Suspeitos de vender crack e cocaína no Centro de Curitiba são presos


Treze pessoas foram presas nesta quarta-feira (27) pela Polícia Civil.
Foram apreendidos R$ 9 mil com quadrilha que agia na Rua Cruz Machado.

do G1 PR, com informações da RPC
A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (27), 13 pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha que vende crack e cocaína na região central de Curitiba. Conforme as investigações da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), que duraram quatro meses, o grupo agia nas imediações da Rua Cruz Machado.

Segundo a polícia, uma mulher de 30 anos, que estava em liberdade provisória, era a responsável por comprar e distribuir as drogas aos vendedores de rua. Além dela, outra mulher de 22 anos também foi apontada como comandante da quadrilha de 15 pessoas. Duas pessoas seguem foragidas.
Imagens divulgadas pela polícia mostra a ação dos vendedores de rua. “Geralmente, a pessoa que vende ali segura uma quantidade muito pequena de droga com ela, até para tentar dizer, com isso, que ela é apenas uma usuária de droga”, explicou a delegada Camila Cecconello.
Foram apreendidos com o grupo R$ 9 mil em dinheiro trocado, drogas, uma balança de precisão, uma pistola e munição.

Competição de Karate movimenta Ginásio do Parque da Uva em Colombo


 

WEBMASTER 27 DE MAIO DE 2015

Aconteceu no Ginásio Municipal Gilmar Antônio Pavin, no sábado (23), a Etapa Paranaense de Karate. Participaram da competição 12 associações de todo o estado, em várias categorias, no feminino e masculino.

Etapa Paranaense de Karate aconteceu neste final de semana, em Colombo
Etapa Paranaense de Karate aconteceu neste final de semana, em Colombo
A grande campeã foi a Associação Colombo Karate Club, com 414 pontos e 20 medalhas de ouro, 16 de prata e 15 de bronze. O vice-campeão foi o Centro de Karate Shackugan, com 242 pontos, 9 medalhas de ouro, 10 de prata e 18 de bronze. Em terceiro lugar, a Associação Ryuzo – Kan de Karate conquistou 198 pontos, com 8 medalhas de ouro, 9 de prata e 8 de bronze. A Associação Vale do Tigre ficou em quarto lugar, com 184 pontos e 9 medalhas de ouro, 5 de prata e 2 de bronze.
“É sempre bom ver que uma arte milenar como o Karate favorece aos seus praticantes, além da atividade esportiva, qualidade de vida e muita disciplina, com total respeito aos seus oponentes”, declara Gilmar Franco, coordenador do Departamento de Esportes. O evento foi uma realização da Associação Colombo Karate Club e da Prefeitura de Colombo, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Lazer e Juventude.
 A prefeita Beti Pavin prestigiou o competição, que contou com 12 associações de todo o estado, em várias categorias, no feminino e masculino A grande campeã foi a Associação Colombo Karate Club Competição de Karate movimenta Ginásio do Parque da Uva
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: Marcio Fausto/ PMC

Governo do PR cede, mas APP-Sindicato não aceita e continua a greve


hermes leao - app1
“A APP não concorda com a proposta. A defesa da entidade e dos demais sindicatos de servidores continua de reposição da inflação do período, que é 8,17%, em parcela única”, ressaltou o presidente da entidade, professorHermes da Silva Leão.
Assim, a APP-Sindicato rejeitou a proposta do governo, que é a seguinte:
1- Pagar 3,45% de reposição, parcelado em três vezes: setembro, outubro e novembro de 2015.
2- Pagar a data-base relativa a 2015, em janeiro de 2016. A previsão é de 8,5%.
3- Mudar a data-base de maio para janeiro de cada ano.

Jovens do município participam ativamente da XI Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente


WEBMASTER 27 DE MAIO DE 2015

O evento foi aberto ao diálogo, formulação e avaliação das políticas sociais e públicas, em relação os direitos da criança e do adolescente

Autoridades apresentam as propostas anteriores que já foram realizadas até o momento
Autoridades apresentam as propostas anteriores que já foram realizadas até o momento
O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, da Prefeitura de Colombo, promoveu no último dia (21) a XI Conferência Municipal dos Direitos da Criança e a do Adolescente. O evento, que foi aberto à população, aconteceu no auditório da Regional do Maracanã.
O conselho tem como principal objetivo a formulação e avaliação das políticas sociais e públicas, em relação os direitos da criança e do adolescente. “É um dever de todos, seja a família, a sociedade e o Estado em proteger os seus direitos e garantir as necessidades primordiais”, destaca a prefeita Beti Pavin.
Mais de 250 pessoas estiveram no local, entre elas, crianças e adolescente do município que participaram ativamente da conferência
Mais de 250 pessoas estiveram no local, entre elas, crianças e adolescente do município que participaram ativamente da conferência
No primeiro momento, foram apresentadas todas as propostas do ano anterior, que já foram concretizadas. Em seguida, foi ministrada uma palestra sobre as políticas de trabalho com as crianças e adolescentes do município. E no período da tarde, os participantes da comissão organizadora do evento, apresentaram as novas propostas para este ano, sendo a principal delas, a mobilização para prestar atendimento e acompanhamento ao jovem no período de dez anos.
Aproximadamente 250 pessoas, entre trabalhadores na área de assistência social, ONGs e sociedades civis organizadas, estavam presentes. E de acordo com a secretária de Assistência Social, Maria da Silva Souza as crianças e adolescentes de colégios da região também marcaram presença na conferência e participaram ativamente das atividades e propostas. “A participação desse grupo foi de grande importância, visto que a atenção a nossa população infanto juvenil é prioridade, o momento foi especial, pois ouvimos as propostas diretamente de quem mais nos interessava”.
Sobre a eleição para os membros do Conselho Tutelar
Mais de 250 pessoas estiveram no local, entre elas, crianças e adolescente do município que participaram ativamente da conferência
Mais de 250 pessoas estiveram no local, entre elas, crianças e adolescente do município que participaram ativamente da conferência
Lembrando que no dia 4 de outubro acontecerá a eleição para os membros do Conselho Tutelar do município e seus respectivos suplentes para o mandado de quatro anos, entre 2016 a 2020, conforme o edital de nº 001/2015.
Segundo o edital, as inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até o dia 1º de julho. Serão oferecidas cinco vagas para membros efetivos e os demais serão suplentes, pela ordem de eleição. Os conselheiros tutelares terão que cumprir a carga horária de 40 horas semanais, sendo o atendimento ao público entre as 8h às 17h, de segunda a sexta.
Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer o teor do Edital e certificar-se de que preencheu todos os requisitos nele expressos.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: Marcio Fausto/ PMC

Pedreiro confessa série de estupros contra meninas em Goiás, diz polícia


Antes de cometer os crimes, ele perguntava se adolescentes eram virgens.
Segundo delegada, há pelo menos cinco vítimas, entre 12 e 15 anos.

Luísa GomesDo G1 GO
Polícia apresenta suspeito de estuprar série de garotas em Goiânia Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Segundo a polícia, homem confessou estupros contra adolescentes (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Um pedreiro de 32 anos foi apresentado nesta quarta-feira (27) pela Polícia Civil suspeito de cometer pelo menos cinco estupros em Goiânia. As vítimas são meninas entre 12 e 15 anos. De acordo com a polícia, o homem confessou que, antes de cometer os crimes, questionava se as garotas eram virgens, pois sentia mais prazer em caso positivo.
Ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar no domingo (24), após roubar um celular. Depois da prisão, a polícia cruzou os dados do suspeito com uma investigação que já estava em andamento na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).
saiba mais

“Desde o ano passado investigamos vários crimes de estupro com características semelhantes, cometidos na região sudoeste, e já trabalhávamos com a hipótese de ser um único autor. Após a prisão, fizemos um levantamento e localizamos diversos objetos na residência dele, como o capacete descrito pelas vítimas, capa de chuva, e até uma blusa roubada de uma das vítimas”, conta a delegada responsável pela investigação, Paula Meotti.
Depois, o suspeito passou por reconhecimento facial, quando foi identificado por quatro vítimas. Entretanto, a polícia seguirá as investigações porque o homem afirmou que se lembra de ter cometido até seis estupros há pelo menos um ano.
Segundo a delegada, o suspeito é pedreiro e afirmou que, apesar de não precisar do dinheiro por ter rendimento mensal médio de R$ 3 mil, costumava cometer pelo menos três roubos por semana. “Já os estupros ele disse que cometia quando tinha a oportunidade, quando estava em uma rua deserta ou não achava que seria pego”, afirma.
Meotti afirma que deve indiciar o suspeito por estupro qualificado e roubo. Até a publicação desta reportagem, ele permanecia na DPCA, mas com a previsão de ser transferido em breve a outra cela.
Polícia apresenta suspeito de estuprar série de garotas em Goiânia Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Pedreiro foi preso suspeito de roubar um celular  (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Casal briga no trânsito, e mulher se 'agarra' a picape em movimento; veja


Fato ocorreu na Avenida Buriti, Zona Sul de Manaus, na tarde de terça (26).
Segundo testemunha, mulher era companheira de motorista de Ranger.

Camila HenriquesDo G1 AM
Motoristas que passavam pela Avenida Buriti no início da tarde de terça-feira (26) se depararam com uma cena curiosa. Uma mulher se pendurou em uma picape modelo Ranger, que seguia pelo sentido bairro-Centro da avenida, localizada na Zona Sul da capital. As imagens foram registradas pelo fotógrafo Rodolfo Campos, de 24 anos, que passava pelo local quando viu a mulher subindo no veículo. assista ao vídeo
saiba mais

Segundo Rodolfo, que conversou com os envolvidos no caso, o motorista da picape e a mulher que aparece no vídeo são companheiros.

"Ela estava com o irmão em uma moto, seguindo o homem da picape", disse o fotógrafo.
Nas imagens, é possível ver a mulher batendo com um capacete contra o carro. Em seguida, ela sobe no veículo e pede para que o motorista abra a porta.

Com o carro em movimento, ele abaixa o vidro e os dois se agridem. A mulher chega a cair em determinado momento. Segundo o fotógrafo, isso ocorreu após uma freada brusca do motorista.

Depois da queda, o condutor para o carro e abre a porta. Outro homem, que seria o irmão que estava acompanhando a mulher, aparece com uma pedra na mão. Ele e o motorista brigam, sendo separados pela mulher.
Ao G1, Rodolfo conta que, até ir embora, nenhum policial ou agente de trânsito apareceu no local para verificar a situação. "Ficou bastante congestionado por conta dessa confusão", disse.

Dois prefeitos e três ex-prefeitos da RMC tem que devolver milhões aos cofres públicos


Da Redação com MP-PR


A 1ª e a 2ª Promotorias de Justiça de Rio Branco do Sul ajuizaram, no decorrer desta semana, 47 ações criminais e de improbidade administrativa pela prática de crimes diversos, como enriquecimento ilícito, fraude a licitação e peculato. O objetivo do ajuizamento conjunto das ações é combater atos de corrupção nas prefeituras de Rio Branco do Sul e de Itaperuçu, municípios da Região Metropolitana de Curitiba e que integram a comarca.
Ao todo, o Ministério Público do Paraná requer a devolução de R$ 17 milhões aos cofres dos dois municípios. Foram acionados por meio das ações dois prefeitos e três ex-prefeitos, além de 68 pessoas, dentre vereadores, secretários municipais, procuradores jurídicos, servidores públicos e empresários, bem como 13 empresas.
Crimes – Nas ações criminais, o MP-PR requer a condenação dos envolvidos por fraudes contra o Poder Público, pela prática dos crimes de concussão (exigir para si vantagem em razão do cargo), fraude a licitação e peculato. Nas ações civis públicas, por atos de improbidade administrativa, solicita a devolução de R$ 17 milhões aos cofres públicos, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios.
O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Curitiba também participou das investigações.
Fraudes – De acordo com as investigações, empresários ligados a agentes políticos eram beneficiados em processos de licitação, que, direcionados, não eram divulgados a possíveis interessados. Com o uso dessa estratégia, o Poder Público Municipal contratava ilicitamente empresas de fachada, que superfaturavam os preços.
Segundo o MP-PR, parte dos atos de improbidade só foi concretizada porque as prefeituras de Itaperuçu e Rio Branco do Sul utilizavam como diário oficial um jornal que não era acessível à população. Além disso, os exemplares não eram numerados corretamente, o que possibilitava a inserção e retirada de publicações (foram encontradas edições com mesmo número, porém com conteúdos diferentes).

Adolescente dá “boa noite, Cinderela” em empresário e é pega após confirmar golpe pelo WhatsApp


Da Redação

Uma adolescente de 16 anos foi apreendida na madrugada desta quarta-feira (27) após aplicar um “boa noite, Cinderela” em um empresário e tentar fugir para o Paraguai com a caminhonete dele. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ela trabalhava como prostituta e teria aplicado o golpe em Goioerê, no oeste do estado. Ela foi apreendida nas proximidades da divisa do Paraná com o Mato Grosso do Sul. Um jovem de 20 anos, namorado da adolescente, também foi preso ao ser flagrado com ela na caminhonete Chevrolet S10.
caminonetepr
Foto: Divulgação PRF
Segundo a PRF, uma equipe trabalhava em frente ao Posto Ponte Ayrton Senna, em Guaíra, e deu ordem de parada à caminhonete. Os ocupantes do veículo ignoraram a ordem e tentaram fugir no sentido ao Mato Grosso do Sul.
A passageira, de nacionalidade japonesa, e o motorista tiveram ferimentos leves e foram atendidos por uma ambulância de resgate da concessionária que administra o trecho.
O golpe ‘boa noite, Cinderela’ consiste em misturar drogas com a bebida, com o objetivo de sedar a vítima.
Mensagem no celular
Foto: Divulgação PRF
Foto: Divulgação PRF
“Tô pronta pra dopar o véi”, diz trecho de uma mensagem enviada pela adolescente ao namorado, ontem à noite, via telefone celular. Quando o homem dormiu, ela telefonou para o namorado ir buscar a caminhonete. A dupla pretendia revendê-la em território paraguaio.
A vítima do roubo foi localizada pela polícia em sua casa, ainda em estado de confusão mental, sem consciência do que havia ocorrido. Dentro da caminhonete, a equipe da PRF apreendeu ainda R$ 12 mil em cheques e R$ 3,8 mil em dinheiro.
A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Civil em Mundo Novo.
.

Justiça dos EUA: contrato da CBF com fornecedora é investigado por propina


Relatório mostra situações do contrato entre entidade e empresa de material esportivo que podem ter rendido US$ 70 milhões a dirigente e empresários

Por Rio de Janeiro
Ricardo Teixeira chamada (Foto: Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM)Ricardo Teixeira era o presidente da CBF quando a entidade assinou contrato com empresa de material esportivo americana (Foto: Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM)
O acordo assinado pela CBF com uma empresa de material esportivo americana, em 1996, também virou alvo de investigação do departamento de Justiça dos Estados Unidos. Nesta quarta-feira, o órgão divulgou relatório com a suposta propina paga pela marca ao dirigente da confederação responsável pela negociação e à empresa "Traffic Brazil", agência de marketing que tinha acordo com a CBF. Apesar de não ter o nome revelado, a empresa que fechou acordo com a CBF, na data, foi a Nike.
Pelo documento, a empresa de material esportivo aceitou pagar US$ 160 milhões por dez anos de contrato para ser um dos patrocinadores e o fornecedor de material exclusivo da seleção brasileira. Porém, a investigação aponta que outros US$ 70 milhões (R$ 220 milhões) foram pagos à Traffic - e divididos com o representante da CBF, conforme descrito abaixo.
Primeiro, as partes incluíram um aditivo financeiro no valor de US$ 40 milhões (R$ 126 milhões) a ser pago pela Nike numa conta em um banco da Suíça. A cifra serviria como compensação à Traffic Brazil, que representava a CBF.
De acordo com o relatório, em seguida, uma nova cláusula foi acrescentada ao contrato. Pelo item, a Traffic teria o direito a compensações por acordos de marketing. O documento divulgado pela Justiça diz que os valores acumulados giraram em torno de US$ 30 milhões (R$ 95 milhões) e foram pagos entre 1996 e 1999, ano em que as partes concordaram em extinguir a cláusula.
Ainda de acordo com o relatório, que trata os envolvidos nos casos como co-conspiradores, o co-conspirador 2 aceitou dividir o montante com o co-conspirador 11. O primeiro, segundo o documento, é o dono da Traffic, o empresário José Hawilla (que assumiu culpa perante à Justiça dos Estados Unidos). O segundo, na descrição, é um alto dirigente ligado à Fifa, Conmebol e a CBF, que teria recebido metade da quantia recebida pela Traffic - US$ 35 milhões (R$ 110 milhões).
O relatório também explica que a Nike foi responsável por pagar a rescisão de contrato da CBF com a Umbro. Pela quebra do vínculo, a empresa recebeu US$ 10 milhões (cerca de R$ 30 milhões). A Nike segue, até hoje, como patrocinadora oficial da seleção brasileira. Em comunicado, a fornecedora de material esportivo disse estar colaborando com as investigações e mostrou-se preocupada "com as sérias acusações feitas".
- Como todos os nossos fãs ao redor do mundo, nós somos apaixonados pelo jogo e estamos preocupados com essas acusações muito sérias. A Nike acredita fortemente em ética e fair play tanto nos negócios como no esporte, e repudia fortemente toda e qualquer forma de manipulação ou propina. Nós já estamos cooperando, e seguiremos cooperando, com as autoridades - informou a Nike.
INFO_QUEM É QUEM NA HIERARQUIA DA FIFA 3 (Foto: arte esporte)

Câmara aprova pôr na Constituição doação de empresas a partidos


Decisão visa evitar que STF vete financiamento de empresas a campanhas. 
Emenda aprovada permite que candidato receba doação só de pessoa física.

Nathalia PassarinhoDo G1, em Brasília
A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (27) incluir na Constituição Federal autorização para que empresas façam doações de campanha a partidos políticos, mas não a candidatos. As doações a candidatos serão permitidas a pessoas físicas, que poderão doar tambem para partidos. O texto foi aprovado por 330 votos a favor e 141 contra.
A proposta de emenda à Constituição que altera o sistema eleitoral e político do país começou a ser votada na Câmara nesta terça (27). Um acordo entre líderes partidários definiu que cada trecho da PEC, como o financiamento de campanha, seria votado individualmente no plenário. Para ir ao Senado, a proposta, com todos os trechos que forem aprovados, precisa passar em dois turnos na Câmara, com os votos de pelo menos 308 deputados.
No início da madrugada de quarta, o plenário rejeitou emenda de autoria do PMDB que previa doação de pessoas jurídicas tanto a partidos quanto a campanhas de candidatos. A derrubada foi considerada uma derrota do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do vice-presidente Michel Temer, que negociaram pessoalmente a votação do artigo da PEC.
PMDB, então, se empenhou para aprovar, pelo menos, uma emenda que garantisse a doação de empresas aos partidos políticos. Outras siglas da base aliada e da oposição defenderam a proposta, como o PR. “Esse é o texto mais equilibrado que temos. Impede a doação a varejo aos candidatos, mas permite a doação aos partidos. Posteriormente as leis estabelecerão limites a essas doações”, disse o líder do PR, Maurício Quintella Lessa.
saiba mais

PT, porém, se posicionou contra. O vice-líder do partido Alessandro Molon (PT-RJ) defendeu a derrubada da emenda para que negociassem, posteriormente, uma solução em projeto de lei que garantisse maior “equilíbrio” na distribuição de recursos de campanha.
“Se derrotarmos, teremos tempo para conseguir uma solução para todos nós. Hoje, pela regra, qualquer um de nós pode receber, partidos e candidatos. Se essa emenda for aprovada, só os partidos poderão receber recursos. Vamos encontrar uma solução que estabeleça uma distribuição equânime”, defendeu.
Já o deputado Celso Russomanno (PRB-SP), autor da emenda, defendeu que a proposta de permitir doação de empresa apenas a partidos tornaria mais "justa" a distribuição dos recursos. "É uma forma mais justa de financiamento, afinal de contas a distribuição do que será doado pelos empresários aos partidos poderá ser distribuído aos seus candidatos", afirmou.
Mais cedo na sessão desta noite, a Câmara derrubou duas outras propostas de financiamento, uma que previa doação de pessoas físicas a partidos e candidatos e outra que instituía o financiamento exclusivamente público de campanha.
O uso somente de dinheiro público para pagar campanhas eleitorais é defendido pelo PT, mas o próprio partido, sentindo que não havia clima para aprovar o texto, não fez uma defesa enfática da proposta em plenário. 
Como é hoje
Atualmente, o financiamento de campanha no Brasil é público e privado. Políticos e partidos recebem dinheiro do Fundo Partidário (formado por recursos do Orçamento, multas, penalidades e doações) e de pessoas físicas (até o limite de 10% do rendimento) ou de empresas (limitadas a 2% do faturamento bruto do ano anterior ao da eleição).
Essas regras, porém, não estão previstas na Constituição Federal e foram questionadas por uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adi) que tramita no STF. Em abril de 2014, o Supremo interrompeu o julgamento da ação quando a maioria dos 11 ministros da Corte já havia votado a favor da proibição de doações de empresas a partidos políticos e campanhas eleitorais.
A interrupção foi provocada por um pedido de vista (mais tempo para analisar a matéria) do ministro Gilmar Mendes. Desde então, o magistrado ainda não levou o voto ao plenário, e o julgamento permanece suspenso. A intenção do PMDB em incluir a autorização de doação na Constituição era evitar que o STF pudesse vir a vetar esse tipo de financiamento quando prosseguir com o julgamento.
Discussão
A discussão sobre financiamento eleitoral causou polêmica no plenário e gerou bate-boca entre os deputados quando Cunha anunciou que colocaria em votação o modelo que permite doações por empresas para partidos.
Parlamentares do PT, PSOL e PCdoB protestaram contra a manobra argumentando que essa modalidade já havia sido rejeitada na noite de terça-feira quando foi votada uma emenda que previa doações de empresas tanto para partidos quanto para candidatos.
“Não é correto, não é democrático. É antiético”, criticou o líder do PSOL, deputado Chico Alencar (RJ). “Não se pode votar matéria vencida”, emendou a líder do PCdoB, Jandira Feghali (RJ). assista ao vídeo
 O líder do PT, Sibá Machado (AC), tentou argumentar que Cunha tinha deixado claro na noite de quarta que a rejeição da emenda, por tabela, já derrubava o texto do relator.
Cunha rebateu afirmando que havia se equivocado, mas que ainda seria preciso votar o texto do relator, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que estabelece doações de pessoas jurídicas somente para partidos (excluindo candidatos). Partidos como PSDB e PSD o apoiaram.
Sistema eleitoral
Na noite de terça (26), primeiro dia de análise da reforma política em plenário, a Câmara decidiu manter o atual modelo de escolha de deputados federais, deputados estaduais e vereadores.
O PMDB defendia o modelo chamado "distritão", que institui eleição majoritária. Seriam eleitos, assim, os candidatos mais votados em cada estado ou município, sem levar em conta os votos para o partido ou a coligação.
Já o PT fechou questão contra a proposta, o que, pelo regimento interno da sigla, significava que os parlamentares que descumprissem a orientação de votar contra o “distritão” poderiam ser punidos internamente ou até expulsos do partido.
Apesar dos esforços do PMDB pelo “distritão”, o PT acabou vencendo a disputa, e a proposta de alteração no sistema eleitoral foi derrubada.Com isso, Cunha anunciou a manutenção do atual sistema proporcional de lista aberta. Pelo sistema atual, mantido pelos deputados, é possível votar tanto no candidato quanto na legenda.
Os votos nos candidatos e na legenda são somados, e é calculado um quociente eleitoral, que determina o número de vagas ao qual o partido ou a coligação terão direito. Essas vagas são preenchidas pelos candidatos do partido ou da coligação que obtiveram mais votos.