Fundador da rede de lojas Leader Magazine morre no Rio, aos 90 anos


Newton Fernandes Gouvêa foi enterrado neste sábado (2).
Rede de lojas foi fundada em 1951, em Miracema, no interior do estado.

Do G1 Rio
Newton Fernandes Gouvêa morreu aos 90 anos (Foto: Arquivo pessoal)Newton Fernandes Gouvêa morreu aos
90 anos (Foto: Arquivo pessoal)
Morreu nesta sexta-feira (1º) o empresário Newton Fernandes Gouvêa, aos 90 anos, um dos fundadores da rede de lojas Leader Magazine. O enterro foi neste sábado (2), no Cemitério Parque da Colina, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.
De acordo com a família, Newton sofria de Mal de Parkinson. Com o avanço da idade, a doença causou a paralisia de alguns órgãos e acabou levando à morte. Nascido na cidade de Palma, na Zona da Mata, em Minas Gerais, Newton fundou a loja em 1951 na cidade de Miracema, no Noroeste fluminense.
Atualmente, a rede conta com 165 lojas em sete estados, além do Rio. O empresário deixou esposa, quatro filhos, dez netos e sete bisnetos.
Segundo Robson Gouvêa, um dos filhos do empresário, o legado que ele recebe do pai é o respeito ao próximo. "Meu pai foi um exemplo de um grande pai e de um grande homem. Ele sempre foi muito humilde, tratou todos muito igual, sempre cuidou de seus funcionários. Meu pai sempre teve respeito pelo seres humanos".
Newton permaneceu à frente da gestão da empresa por 60 anos. Atualmente, o controle da rede de lojas pertence em 70% ao banco BTG Pactual, mas a família do fundador ainda possui 30% das ações.

Vídeo mostra criminosos mortos em assalto perto da Casa do Alemão, RJ


Tiroteio aconteceu na Casa do Alemão, na altura de São João de Meriti.
Criminosos tentaram assaltar policiais à paisana, que reagiram.

Do G1 Rio
Um vídeo mostra os três assaltantes que morreram em uma tentativa de assalto no estacionamento da Casa do Alemão, na Rodovia Presidente Dutra, altura de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, na manhã de domingo (26). A informação foi divulgada pelo RJTV nesta segunda-feira (27). Os criminosos tentaram assaltar três policiais à paisana quando eles saíam da lanchonete. veja vídeo acima

Segundo testemunhas, clientes e funcionários da lanchonete entraram em pânico, deitaram no chão, na tentativa de escapar das balas. A troca de tiros deixou várias marcas na fachada. Luís estava dentro do carro, no estacionamento, e ficou no meio do tiroteio entre criminosos e policiais
]Segundo o sargento do batalhão de São João de Meriti, que passava na hora, um dos policiais tentou fugir com medo de ser identificado. Os assaltantes começaram a atirar e chamaram a atenção do sargento, que, junto com o soldado, correu para o estacionamento. No tiroteio, três vidros, ao lado das mesas, foram atingidos pelas balas.O caso foi encaminhado para a 54ª DP (Belford Roxo).
“Foi assim desespero, tinham várias pessoas lanchando na beira, era bem cedo, um pouquinho antes das 10h, e as pessoas correram para dentro, abaixadas, e os carros que estavam aqui foram todos perfurados a bala. Foi uma situação bem crítica, bem complicado”, afirmou o engenheiro Luiz Campos da Natividade.
O carro usado pelos criminosos tinha sido roubado uma hora antes. No dia 18 de abril, criminosos armados roubaram cinco carros e uma moto numa sequência de assaltos, também na Via Dutra, entre Nova Iguaçu e Belford Roxo. PMs chegaram a trocar tiros com os criminosos, que conseguiram fugir.

Família autoriza DOAÇÃO de ÓRGÃOS da nadadora Sarah Corrêa


Carro desgovernado atingiu também Paulo Soares, que morreu na hora.
Motorista estaria em alta velocidade, segundo testemunhas.

Do G1 Rio
A câmera de segurança de uma das casas na Estrada dos Bandeirantes, em Vargem Pequena, na Zona Oeste do Rio, flagrou o momento do acidente que causou duas mortes, entre elas a da ex-nadadora Sarah Corrêa. A jovem de 22 anos e Paulo Soares, de 58, foram atropelados nesta sexta-feira (1º) por um carro desgovernado, como mostrou o RJTV. (assista ao vídeo acima)
Segundo testemunhas, o motorista estava em alta velocidade e que é conhecido na região, onde teria uma pizzaria. "Amigos disseram que ele passou a mais de 180 km/h. Ele derrubou um muro levando duas pessoas, matando duas pessoas. Ele não pode ficar impune. O que eu quero é que a justiça seja feita", disse o pai da Sarah, Benedito Bismark Corrêa.
Nas imagens (veja acima), um carro vira à esquerda bruscamente e atinge duas pessoas. O relógio marca o horário: eram quase 18h. As marcas de destruição causadas pelo acidente ainda estavam no local neste sábado (2).
Motorista não prestou socorro
Segundo a Polícia Militar, o atropelador foi levado para a 42ª DP (Recreio). Na delegacia, a informação passada ao G1 é de que o caso "corre em sigilo" e que nenhuma informação sobre o condutor do carro poderia ser passada.
A assessoria da Polícia Civil informou que o motorista se apresentou espontaneamente e teria alegado que não prestou socorro às vítimas – uma das queixas de parentes – porque procurou atendimento em um hospital antes de se dirigir à unidade policial. Ele foi liberado depois de prestar depoimento, mas será chamado para dar novas declarações. A identidade dele também não foi revelada pela corporação.
Mãe de Sarah publicou foto da filha no Facebook desejando que ela 'descanse em paz' (Foto: Reprodução / Facebook)Mãe publicou foto da filha desejando que ela 'descanse em paz' (Foto: Reprodução / Facebook)
Paulo Soares morreu na hora. Sarah foi levada para o Hospital Municipal Miguel Couto, onde morreu neste sábado.
Medalhista no último Pan
Sarah ganhou a medalha de prata no revezamento 4 x 200m livre dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, em 2011. Antes de defender a seleção brasileira, ela atuou pelos clubes do Flamengo, Unisanta, Minas Tênis Clube e Fluminense. Em outubro do ano passado, ela anunciou sua saída das piscinas para trabalhar como modelo.
A jovem trabalhava como vendedora em uma loja no Leblon. Antes de ser atropelada, esperava o ônibus para se encontrar com amigos no bairro.
No Miguel Couto, onde foi diagnosticada com morte cerebral, a família, muito abalada, autorizou a doação dos órgãos e exigiu justiça.
Sarah Corrêa foi medalhista no Pan de 2011 (Foto: Reprodução / Globo)Sarah Corrêa foi medalhista no Pan de 2011 (Foto: Reprodução / Globo)
A mãe dela, Maria Fátima, postou em uma rede social que o motorista estaria embriagado – a polícia não confirmou a informação. "Minha filha foi assinada por mais um maluco bêbado do trânsito dessa cidade quero justiça e não vou descansar enquanto não acabar com esse cara", desabafou 
O pai quer que o atropelamento seja apurado com rigor.

Vídeo mostra atropelamento que matou nadadora Sarah Corrêa no Rio

02/05/2015 19h40 - Atualizado em 02/05/2015 19h58


Carro desgovernado atingiu também Paulo Soares, que morreu na hora.
Motorista estaria em alta velocidade, segundo testemunhas.

Do G1 Rio
A câmera de segurança de uma das casas na Estrada dos Bandeirantes, em Vargem Pequena, na Zona Oeste do Rio, flagrou o momento do acidente que causou duas mortes, entre elas a da ex-nadadora Sarah Corrêa. A jovem de 22 anos e Paulo Soares, de 58, foram atropelados nesta sexta-feira (1º) por um carro desgovernado, como mostrou o RJTV. (veja vídeo acima)
Segundo testemunhas, o motorista estava em alta velocidade e que é conhecido na região, onde teria uma pizzaria. "Amigos disseram que ele passou a mais de 180 km/h. Ele derrubou um muro levando duas pessoas, matando duas pessoas. Ele não pode ficar impune. O que eu quero é que a justiça seja feita", disse o pai da Sarah, Benedito Bismark Corrêa.
Nas imagens (veja acima), um carro vira à esquerda bruscamente e atinge duas pessoas. O relógio marca o horário: eram quase 18h. As marcas de destruição causadas pelo acidente ainda estavam no local neste sábado (2).
  •  

Motorista não prestou socorro
Segundo a Polícia Militar, o atropelador foi levado para a 42ª DP (Recreio). Na delegacia, a informação passada ao G1 é de que o caso "corre em sigilo" e que nenhuma informação sobre o condutor do carro poderia ser passada.
A assessoria da Polícia Civil informou que o motorista se apresentou espontaneamente e teria alegado que não prestou socorro às vítimas – uma das queixas de parentes – porque procurou atendimento em um hospital antes de se dirigir à unidade policial. Ele foi liberado depois de prestar depoimento, mas será chamado para dar novas declarações. A identidade dele também não foi revelada pela corporação.
Mãe de Sarah publicou foto da filha no Facebook desejando que ela 'descanse em paz' (Foto: Reprodução / Facebook)Mãe publicou foto da filha desejando que ela 'descanse em paz' (Foto: Reprodução / Facebook)
Paulo Soares morreu na hora. Sarah foi levada para o Hospital Municipal Miguel Couto, onde morreu neste sábado.
Medalhista no último Pan
Sarah ganhou a medalha de prata no revezamento 4 x 200m livre dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, em 2011. Antes de defender a seleção brasileira, ela atuou pelos clubes do Flamengo, Unisanta, Minas Tênis Clube e Fluminense. Em outubro do ano passado, ela anunciou sua saída das piscinas para trabalhar como modelo.
A jovem trabalhava como vendedora em uma loja no Leblon. Antes de ser atropelada, esperava o ônibus para se encontrar com amigos no bairro.
No Miguel Couto, onde foi diagnosticada com morte cerebral, a família, muito abalada, autorizou a doação dos órgãos e exigiu justiça.
Sarah Corrêa foi medalhista no Pan de 2011 (Foto: Reprodução / Globo)Sarah Corrêa foi medalhista no Pan de 2011 (Foto: Reprodução / Globo)
A mãe dela, Maria Fátima, postou em uma rede social que o motorista estaria embriagado – a polícia não confirmou a informação. "Minha filha foi assinada por mais um maluco bêbado do trânsito dessa cidade quero justiça e não vou descansar enquanto não acabar com esse cara", desabafou 
O pai quer que o atropelamento seja apurado com rigor.

Motorista tenta fugir da polícia e carro acaba atolado em lodo junto com viatura


Por Marina Sequinel e Danaê Bubalo
(Fotos: Danaê Bubalo – Banda B)

Uma situação inusitada foi registrada no bairro Pilarzinho, em Curitiba, no começo da tarde deste sábado (2). Um veículo Passat com dois ocupantes acabou atolado junto com uma viatura da Polícia Militar (PM) em uma cancha de futebol na Rua Segesmundo Kozowski.
Tudo começou quando a dupla do carro foi abordada em atitude suspeita pelos policiais. O Passat, então, fugiu e acabou entrando na cancha, onde acabou atolado em um lodo. A viatura da PM, que estava logo atrás, também ficou presa na lama.
O motorista do veículo saiu e tentou escapar a pé, atirando contra os policiais, que revidaram e acertaram o suspeito. Apesar da ação, ele correu para o meio do matagal ao redor da cancha e fugiu. O jovem foi encontrado no fim da tarde de hoje e levado ao hospital. “A polícia abordou o meu filho e ele correu. Ele já tem passagens, mas não posso acreditar que poderia estar armado ou que tenha atirado contra a viatura”, disse o pai do rapaz, que o acompanhou enquanto era atendido pelos médicos.
O homem que estava no banco do passageiro desceu do Passat, mas também foi vítima do lodo e ficou atolado. Ele foi encaminhado para o Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac-Sul) para prestar depoimento.

Vídeo mostra perseguição da polícia a carro de suspeitos em fuga; assista


Da Redação

Um vídeo das câmeras de segurança da Guarda Municipal de Curitiba, concedido à Banda B, mostra o momento de perseguição de policiais militares a dois assaltantes no Bairro Alto, em Curitiba, na noite desta sexta-feira (1º). A ação terminou com um suspeito morto e outro preso após um confronto.
Enquanto fugia, um dos suspeitos roubou um veículo Pálio Weekend e atirou contra o proprietário, um idoso de 68 anos, que morreu na hora ao lado da esposa. A situação começou na tarde de ontem, quando os criminosos levaram um carro Gol, de um policial civil, e seguiram sentido Pinhais, na região metropolitana da capital.
A Polícia Militar (PM) foi acionada e conseguiu interceptar o automóvel. A perseguição teve início na Avenida Maringá e seguiu até a BR-116. Assista ao vídeo que mostra um trecho da ação da PM:

Trio é morto com pelo menos 20 tiros dentro de manilha em rio de Curitiba


Por Marina Sequinel e Danaê Bubalo
(Fotos: Danaê Bubalo – Banda B)

Três rapazes, que aparentavam ter entre 25 e 30 anos, foram mortos com pelo menos 20 tiros dentro de uma manilha no bairro Hauer, em Curitiba, na madrugada deste sábado (2). O caso aconteceu na esquina da Rua das Carmelitas com a Frei Henrique de Coimbra, no Rio Belém.
De acordo com a Polícia Militar (PM), um veículo Gol branco passou pelo local e pelo menos quatro ocupantes dispararam contra as vítimas, que morreram na hora. Testemunhas informaram que o trio consumia drogas dentro da manilha no momento do crime – espaço conhecido na região pelo tráfico de entorpecentes.
“A gente imaginava que algo assim pudesse acontecer. Sempre alertávamos o meu sobrinho dizendo para que parasse de usar drogas e de frequentar aquele local. Quando ele sumiu, por volta das 4h de hoje, já pensamos que estava no meio dessa tragédia”, afirmou Vilmar Carneiro, tio de uma das vítimas, em entrevista à Banda B. O rapaz, de 33 anos, o último encontrado morto, foi identificado como Denis Rosa dos Santos e era conhecido como “Nicolau”. Havia, junto com ele, um cachimbo de crack.
A polícia achou dois corpos ainda na madrugada e o terceiro na manhã deste sábado. Eles foram recolhidos ao Instituto Médico Legal (IML) e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.