Colombo vence o Dia do Desafio


WEBMASTER 2 DE JUNHO DE 2015

Desafiando a cidade de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, município teve 68% da participação da população

Colombenses se exercitam no Ginásio do Parque da Uva e apóiam o município a vencer na competição
Colombenses se exercitam no Ginásio do Parque da Uva e apoiam o município a vencer na competição
Colombo conseguiu mobilizar o maior número de praticantes de atividades físicas, em comparação à cidade de Três Lagoas, município sul-matogrossense – que foi o oponente deste ano na competição. No Dia do Desafio, que aconteceu no último dia 27, 68% da população colombense se exercitou e registrou sua participação no site e telefone do Sesc.
“Nosso objetivo com esta e outras ações esportivas que são desenvolvidas em Colombo é a de estimular a prática regular de exercícios físicos incentivando hábitos saudáveis e com isso oportunizarmos mais qualidade de vida para a nossa população”, disse a Prefeita Beti Pavin.
Esta ação do Sesc Paraná realizada pela Prefeitura Municipal por meio da secretaria de Esporte, Cultura, Lazer e Juventude promoveu uma aula especial de alongamento no Ginásio Municipal Gilmar Antônio Pavin, no Parque da Uva.
“Foi muito gratificante, pois houve um esforço de toda a população, que participou e dedicou um pouco do seu tempo para à prática de exercícios físicos e ajudou nosso município nesta competição”, destacou o secretário da pasta, José Mauri Henemann.
Atividade física
A OMS define atividade física como qualquer movimento corporal produzido pelos músculos que requeiram gasto de energia, incluindo atividades realizadas durante o trabalho, jogos, tarefas domésticas, viagens e atividades de lazer.
O exercício de intensidade moderada traz benefícios importantes à saúde em todas as idades: o recomendado para crianças e adolescentes é de uma hora diária, e 150 minutos semanais para os adultos (maiores de 18 anos).
“A atividade física nos ginásios esportivos da Prefeitura é rotineira. Todos os dias oferecemos diversas modalidades esportivas para as primeiras idades até a terceira idade, gratuitamente”, ressalta o diretor de Esporte, Paulo Cesar Cardoso.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

Prestações de Contas do 1º Quadrimestre do município de Colombo são apresentadas em audiência pública


WEBMASTER 2 DE JUNHO DE 2015
Audiência Pública para demonstrar e avaliar o cumprimento das metas fiscais, referente ao 1º quadrimestre de 2015
Audiência Pública para demonstrar e avaliar o cumprimento das metas fiscais, referente ao 1º quadrimestre de 2015
A Prefeitura de Colombo, por meio da secretaria de Fazenda, realizou no dia 29 de maio, na Câmara Municipal, audiência pública para demonstrar e avaliar o cumprimento das metas fiscais, referente ao 1º quadrimestre de 2015, bem como os resultados acumulados dos últimos doze meses.
Esta iniciativa é realizada com base no disposto no parágrafo 4º, do artigo 9º, da Lei Complementar nº 101/2000, de 4 de maio de 2000; o disposto no artigo 36, da Lei Complementar 141/2012 e o art.17, 4º da Instrução Normativa 36/2009 do TCE – PR (Tribunal de Contas do estado)
Durante a audiência pública sobre o 1º Quadrimestre de 2015, o secretário municipal de Fazenda, Márcio Strapasson apresentou a divulgação dos relatórios resumidos da execução orçamentária – bimestrais e os relatórios de gestão fiscal quadrimestrais, consolidados com a entidade RPPS (Regime Próprio de Previdência Social), os quais estão publicados no Diário Oficial, na mesma data.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

Comercial de O Boticário com casais gays gera polêmica e chega ao Conar


Propaganda gerou reações homofóbicas e ameaças de boicote à marca.
Em queixa ao Conar, consumidores consideraram comercial desrespeitoso.

Do G1, em São Paulo
Casais comemoram Dia dos Namorados (Foto: Reprodução/YouTube)Casais comemoram Dia dos Namorados (Foto: Reprodução/YouTube)
A campanha de Dia dos Namorados do Boticário que mostra diferentes tipos de casais, heterossexuais e homossexuais, trocando presentes, virou alvo de protestos e ameaça de boicote à marca nas redes sociais e até de denúncia ao Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária).
O órgão informou nesta terça-feira (2) que abriu um processo para julgar a propaganda após receber mais de 20 reclamações de consumidores que consideraram a peça "desrespeitosa à sociedade e à família". Ainda não há data para o julgamento.

Procurada pelo G1, O Boticário informou que "não recebeu, até o momento, nenhuma notificação do Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), em referência à campanha “Casais” para o Dia dos Namorados".
A página da marca de cosméticos no Facebook também recebeu uma enxurrada de manifestações, incluindo mensagens de teor homofóbico, mas também muitos elogios à propaganda.
No YouTube, acabou se instalando uma espécie de "competição" para ver se o comercial ganhava mais aprovações ou reprovações. Na tarde desta terça-feira, por volta das 17h, os "likes" ultrapassaram os "dislikes", com número de 172.833 contra 149.622. assista ao vídeo
Vários internautas chegaram também a registrar seus protestos no Reclame Aqui, site de reclamações sobre atendimento compra e venda de produtos e serviço.
"O Boticário perdeu a noção da realidade, empurrando essa propaganda que desrespeita a família brasileira. Não tenho preconceito mas acho que a propaganda á inapropriada para a TV aberta, a partir de hoje não compro mais nem um só sabonete lá e eu era cliente", escreveu um consumidor.
Segundo o Reclame Aqui, desde o dia 25 de maio, quando o vídeo foi lançado, até o dia 1º de junho, foram 90 reclamações abertas, sendo 84 delas contra e 6 a favor da propaganda.
'Diversidade do amor'
A marca anunciou o lançamento do comercial como uma defesa da "diversidade do amor", "além das convenções".
Em nota enviada ao Reclame Aqui, o Boticário reforçou o seu posicionamento: "O Boticário acredita na beleza das relações, presente em toda sua comunicação. A proposta da campanha “Casais”, que estreou em TV aberta no dia 24 de maio, é abordar, com respeito e sensibilidade, a ressonância atual sobre as mais diferentes formas de amor – independentemente de idade, raça, gênero ou orientação sexual - representadas pelo prazer em presentear a pessoa amada no Dia dos Namorados. O Boticário reitera, ainda, que valoriza a tolerância e respeita a diversidade de escolhas e pontos de vista". O posicionamento foi reiterado em nota enviada ao G1 nesta terça.
O Conar informou, por meio da sua assessoria de imprensa, que a abertura do processo para julgar o comercial não impede que a propaganda continue a ser veiculada. O órgão costuma ser cauteloso em casos envolvendo questões morais e o código de autorregulamentação publicitária veda qualquer tipo de preconceito. A previsão é que o caso seja julgado pelo conselho de ética do Conar em até 45 dias.
Outro caso
Em abril, o bombom Sonho de Valsa também trouxe um novo ponto de vista sobre o amor em campanha que entrou em rede nacional. Com o mote 'Pense Menos, Ame Mais', a propaganda mostrou casais de diversos tipos em beijos apaixonado, enquanto o narrador levanta hipóteses sobre seus pensamentos.
No filme de 60 segundos são mostrados um casal de idosos, um branco e uma negra, uma gestante e seu marido, um homem em uma cadeira de rodas e uma mulher sentada em seu colo e também um casal de homossexuais do sexo feminino.
Segundo o Conar, não chegaram reclamações ao órgão contra o comercial.

Filho de Zico revela que seu pai pode ser candidato à presidência da FIFA


Júnior Coimbra informou através de sua conta no Twitter que pai teria dito que pode ser um dos candidatos à vaga de Joseph Blatter

02 de junho de 2015 19:14:19 Atualizado em 02 de junho de 2015 19:58:19Victor Lessa
Filho revela que Zico pode ser candidato à presidência da FIFAZico vai se candidatar à presidência da Fifa (Crédito: Emerson Rocha / Rádio Globo )
Após o presidente da Fifa, Joseph Blatter, anunciar que vai deixar a entidade e convocar novas eleições, o Brasil pode ter um candidato ao cargo. No início da noite desta terça-feira (2), Junior Coimbra, filho do maior ídolo Rubro-Negro, Zico, postou em sua conta no Twitter a seguinte mensagem: “meu pai me dizendo agora que vai se candidatar à presidência da Fifa.”
Em contato com a Rádio Globo, onde participa do programa Futebol de Verdade todas as segundas, o Galinho confirmou que deseja o cargo e está analisando a possibilidade: “Estou na fila, quem sabe?! Agora é hora de analisar as possibilidades”, afirmou Zico.
  • Junior Coimbra revela em rede social o desejo do pai

Em sua conta no facebook, Zico ratificou: "Por que não? Minha vida sempre foi dentro do futebol. Uma paixão que exerci com seriedade e respeito no Brasil e em outros países. Jantando com Sandra pensei nisso. Minha mulher e meus filhos me apoiaram. Fui Ministro dos Esportes, tenho experiência com meu clube e no apoio ao Kashima, ao Japão. Penso no futebol acima da política. Não tenho apoio ainda, mas se é aberto eu posso me candidatar à Fifa. Ainda é uma idéia... Quem sabe?", escreveu. 
O único sul-americano que se tornou presidente da mais importante entidade do futebol mundial foi o brasileiro João Havelange. Ele ficou no cargo entre 1974 e 1998, ou seja, 24 anos no poder. Seu sucessor foi justamente Joseph Blatter. Zico é amigo íntimo de Michel Platini, presidente da UEFA, maior opositor do atual presidente. Um apoio do francês seria um excelente início de uma provável candidatura à Fifa. 

Blatter renuncia a cargo de presidente da FIFA


fifa - blatter
O Presidente reeleito da FIFA, Joseph Blatter, acaba de renunciar. Blatter deixou o cargo à disposição em meio a uma série de escândalos envolvendo cartolas do futebol. Uma nova eleição será convocada para a escolha do novo presidente da organização

fifa - blatter
O Presidente reeleito da FIFA, Joseph Blatter, acaba de renunciar. Blatter deixou o cargo à disposição em meio a uma série de escândalos envolvendo cartolas do futebol. Uma nova eleição será convocada para a escolha do novo presidente da organização.

Requião Filho no ataque


Foto: Pedro Oliveira – ALEP requiao filho - pedro oliveira alep
Quem acompanhou a sessão da Assembleia Legislativa na tarde desta terça-feira (02) não teve qualquer dúvida, o deputado estadual Requião Filho (PMDB) é candidatíssimo a prefeitura de Curitiba nas eleições de outubro de 2016. O filho do senador Roberto Requião (PMDB) partiu para o ataque ao prefeito Gustavo Fruet (PDT), a quem chamou de indeciso na condução dos debates sobre a integração e a redução da tarifa do transporte coletivo de Curitiba e região metropolitana. “O prefeito Gustavo Fruet tem uma CPI feita pela Câmara de Vereadores e um relatório do Tribunal de Contas destacando a possibilidade de baixar a tarifa e só não faz por que não quer, já que é uma decisão política que deve partir dele”, disparou Requião.

A humilde candidata de 40 milhões


unnamed
A Gráfica e Editora Brasil, do notório Benedito de Oliveira de Neto, o Bené, preso pela PF na semana passada e solto ontem, recebeu nada menos que 40,1 milhões de reais nas eleições de 2014.
A maior parte do dinheiro que entrou no caixa da gráfica de Bené não veio, no entanto, de seus prestimosos serviços ao PT mineiro e à campanha do governador Fernando Pimentel.
O PT de Minas Gerais pagou 3 268 197 reais à empresa do operador; o PSB do Distrito Federal, outros 9 950 reais.
Dos 36,8 milhões de reais restantes, pagos por candidaturas individuais, nada menos que 36,2 milhões de reais vieram de Helena Maria de Sousa, ou Helena Ventura, uma enfermeira de 61 anos que se candidatou a deputada estadual pelo PT-MG e sequer teve seu registro aceito pelo TSE.
Os pagamentos foram feitos a título de “Publicidade por materiais impressos”.
Helena declarou 290 000 reais em bens à Justiça Eleitoral e pretendia gastar, no máximo, 3 milhões de reais em sua campanha. Até outubro de 2014, a candidata arrecadou apenas 26 930 reais, dos quais 1 450 vindos da gráfica de Bené, 22 300 do PT mineiro e 3 180 da Sempre Editora.
De onde veio tanto dinheiro para santinhos e adesivos, não se sabe.
Difícil encontrar um sujeito mais enrolado que Bené, mesmo no PT.

Pressionado, BNDES divulga dados dos contratos bilionários


bndes
Pressionado para apresentar mais transparência por inúmeros segmentos da sociedade brasileira, o BNDES tornou público na internet, nesta terça-feira, dados de todos os contratos de exportação de serviços de engenharia a países entre 2007 e 2015, totalizando US$ 11,9 bilhões, incluindo Cuba e Angola. O anúncio foi feito pelo presidente do banco, Luciano Coutinho, e pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro.
Coutinho anunciou, ainda, que a instituição também colocou no site dados sobre 1.753 contratos, no valor de R$ 320 bilhões, em operações domésticas.
— No link BNDES Transparente (no portal do BNDES), as operações estarão na internet, com o resumo do projeto, o valor financiado, a taxa de juros, o prazo, as garantias, a moeda, os custos e as formas de apoio — disse Coutinho.
Ele assegurou que o sigilo bancário das empresas será preservado. Citou como informações que não podem ser divulgadas a estratégia de negócios, a situação financeira da empresa, se há uma alavancagem maior ou menor, a estrutura de endividamento e a análise do balanço — o que origina o rating ou nota de crédito.
— Essa análise é baseada em informações fornecidas pela empresa relativas à sua intimidade. Outros componentes [a serem preservados] são as condições legais e cadastrais das pessoas físicas, os contenciosos com a Receita e a Justiça e informações que dizem respeito à estratégia comercial de negócios — completou.
Segundo ele, no caso das operações internacionais, até então eram publicadas informações consolidadas por exportador e país de destino, com as datas de contratação. Doravante, serão conhecidos os exportadores — com CNPJ — além dos demais dados imanentes ao projeto. Coutinho assegurou que será respeitado o sigilo bancário das empresas.
— O BNDES está dando um grande passo em matéria de transparência, com a decisão de desclassificar determinadas informações. A instituição se tornou a instituição financeira mais transparente entre os bancos de desenvolvimento e bancos oficiais de exportação do mundo inteiro — enfatizou.

OAB esclarece que procurador pode exercer advocacia privada no Paraná


unnamed
Em nota, a direção da OAB-PR (Ordem dos Advogados do Brasil) esclarece que o procurador do Estado, Sergio Botto de Larceda, pode exercer a advocacia privada no Paraná. “A OAB esclarece que referido procurador (Sergio Botto de Larceda) não possui nos cadastros desta instituição anotação de impedimento para exercer a advocacia privada, envolvendo a impetração de habeas corpus para a garantia da liberdade, medida esta que não guarda qualquer vinculação com o mérito das acusações de desvio de recursos públicos e que, ademais, pode ser requerida por qualquer cidadão, conforme autoriza a Constituição Federal”, diz a nota. Leia a sua íntegra.
NOTA DE ESCLARECIMENTO
Em razão das notícias veiculadas pela imprensa a respeito da conduta do Advogado e Procurador do Estado Sérgio Botto de Lacerda na defesa de um cidadão preso pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Paraná, esclarece que referido Procurador não possui nos cadastros desta instituição anotação de impedimento para exercer a advocacia privada, envolvendo a impetração de habeas corpus para a garantia da liberdade, medida esta que não guarda qualquer vinculação com o mérito das acusações de desvio de recursos públicos e que, ademais, pode ser requerida por qualquer cidadão, conforme autoriza a Constituição Federal.
Curitiba, 02 de junho de 2015
A Diretoria
OAB-PR

Beto Richa diz que reajuste de 12% é ‘máximo possível’ e que ‘tudo tem um limite’


unnamed
O governador Beto Richa disse nesta terça-feira (2) que o Estado continua aberto ao diálogo para encontrar uma alternativa ao reajuste do funcionalismo público, mas reiterou que o Estado está no limite e que os 12% propostos são o máximo possível. “Já aprimoramos e avançamos nesta proposta diversas vezes, demonstrando a boa vontade do governo. Só que tudo tem um limite. Eu não posso exagerar num determinado setor e prejudicar todo o conjunto da sociedade paranaense”, disse em conversa com a imprensa no Palácio Iguaçu, em Curitiba.
Richa defendeu um aumento de 12% até janeiro, com 3,45% parcelado em três vezes e mais 8,5%, com base na inflação de 2015, em janeiro de 2016. Esse índice repõe a inflação pendente. “A proposta é muito boa para nossa realidade, para a realidade do Brasil. Um dos maiores reajustes proposto no País”, disse.
O governador reafirmou que o Paraná, como outros estados, enfrenta dificuldades consequentes da crise econômica nacional. “É um momento de austeridade, momento de diminuir gastos e despesas para não comprometer o funcionamento do Estado e acima de tudo o bem estar dos paranaenses”.
ACIMA DA MÉDIA – Richa disse que em quatro anos o governo aumentou em 60% os salários dos professores estaduais. “Temos respeito pelos professores, valorizamos esta categoria como nenhum governador anteriormente fez, mas agora precisamos da compreensão de todos”, afirmou.
“Além de ser o maior aumento na história da educação do Paraná, foi o maior aumento salarial do Brasil. A inflação foi de 26%, portanto um ganho real de quase 34% que deve ser considerado”, completou
Beto Richa defendeu que os impostos pagos pela precisam retornam também em obras e melhorias nas cidades. “Se conceder um reajuste superior estaria prejudicando as obras nos municípios e sendo irresponsável com o povo do Paraná. Se eu carregar apenas uma área, pode ter absoluta certeza, que vai faltar recursos para outras”, afirmou.
GREVE POLÍTICA – O governador questionou a motivação da greve e falou que é política para tirar o foco das denúncias de corrupção nacionais e projetos em votação em Brasília que tira direitos dos trabalhadores. “Todos os estados da oposição, coincidência ou não, estão em greve. É desvio do foco aos escândalos e denúncias no plano federal e não a dúvida disso”.
Richa fez um apelo aos professores que retornem imediatamente às aulas. “Portando eu faço um apelo para a volta às aulas o mais rápido possível, porque não é justo fazer isso com nossos alunos”, disse.
RESULTADO – Antes de conversar com imprensa, Richa reuniu 180 prefeitos de todas as regiões do Paraná e liberou R$ 120 milhões em obras urbanas e de saneamento, ações da saúde e compra de equipamentos rodoviários. “Os recursos já são resultados do ajuste fiscal. Fomos o primeiro estado a apresentar medidas de ajuste e agora temos visto os demais estados na mesma direção do Paraná. Nós já colhemos os resultados deste ajuste fiscal”, defendeu.
Richa ainda reforçou o perfil municipalista do governo paranaense e afirmou que todos os prefeitos, independente de partido ou ideologia, são tratados de forma igualitária pelo Estado. “Isso contribui para o estado e contribui acima de tudo para garantir qualidade de vida aos paranaenses e investimentos que garantem políticas públicas mais avançadas ao nosso povo”, disse.
O governador destacou que eventos com os prefeitos são constantes no Paraná. “O estado não vai ficar paralisado como querem nosso adversários. Não nos farão cruzar os braços, continuamos trabalhando cada vez mais com motivação, entusiasmo e compromisso com os paranaenses, produzindo resultados que a nossa população espera”.

Helicóptero com filho de Alckmin tinha controles desconectados, diz FAB


Segundo a FAB, destroços da aeronave não indicam causa da queda.
Acidente ocorreu em abril, na Grande São Paulo, e matou cinco pessoas.

Do G1, em Brasília
A Força Aérea Brasileira (FAB) informou nesta terça-feira (2) que dois componentes fundamentais para controle da aeronave estavam desconectados desde antes da decolagem do helicóptero PP-LLS, que caiu em abril na Grande São Paulo. O acidente matou Thomaz Rodrigues Alckmin, filho mais novo do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e mais quatro pessoas.
SP acidente helicóptero filho de Alckmin (Foto: Reprodução/TV Globo)Acidente com helicóptero matou o filho de Alckmin
e outras 4 pessoas (Foto: Reprodução/TV Globo)
No dia 2 de abril, o helicóptero caiu em Carapicuíba, na Grande São Paulo. Além do caçula de Alckmin, morreram o piloto Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, de 53 anos, e os mecânicos Paulo Henrique Moraes, de 42, Erick Martinho, de 36, e Leandro Souza, de 34.
Por meio de nota, a FAB informou que os "controles flexíveis" e as "alavancas", dois dos componentes apontados como "fundamentais" para o controle da aeronave durante o voo, estavam desconectados antes da decolagem.
Embora o texto da nota informe que os dispositivos estavam desconectados "antes da decolagem", a FAB esclareceu, em resposta a consulta do G1, que permaneceram desconectados durante o voo. A nota não informa o motivo da desconexão.
"Controles flexíveis (ball type) e alavancas (bellcranck) – dois componentes fundamentais para o piloto controlar a aeronave em voo – estavam desconectados antes da decolagem", diz a nota da FAB.
A nota causou estranheza para Rodrigo Duarte, piloto e conselheiro da Associação Brasileira de Pilotos de Helicópteros. “Imagine um carro saindo com a barra de direção solta. O que a nota diz é mais ou menos isso: que o helicóptero acionou já com essa cadeia de comandos desconectada e, estranhamente, ele saiu para o voo”, afirmou ao Jornal Nacional. “Ele voou por alguns minutos, ele chamou a torre de controle do Helicentro para pouso e só depois que veio a cair. Então não faz sentido que essa cadeia de comandos estivesse solta já antes da decolagem.”
Ricardo Chilelli, piloto particular, engenheiro aeronáutico e sócio proprietário de uma empresa de segurança no voo nos Estados Unidos, também estranhou o documento. “O que está sendo dito nesta nota é absurdo. Com essa peça solta, nenhum piloto sai do chão”, disse. “Na hora o piloto detecta, ela não responde aos seus comandos. Não tem controle da aeronave com isso solto.”
A Helipak, empresa responsável pela manutenção da aeronave, disse em nota que "causa estranheza que, mesmo antes da conclusão das investigações, a FAB faça afirmações sobre o acidente, o que não é comum nesse tipo de investigação sempre pautada pela cautela", e que "a FAB diz que os controles flexíveis e alavancas são fundamentais para controlar a aeronave em voo. Portanto, como afirmar que o helicóptero decolou e voou mesmo com esses componentes desconectados?" (leia a íntegra ao final desta reportagem)
Destroços
O exame dos destroços do acidente aponta que os danos nos demais componentes da aeronave foram consequências, e não causas, da queda, informou a FAB.
Além disso, o órgão declarou que as evidências, até o momento, apontam que o comandante pilotou o helicóptero em todas as fases do voo.
O voo do dia do acidente foi o primeiro daquele helicóptero após quase dois meses de intervenções previstas de manutenção, conforme a FAB. O órgão comunicou que a comissão que investiga o acidente estuda os documentos do helicóptero e os serviços realizados pelas empresas de manutenção.
Veja no vídeo abaixo imagens de câmeras de segurança com o momento da queda:
A nota da FAB informa que, "pelo fato de a investigação estar em andamento, ainda não é possível apontar conclusões acerca dos fatores contribuintes que desencadearam o acidente".
Além disso, de acordo com a FAB, os acidentes aeronáuticos não ocorrem por uma causa isolada, mas por uma série de fatores contribuintes encadeados.
Nota
Veja a íntegra da nota divulgada pela FAB:
CENIPA informa sobre as investigações do helicóptero PP-LLS
Quanto à investigação do acidente com o helicóptero de matrícula PP-LLS, ocorrido no dia 2 de abril, em Carapicuíba-SP, conduzida pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), este Centro de Comunicação Social (CECOMSAER) informa:
1- Segundo exame dos destroços, os danos encontrados nos motores, transmissão principal e de cauda, pás do rotor principal e de cauda e demais componentes da aeronave foram consequências e não causas da queda.
2- Controles flexíveis (ball type) e alavancas (bellcranck) – dois componentes fundamentais para o piloto controlar a aeronave em voo – estavam desconectados antes da decolagem.
3- A Comissão de Investigação estuda a documentação da aeronave e dos serviços realizados pelas empresas de manutenção.
4- O voo do dia 2 de abril foi o primeiro do PP-LLS após quase dois meses de intervenções previstas de manutenção.
5- Até o momento, as evidências apontam que o comandante estava pilotando a aeronave em todas as fases do voo.
6- Os investigadores analisam ainda os componentes eletrônicos da aeronave, com apoio dos representantes acreditados designados pelo BEA (Bureau d´Enquêtes et d´Analyses), órgão francês de investigação.
7- Pelo fato de a investigação estar em andamento, ainda não é possível apontar conclusões acerca dos fatores contribuintes que desencadearam o acidente.
8- É importante ressaltar que os acidentes aeronáuticos não ocorrem por uma causa isolada, mas por uma série de fatores contribuintes encadeados.
9- Por fim, o objetivo principal da investigação é identificar os fatores contribuintes que gerarão recomendações de segurança, completando assim o ciclo da prevenção de acidentes.
Brasília, 02 de junho de 2015.
Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica
LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA DA HELIPAK:
A respeito da nota emitida pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica sobre o acidente com a aeronave prefixo PP-LLS, ocorrido no dia 2 de abril de 2015, o Helipark esclarece que:

1 – Causa estranheza que, mesmo antes da conclusão das investigações, a FAB faça afirmações sobre o acidente, o que não é comum nesse tipo de investigação sempre pautada pela cautela.

2 – A própria nota da FAB diz que os controles flexíveis e alavancas são “fundamentais para controlar a aeronave em voo”. Portanto, como afirmar que o helicóptero decolou e voou mesmo com esses componentes desconectados?

3 – A aeronave realmente ficou cerca de dois meses parada aguardando reparos nas pás, serviço esse de responsabilidade da Helibras, que, aliás, até agora não foi sequer procurada pelas autoridades policiais que investigam o caso.

4 – É impossível afirmar que o comandante esteve pilotando a aeronave em todas as fases do voo.

5 – O que se sabe é que, de acordo com as regras de voo, Thomaz Alckmin não poderia estar dentro do helicóptero, principalmente sentado na posição do copiloto, com o duplo comando da aeronave instalado.
Queda helicóptero Thomaz Alckmin (Foto: Arte/G1)