Briga generalizada em saída de balada de Curitiba ‘viraliza’; mulheres saem no tapa


Da Redação


Uma briga generalizada na saída de uma balada no bairro Bacacheri, em Curitiba, no início da manhã do último domingo (15), ‘viralizou’ nas redes sociais. Imagens feitas por internautassão compartilhadas desde o início desta semana. No vídeo, é possível ver a briga entre um grupo de mulheres e também um jovem sendo agredido.
Confira os frames da briga:
FRAME5 FRAM2 FRAME1 FRAME3 frame9 FRAME5

Segundo testemunhas, a briga começou depois que um rapaz, que disse ser policial, saiu da balada em um carro importado, supostamente cortando a frente dos taxistas, o que foi negado pelos familiares. Os motoristas não teriam gostado e foram tirar satisfação.
A pancadaria generalizou quando, uma mulher que estava em um dos táxis, precisou descer e foi agredida por outras duas mulheres. A briga foi dispersada e não houve encaminhamento à delegacia. Não há indício de que o homem que se envolveu na confusão é de fato um policial.

1ª Taça da Uva foi destaque neste final de semana em Colombo


WEBMASTER 15 DE SETEMBRO DE 2015

Grandes jogos e boa média de gols marcaram a primeira rodada

Cerca de 600 pessoas prestigiaram os jogos durante os dois dias de competição
Cerca de 600 pessoas prestigiaram os jogos durante os dois dias de competição
A primeira rodada do campeonato contou com 12 jogos e 90 gols marcados
A primeira rodada do campeonato contou com 12 jogos e 90 gols marcados
São quatro grupos com seis times, a eliminação será por pontuação
São quatro grupos com seis times, a eliminação será por pontuação
Aconteceu neste final de semana, 12 e 13 de setembro, a 1ª Taça da Uva de Futebol Suíço, na antiga Associação Banestado. A primeira rodada do campeonato contou com 12 jogos e 90 gols marcados.  De acordo com os organizadores do evento, cerca de 600 pessoas prestigiaram os jogos durante os dois dias de competição.
Para o diretor de Esporte, Paulo Cesar Cardoso a expectativa em relação à competição é positiva. “Estamos orgulhosos e otimistas, pois é uma grande oportunidade de interação entre os jogadores do município, além de contribuir com momentos de lazer e incentivar o esporte em nossa cidade,” declarou Cardoso.
A final do campeonato esta prevista para novembro.
Ao total, 24 grupos composto por jogadores de Colombo irão participar. Os jogos acontecerão aos sábados, às 13h, e aos domingos, às 8h30. O campeonato está sendo realizado pela Prefeitura de Colombo, por meio do departamento de Esporte do município.
São quatro grupos com seis times, a eliminação será por pontuação. Haverá premiação, para a 1°, 2°, 3° e 4° colocação, com troféus, medalhas, jogos de camisas e tênis.
Para os coordenadores da competição, Nivaldo Mussa e Sergio Prestes é um importante evento para o município, pois envolvem atletas locais, adeptos do futebol. “O campeonato será um grande sucesso. Agradecemos os times que estão participando e a todos que de alguma forma estão contribuindo para que este evento aconteça. Mostramos mais uma vez um grande potencial do futebol no município”.
Tabela – 1ª Fase
12/09 – A
Real Amigos 5×0 Os Jaguaras
Roseira 4×4 CAF Independe
BMV Futebol Clube 5×5 BAD Boys
12/09 – B
Nois que Voa 1×5 Dinamite de Kiev
Soc Esp Ouro Preto 5×2 EU Arranca Toco
Chelsea Colombo 5×0 22 BPM
13/09 – C
Canarinho CFC 1992 3X7 Garotos do Parque
Sangue Azul 2X9 Os Paiúras
União Pé 6X1 Os Fofas Tobas
13/09 – D
Naciopetro 0X6 Herbarium
Leões de Jah 1X7 Madimbu
Santa Fé 3X4 Independente FC
Serviço
Antiga Associação Banestado
R. Antônio Chemim, 28, Roça Grande – Colombo – PR
Telefone: (41) 3621-3388
Departamento de Esporte
R. Marechal Floriano Peixoto, 8771 – Centro Colombo – PR
Telefone: (41)-3656-7145
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/ PMC

Eleição para Conselheiros Tutelares de Colombo acontece dia 4 de outubro


WEBMASTER 14 DE SETEMBRO DE 2015

Serão oferecidas cinco vagas para a gestão 2016 a 2020; o pleito definirá os próximos defensores dos direitos das crianças e dos adolescentes em nosso município

Acontece no dia 4 de outubro, das 8h às 17h, a eleição para os Conselheiros Tutelares de Colombo. Estarão aptos a votarem todos os eleitores do município nos seguintes locais, sendo a Zona 49 – Rua XV de Novembro, 105, Centro, na Casa da Cultura; Zona 186 – Rua Dorval Ceccon, 664, Jardim Nossa Senhora de Fátima, no 2º piso do Park Shopping Colombo / Regional do Maracanã.
A secretária de Assistência Social, Maria da Silva Souza ressalta sobre a importância do momento para o município e faz um convite para que os moradores participem da votação. “Nós queremos profissionais que queiram lutar pelos direitos das nossas crianças, um profissional responsável, capaz, que tenha bom senso e comprometimento de exercer esse trabalho, é de suma importância à participação da população. Nós precisamos entender que a sociedade é responsável pela proteção e os cuidados com as crianças” explica a secretária.
A eleição será promovida pela Prefeitura Municipal de Colombo por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social juntamente com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.
Serão oferecidas cinco vagas para membros efetivos e os demais serão suplentes, pela ordem de eleição, permitida uma única recondução, por meio de novo processo de escolha. Os interessados em votar devem ser eleitores inscritos no município, mediante apresentação do título de eleitor e da carteira de identidade.
A eleição é um instrumento que selecionará por meio da votação popular, os defensores dos direitos das crianças e dos adolescentes, que exercem como atividade básica, zelar e fazer cumprir o direito da população infanto-juvenil.
“Mostra-se indispensável esta figura, pois, será ele, ou através dele, que a sociedade será ouvida nos casos que envolvem crianças e adolescentes. Serão os conselheiros que atenderão e aconselharão os pais ou responsáveis, podendo requisitar serviços públicos na área da saúde, educação, assistência social, entre outros”, explica a secretária da pasta.
O conselheiro também será responsável pelas demandas que serão encaminhadas aos destinatários como, por exemplo, se o fato comunicado constituir infração administrativa ou penal contra direitos da criança ou adolescente será cientificado o Ministério Público.
Em relação às políticas públicas, o Conselho Tutelar assessorará o poder executivo na elaboração de proposta orçamentária para planos e programas de atendimento direcionados a criança e ao adolescente. “Inicialmente também é sua competência afastar do convívio familiar o autor de alguma infração praticada junto aos seus entes, dentre tantas outras funções previamente estabelecida no estatuto”, destaca Maria.
Para facilitar a decisão da população, cada candidato terá um número. Segue a lista dos 18 concorrentes:
Nº do Candidato Nome dos Candidatos
1 Marlon Gouvêa
2 Maria Virgínia Marques Alberti (Vírgínia)
3 Miguel da Silva
4 Andressa Ribeiro da Silva (Aviário Zil)
5 Márcio Augusto de Lima
6 Solange Barboza Leite (Gaga)
7 Rafaela Letícia Straioto de Souza
8 Marina Alves Guimarães Pinto
9 Jeremias José Fontoura (Irmão Jeremias Fontoura)
10 Elisângela Franco Rios (Elisângela Rios)
11 Carlos da Cruz
12 Gesiele Vargas (Professora Gesiele)
13 Alessandro Ferreira (Alessandro Colombo)
14 Camila da Silva Matos
15 Roselma Bezzerra da Silva Oliveira
16 Rosilda Martins dos Santos (Professora Rosilda)
17 Juliano Romero (Du)
18 Rose de Fátima Amaral
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

Clínicas de diálise não são obrigadas a ter farmacêutico


     
Os Conselhos Regionais de Farmácia têm imposto autos de infração, inclusive com aplicação de multas em dinheiro, contra clínicas de diálise alegando que as mesmas não contam com profissional farmacêutico responsável técnico.
No entanto, não existe qualquer impositivo legal quanto a esta pretensa obrigação. Não há nada que comprove que o profissional farmacêutico seja indispensável para o funcionamento de pequena unidade hospitalar ou clínica.
Segue abaixo explicações sobre a Lei que rege a fiscalização das atividades farmacêuticas:
No dia 11 de agosto de 2014 foi publicada a Lei nº 13.021/2014, que dispõe sobre o exercício e a fiscalização das atividades farmacêuticas, tendo sido objeto de grande discussão pela divergência interpretativa entre os Hospitais e Conselhos de Farmácia em todo o Brasil.
Segundo dispõe o parágrafo único do art. 8º da Lei nº 13.021/2014 “aplica-se às farmácias privativa de unidade hospitalar ou similar as mesmas exigências legais previstas para as farmácias não privativas no que concerne a instalações, equipamentos, direção e desempenho técnico de farmacêuticos, assim como ao registro em Conselho Regional de Farmácia”.
Diante da situação posta, presta-se as seguintes orientações, com vistas a clarear os pontos polêmicos da referida lei.
Balizado pelo disposto no art. 5º da Lei nº 13.021/2014, os CRFs ampliaram a interpretação da letra da lei ao exigirem a presença de farmacêutico, também em tempo integral, nos dispensários de medicamentos dos Hospitais.
Ocorre que a Lei nº 13.021/2014 não revogou os conceitos trazidos pelo art. 4º da Lei nº 5.991/1973, os quais permanecem hígidos. Inequívoca, portanto, a diferenciação havida entre farmácia, drogaria, posto de medicamento/unidade volante e dispensário de medicamentos, únicos estabelecimentos competentes para dispensação de medicamentos, conforme previsão do art. 4º:
Art. 4º
(...)
X - Farmácia - estabelecimento de manipulação de fórmulas magistrais e oficinais, de comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, compreendendo o de dispensação e o de atendimento privativo de unidade hospitalar ou de qualquer outra equivalente de assistência médica;
XI - Drogaria - estabelecimento de dispensação e comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos em suas embalagens originais;
(...)
XIII - Posto de medicamentos e unidades volante - estabelecimento destinado exclusivamente à venda de medicamentos industrializados em suas embalagens originais e constantes de relação elaborada pelo órgão sanitário federal, publicada na imprensa oficial, para atendimento a localidades desprovidas de farmácia ou drogaria;
XIV - Dispensário de medicamentos - setor de fornecimento de medicamentos industrializados, privativo de pequena unidade hospitalar ou equivalente;
Como se vê, as pequenas unidades hospitalares (hospitais de pequeno porte) não possuem farmácia hospitalar, mas sim dispensário de medicamento.
Vale ressaltar que em 2004 o Ministério da Saúde editou o Glossário - Projeto de Terminologia em Saúde, o qual definiu hospital de pequeno porte como sendo aquele “cuja capacidade é de até 50 leitos”.
Os conceitos de dispensário de medicamento e hospital de pequeno porte foram encampados pelo Superior Tribunal de Justiça – STJ, que no julgamento do REsp 1.110.906/SP, feito pela sistemática dos recursos repetitivos, nos termos do art. 543-C do CPC, decidiu pela desobrigação de manter profissional farmacêutico para a "pequena unidade hospitalar ou equivalente", atualmente, entendido como o Hospital com 50 (cinquenta) leitos, a teor da regulamentação específica do Ministério da Saúde.
Assim, uma vez que as clínicas de hemodiálise se enquadram no conceito de dispensários de medicamentos, conclui-se que os hospitais com menos de 50 leitos, bem como as clínicas de hemodiálise encontram-se desobrigados de manter em seus dispensários de medicamentos profissional farmacêutico.
Fonte: http://www.abcdt.org.br/abcdt-news/noticias/abcdt-news/clinicas-de-dialise-nao-sao-obrigadas-a-ter-farmaceutico.html

Atirando nos aliados do PT


l. farias -
Bernardo Mello Franco, Folha de S. Paulo
Os novos cortes anunciados pelo governo vão atingir em cheio os aliados que poderiam defender Dilma Rousseff da ameaça de impeachment. A previsão é do senador petista Lindbergh Farias, que se irritou com o “pacote de maldades” divulgado nesta segunda-feira.
Um dos parlamentares mais próximos do ex-presidente Lula, o senador teme a reação do funcionalismo e dos movimentos sociais que ainda se mantêm próximos ao Planalto. Ele diz que o custo político das medidas de austeridade será mais alto do que a futura economia no Orçamento.
“O governo voltou a atirar contra a nossa base. A Dilma está atirando no pessoal que pode ir para a rua defender o mandato dela”, protesta.
Para o petista, o adiamento do reajuste dos servidores vai gerar “uma grande confusão” com sindicatos que apoiaram a reeleição da presidente. Ele prevê mais greves nas universidades e em órgãos que já funcionam de forma precária, como o INSS.
O senador também reclama dos cortes em vitrines do governo, como PAC, Pronatec e Minha Casa Minha Vida. “O governo está insistindo numa fórmula que já fracassou. Esse ajuste agravou a recessão, aumentou o desemprego e não resolveu o problema fiscal”, protesta.
Acuada pelo PMDB e pelo empresariado, a presidente agora terá que resistir ao “fogo amigo” por adotar o receituário que eles defendem.
As críticas de Lindbergh ecoam um discurso cada vez mais forte no PT. Na semana passada, Lula disse que o ajuste “leva ao empobrecimento e à perda de postos de trabalho”. Nesta segunda, o presidente da sigla, Rui Falcão, cobrou “mais receitas e menos cortes”. Juntos, os três parecem avisar que Dilma pode perder o apoio de seu próprio partido.

Fruet revoga ISS e Magrão encerra protesto


magrao - torto
Depois de sete dias acorrentado em frente à prefeitura de Curitiba, Magrãoabandonou as correntes. O produtor cultural Arlindo Ventura, proprietário do Bar do Torto, idealizador da Quadra Cultural marcou uma reunião para a próxima terça-feira (23), para discutir a cobrança de ISS sobre os ingressos de cortesia para shows organizados na cidade, além de incentivos para a realização de eventos. Segundo informações, o prefeito Gustavo Fruet (PDT) decidiu não cobrar mais ISS de ingressos cortesia. Com informações e foto do Paraná Portal.
O produtor acredita que a reunião deve por fim aos protestos. “É uma coisa muito radical e prefiro acreditar que haverá um avanço. Houve um diálogo com o Igor Cordeiro da Superintendência da Fundação Cultural. Ele já foi produtor cultural e soube do que eu estava falando; na terça-feira vamos falar com o prefeito e com a secretária das Finanças (Eleonora Fruet), vários produtores vão estar lá para mostrar que a cidade perde muito cobrando impostos de eventos culturais”, comemora.

Deputados batem boca em discussão sobre impeachment na Câmara



PUBLICIDADE
A Câmara dos Deputados reservou a maior parte da sessão desta terça-feira (15) para discutir o impeachment da presidente Dilma Rousseff. O plenário foi palco de intenso bate-boca, com direito a gritos e vaias, e segundo a oposição, marcou o início do processo de impedimento da petista.
A confusão teve início com a apresentação, pela oposição, de um questionamento ao presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sobre o rito que ele irá adotar na análise dos pedidos de impeachment de Dilma Rousseff.
Após mais de três horas de discussão, uma das votações marcadas para esta noite (os destaques da proposta do ISS) acabou adiada para quarta (16).
A oposição preparou placas com o dizer "Xô CPMF" e chamou, em discursos, a presidente de "mentirosa". Já os governistas improvisaram uma placa menor, com "Xô golpistas", e acusaram os adversários de "golpe" com o pedido de afastamento de Dilma.
O clima começou a ficar acirrado enquanto o líder do DEM, Mendonça Filho (PE), lia o documento entregue a Cunha. Os defensores de Dilma argumentaram que não havia embasamento regimental para a apresentação dos questionamentos. Já a oposição defendia sua questão de ordem. O presidente Eduardo Cunha não deu um prazo para responder, mas afirmou que não se furtará à questão.
Logo após Mendonça, o vice-líder do governo na Casa, Sílvio Costa (PSC-PE), acusou Cunha de "desrespeito à democracia" e de estar "fazendo o jogo dos golpistas". "Se não estivesse comprometido com eles, não os deixariam nem ler", afirmou na tribuna. Em seguida, desabafou: "Isso é golpe! Fico engasgado com isso que está acontecendo".
MOVIMENTO
Para a oposição, a discussão desta noite marca o início do processo de afastamento da presidente Dilma. Os deputados afirmam que até quinta-feira (17) pretendem apresentar o pedido de impeachment feito pelo jurista Hélio Bicudo, que eles endossaram.
Um a um, os deputados tomam a tribuna da Casa, em defesa e em ataque à Dilma, intercalados.
O líder do governo, José Guimarães (PT-CE), fez um discurso acalorado em salvaguarda ao governo e às medidas anunciadas na segunda (14). Foi vaiado pela oposição. "Vejo o cartaz 'Xô CPMF'. Foram você que criaram no passado. A gente precisa ter um pouco de caráter."
Para o petista, "a oposição quer de qualquer jeito cassar o mandato de uma mulher limpa". "Não cutuquem a onça com vara curta. Pensem duas vezes. Não é como ameaça, mas temos capacidade de mobilização."
Durante seu discurso, houve uma discussão paralela entre parlamentares no meio do plenário. Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Orlando Silva (PcdoB-SP) trocaram ofensas e foram afastados pelos colegas.
Jandira Feghali (PcdoB-RJ) subiu à tribuna em seguida e foi uma das mais aplaudidas. Também em defesa de Dilma, a deputada disse que "guerra é guerra". "Nossas armas estão na luta popular e saberemos fazê-la."

Musa do fitness, Gabriela Pugliese posa nua com namorado: "Não foi difícil"


14/03/2015 - 11h30 - Atualizado 14/03/2015 15h30
Assine já!
Gabriela Pugliesi e Ricardo Barbato - casal sarado até debaixo d'água (Foto: WePick)
Musa fitness das redes sociais, Gabriela Pugliese acaba de completar a marca de 1 milhão de seguidores no Instagram e comemorou com o namorado, o igualmente sarado Ricardo Barbato, exibindo seus corpos esculturais para um ensaio para o site WePick, no qual posaram nus embaixo d´água. "Não foi nada complicado ficar nua, na realidade foi bem fácil. O difícil foi a água", afirma a blogueira.  Junto com a fama, vieram também as críticas dos internautas. "Ou estou muito magra para uns, muito forte para outros, feia, bonita. Aprendi que o que basta é estar bem comigo mesma".
A propósito, Barbato foi autuado pelo Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região - CREF4/SP, responsável pela fiscalização do exercício profissional de Educação Física, por dar aulas de treinamento funcional e ginástica sem habilitação profissional. Em nota, o CREF divulgou: "O CREF4/SP vem a público manifestar repúdio com a demonstração de total desrespeito desse cidadão com os Profissionais de Educação Física e com a sociedade em geral, bem como agradecer a participação da sociedade, principalmente a mobilização dos Profissionais, que contribuíram para essa ação encaminhando denúncias e informações".
Depois de receber inúmeras críticas nas redes sociais, Ricardo pediu desculpas. "Eu queria me desculpar por ter ofendido, pois sempre tive um apoio de grande parte de vocês, e em um momento de indignação com ofensas gratuitas que estava recebendo diariamente, acabei me exaltando e generalizando uma classe que tanto admiro e respeito. Estava menos acostumado ainda a ser público, e tenho que aprender que não posso mais falar tudo que penso sem antes analisar e imaginar as mais diversas interpretações de pessoas que muitas vezes só querem gerar polêmica e disseminar o mal, e isso é bem difícil para um cara como eu que sempre tive uma personalidade forte e sempre busquei transparência nos meus argumentos". E continuou: "Por fim, amo esporte, treino continuamente desde os 12 anos, e aprendi sim com a experiência (aliada à teoria, pois tenho diversas certificações de modalidades que pratiquei ao longo da minha vida) a desenvolver um método que é uma mistura de arte, luta, yoga, respiração, calistenia e que deu muito certo em mim, e nas pessoas que tiveram interesse em estar vivenciando algo inovador e diferenciado. Não vou parar de disseminar o que faço, pois considero totalmente benéfico para as pessoas de um modo geral, até porque é mais uma forma de aumentar a qualidade de vida e fazer as pessoas se sentirem melhor consigo mesmas. Para mim, poder impactar positivamente a vida das pessoas que se dispõem a conhecer e entender o que eu faço, me faz ter certeza que existe um real motivo para minha existência na terra e é extremamente gratificante". 
Barbato deixou claro que ele vai resolver o 'problema' com o CREF. "Com a lei eu me entendo, e já estou atrás de deixar tudo bem claro, e que isso não interfira e não tire o mérito de ninguém, mas como dever e necessidade vou continuar dividindo meu estilo de vida, e meu método de treino para quem gostar e quiser, pois eu sei como transformou a minha vida e das pessoas que vivem isso de perto, para melhor, e isso é o que me faz dormir tranquilo".
Confira o papo que a coluna bateu com Gabriela:
Você imaginou que faria esse sucesso todo nas redes sociais?
Jamais. Comecei a compartilhar minha vida por gostar muito mesmo de dividir tudo o que me faz bem e por ser apaixonada por esse estilo de vida.
Como lida com a fama?
Para quem é de fora deve me achar muito famosa. Talvez pra mim ainda não caiu a ficha. Tenho noção que aonde eu vou me reconhecem, mas às vezes falo alguma coisa baixo e isso vira fofoca, coisas pequenas que eu faço tomam uma proporção enorme e eu ainda não me acostumei totalmente.
Famosas como Bruna Marquezine, Sabrina Sato, Isis Valverde e Marina Ruy Barbosa te seguem. Já as conheceu pessoalmente?
A Isis não conheço pessoalmente, as outras si. Falo com algumas e é engraçado ter acesso a pessoas que, pra mim, eram inacessíveis, pois eu continuo sendo fã de todas elas.
Que tipo de 'corpo' você admira?
Os de Grazi Massafera, Fernanda Lima, Daniella Cicarelli, Thaila Ayala, Giovanna Ewbank... todas musas.

A maneira de você postar mudou pensando em sua influência na vida das pessoas?
Penso mais em postar sobre um assunto, com certeza. Sou muito brincalhona e, às vezes, eu acho que todos irão interpretar as coisas que escrevo da maneira que eu gostaria, mas não é assim. Então, hoje em dia eu tenho mais cautela, mas sem perder a minha espontaneidade.
Você já foi criticada por seu físico?
Sempre. Ou estou muito magra para uns, muito forte para outros, feia, bonita. Aprendi que o que basta é eu estar bem comigo mesma.

Você e Ricardo estão sempre juntos, inclusive nos trabalhos...

A gente faz alguns trabalhos e é muito legal, pois temos o mesmo estilo de vida, é natural. Temos algumas ideias de montar algo, mas ainda estamos analisando. Tudo é muito recente ainda.
Comentando sobre o namoro, como lida com a exposição da vida amorosa?
Já estou acostumada com a exposição e já imaginava isso. Tomamos cuidado para não deixar a vida 'pública' atrapalhar nossa vida íntima, pois ali no Instagram parece tudo lindo, é claro, as pessoas só postam as coisas legais. Mas somos um casal normal que se ama, que também briga, discute. Por incrível que pareça, o Ricardo lida com a exposição muito melhor do que eu. Ele se importa menos com o que pensam. Eu ainda trabalho isso.
Existe algum dia de 'jaca' do casal?
Quando a gente viaja é problema. Somos super saudáveis, mas quando é para sair da dieta, a gente ganha de todo mundo. Quando saímos da rotina, sempre damos uma escapada, normal. Me alimento bem, mas às vezes como besteira e tomo uns drinques.

Você se considera uma mulher de padrão físico 'normal'?
Dieta é um estilo de vida e não uma fase. Nada radical dá certo, precisa pensar a longo prazo para conseguir se manter. Eu sou do time das mulheres normais. Minha alimentação é boa, gosto de comer saudável, sou magra, não sou rasgada e estou feliz assim.
Gabriela Pugliesi e Ricardo Barbato - cores debaixo d'água (Foto: WePick)

Senado aprova aumento de CSLL, imposto para instituições financeiras


MP já tinha passado pela Câmara e agora será encaminhada para sanção da presidente Dilma Rousseff

REDAÇÃO ÉPOCA
15/09/2015 - 21h32 - Atualizado 15/09/2015 21h34
Assine já!
Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, debate pauta de votações (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)
Senado aprovou em plenário nesta terça-feira (15) a Medida Provisória (MP) que aumenta a alíquota da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) de 15% para 20%. A medida vale para instituições financeiras.
O texto, já aprovado pela Câmara no início do mês, segue para sanção da presidente Dilma Rousseff, de acordo com o G1.
A MP integra o pacote de ajuste fiscal do governo e atinge bancos, seguradoras, administradoras de cartões de crédito, corretoras de câmbio, entre outros.
Por ser Medida Provisória, o texto já tinha validade desde 1º de setembro, mas precisava da aprovação do Congresso para virar lei.
O governo espera arrecadar R$ 747 milhões a mais em 2015 e R$ 3,8 bilhões a mais em 2016 com o aumento. Em 2014, o imposto deu ao governo R$ 10,9 bilhões.

Mais de 500 mil migrantes cruzaram as fronteiras da União Europeia desde janeiro


O número é quase o dobro do registrado em todo o ano de 2014

REDAÇÃO ÉPOCA
15/09/2015 - 09h51 - Atualizado 15/09/2015 10h07
Assine já!
Mais de meio milhão de migrantes cruzaram as fronteiras daUnião Europeia (UE) entre janeiro agosto deste ano, quase o dobro dos 280 mil contabilizados ao longo de 2014, informou nesta terça-feira (15) a agência europeia de controle de fronteiras(Frontex).
“Mais de 500 mil migrantes foram detectados em fronteiras europeias nos primeiros oito meses deste ano, depois de em agosto ter sido registado o quinto recorde consecutivo, com 156 mil pessoas atravessando fronteiras europeias”, afirma ocomunicado da Frontex.
O texto ressalta, no entanto, que muitas pessoas que estão atualmente na fronteira entre a Sérvia e a Hungria já tinham sido registradas quando chegaram à Grécia há algumas semanas, procedentes da Turquia
Refugiados esperam para cruzar a fronteira entre a Hungria e a Áustria nesta terça-feira (15) (Foto: AP Photo/Ronald Zak)
As ilhas gregas foram as que mais receberam migrantes em agosto. De acordo com a agência, foram 88 mil pessoas – do total de 156 mil –, um número 11 vezes maior do que o registrado no mesmo período de 2014. A maioria dos que chegam à Turquia são sírios. "As ilhas gregas continuam sob intensa pressão migratória. Na semana passada houve reforço de pessoal para ajudar a identificar e registrar os recém-chegados em Lesbos e Kos", diz o texto. 
Crise
A chegada de tantos migrantes e refugiados aos países europeus gerou uma crise no bloco, com alguns Estados sendo mais requisitados que os outros e a necessidade de distribuição das pessoas.
Ministros do Interior da União Europeia chegaram a um acordo inicial nesta segunda-feira (14), após reunião em Bruxelas, para compartilhar 120 mil pessoas que buscaram asilo, além de 40 mil distribuídas em uma base voluntária até o momento, de acordo com o G1. O plano deve ser formalizado dia 8 de outubro, com mais detalhes do procedimento, segundo o portal. 

Batalhão de Operações Especiais prende Peixe, chefe do tráfico da Vila Aliança


Peixe e um comparsa, presos pelo Bope
Peixe e um comparsa, presos pelo Bope Foto: Divulgação
Rafael Soares, Carolina Heringer e Alfredo Mergulhão

Após receber uma denúncia pelo WhatsApp do Disque-Denúncia, PMs do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam Rafael Alves, o Peixe, chefe do tráfico da Vila Aliança, em Bangu, na Zona Oeste. Peixe estava escondido num apartamento no 12º andar do condomínio Cidade Jardim, na Barra da Tijuca, também na Zona Oeste. O Disque-Denúncia oferecia R$ 20 mil por informações sobre o paradeiro do traficante. Junto com Peixe, a polícia também prendeu Marco Antonio Sena de Andrade, o Lambão, apontado como fornecedor da quadrilha.
Segundo policiais que participaram da operação, Peixe ofereceu R$ 1 milhão e 15 fuzis aos agentes para não ser preso.
Peixe e Lambão na viatura
Peixe e Lambão na viatura Foto: Divulgação
Em maio do ano passado, o EXTRA revelou imagens de bandidos atirando para o alto com fuzis para comemorar um gol do Vila Aliança Clube, dentro da favela. O time é apoiado por Peixe, apontado como o principal chefe do tráfico na comunidade de Bangu. Outros cabeças da mesma facção criminosa, entretanto, também organizaram suas próprias equipes. A escolha do elenco seria feita através da oferta de regalias ou até mesmo intimidando moradores da favela.

Em outra reportagem, o EXTRA mostrou que o bando comandado pelo bandido proibiu uma marca de cervejas de entrar na favela da Zona Oeste, após funcionários da cervejaria se recusarem a pagar pedágia de 300 caixas de cerveja para os criminosos.
Disque-denúncia oferecia R$ 20 mil por Peixe
Disque-denúncia oferecia R$ 20 mil por Peixe Foto: Reprodução


Polícia do Egito prende brasileiro por tráfico internacional de drogas


Rapaz saiu de Foz do Iguaçu, no PR, e foi preso no Cairo, com cocaína.
Condenação pelo crime pode ser a pena de morte ou a prisão perpétua.

Do G1 PR, com informações da RPC de Foz do Iguaçu
Um rapaz, de 20 anos, morador de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, está preso no Egito por suspeita de tráfico internacional de drogas. Se for condenado, ele pode ser executado. Lucas Stormoski foi detido pela polícia local ao desembarcar no aeorporto do Cairo, capital egípicia. Com ele, as autoridades encontraram mais de três quilos de cocaína.(VEJA VÍDEO)
O jovem saiu de Foz do Iguaçu, passou por São Paulo, pela Etiópia e seguiu para o Egito. Ao ser preso, ele deu uma entrevista a uma emissora de televisão local. "Nunca passei por isso, sempre trabalhei, sempre estudei, mas uma oferta do nada chega lá em casa e eu não resisti. Estava precisando de dinheiro, como todo mundo precisa de dinheiro", disse
saiba mais

Em outro trecho da entrevista, Lucas diz que foi contratado para levar comprimidos para o país e que desconfiava que se tratava de droga.
O tio do rapaz, Nilson Stormoski, afirmou que Lucas nunca se envolveu com o tráfico de droga e que a família está abalada. "Para a gente foi um baque muito grande, a gente está muito chocado ainda. Foi muito difícil, está sendo muito difícil, está todo mundo sofrendo demais. Está doendo demais", se emociona.
O tráfico de drogas é considerado um crime grave no país e as leis previstas são rígidas. Caso seja condenado, Lucas pode pegar prisão perpétua ou pena de morte por enforcamento.
A família de Lucas não soube precisar em que data ele foi preso, mas o Itamaraty afirmou que representantes do consulado acompanharam uma audiência com o brasileiro no dia 5 de setembro. O Itamaraty também disse que está prestando assistência ao jovem.
"Ele cometeu um erro, ele vai ter que pagar. De alguma forma, está pagando. Pior ainda é a gente, a família dele que sofre tanto ou mais que ele. Ele sabe que errou, mas que sirva de exemplo para outras famílias, outros jovens ver que se é difícil aqui trabalhando, fora daqui pode ter certeza que está muito pior", comenta o tio de Lucas.