar planos de preservação das espécies presentes no local”, afirmou a diretora Daniele Gasparin, que também faz parte da comissão.
O novo Plano de Manejo é importante para ordenar o uso do espaço e determinar os programas ambientais que serão realizados na Gruta após a reabertura do local
O novo Plano de Manejo é importante para ordenar o uso do espaço e determinar os programas ambientais que serão realizados na Gruta após a reabertura do local
O parque abriga um acervo vivo de mata nativa e constitui o patrimônio geoespeleológico, topográfico e biológico mais importante da região. E encontra-se registrado no Cadastro Nacional de Cavidades Naturais Subterrâneas da Sociedade Brasileira de Espeleologia..
Participaram da reunião o Secretário da Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, Antonio Ricardo Milgioransa, a Diretora do Departamento de Turismo, Aline Martinhago, a Diretora do Departamento do Meio Ambiente, Daniele Gasparin, a bióloga Fabielle Silva Beltramino, a agente administrativa Cristiane Alves Ferreira o engenheiro florestal Robério Marcolino Filho, representando os empresários da APDC o Presidente Leandro Pavin e o Secretário Executivo João Bandil e representando a empresa Ecossistema Consultoria Ambiental a Dr. Gisele Cristina Sessegolo.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Fotos: Marcio Fausto / PMC

Delegado diz que tobogã inflável pode ter tombado por excesso de crianças ou erro na instalação


Por Luiz Henrique de Oliveira e Geovane Barreiro


Delegacia de Palmeira, região dos Campos Gerais, deve começar a ouvir pessoas envolvidas na festa de aniversário que resultou na morte de Julia Christy Genary, de 9 anos, durante o último sábado (11). A criança atravessou um vidro enquanto brincava em um tobogã inflável que tombou, durante uma festa de aniversário que acontecia na sede de um clube da cidade.
Em entrevista à Banda B, nesta segunda-feira (13), o delegado Plínio Gomes Filho afirmou que o tobogã pode ter tombado pelo excesso de crianças em cima dele ou um erro em sua instalação. “Não havia vento no momento dos fatos, por isso temos essas hipóteses. Além disso, em uma análise inicial, houve o erro em se colocar o brinquedo tão perto de uma porta de vidro”, apontou.
menina
Tobogã que tombou e causou morte da criança (Foto: Portal A Rede)
O delegado também explicou que a criança teve um corte muito grande em uma das axilas, o que gerou uma hemorragia interna. “A ambulância chegou até o local, mas a menina morreu no meio do caminho. Ela tinha ido para a festa de aniversário de uma coleguinha e acabou morrendo desta forma. Um fato realmente que choca a cidade”, disse.
Inquérito policial
De acordo com o delegado, pessoas que estavam na festa e os responsáveis pela instalação serão ouvidos. “O Instituto de Criminalística deve me enviar o laudo em 30 dias para se tentar definir o que aconteceu. O que podemos afirmar é que são duas pessoas físicas (dois sócios) responsáveis pelo equipamento”, descreveu o delegado.
Ainda segundo Plínio Gomes, é importante sempre tomar cuidado com esse tipo de brinquedo utilizados em festas. “Aqui foi o primeiro caso, mas já aconteceu em outros lugares. Existem recomendações técnicas a serem seguidas ao pé da letra, porque são procedimentos de segurança. Vamos investigar”, finalizou.