Documentos de autoridades suíças confirmam contas no exterior de Rodrigo Bethlem


Material foi enviado para o Ministério Público do RJ. ÉPOCA denunciou as movimentações no exterior do ex-xerife do Rio

HUDSON CORRÊA
26/06/2015 - 22h07 - Atualizado 26/06/2015 22h34
No dia 21 de fevereiro de 2012, o então secretário de Assistência Social da prefeitura do Rio de Janeiro, Rodrigo Bethlem, desembarcou em Zurique, na Suíça, num voo da Swiss Air que decolara de Paris. Lá, aproveitou para fazer compras na Beyer Chronometrie, revendedora exclusiva de relógios Rolex. Também deu uma passadinha na loja da grife Hermès. Gastou US$ 7.800. Pagou com cartão de crédito. Deixou um rastro. O cartão estava vinculado à Scolette Group, uma offshore sediada no Panamá. O dinheiro da Scolette, por sua vez, estava depositado numa conta no Banco Vontobel, em Zurique. Documentos bancários, obtidos com exclusividade por ÉPOCA, mostram que Bethlem tinha poderes para movimentar essa conta, criada em janeiro de 2011. Entre os papéis apresentados para a abertura da conta está uma cópia do passaporte de Bethlem. Os extratos fazem parte de um inquérito do Ministério Público Estadual que investiga desvio e remessa de dinheiro público para fora do país.
PARCERIA Rodrigo Bethlem e o ex-sogro e presidente da Câmara de Vereadores do Rio, Jorge Felippe. R$ 2,1 milhões passaram por suas cinco contas na Suíça (Foto: Andre Coelho/Agência O Globo)
A apuração do Ministério Público teve início em julho de 2014, após ÉPOCA revelar o conteúdo de uma fita de áudio gravada pela empresária Vanessa Felippe, então mulher de Bethlem e filha do presidente da Câmara de Vereadores do Rio, Jorge Felippe, do PMDB. Nessa conversa, de novembro de 2011, o casal discutia o divórcio e o valor da pensão que Bethlem deveria pagar. Bethlem indicava que recebia, além do salário de R$ 18 mil líquidos como secretário, R$ 85 mil por mês desviados de um contrato de R$ 9,7 milhões, destinado ao cadastro de famílias de baixa renda. Disse ainda que mantinha uma conta na Suíça. Na ocasião, procurado por ÉPOCA, Bethlem afirmou que blefara ao falar com Vanessa e que a ex-mulher estava com problemas mentais. Garantiu quenunca viajara para a Suíça e que não tinha dinheiro no exterior. Mas Vanessa tinha um e-mail em que o marido citava os números de uma operação bancária na Suíça. ÉPOCA publicou o documento.
A partir do e-mail, a promotora de justiça Glaucia da Costa Santana começou a rastrear a conta. Conseguiu a quebra de sigilos bancário e fiscal de Bethlem na Suíça por meio de um acordo de cooperação. Os papéis enviados pelas autoridades suíças desmentem o ex-secretário de forma contundente. Ele não controla apenas uma, mas cinco contas na Suíça: quatro abertas por três offshore e uma em seu próprio nome. Por elas passaramUS$ 710 mil (R$ 2,1 milhões) entre fevereiro de 2011 e julho de 2014. Bethlem deixou a prefeitura em abril de 2014. Até fevereiro deste ano era deputado federal pelo PMDB. Desistiu de tentar a reeleição quando as suspeitas contra ele surgiram. Desde então, mantém um escritório político, mas se fechou para a imprensa.
Documentos enviados ao Brasil por autoridades suíças confirmam denúncia de ÉPOCA: o ex-deputado Rodrigo Bethlem tinha contas no exterior (Foto: reprodução)
Nos documentos enviados pelos suíços, há dados sobre uma conta chamada Tulipa. Os investigadores constataram que o titular da conta era Jorge Felippe, presidente da Câmara Municipal desde 2009. Felippe foi eleito vereador cinco vezes e é quem garante o apoio político do Legislativo ao prefeito Eduardo Paes, também do PMDB. Felippe era sogro de Bethlem quando a Tulipa foi aberta no Banco Vontobel, em março de 2011. O vereador recebeu US$ 154 mil, em 21 de abril de 2011, do JP Morgan Chase de Nova York. Duas semanas depois, a quantia foi transferida para a Scolette. Nos documentos da Scolette, Bethlem aparece como procurador. A Tulipa foi encerrada em dezembro de 2011 por falta de movimentação, mas ficou “carimbada” como um ramal do esquema investigado.
As contas que mais receberam dinheiro, num total de US$ 632.500, foram as duas mantidas pelas offshore Scolette Group e Romero Development, controladas por Bethlem. Os investigadores listaram oito depositantes nas contas dessas offshore. São pessoas residentes em San Diego, na Califórnia, em Nova York e na Arábia Saudita. Os promotores sabem seus nomes, mas não o que motivou as transações. Dois depósitos, no total de US$ 146 mil, foram feitos por Pedro Henrique Mayrink, que também movimentava as contas da Scolette. Por enquanto, a Promotoria de Justiça sabe apenas que Mayrink é primo do suíço-brasileiroBernardo Freiburghaus, procurado pela Interpol suspeito de intermediar pagamento de propinas da Odebrecht em contas na Suíça.
Uma terceira offshore, a Ranchester Estates, sediada nas Ilhas Virgens Britânicas, tinha duas contas movimentadas por Bethlem. Na mais recente, criada em maio de 2014, o gerente do BSI AG Bank escreve: “Rodrigo tem uma fortuna de US$ 3,35 milhões, além de uma academia de fitness avaliada em US$ 2 milhões”. Seu patrimônio seria, então, de R$ 16,5 milhões. À Justiça Eleitoral, ele informou, em 2014, ter patrimônio de R$ 440 mil. Na semana passada, os promotores pediram à Justiça que solicite mais informações ao governo da Suíça. Pediram também a penhora das contas de Bethlem e Felippe no Brasil e a quebra dos sigilos bancário e fiscal das offshore, de Mayrink e do vereador Jorge Felippe. O advogado Michel Asseff Filho afirmou que apresentará documentos à Justiça provando que Bethlem não é titular das contas na Suíça. Jorge Felippe disse que não pode comentar os documentos recebidos pelo Ministério Público porque os papéis estão em segredo de Justiça. “Posso assegurar que, em toda a minha existência, nunca tive um centavo no exterior”, disse o vereador.

‘Não denunciamos nem 25%’, diz procurador da República sobre a Operação Lava-Jato


Em entrevista ao Globo, Carlos Fernando Lima, Procurador da República, revelou que a Lava-Jato ainda tem fôlego para denunciar empresários e políticos. “Nós não denunciamos ainda nem 25% (dos investigados) do esquema envolvendo as diretorias básicas da Petrobras, de Serviços e Abastecimento. Ainda temos a parte das sondas, da área internacional do (Nestor) Cerveró e (Jorge Luiz) Zelada. Temos que fechar uma investigação na área de comunicações, que teve informações prestadas pela (ex-gerente) Venina Velosa. E temos a parte de investigação que resultou na prisão do (ex-deputado) André Vargas e do (publicitário) Ricardo Hoffmann, envolvendo a comunicação da Caixa e do Ministério da Saúde. E ainda a questão do cartel em Angra 3 e algo semelhante em Belo Monte.” disse o Procurador da República.

“O PT não engana mais ninguém”, diz Slaviero


unnamed
Artigo de Cláudio Slaviero
“Aliás, engana sim: engana cupinchas recolhidos em milhares de empregos na máquina pública ou sindicalistas que recebem gordos soldos para carregar sua bandeira vermelha e vestir suas camisetas com saudações a guerrilheiros; ou, ainda, filiados a esse partido que se divide em inúmeras tendências, mas se junta tentando manter a sede e o projeto de poder; ou, o que é pior de tudo, engana a milhões que sobrevivem graças às bolsas-misérias distribuídas especialmente nos grotões mais miseráveis deste país.
No auge daquela que talvez seja sua crise fatal em 35 anos de existência, os petistas reunidos em congresso em Salvador, depois de cinco anos sem encontro partidário, fizeram de conta, como sempre, que discutiram o Brasil, seus problemas e soluções, além das diferenças internas. Os 800 delegados, apesar de várias tendências, fizeram, como sempre, o beija-mão daquele que consideram o “salva-pátria”, o que assume o nome de sua tendência “O Partido que Muda o Brasil” sem ao menos passar óleo na cara.
O PT de bobo não tem nada: apesar de teses esquizofrênicas, absurdas para um país democrático, saiu pela tangente e os esquerdinhas mais radicais dançaram miudinho, como já acontecera quando Lula lançou a Carta aos brasileiros, sob inspiração de seu guru José Dirceu, para enganar o país durante os últimos 12 anos.
Rejeitado por manifestações em todo o país, com um governo sem rumo e com dirigentes acusados de corrupção, com desvios de dinheiro grosso e recebimento de propinas por gente graúda da legenda, os petistas professam bom comportamento para continuar enganando.
Lula vocifera bravatas, como sempre no acalanto de seus súditos, mas nada diz sobre seu encontro com Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela e membro mais poderoso do regime depois de Maduro. Em visita não oficial ao Brasil, Cabello, considerado um dos maiores barões da cocaína do mundo, ligado ao Cartel dos Sóis, que comanda 90% da exportação da cocaína produzida pelas Farc, foi gentilmente recebido por Lula por duas vezes, e por Dilma no Planalto.
Se fosse honesto, Lula poderia reconhecer que a Venezuela, ícone dos petistas, é hoje o país com a inflação mais alta do mundo e com a segunda taxa mais alta de homicídios do mundo, superado apenas por Honduras. E mantém 70 políticos contrários a Maduro como prisioneiros em suas cadeias. Este é o modelo de país para o qual o PT se prepara desde que nasceu e cuja tese principal, preparada para ser discutida em Salvador, era “Um partido para tempos de guerra”.
Lula, o principal falastrão da legenda, continua no ataque, referindo-se à imprensa: “Parece que as pessoas não querem mais ler as mentiras que eles publicam”. Como sempre, engana seus súditos, inclusive o presidente do partido, Rui Falcão, que posa de bom moço para a mesma imprensa acusada pelo enganador-mor.
O Brasil, para os petistas, é secundário, sempre foi secundário. O objetivo final deste partido é acabar com a democracia que lhes deu espaço. Isso eles não conseguem mais disfarçar. Seu projeto de poder é o do uso da democracia para destruí-la, para consolidar um governo demagógico, respaldado em sindicalistas, CUT, MST, UNE e outros grupelhos fanáticos, com um discurso farsante, mentiroso, que esconde suas verdadeiras intenções, dentro e fora dos poderes, espelhando-se em modelos odientos, criminosos, desagregadores, corruptos, desrespeitadores e ultrapassados, que já faliram uma boa parte dos países do mundo.
E, como perguntar não ofende, quando irão abrir a caixa-preta de Itaipu?”
*Cláudio Slaviero, empresário, é ex-presidente da Associação Comercial do Paraná e autor do livro “A vergonha nossa de cada dia”.

Em Foz do Iguaçu, Richa vistoria obra de viaduto


richa viaduto - foz
O governador Beto Richa acompanhou nesta sexta-feira (26) o andamento da construção do viaduto na BR-277 com a Avenida Paraná, uma das principais vias urbanas de Foz do Iguaçu. A obra está em 75% concluída, já em fase final de serviços de terraplanagem e drenagem. Em breve, as equipes começarão a colocar a base do pavimento das pistas das alças de acesso e também da rua debaixo do viaduto.
A previsão é que esteja concluído até agosto. “Agora, temos a retomada com força total desta obra, uma antiga reivindicação da população e que se torna realidade”, afirmou Richa. “É importante lembrar que a construção do viaduto era uma obrigação da prefeitura, que o estado assumiu porque entendeu a urgência. A população não aguentava mais os transtornos diários causados pelo grande fluxo de veículos”, disse.
O viaduto integra um pacote de obras de infraestrutura rodoviária em várias regiões. Richa lembrou que, no momento, existem dez frentes de trabalho ao longo do Anel de Integração. São 396 quilômetros de rodovias, com obras de duplicação, terceiras faixas, viadutos e trincheiras. “Com a conclusão do ajuste fiscal do Estado, as obras de infraestrutura conduzidas pelo governo serão retomadas, gradativamente, em todo o Estado. Estamos prontos para seguir em frente”, disse Richa.
O governador ressaltou o diálogo do estado com as concessionárias para a realização de importantes projetos de infraestrutura rodoviária. “O grande volume de obras em andamento é um exemplo de que com diálogo é possível alcançar bons resultados”, afirmou.
Ele citou como exemplos as duplicações entre Campo Mourão e Floresta, no Noroeste do Estado (53 km); Jandaia-Apucarana, no Norte (11 km); Ponta Grossa-Apucarana, nos Campos Gerais (220 km); Piraí do Sul-Jaguariaíva, nos Campos Geraios, e Matelândia-Ramilândia, no Oeste (5 km).

Plantio de 20 mudas de Araucária é realizado em Colombo


WEBMASTER 25 DE JUNHO DE 2015

Ação foi feita em comemoração ao Dia Nacional da Araucária com o objetivo de preservar a árvore símbolo do Paraná que está em risco de extinção

Foram plantadas cerca de 20 mudas de Araucária com o objetivo de preservar a árvore símbolo do Estado
Foram plantadas cerca de 20 mudas de Araucária com o objetivo de preservar a árvore símbolo do Estado
Nesta quarta-feira, 24 de junho foi comemorado o Dia Nacional da Araucária, e para chamar a atenção sobre a preservação da árvore símbolo do Paraná, que está em risco de extinção, a secretaria do Meio Ambiente realizou o plantio de mais de 20 mudas da espécie. Na ocasião, foram convidados os funcionários das secretarias de Meio Ambiente e da Agricultura e Abastecimento para participarem do plantio no Parque Municipal da Uva.
O secretário de Meio Ambiente, Evandro Busato estava presente e participou do plantio das mudas, e ressaltou a importância da iniciativa, que deverá se tornar uma rotina. “Estamos substituindo a vegetação invasora por vegetação nativa, o Pinheiro do Paraná é uma árvore símbolo e, por isso, vamos iniciar o plantio por essa árvore. Porém, também estamos substituindo essa vegetação exótica por arvores frutíferas”. Vale lembrar que por ser uma arvore que esta na lista de espécies ameaçadas de extinção, O Pinheiro do Paraná é protegido por lei, dessa forma cortar ou impedir o seu crescimento é considerado crime ambiental.
O secretário Evandro Busato participou da ação no bosque do Parque Municipal da Uva
O secretário Evandro Busato participou da ação no bosque do Parque Municipal da Uva
Para a bióloga responsável pela ação, Fabiane Silva Beltramim o plantio das mudas contribuirão para o equilíbrio da Mata da Araucária “A Araucária é uma árvore pioneira, sem ela perde-se as características da mata. Por isso, a importância do plantio. Dessa maneira, vamos contribuir para manter o equilíbrio da floresta” explica.
O Bosque do Parque Municipal da Uva possui uma área de mata preservada, o que foi positivo para a ação, “A área é favorável e ainda temos uma boa extensão de Mata Atlântica intacta, sem a interferência de algum tipo de construção próxima, e também possuímos um bom espaço para essas mudas se desenvolverem” enfatiza a bióloga.
O processo de substituição também será realizado no novo parque do município, localizado na antiga Associação Banestado. O nome do parque está em processo de votação nas redes sociais da Prefeitura de Colombo, até o dia 17 de julho.
As mudas de Araucária também serão plantadas no novo parque do município. As sugestões de nome do parque poderão ser feitas pelas redes sociais, até o dia 17 de julho
As mudas de Araucária também serão plantadas no novo parque do município. As sugestões de nome do parque poderão ser feitas pelas redes sociais, até o dia 17 de julho
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: Márcio Fausto / PMC

Projeto Incubadora Paraná Criativo será desenvolvido em Colombo


WEBMASTER 26 DE JUNHO DE 2015

Termo de cooperação técnica é uma parceria entre a Prefeitura Municipal e a Secretaria de Estado da Cultura

Beti Pavin acompanhada da diretora de Cultura, Rita Straioto assina o termo de cooperação técnica do Projeto Incubadora Paraná Criativo
Beti Pavin acompanhada da diretora de Cultura, Rita Straioto assina o termo de cooperação técnica do Projeto Incubadora Paraná Criativo
A Prefeita Beti Pavin assinou neste dia 25, o termo de cooperação técnica visando a realização do Projeto Incubadora Paraná Criativo que tem por objetivo disciplinar as ações para viabilização de atividades de economia criativa no município. “Esta ação é mais uma iniciativa de incentivo para os que têm algum trabalho e queiram prosperar e desenvolver a sua ideia”, disse Beti Pavin.
Para o início da implementação desta ação, que é uma parceria entre a Prefeitura Municipal e a Secretaria de Estado da Cultura, serão realizadas oficinas e palestras sobre economia criativa entre os meses de julho a setembro com a meta de promover a capacitação de produtores, gestores, artistas e demais profissionais criativos. Por meio da Incubadora, essas atividades serão intensificadas.
Selecionado entre os 10 municípios do Paraná que recebem o Projeto, Colombo irá oferecer para o início desta ação, 30 vagas para pessoas que já tem uma ideia, porém que não sabem como montar ou desenvolver este conceito. “Tem muita gente com boas ações e que precisam de um suporte para sair da informalidade tornando seu produto mais conhecido”, comenta a diretora do departamento de Cultura, Rita Straioto.
Empreendedorismo
Os cursos e palestras de formação irão abordar o empreendedorismo criativo, ensinar sobre finanças, novas formas de financiamento, técnicas de apresentação de projeto para investidores e liderança. Serão aproximadamente 30 vagas por curso em cada uma das 10 cidades selecionadas para receber o projeto: Curitiba, Colombo, Guarapuava, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Pato Branco, Ponta Grossa, Telêmaco Borba e Toledo. Já as palestras devem ser abertas para toda a comunidade.
Incubadora
A Incubadora Paraná Criativo será um espaço público de fomento ao desenvolvimento sustentável a partir da Economia Criativa. Fruto de um convênio entre o Ministério da Cultura – MinC e a Secretaria de Estado da Cultura, a incubadora faz parte da Rede Brasil Criativo coordenada pelo MinC e está alinhada ao Programa de Economia Criativa do Paraná.
A incubadora irá funcionar no espaço que abrigava a Casa João Turin, na Rua Mateus Leme, em Curitiba, que passará por reforma para adequação ao projeto. O espaço será dedicado ao apoio de empreendimentos criativos, vai sediar eventos, oferecer cursos de formação e consultorias e funcionará também como primeiro espaço público de Coworking na área de economia criativa no Estado. As atividades desenvolvidas na sede da incubadora também serão realizadas em diversos municípios do Estado, com o propósito de expandir o atendimento aos profissionais e empreendedores criativos de todo o Paraná.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/PMC

Sargento cai de rapel de helicóptero durante operação policial no Ceará


Helicóptero do Ciopaer realizava operação no Bairro Capuan.
Sargento teve fratura nas pernas e foi levado para o IJF, diz SSPDS.

Do G1 CE
Um sargento do Corpo de Bombeiros levou uma queda enquanto descia de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) na tarde desta sexta-feira (26) em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. Uma moradora, que não quis se identificar, registrou o momento do acidente.(veja vídeo)
saiba mais

Segundo a Secretaria de Segurança e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE), o sargento participava de uma operação policial no Bairro Capuan quando desceu pelo rapel do helicóptero, e não teve controle da velocidade da descida.
Ainda de acordo com a SSPDS, o sargento teve fratura nas pernas e foi levado para o hospital Instituto Dr. José Frota, em Fortaleza. A secretaria não soube dar detalhes da ocorrência que o sargento participava e as causas do acidente.
Já de acordo com a Polícia Militar, o sargento está descendo em uma velocidade acima do ideal, mas não sabe informar ainda as causas do descontrole da descida.

Mulheres que morreram em acidente voltavam de velório em MG, diz polícia


Testemunhas disseram que elas voltavam de enterro do pai da motorista.
Carro em que elas estavam atravessou a pista e foi atingido por caminhão.

Do G1 Sul de Minas
As duas mulheres que morreram em um acidente nesta sexta-feira (26) na BR-459, entre Pouso Alegre (MG) e Cachoeira de Minas (MG), voltavam de um velório de um parente. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, testemunhas disseram que elas voltavam do velório do pai de Sirlene de Carvalho e Silva, de 49 anos, que dirigia o veículo. A mãe dela, Narcy Borges de Carvalho e Silva, de 70 anos, que era a viúva, também morreu no acidente.
Segundo a polícia, o carro em que elas estavam atravessou a pista e foi atingido por um caminhão com placas de São Sebastião da Bela Vista (MG), que seguia para Santa Rita do Sapucaí (MG). O motorista não ficou ferido. O carro das vítimas, com placas de Atibaia (SP), chegou a ser arrastado pela rodovia.
O trânsito precisou ser interditado pela Polícia Rodoviária Estadual por mais de duas horas e foi liberado aos poucos. O óleo do caminhão ficou espalhado na pista e foi coberto com serragem.
A polícia não informou onde as mulheres moravam. Os corpos foram levados para o IML de Pouso Alegre.
  •  
Acidente, Cachoeira de Minas, Pouso Alegre, BR-459 (Foto: Luciano Lopes)Mulher de 70 anos e a filha de 49 morreram em acidente na BR-459 (Foto: Luciano Lopes)

'A investigação não nos interessa', diz mãe de namorada de Cristiano Araújo


Ao EGO, Miriam Moraes disse que a família está focada nas orações pela filha, Allana Moraes, e que não tem visto nem as notícias sobre o acidente.

Thaís Sant'Annado EGO, em São Paulo
Allana Moraes (Foto: Reprodução / Facebook)Allana Moraes (Foto: Reprodução / Facebook)
EGO NAS REDES SOCIAIS


SAIBA MAIS


Miriam Moraes, mãe de Allana Moraes, namorada de Cristiano Araújo, conversou com o EGO na tarde desta sexta-feira, 26. Dois dias após perder a filha em um acidente de carro com o namorado em Goiás, Miriam afirmou que não está acompanhando as investigações do caso.

Mais cedo nesta sexta, a Polícia Civil afirmou que Ronaldo Miranda Ribeiro,  motorista que conduzia o carro de Cristiano Araújo; e o empresário do cantor, Vitor Leonardo - que estava no banco do carona-, serão convocados a prestar depoimento. "Não estamos acompanhando as investigações, não temos interesse. Acreditamos que tenha sido um acidente", declarou Miriam.
A família de Allana, segundo Miriam, está evitando ver as notícias sobre o assunto. "Olha, nem televisão estou ligando. Não entrei no meu celular, nunca fui muito ligada nisso e agora ainda mais", contou.
  •  
As pessoas deveriam parar de procurar detalhes e bobagens que não vão levar a lugar algum."
Miriam
Miriam também comentou também as imagens que vazaram de Cristiano Araújo sendo preparado para o enterro. Ela disse que, como não está vendo o celular, não sabe se recebeu as imagens, mas que sabe que elas chegaram a celulares de conhecidos. "Deletaram na hora, claro. Isso é um absurdo", disse.
A mãe de Allana falou que agora o foco é a missa de sétimo dia. "Essa é a parte principal. É nisso que estamos pensando. As pessoas deveriam parar de procurar detalhes e bobagens que não vão levar a lugar algum", desabafou Miriam. "Nossa família está orando muito, toda aqui, unida nas orações e na fé em Deus", completou.
Entenda o caso
O carro em que Cristiano Araújo viajava após se apresentar em Itumbiara, a 200km de Goiânia, capotou na BR-153, entre as cidades de Goiatuba e Morrinhos, em Goiás. Ele chegou a ser hospitalizado em estado grave. Sua namorada, Allana de Moraes, de 19 anos, morreu no local. O segurança Ronaldo Ribeiro, que dirigia o veículo, e o empresário doSertanejo, Victor Leonardo, tiveram apenas ferimentos leves.
Cristiano foi enterrado no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia, na quinta-feira, 25. Após cortejo que reuniu muitos fãs e curiosos pelas ruas da cidade, o corpo do sertanejo chegou ao local às 11h20, sob gritos e palmas. O enterro do cantor sertanejo aconteceu pouco antes das 12h.
Allana foi sepultada em um túmulo próximo do cantor, pouco tempo antes. A família, que estava muito emocionada, pediu privacidade à imprensa, que não registrou o momento em que o caixão foi colocado no túmulo.
Enterro de Allana Moraes (Foto: EGO)Enterro de Allana Moraes (Foto: EGO)
  •  
Enterro de Allana Moraes (Foto: Ruber Couto / EGO)Enterro de Allana Moraes (Foto: Ruber Couto / EGO)

Atentados terroristas em três países matam dezenas de pessoas


Uma pessoa morreu na França, 37 na Tunísia e 25 no Kuwait.
Estado Islâmico assumiu a autoria das ações na Tunísia e no Kuwait.

Do G1, em São Paulo
Atentados terroristas realizados em três países de três continentes diferentes deixaram dezenas de mortos nesta sexta-feira (26). França, Tunísia e Kuwait foram alvos de terroristas, sendo que na Tunísia e no Kuwait os ataques foram reivindicados pelo grupo Estado Islâmico.(veja aqui vários vídeos)
saiba mais

Na França, pelo menos uma pessoa invadiu de carro uma usina de gás em uma área industrial perto de Lyon, causando uma explosão. Duas pessoas ficaram feridas, e um corpo decapitado foi encontrado no local. Três pessoas suspeitas de envolvimento foram presas.
Na Tunísiapelo menos 37 pessoas morreram no ataque a um hotel na cidade de Sousse. Tiros foram ouvidos no local, e o atirador teria morrido. Cinco das vítimas eram britânicas. O ataque foi reivindicado pelo Estado Islâmico.
No Kuwaitpelo menos 25 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas após uma explosão em uma mesquita xiita durante as orações de sexta-feira. O ataque foi reivindicado pelo Estado Islâmico.
Segundo o Departamento de Estado dos Estados Unidos, não há nenhuma evidência de que os ataques terroristas foram coordenados. No entanto, eles vieram poucos dias depois de o EI pedir que ataques fossem realizados por seus militantes durante o período de Ramadã.
Veja a seguir como foram os ataques.
FRANÇA
O atentado na França foi classificado como terrorista pelo presidente francês, François Hollande. "É de natureza terrorista, já que foi encontrado um cadáver decapitado com inscrições" no local do crime. "A intenção era, sem dúvida, causar uma explosão. Foi um ataque terrorista", declarou Hollande, que aumentou o alerta de segurança no local do ataque para o mais alto existente.
Investigadores e policiais trabalham em uma usina de gás onde pelo menos duas pessoas ficaram feridas após um atentado em Saint-Quentin-Fallavier, na França. A cabeça de um homem decapitado, com inscrições em árabe, foi encontrada próxima ao local (Foto: Emmanuel Foudrot/Reuters)Investigadores e policiais trabalham em uma usina de gás onde pelo menos duas pessoas ficaram feridas após um atentado em Saint-Quentin-Fallavier, na França. A cabeça de um homem decapitado, com inscrições em árabe, foi encontrada próxima ao local (Foto: Emmanuel Foudrot/Reuters)
Arte ataque frança - vale este (Foto: Arte/G1)
O presidente explicou que o ataque foi lançado por meio de "um veículo conduzido por uma pessoa, talvez acompanhada de outra, e que a grande velocidade, e com cilindros de gás, se lançou sobre este centro, considerado sensível". "Não há dúvidas quanto à intenção, que é provocar uma explosão", acrescentou.
Três pessoas foram detidas – entre elas o principal suspeito do crime, identificado como Yassim Salhi, de 35 anos e original de Saint-Priest, na periferia de Lyon, segundo o governo francês.
De acordo com o Ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, o preso foi acompanhado pelas autoridades entre 2006 e 2008 por supostas atividades radicais, mas a partir desta data deixou de ser visto como uma ameaça. Nesse tempo, o suspeito teve vínculo com movimentos salafistas (grupos ultraconservadores), mas "não foi identificado que participasse de atividades de caráter terrorista", disse.
Vista geral da usina de gás da Air Products em Saint-Quentin-Fallavier, perto de Lyon, na França, onde pelo menos duas pessoas ficaram feridas após um atentado. A cabeça de um homem decapitado, com inscrições em árabe, foi encontrada próxima ao local (Foto: Jean-Philippe Ksiazek/AFP)Vista geral da usina de gás da Air Products em Saint-Quentin-Fallavier, perto de Lyon, na França, onde pelo menos duas pessoas ficaram feridas após um atentado (Foto: Jean-Philippe Ksiazek/AFP)
Uma segunda pessoa foi detida horas depois. "Um veículo foi visto dando voltas suspeitas nos arredores do complexo, o número da placa foi investigado e seu proprietário identificado. Ele foi detido na localidade de Saint-Quentin-Fallavier", afirmou uma fonte ligada ao caso.
A esposa do suposto autor do ataque foi a terceira pessoa detida, segundo uma fonte judicial.
O homem decapitado no ataque à fábrica de gás seria o empregador do suposto autor do atentado, de acordo com uma fonte próxima ao caso.
O veículo com o qual o suposto terrorista atacou a fábrica era autorizado para entrar na empresa, por isso, não levantou suspeitas, informou o prefeito de Isère, Jean-Paul Bonnetain.
Em declarações a um grupo de jornalistas, o prefeito explicou que o veículo "não precisou entrar de surpresa" na fábrica, já que contava com a permissão necessária para fazê-lo nesta instalação classificada de "baixo risco industrial".
Fora da usina atacada foi encontrada uma bandeira com inscrições em árabe, disseram as autoridades. Elas ainda são analisadas.

Ataque tunísia - arte (Foto: Arte/G1)
TUNÍSIA
Na Tunísia, o ataque ocorreu em um hotel em Sousse. Uma fonte de segurança disse que o corpo do atirador, armado com um fuzil Kalashnikov, estava no local onde a polícia o matou.

Segundo o grupo SITE Intel Group, que monitora a ação do Estado Islâmico na internet,o grupo jihadista assumiu a autoria do ataque e identificou o atirador como Abu Yahya al-Qayrawani.

Segundo o Ministério da Saúde, ao menos 37 pessoas morreram – a maioria turistas. A polícia restringiu o acesso ao hotel Imperial Marhaba. Ao menos seis pessoas ficaram feridas. Inicialmente foram reportadas 28 mortes.
Abu Yahya al-Qayrawani, o atirador que promoveu o atentado em um hotel na Tunísia, segundo o Estado Islâmico (Foto: Reprodução/ Twitter/ SITE Intel Group)Abu Yahya al-Qayrawani, o atirador que promoveu o atentado em um hotel na Tunísia, segundo o Estado Islâmico (Foto: Reprodução/ Twitter/ SITE Intel Group)
Os hóspedes eram em sua maioria britânicos e da Europa central, indicou o estabelecimento sem precisar a nacionalidade das vítimas.
No momento do ataque "havia 565 clientes no hotel. Os clientes são majoritariamente do Reino Unido e da Europa central", indicou o grupo em um comunicado. Segundo uma autoridade tunisiana, uma irlandesa também estaria entre os mortos.

O Ministro das Relações Exteriores britânico, Philip Hammond, afirmou que pelo menos cinco britânicos estavam entre os 37 mortos. "Podemos confirmar que pelo menos cinco britânicos foram mortos nesse incidente, mas devo avisar que devemos esperar mais relatos de fatalidades", afirmou. Inicialmente foram reportadas 28 mortes.
Sousse é um dos mais conhecidos balneários do norte da África, atraindo turistas da Europa e de países vizinhos. A Tunísia tem estado sob forte alerta de segurança desde março, quando militantes em aliança com o grupo Estado Islâmico atacaram o museu do Bardo, em Tunis, matando um grupo de 20 turistas estrangeiros em um dos piores ataques do tipo no país africano.
  •  
Corpos de turistas mortos a tiros por um atirador perto de um hotel à beira-mar em Sousse, na Tunísia. Pelo menos 27 pessoas, incluindo turistas estrangeiros, morreram quando pelo menos um atirador abriu fogo no local (Foto: Amine Ben Aziza/Reuters)Corpos de turistas mortos a tiros por um atirador perto de um hotel à beira-mar em Sousse, na Tunísia (Foto: Amine Ben Aziza/Reuters)
Corpo de turista é coberto após ataquem em praia de Sousse, na Tunísia, nesta sexta (26) (Foto: Amine Ben Aziza/Reuters)Corpo de turista é coberto após ataquem em praia de Sousse, na Tunísia, nesta sexta (26) (Foto: Amine Ben Aziza/Reuters)

KUWAIT
O ataque no Kuwait foi direcionado a uma mesquita xiita, no momento da tradicional oração das sextas-feiras, que atrai muitos fiéis. A explosão aconteceu na mesquita de Al Imam al Sadeq da cidade de Kuwait.
O grupo jihadista sunita Estado Islâmico reivindicou este atentado, assim como outros que já ocorreram em mesquitas xiitas na Arábia Saudita e no Iêmen.
No final de maio, o emir do Kuwait pediu aos países muçulmanos que intensifiquem a luta contra o extremismo, durante uma conferência pan-islâmica dedicada a coordenar os esforços contra os grupos jihadistas.
Explosão em mesquita xiita Al-Imam al-Sadeq deixou dezenas de mortos. Estado Islâmico reivindicou autoria do ataque (Foto: AP)Explosão em mesquita xiita Al-Imam al-Sadeq deixou dezenas de mortos. Estado Islâmico reivindicou autoria do ataque (Foto: AP)
mesquita kuwait (Foto: Amine Ben Aziza/Reuters)Mesquita no Kuwait atacada nesta sexta (26)  (Foto: Amine Ben Aziza/Reuters)
Repercussão
Em nota, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil disse que o governo brasileiro “deplora o incremento dos atentados terroristas que continuam a ceifar vidas inocentes em diferentes partes do mundo”.
“Trata-se de atos criminosos, perpetrados por extremistas em nome de ideias incompatíveis com as regras mais elementares de convívio e respeito aos direitos humanos. A intolerância religiosa e o recurso à violência indiscriminada, praticados sob qualquer pretexto, merecem o mais veemente repúdio da sociedade e do Governo brasileiro.”

A Casa Branca e a ONU também condenaram os ataques na França, Tunísia e Kuwait.
Os Estados Unidos expressaram sua solidariedade e sua vontade de "combater o flagelo do terrorismo". "Nossos pensamentos e orações estão com as vítimas desses ataques atrozes, seus entes queridos e as pessoas desses três países", afirma um comunicado.
Já o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, classificou de "terroristas" e "espantosos" os ataques e exigiu que seus responsáveis sejam julgados.
Segundo o porta-voz, Ban condenou "nos termos mais firmes os ataques terroristas na Tunísia, Kuwait e França". "Os responsáveis por esses atos de violência espantosos devem ser rapidamente levados ante a justiça", acrescentou.
Após os ataques, o ministro italiano do Interior Angelino Alfano anunciou que o governo decidiu elevar o alerta antiterrorista. "Não podemos deixar nos condicionar pelo medo", afirmou o ministro, depois de enfatizar que "os desafios são vencidos apenas se o medo não se espalhar".
Com a medida, a vigilância das infraestruturas e monumentos e as unidades dedicadas à segurança será intensificada.