O plano de Marcelo Odebrecht para revelar suas doações a políticos

Marcelo Odebrecht da construtora Odebrecht é encaminhado para o IML de Curitiba (PR), na manhã deste sábado (20)
Marcelo Odebrecht, presidente da Odebrecht SA(Cassiano Rosário/Futura Press/Folhapress)
Poucos meses antes de ser preso, o executivo Marcelo Odebrecht cogitou colocar em prática uma estratégia para esclarecer a participação da empresa nas doações de campanha - as oficiais, pelo menos. Marcelo encomendou a criação de um portal em que a empreiteira revelaria quanto doou para cada candidato (deputados, senadores, governadores e presidente) nas últimas eleições. As doações seriam discriminadas entre candidatos e diretórios de partidos. O centro da estratégia era desviar parte do foco da Lava Jato para o núcleo político, num momento em que lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já havia perdido destaque na imprensa. Em segundo plano, a ideia era mostrar quanto dinheiro proveniente dos cofres da empresa pingou na conta de candidatos que batiam no peito ao dizer que não aceitavam doações de empreiteiras. Indícios dessa movimentação vieram à tona no início desta semana, nas anotações de Marcelo apreendidas pela Polícia Federal, em que o empresário deu ordens, não explicadas, para "vazar doação campanha". Em outro trecho, pede que sua equipe produza um relatório com todas as doações eleitorais da Odebrecht desde 2006, e quem as definia - o objetivo, escreveu, era se antecipar e mostrar que os funcionários da empresa que se relacionavam com a Petrobras não tinham relação com as doações a políticos. Com a prisão do executivo, tudo indica, os trabalhos do portal foram paralisados. (Ana Clara Costa, de São Paulo)

Vocabulário Odebrecht: termo “feira” é sinônimo de dinheiro para campanha


A suspeita é da Polícia Federal, que encontrou citações ao termo em anotações de Marcelo Odebrecht

MURILO RAMOS
21/07/2015 - 18h41 - Atualizado 21/07/2015 18h45
Assine já!
João Vaccari Neto presta depoimento na CPI da Petrobras (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Nas anotações apreendidas pela Polícia Federal nos telefones de Marcelo Odebrecht, a palavra “feira” é recorrente. Os investigadores suspeitam que “feira” é sinônimo de dinheiro para políticos. Uma das vezes em que o termo foi utilizado ocorreu em janeiro de 2013: "era amigo e orientado por eles pagou-se Feira de cta que eles mandaram", afirmou Odebrecht. Naquela ocasião, Odebrecht vincula o número 40 a "Vaca". De acordo com a polícia, “Vaca” é João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT que está preso em Curitiba. A propósito, Vaccari é o rei dos apelidos. Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras, o apelidou de "Moch", abreviatura de mochila. Vaccari, segundo delatores, utilizava a tal mochila para recolher dinheiro. 

Com rejeição alta, PT pode eleger apenas um vereador em Curitiba


vereadores- -
do Fernando Tupan:
Especialistas ligados a um importante instituto de pesquisas fizeram cálculos alarmantes para o PT de Curitiba. Tomando como base o resultado da eleição de 2012, quando os candidatos a vereadores de Curitiba pelo PT somaram apenas 56 mil votos, o PT corre o risco de eleger apenas um vereador na próxima eleição.
O cálculo foi feito com base o altíssimo índice de rejeição do partido, que projeta que esta votação deverá cair muito. Também considera o fato que muitos dos candidatos da ultima eleição não pretendem concorrer para serem apenas figurantes e nenhum partido até o presente momento se mostrou animado em se coligar com o PT.
E como o quociente eleitoral para eleger um vereador é de aproximadamente 30 mil votos, os especialistas, cravam que o partido deve eleger apenas um vereador. Hoje o PT têm 3 vereadores: Pedro Paulo, Professora Josete e Jonny Stica.

Lewandowski proibe Moro de julgar Eduardo Cunha


É isso, moçada. O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, proibiu hoje o juiz Sérgio Moro de julgar ação que envolve o deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara, antes de enviar explicações e justificativas. O processo que envolve o presidente da Camara é aquele em que o empreiteiro Julio Camargo afirma que Eduardo Cunha pediu propina. Lewandowski recebeu ontem Eduardo Cunha, que acusou Moro de ferir a Constituição por tentar investigar um deputado federal. Moro, agora, tem 10 dias para se explicar a Lewandowski.

Polícia identifica grupos de WhatsApp criados para monitorar ação de viaturas no Paraná


Integrantes dos grupos trocavam informações sobre as viaturas policiais da região
Integrantes dos grupos trocavam informações sobre as viaturas policiais da região Foto: Reprodução / Polícia Militar do Paraná
Breno Boechat

A Polícia Militar do Paraná identificou a existência de dois grupos de WhatsApp, com mais de 100 integrantes, criados com o objetivo de monitorar a ação de viaturas policiais na cidade de Coronel Vivida, na Região Sudoeste do Estado, e de outros municípios vizinhos. Nos grupos, que tinham os nomes de “Transito Sudoeste” e “Trânsito Sudoeste 2”, as pessoas informavam, de maneira colaborativa, por onde andavam os carros das policias que patrulhavam a região, com o objetivo de escapar de possíveis operações.
A existência dos grupos foi identificada depois que, durante um patrulhamento de rotina, policiais militares apreenderam um menor com drogas. Durante averiguação, os agentes encontraram os grupos na conta de WhatsApp do adolescente. As informações foram passadas à Polícia Civil, que abriu inquérito para investigar a criação e o funcionamento do grupo, para identificar possíveis relações de crimes ocorridos na região com a existência da comunidade virtual.
Eram mais de 100 integrantes nos dois grupos
Eram mais de 100 integrantes nos dois grupos Foto: Reprodução / Polícia Militar do Paraná
A rede funcionava de forma colaborativa entre os integrantes
A rede funcionava de forma colaborativa entre os integrantes Foto: Reprodução / Polícia Militar do Paraná
Segundo a Polícia Militar, nos dois grupos, o tom das conversas é sempre informativo. Enquanto alguns integrantes perguntavam, por exemplo, qual era o melhor caminho para chegar a determinado lugar sem cruzar com qualquer carro de polícia, outros membros divulgavam o local e a hora em que viaturas foram vistas por eles. As informações não se restringiam a carros da PM. Era frequente também a troca de informações sobre veículos das polícias Civil, Federal e Rodoviária e da Guarda Municipal que atuavam pela região, que abrange, além de Coronel Vivida, cidades como Pato Branco, Honório Serpa e Mangueirinha.
De acordo com a Polícia Civil, as investigações ainda estão em fase inicial e integrantes dos grupos — que desde a abordagem foram desativados — estão sendo identificados e devem ser chamados para prestar esclarecimentos.
Grupos pararam de funcionar após a abordagem policial


Jurado do ‘Masterchef’, Fogaça diz que cozinharia arroz, feijão, bife e ovo para filha


Fogaça, jurado do “MasterChef”, e sua filha Olívia
Fogaça, jurado do “MasterChef”, e sua filha Olívia Foto: reprodução / Facebook
Camila Elias

Por trás da fama de mau no “Masterchef”, da Band, Henrique Fogaça tem provado a cada programa que seu coração é bom. No último programa, ele emocionou o público ao contar o drama de sua filha, Olívia, de 8 anos, que se alimenta por sonda. A reação dos espectadores impressionou o chef de cozinha, de 41 anos.
— Eu fiquei comovido com o apoio das pessoas. Fiquei surpreso pela forma com que eles sesensibilizaram. Muitos pais também têm filhos especiais e se identificaram. Como o programa é gravado antes, eu já não lembrava dessa passagem e também me surpreendi — afirma Fogaça.
Pai também de João, de 6 anos, o jurado do reality diz que adoraria satisfazer a filha com suas habilidades de forno e fogão.
— O prato que eu queria preparar para Olívia seria o básico arroz, feijão, bife e ovo. É uma comida simples, gostosa e caseira. Eu gosto de cozinhar esses pratos.
Fogaça descobriu seu talento na cozinha por necessidade. Começou a fazer Arquitetura e trancou o curso. Depois, fez Administração e também trancou. Quando chegou a São Paulo, aos 23 anos, o piracicabano arregaçou as mangas.
— Sempre gostei de comer bem. Quando fui para a capital, percebi que para comer bem eu teria que aprender a cozinhar. Minha avó me dava várias dicas de culinária e, por isso, fui atrás de um curso de gastronomia. No começo eu não via isso como um trabalho. Mas me interessei e comecei a buscar oportunidades nesta profissão — lembra o empresário que, hoje, se dedica a seus restaurantes Sal Gastronomia, Cão Veio e Admiral’s Place: — Eu organizo bem o meu tempo para dar atenção aos meus negócios e minha família. Mas seria perfeito se o dia tivesse 36 horas.
Henrique Fogaça, jurado do “MasterChef” da “Band”
Henrique Fogaça, jurado do “MasterChef” da “Band” Foto: divulgação / Band
Sempre que pode, ele ainda sobe ao palco como vocalista da banda de hardcore Oitão. O que, segundo ele, contribui para a aparência de bad boy.
— Como tenho um estilo de vida que mistura o rock’n’roll, a moto e as tatuagens, as pessoas acabam tendo essa impressão. Mas sou um cara tranquilo e correto no meu trabalho. Eu sou no programa o que eu sou no dia a dia, não sou um personagem. Sou aquele cara. Se agrado as pessoas, fico feliz — afirma ele, que não tem dificuldade em ser duro com participantes do programa: — Esse é meu trabalho, minha verdade. Eu exijo padrão de qualidade. Críticas ajudam tanto quanto elogios.
Fogaça admite que já levou broncas de chefe ao longo da carreira e aprendeu a lidar com elas.
— Eu sempre ouvi e mudei o que percebia que estava errado. Podia até ficar bravo, mas acatava e via que me ajudaria a crescer.

NINGUÉM ACERTOU AS DEZENAS DO CONCURSO 1.725 DA MEGA-SENA; VEJA DEZENAS


A ESTIMATIVA DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA O PRÓXIMO CONCURSO É DE R$ 37,5 MILHÕES

Mega-Sena (Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas)
Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 1.725 da Mega-Sena cujo sorteio foi trealizado no estúdio da Rede TV, em Osasco (SP). As dezenas sorteadas foram: 16, 18, 26, 30, 31 e 34. A estimativa do prêmio para o próximo concurso é de R$ 37,5 milhões. 
A quina teve 51 apostas ganhadoras e cada uma receberá R$ 66.070,32. Já a quadra teve 5.054 apostas ganhadores e pagará o prêmio de R$ 952,45.
Os sorteios da Mega-Sena são promovidos pela Caixa Econômica Federal duas vezes por semana, às quarta-feiras e aos sábados. A aposta mínima, de seis números, custa R$ 3,50. Quem quiser participar pode comprar seu bilhete até às 19h do dia do sorteio (no horário de Brasília), em qualquer lotérica do Brasil. Os clientes da Caixa com acesso ao internet banking podem fazer suas apostas na Mega-Sena pelo computador. Para isso, é preciso ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos. O serviço funciona diariamente, das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteio (quarta-feira e sábado), quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.
Para a aposta simples, de apenas seis números, a probabilidade de ganhar é 1 em 50 milhões, mais precisamente de 1 em 50.063.860, de acordo a Caixa. Já para a aposta máxima, de 15 números, com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acerto é de 1 em 10 mil.

Defesa de Marcelo Odebrecht pede mais prazo para explicar anotações


Notas em celular do presidente da Odebrecht causaram estranheza para juiz.
Advogados dizem que precisam conversar com o preso antes de responder.

Samuel NunesDo G1 PR
BDBR - Marcelo Odebrecht (Foto: bom dia brasil)Marcelo Odebrecht está detido em Curitiba
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Os advogados do presidente da Odebrecht S.A., Marcelo Odebrecht, pediram nesta quarta-feira (22) mais prazo para responderem sobre as anotações encontradas pela Polícia Federal (PF) no celular do cliente deles. De acordo com o juiz Sérgio Moro, que coordena a Operação Lava Jato, as anotações fazem referências a supostas manipulações nos trabalhos de investigação da PF e da Justiça Federal.
Para o juiz, as mensagens também podem fazer referência a outros dois ex-executivos da Odebrecht, presos na 14ª fase da Lava Jato, quando Marcelo Odebrecht foi detido. No smartphone do executivo, conforme o inquérito protocolado na terça-feira (21), foram encontrados os seguintes textos, transcritos no formato original, conforme a Justiça:
"MF/RA: não movimentar nada e reimbolsaremos tudo e asseguraremos a familia. Vamos segurar até o fim
Higienizar apetrechos MF e RA
Vazar doação campanha
Nova nota minha midia?
GA, FP, AM, MT, Lula? ECunha? (...)"
De acordo com Moro, uma análise preliminar sugere que MF e RA são siglas referentes a Silva e Araújo, subordinados diretos de Odebrecht e também investigados por crimes de corrupção na Petrobras.
A anotação, diz o juiz, indica que ambos estariam sendo orientados a não movimentar suas contas e que, no caso de sequestro e confisco judicial de bens e valores, seriam reembolsados.
O juiz deu prazo até a próxima quinta-feira (23), para que os advogados respondessem sobre o que seriam essas anotações. Contudo, a defesa de Marcelo Odebrecht diz que precisa falar com o próprio, para que ele diga do que se tratam os textos. Os advogados alegam que só poderão mostrar os conteúdos a ele na quinta-feira, quando haverá a visita aos presos que estão na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba. O pedido dos advogados ainda não foi analisado por Moro.
Celulares
O "higienizar" é para que os diretores limpem os dados dos celulares deles e, por consequência, destruam provas, ainda segundo Moro. "Vazar doação" é algo que ainda não foi elucidado, mas parece ser uma ameaça a beneficiários, afirma o juiz.
Outros trechos a serem explicados, encontrados no celular do presidente da holding, também foram transcritos no despacho:
"(...) Assunto: LJ: ação JES/JW? MRF vs agenda BSB/Beto
Notas Dida/PR/açoes MRF. Agenda (Di e Be). limp/prep
E&C. Desbloq OOG. Dossie? China? Band? Roth?
Integrante OA? Minha cta Tau? Perguntas CPI. Delação
RA? Arquivo Feira, V, etc. Volley ok? Panama?
Assistentes:
Localização:
Detalhes:
Acoes B
- Parar apuracao interna (nota midia dizendo que existem para preparar e direcionar).
- expor grandes
- para apuracao interna
- desbloqueio OOG
- blindar Tau
- trabalhar para parar/anular (dissidentes PF...) (...)".
LJ é referência à Operação Lava Jato, segundo a Justiça. "O trecho mais pertubardor é a referência à utilização de 'dissidentes PF' junto com o trecho 'trabalhar para parar/anular' a investigação", afirma o magistrado. Moro ressalta que o termo "dissidentes da PF" coloca uma sombra sobre o significado da anotação.
Outras referências como "dossiê", "blindar Tau" e "expor grandes" são igualmente preocupantes, afirma o juiz. Para ele, nada indica que os recados eram dirigidos às defesas e nem que eram originados de orientação dos advogados.
Mesmo assim, Moro diz "oportunizar" as defesas para que esclareçam as anotações "graves", já que, pelo sigilo profissional que é de direito, estratégias ilícitas, como a destruição de provas, poderiam ser acobertadas pelos advogados.

DIA 25 as 15.00 hrs CULTO ECUMÊNICO no pátio da Santa Casa para agradecer. Dia 03 de agosto dia da REABERTURA


Depois de todo empenho da prefeita Beti Pavin e do Secretário de Saúde de Colombo Dr. Fernando Aguilera, agora é fato a Santa Casa de Colombo reabrirá na primeira semana de agosto.
Mês passado foi assinado TAC - Termo de Ajuste de Conduta na sede do CRM - Conselho Regional de Medicina, com a presença do administrador judicial da Santa Casa o Dr. Joaquim Rauli e também do presidente da Câmara Municipal de Colombo vereador Prof. Waldirlei Bueno.



Conforme o Termo de Ajuste a Santa Casa reabrirá  inicialmente com 33 leitos e numa segunda fase mais 33 leitos.
A Prefeitura Municipal de Colombo, através da Secretária Municipal de Saúde já teve a liberação pelo Conselho Municipal de Saúde de uma verba mensal de R$ 250.000,00 para custeio. O Governo Estadual está liberando uma verba de R$ 1.000.000,00 para compra de equipamentos, para tornar a Santa Casa de Colombo um hospital moderno e completo.



DIA 25/07 SÁBADO AS 15.00 HRS CULTO ECUMÊNICO NO ESTACIONAMENTO DA SANTA CASA PARA AGRADECER PELA REABERTURA DA SANTA CASA. VOCÊ ESTA CONVIDADO



Servidores aposentados e pensionistas de Colombo passam a acessar o contra cheque online


WEBMASTER 22 DE JULHO DE 2015

Colombo Previdência conta, a partir desta semana, com o Servidor Online – disponível no site da prefeitura

A aposentada Maria Ivete Alberti Scrok, 71 anos, está entre os 1100 servidores aposentados e pensionistas beneficiados com o novo serviço
A aposentada Maria Ivete Alberti Scrok, 71 anos, está entre os 1100 servidores aposentados e pensionistas beneficiados com o novo serviço
Mais um serviço para o bem estar dos servidores aposentados e pensionistas da Prefeitura de Colombo está disponível a partir desta semana. OServidor Online possibilitará que aposentados e pensionistas possam visualizar ou consultar e emitir o contracheque, comprovante de rendimento para emissão de relatório do imposto de renda e a ficha financeira em qualquer horário ou local de acesso à internet.
“A ferramenta já está disponível no site da prefeitura e demonstra respeito, carinho e atenção com os servidores que por muito tempo, trabalharam servindo a população colombense”, ressalta a prefeita Beti Pavin.
O principal objetivo é a modernização a fim de proporcionar comodidade para o servidor e economia para os cofres públicos, além da redução de gastos com as folhas para impressão e a otimização do trabalho da equipe da autarquia, com este serviço em funcionamento, facilitar a vida dos aposentados e pensionistas.
“A nossa missão será proporcionar o bem estar dos servidores aposentados, por meio de serviços simples, porém eficazes, como uma sede mais ampla, de fácil localização e acessibilidade”, orienta o superintendente da autarquia, Eliseu Ribeiro.
A aposentada Maria Ivete Alberti Scrok, 71 anos, está entre os 1100 servidores aposentados e pensionistas que serão beneficiados com o novo serviço. “Todos os recursos que tragam facilidade para o nosso dia a dia é importante. E atualmente a internet nos traz muita comodidade”.
Lembrando que mesmo com a implementação do Servidor Online, – os serviços continuarão sendo ofertados na sede da Colombo Previdência para todos que não possuam acesso à internet. “Brevemente retornaremos com as atividades do curso de informática “ConectivIdade”, que visa oferecer orientações para o acesso ao contra cheque on-line”, ressalta Eliseu.
Confira o passo a passo para acessar o serviço:
1º Passo
Acessar o portal da Prefeitura Municipal de Colombo: www.colombo.pr.gov.br, no canto inferior direito da página clicar no ícone “COLOMBO PREVIDÊNCIA ON-LINE” que abrirá uma nova pagina solicitando usuário e senha;
2º Passo
O usuário terá automaticamente o cadastrado com o número do CPF do servidor e a sua senha (Data de nascimento) inicial é a data de nascimento digitada sem espaços.
Ex.: se a sua data de nascimento for 03 de maio de 1956, deve-se ser digitado 03051956.
3º Passo
Para acessar o contracheque deve-se clicar em consulta>recibos e escolher o ano e mês que deseja e escolher a opção “consultar” (para visualização) ou emitir recibo (para impressão).
4º Passo
Outras possibilidades disponíveis são o acesso à ficha financeira anual, clicando na aba relatórios>ficha financeira, selecionando o ano e clicando em “emitir”. E, também a emissão do comprovante de rendimentos para imposto de renda, clicando na aba relatórios>comprovante de rendimentos, selecionando o ano e clicando em “emitir”.
5º Passo
Orientamos que o servidor altere sua senha inicial sob sua responsabilidade, para isso deve-se clicar em “configurações” no canto superior direito da página, informar sua senha atual (data de nascimento) no campo determinado, e a nova senha (escolhida pelo servidor) nos campos “nova senha e confirmar senha” e clicar em gravar.
Obs.: Lembramos que o acesso (usuário e senha) é de inteira responsabilidade do servidor, pois possui informações pessoais.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

Foto: Marcio Fausto/ PMC

Ginásio Rio Verde em Colombo conta com atividades esportivas gratuitas


WEBMASTER 22 DE JULHO DE 2015

Entre os esportes oferecidos estão o futsal, basquete, handebol, vôlei e ginástica melhor idade


As crianças e adolescentes matriculados nas escolas da região e os adultos dividem o espaço em períodos alternativos
As crianças e adolescentes matriculados nas escolas da região e os adultos dividem o espaço em períodos alternativos
O espaço também oferece ginástica da melhor idade para idosos, contando com um público de mais de 120 participantes
O espaço também oferece ginástica da melhor idade para idosos, contando com um público de mais de 120 participantes
Praticar atividades físicas diariamente faz bem para o corpo e a mente. Pensando nisso, são oferecidas atividades esportivas diariamente, no Ginásio do Rio Verde. Ao mês, são mais de 500 pessoas beneficiadas, em um trabalho promovido pela Prefeitura de Colombo, por meio do departamento de Esporte.
As crianças e adolescentes matriculados nas escolas da região dividem o espaço em períodos alternativos com os adultos. Para o secretário da pasta, José Mauri Henemann os exercícios físicos devem fazer parte da rotina das pessoas. Por isso, a prefeitura além de incentivar os pequenos, também estimula os idosos a participarem das atividades. “Aqui no nosso ginásio temos diversas modalidades e o nosso objetivo maior é trazer o jovem, a criança e o adulto para o esporte, afastando-os de qualquer outra prática que possa vir a prejudicar ele depois”, lembrou Henemann.
O espaço também oferece ginástica da melhor idade para idosos, contando com um público de mais de 120 participantes. Já para a realização de treinos e jogos nas modalidades de futsal, basquete, handebol, vôlei cerca de 370 crianças e adolesces praticam o esporte durante o dia. E, à noite a quadra é destinada aos adultos moradores da região.
Para utilizar o Ginásio do Rio Verde não há nenhum tipo de custo, porém os alunos devem possuir boas notas durante o ano letivo. “Todos os alunos matriculados nas escolas da região podem participar das atividades oferecidas. Não tem mensalidade, mas nós sempre avisamos no começo que a nossa prática aqui é ‘pegar no pé’ com relação às suas notas. Além de gostar do esporte, é necessário se dedicar, principalmente, nas atividades escolares, pois nosso objetivo é incentivá-los cada vez mais”, enfatiza o chefe de divisão do departamento de Esporte, Alexandre de Souza, também conhecido como Tachinha.
Os interessados em saber mais sobre as atividades desenvolvidas no Ginásio Rio Verde é necessário entrar em contato com o departamento de Esporte, pelo telefone: 3656-4960/3606-1687.
Confira o cronograma de atividades:
Segunda-feira
Ginástica da melhor idade – 8h as 9h30
Futsal sub 7 e 11 – 9h30 às 11h30
Futsal sub 9 – 13h30 às 15h30
Futsal feminino – 15h30 às 17h30
Terça feira
Futsal sub 13 e 15 – 8h00 às 9h30
Handebol – 9h30 às 11h30
futsal sub 13 – às13h30 as 14h30
futsal sub 17 – 14h30 as 15h30
handebol -15h30 as 16h30
vôlei – 16h30 às 18h00
Quarta feira
Ginástica da idade – 8h00 às 9h30
Basquete – 9h30 às 11h30
Futsal sub 11 – 13h30 às 14h30
Futsal sub 13 – 14h30 às 15h30
Futsal feminino – 15h30 às 17h30
Quinta feira
Futsal sub 9 e 11 – 8h00 às 10h00
Atividades diversas brincadeiras – 10h00 às 11h30
Futsal sub 13 – 13h30 às 14h30
Futsal sub 17 – 14h30 às 15h30
Vôlei – 15h30 às 18h30
Sexta feira
Ginástica da melhor idade – 8h00 às 9h30
futsal sub 9 – 9h30 às 10h30
vôlei – 10h30 às 11h30
Durante a tarde aberto aos adolescentes
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK:facebook.com/pmdecolombo
Fotos: Divulgação

Rede de lojas com gerente que queria entrar no “cofrinho” das funcionárias é condenada em R$ 30 mil


Da Redação com Espaço Vital

Uma rede de 45 lojas e 700 colaboradores foi condenada a pagar R$ 30 mil de indenização a uma ex-operadora de caixa que denunciou um gerente por assédio. A petição inicial da ação trabalhista revelou que o homem, de 40 anos, era “abusado, fazendo as funcionárias passar por situações vexatórias; falava que elas ficavam ‘gostosas’ quando trocavam de uniforme; e sempre dizia querer intimidades com o ‘cofrinho feminino’”.
Segundo depoimento da trabalhadora, além de “se esfregar” nas funcionárias, ele  “apontava para uma parte do corpo e dizia que cobiçava o tal do cofrinho”. “Falava em símbolo de prazer e que também podia nos garantir algum dinheiro extra”, disse ela.
As declarações das testemunhas seguiram na mesma linha. “Um dia, ele me disse que pagaria o que eu pedisse para ingressar nas profundezas do meu ‘cofrinho'”, completou.
A sentença foi de procedência da ação, deferindo reparação moral de R$ 50 mil. O caso chegou ao Tribunal Regional do Trabalho. No julgamento, a relatora deu aula processual.“Ainda que não se tenha por preenchido o conceito de assédio sexual no seu estrito sentido jurídico-penal (artigo 216-A do Código Penal), para fins de responsabilidade civil extracontratual, com amparo no artigo 927 do CC, o ato ilícito alegado na petição inicial restou caracterizado – com o que decido, assim, com a aplicação do artigo 935 do Código Civil”.
A corte trabalhista entendeu exagerado o valor, reduzindo-o para R$ 30 mil, mesmo reconhecendo que a conhecida empresa falhou “ao designar para atuar como gerente, pessoa despreparada, caracterizada, de maneira uníssona nos autos, como assediador sexual”.
Na semana passada, o gerente foi demitido, sem justa causa, e a empresa anunciou que vai pagar a conta, propondo um parcelamento, “ante as dificuldades que enfrenta”.

Consumidor deve ficar atento a abusos quando empresa pede devolução de veículo financiado


Por Marina Sequinel e Geovane Barreiro

Em tempos de dificuldade financeira, o consumidor precisa ficar atento aos eventuais abusos de empresas que atuam na retomada de veículos quando há atraso no financiamento. Segundo a advogada Andressa Gonçalves de Oliveira, nem toda situação permite que o credor tome o carro do cliente. Além disso, muitos tipos de cobrança são consideradas desrespeitosas e podem até mesmo resultar em indenização para o comprador.
veiculos
(Foto: Arquivo EBC)
“O financiamento de veículos têm taxa muito elevada no Brasil, se comparada a outros países. No término dos 60 meses de contrato, por exemplo, muitas pessoas acabam pagando o dobro do valor original. Quando o cliente não faz uma avaliação mais profunda, a inadimplência surge com mais facilidade”, disse Andressa Oliveira em entrevista à Banda B. Ela é presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná (OAB-PR).
De acordo com ela, outro fator que contribui com a apreensão do produto financiado é o fato de que o próprio carro é uma forma de garantia em caso de dívidas. Quando o contrato é recente e o consumidor pagou menos da metade do valor, a chance de ter o carro retirado é ainda mais alta. Por outro lado, se o cliente já efetuou mais de 60% do pagamento, por meio de um processo judicial, ele pode impedir a devolução do veículo.
“Se o comprador atrasa 60, 90 dias, o credor já vai começar a fazer a cobrança e, muitas vezes, a retomada do automóvel. Se há inadimplência, é importante ele saber que existe um meio jurídico para a empresa cobrar o pagamento. Ligar no trabalho, em casa, 30 vezes por dia, e tornar a vida da pessoa um inferno são práticas consideradas abusivas pelo Código de Defesa”, completou a advogada.
Se esse tipo de atitude por parte da empresa for comprovada, o cliente pode entrar com um processo e pedir indenização por danos morais. Já o prazo para a retomada do veículo é determinada pelo contrato.
Para quem devolver o carro?
De acordo com a advogada, o consumidor só pode devolver o carro para um oficial de justiça que tenha um mandado assinado por um juiz. “Muitas vezes as empresas colocam terceiros para fazer pressão para retomar o veículo. O comprador precisa ficar atento para não dar o carro na mão de qualquer pessoa”, falou Andressa.
Alternativas
Segundo a advogada, os bancos geralmente oferecem descontos para endividados mais antigos, quando não há perspectiva de retomar o crédito. “A possibilidade de renegociação está cada vez mais difícil, por isso, é ideal procurar um advogado. No Paraná, nós temos o programa ‘Auxílio ao Consumidor Superendividado‘, onde basta a pessoa procurar um juizado especial e preencher um formulário. Inicia-se, então, um procedimento para tentar renegociar com o credor. Nada de fazer depósito em juízo para empresas que prometem milagres”, concluiu.
Saiba mais sobre o programa no link: https://www.tjpr.jus.br/superendividamento.