Piada de Gentili pode ter sido motivo para Record proibir Xuxa de ir ao Teleton

Xuxa e os outros artistas da Record não poderão participar do Teleton no SBT (Divulgação/ Record)
Rede Record proibiu Xuxa e todos os seus outros artistas contratados de participarem do ‘Teleton’, campanha promovida anualmente pelo SBT para angariar fundos para a AACD. Segundo o colunista Flávio Ricco, do ‘UOL’, as piadas deDanilo Gentili em relação à estreia da apresentadora na emissora teriam sido o motivo.
Outras menções críticas do humorista a contratados da Record também teria irritado a diretoria da emissora. No dia da estreia de Xuxa, o apresentador do ’The Noite’ entrevistou Matheus Ceará, humorista do programa 'A Praça é Nossa’ em uma banheira com o produto Monange, marca que Xuxa foi garota propaganda durante alguns anos.

Além da entrevista, os integrantes da banda Ultraje a Rigor estavam caracterizados como Paquitas e a assistente de palco Juliana estava vestida de “Xuxa Crente”, brincando com o fato de a apresentadora não poder falar sobre religião em sua nova casa.

França faz primeiros ataques aéreos na Síria contra o Estado Islâmico


François Hollande, presidente francês, reafirmou via assessoria intenção de 'lutar contra a ameaça terrorista' no país

REDAÇÃO ÉPOCA
27/09/2015 - 10h57 - Atualizado 27/09/2015 10h57
  •  
François Hollande fez um pronunciamento na Bélgica, onde estava para uma reunião, e logo depois embarcou de volta à França (Foto: AP Photo/Geert Vanden Wijngaert)
França fez os primeiros ataques contra o Estado Islâmico (EI) na Síria na madrugada deste domingo (27), relatou o G1 com informações da agência France PresseFrançois Hollande, presidente francês, afirmou via assessoria que os ataques para "lutar contra a ameaça terrorista", coordenados com parceiros regionais, atingiram alvos identificados durante missões de reconhecimento realizadas nos últimos 15 dias.
A ação era esperada desde 16 de setembro, quando Jean-Yves Le Drian, ministro da Defesa da França, afirmou que o país faria seus primeiros bombardeios contra o EI. O grupo terrorista, disse, "avançou de tal maneira que ameaça ao mesmo tempo o Exército Sírio Livre e a resistência síria na região de Aleppo, mas também, para além do eixo Damasco-Homs, o Líbano se conseguir quebrar esta linha".
Antes, em 7 de setembro, Hollande já havia anunciado que deu instruções para que as Forças Armadas francesas sobrevooem aSíria e reconheçam o território antes de eventuais ataques aéreos. A intervenção militar por terra foi descartada pelo presidente, por considerá-la "inconsequente" e "irrealista".

Corinthians domina Figueirense, vence fáci 3 x 1 e vê liderança aumentar



O Corinthians voltou a vencer no Orlando Scarpelli depois de três anos. Mesmo atuando fora de casa neste domingo, o líder do Campeonato Brasileiro dominou o Figueirense durante a maior parte do tempo e conquistou uma vitória tranquila pelo placar de 3 a 1, comandada pela dupla Jadson e Renato Augusto.
Jadson foi o responsável pelos passes que acabaram nos gols de Elias e Gil, e sua coleção de assistências na competição só não ficou ainda maior porque algumas das chances que criou no segundo tempo foram desperdiçadas pelos atacantes. Já Renato Augusto marcou o terceiro gol, poucos minutos depois de acertar a trave com um chute de fora da área. 
Com o resultado, o time chega a 60 pontos e abre sete de distância para o Atlético-MG. Isso porque o perseguidor mais próximo do clube paulista na tabela de classificação não passou de um empate com o Joinville e soma agora 53 pontos. Já o Figueirense, agora há sete rodadas sem saber o que é vencer, permanece com 28 pontos e aparece em 18º lugar, dentro da zona de rebaixamento.
Ambos os times voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro no domingo e atuarão fora de casa. O Corinthians irá a Campinas medir forças com a Ponte Preta. O Figueirense, por sua vez, terá o Goiás pela frente no Serra Dourada, em Goiânia. Antes disso, porém, vai pegar o Santos na Vila Belmiro, na quarta-feira, pela partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil.
FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 3 CORINTHIANS
Data: 27 de setembro de 2015
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Auxiliares: Rodrigo F. Henrique Correa (RJ) e Clovis Amaral da Silva (PE)
Gols: Elias (Corinthians), aos 14 do 1º tempo; Gil (Corinthians), aos 22 do 2º tempo; Renato Augusto (Corinthians), aos 37 do 2º tempo; Leandro Silva (Figueirense), aos 45 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Rafael Bastos, Saimon, Leandro Silva (Figueirense); Vagner Love, Felipe, Lucca (Corinthians)
Figueirense: Alex Muralha; Leandro Silva, Saimon, Thiago Heleno e Marquinhos Pedroso; Fabinho, João Vitor (Sueliton), Yago, Rafael Bastos (Thiago Santana); Clayton e Marcão (Marcelinho)
Técnico: Hudson Coutinho
Corinthians: Cássio; Fágner (Edílson), Felipe, Gil e Yago; Ralf, Elias, Renato Augusto e Jadson (Danilo); Malcom e Vagner Love (Lucca)
Técnico: Tite

Investigação colhe dados sobre viagens de Lula


lula - itaipava
Com o governo Dilma Rousseff ladeira abaixo, empurrado pela repercussão da Operação Lava Jato e pela economia em queda livre, o ex-­presidente Lula anunciou, no final de agosto, que estava de volta à lida. “Voltei a voar”, disse Lula. Mas, na verdade, o ex-­presidente jamais “desembarcou” de sua atuação política e de vendedor de suas ideias sobre o País. As informações são do Estadão.
Os detalhes dessa sua intensa agenda de viagens nacionais e internacionais nos últimos anos estão em fase final de coleta de informações na investigação sigilosa que ocorre no Núcleo de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal do Distrito Federal.
Enquanto Lula abre suas asas sobre o País, o MPF-­DF ajusta o radar exatamente na direção dele. Os procuradores querem saber quem paga a conta do sobrevoo continental do ex­-presidente e suas consequências.
Levantamento do Instituto Lula aponta que, de 2011 a 2014, ele não economizou tempo e presença visitando boa parte do Planeta. A maratona aérea teve 174 reuniões nas quais Lula se encontrou com 107 chefes de Estado, autoridades, empresários e dirigentes de organismos multilaterais e organizações sociais, 63 deles no Brasil e 111 no exterior.
Neste período, Lula amealhou 28 títulos e tem uma lista de mais 65 outorgados a receber. Contando a despesa com passagens aéreas somente de 2013, 2014 e 2015, o ex­presidente gastou, a preços de classe econômica, cotados nesta semana em empresas aéreas, cerca de US$ 38 mil o que chega a cerca de R$ 152 mil.
Em ofício de maio, a procuradora do NCC Mirella de Aguiar, que está afastada por licença maternidade, assinou pedido de apuração da movimentação de Lula pelo mundo para “aferir-­se se encontram adequação típica no ordenamento jurídico nacional, caso em que poderá ser instaurada ou requisitada investigação”. A procuradora substituta indicada, Anna Carolina Resende Maia Garcia, porém, não pretende assumir a tarefa tão cedo e permanece na Procuradoria­-Geral da República trabalhando na equipe do procurador­-geral Rodrigo Janot.
O caso das viagens de Lula ganhou peso no Núcleo de Combate à Corrupção em julho quando o procurador Valtan Timbó Martins Furtado, interino no 1º Ofício, fez andar despacho sobre uma Notícia de Fato (NF 3.553/2015) solicitada pelo procurador do 4º Ofício, Anselmo Lopes, que recolheu material de imprensa sobre as viagens de Lula e as relações dele com empreiteiras investigadas na Lava Jato.
A canetada de Furtado transformou a Notícia de Fato de Lopes em Procedimento de Investigação Criminal (PIC), ato que, segundo o MPF, corresponde a um inquérito na esfera da Polícia Federal.
A investigação quer “elucidar suspeitas” de ligações do ex-­presidente com empresas patrocinadoras de viagens e compradoras de palestras. Furtado, que não comenta o processo, já sofreu uma ação movida pelo “investigado”. Mas a representação foi arquivada.
O PIC determinou que a DAG Construtora e a Odebrecht expliquem preços de passagens e custos de viagem ao Caribe e à África, assim Investigação colhe dados sobre viagens de Lula como entreguem as listas de passageiros desses voos. Pediu ainda ao chefe da Delegacia Especial do Aeroporto Internacional do Distrito Federal, da Polícia Federal, os registros de entrada e saída de Lula e do ex­-diretor da Odebrecht Alexandrino de Alencar, assim como dados sobre voos privados (jatinhos).
A Odebrecht entregou os dados no dia 22 de agosto. A Líder não comenta o caso, que corre em sigilo a pedido do Instituto Lula, do BNDES e do Itamaraty.

Ex-deputado revela que o petrolão nasceu com aval de Lula e foi mantido por Dilma

O ex-deputado Pedro Corrêa na CPI da Petrobras
Parcerias - O ex-deputado Pedro Corrêa pode ser o primeiro político envolvido na Lava-Jato a fechar um acordo de delação premiada com a Justiça(Vagner Rosario/VEJA)
Expoente de uma família rica e tradicional do Nordeste, o médico Pedro Corrêa se destacou, durante quase quatro décadas, como um dos parlamentares mais influentes em negociações de bastidores. Como presidente do PP, garantiu a adesão do partido ao governo Lula e - como reza a cartilha do fisiologismo - recebeu em troca o direito de nomear apadrinhados para cargos estratégicos da máquina pública. Essa relação de cumplicidade entre o ex-deputado e o ex-presidente é notória. Ela rendeu a Corrêa uma condenação à prisão no processo do mensalão, o primeiro esquema de compra de apoio parlamentar engendrado pela gestão petista. Mesmo após a temporada na cadeia, Corrêa se manteve firme no propósito de não revelar o que viu e ouviu quando tinha acesso privilegiado ao gabinete mais poderoso do Palácio do Planalto. Discreto, ele fez questão de ser leal a quem lhe garantiu acesso a toda sorte de benesse. Havia um acordo tácito entre o ex-deputado e o ex-presidente. Um acordo que está prestes a ruir, graças à descoberta do petrolão e ao avanço das investigações sobre o maior esquema de corrupção da história do Brasil.
Como outros mensaleiros, Corrêa foi preso pela Operação Lava-Jato. Encarcerado desde abril, ele negocia há dois meses com o Ministério Público um acordo de colaboração que, se confirmado, fará dele o primeiro político a aderir à delação premiada. Com a autoridade de quem presidiu um dos maiores partidos da base governista, Corrêa já disse aos procuradores da Lava-Jato que Lula e a presidente Dilma Rousseff não apenas sabiam da existência do petrolão como agiram pessoalmente para mantê-lo em funcionamento. O topo da cadeia de comando, portanto, estaria um degrau acima da Casa Civil, considerada até agora, nas declarações dos procuradores, o cume da organização criminosa. Nas conversas preliminares, Corrêa contou, por exemplo, que o petrolão nasceu numa reunião realizada no Planalto, com a participação dele, de Lula, de integrantes da cúpula do PP e dos petistas José Dirceu e José Eduardo Dutra - que à época eram, respectivamente, ministro da Casa Civil e presidente da Petrobras. Em pauta, a nomeação de um certo Paulo Roberto Costa para a diretoria de Abastecimento da Petrobras.
Pedro Corrêa, José Janene e o deputado Pedro Henry, então líder do PP, defendiam a nomeação. Dutra, pressionado pelo PT, que também queria o cargo, resistia, sob a alegação de que não era tradição na Petrobras substituir um diretor com tão pouco tempo de casa. Lula, segundo Corrêa, interveio em nome do indicado, mais tarde tratado pelo petista como o amigo "Paulinho". "Dutra, tradição por tradição, nem você poderia ser presidente da Petrobras, nem eu deveria ser presidente da República. É para nomear o Paulo Roberto. Tá decidido", disse o presidente, de acordo com o relato do ex-deputado. Em seguida, Lula ameaçou demitir toda a diretoria da Petrobras, Dutra inclusive, caso a ordem não fosse cumprida. Ao narrar esse episódio, Corrêa ressaltou que o ex-presidente tinha plena consciência de que o objetivo dos aliados era instalar operadores na estatal para arrecadar dinheiro e fazer caixa de campanha. Ou seja: peça-chave nessa engrenagem, Paulinho não era uma invenção da cúpula do PP, mas uma criação coletiva tirada do papel graças ao empenho do presidente da República. A criação coletiva, que desfalcou pelo menos 19 bilhões de reais dos cofres da Petrobras, continuou a brilhar no mandato de Dilma Rousseff - e com a anuência dela, de acordo com o ex-presidente do PP.

PMDB formaliza filiação de Marta Suplicy e diz que terá candidato à prefeitura de SP


"Sinto que caibo aqui", discursou a ex-petista, que pode enfrentar Fernando Haddad nas eleições municipais de 2016

REDAÇÃO ÉPOCA
26/09/2015 - 19h35 - Atualizado 26/09/2015 19h42
Eduardo Cunha, Michel Temer e Renan Calheiros, à frente, dão boas vindas a Marta Suplicy (Foto: Agência O Globo)
PMDB deu as boas vindas neste sábado (26) a Marta Suplicy, senadora que rompeu com o PT, no Teatro Tuca, em São Paulo.Eduardo Cunha (RJ), Michel Temer (SP) e Renan Calheiros (AL) estiveram à frente da cerimônia para formalizar a filiação e para afirmar que o partido terá candidato próprio na disputa pela prefeitura paulistana em 2016. "Sinto que caibo aqui", afirmou a ex-petista que, entre outros cargos, já foi prefeita de São Paulo.
Valdir Raupp (RO), senador e vice-presidente do PMDB, afirmou que a presença de líderes nacionais do partido é um sinal de que o apoio a Fernando Haddad (PT) será rompido, relatou a Folha de S. Paulo.
Cunha foi além e propôs lançar candidatura própria para a Presidência da República. "Chega de viver a reboque [do PT]. Time que não joga não tem torcida", afirmou. O discurso do presidente da Câmara dos Deputados foi feito um dia depois de Fernando Baiano, delator na Operação Lava Jato, ter afirmado que Cunharecebeu propina do petrolão. O deputado nega as acusações e diz ver, por trás delas, interferência do PT para prejudicá-lo.
PC do B, PTB e PSD enviaram representantes à cerimônia, entre eles o ministro de Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo (PC do B). "Vim prestigiar o PMDB. Somos aliados do PT", disse.
Gabriel Chalita, secretário municipal de Educação de São Paulo deHaddad, que já concorreu e manifesta intenção de tentar novamente a prefeitura, disse que "o PMDB é um partido que não tem dono".

Investigação sigilosa colhe dados sobre viagens de Lula


De São Paulo

  • Renato Araujo/ABr
    Lula se despede na Base Aérea de Brasília em 2011, ao deixar de ser presidente
    Lula se despede na Base Aérea de Brasília em 2011, ao deixar de ser presidente
Com o governo Dilma Rousseff ladeira abaixo, empurrado pela repercussão da Operação Lava Jato e pela economia em queda livre, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva anunciou, no final de agosto, que estava de volta à lida. "Voltei a voar", disse Lula. Mas, na verdade, o ex-presidente jamais "desembarcou" de sua atuação política e de vendedor de suas ideias sobre o país.
Os detalhes dessa sua intensa agenda de viagens nacionais e internacionais nos últimos anos estão em fase final de coleta de informações na investigação sigilosa que ocorre no Núcleo de Combate à Corrupção (NCC) do Ministério Público Federal do Distrito Federal.
Enquanto Lula abre suas asas sobre o País, o MPF-DF ajusta o radar exatamente na direção dele. Os procuradores querem saber quem paga a conta do sobrevoo continental do ex-presidente e suas consequências.
Levantamento do Instituto Lula aponta que, de 2011 a 2014, ele não economizou tempo e presença visitando boa parte do Planeta. A maratona aérea teve 174 reuniões nas quais Lula se encontrou com 107 chefes de Estado, autoridades, empresários e dirigentes de organismos multilaterais e organizações sociais, 63 deles no Brasil e 111 no exterior.
Neste período, Lula amealhou 28 títulos e tem uma lista de mais 65 outorgados a receber. Contando a despesa com passagens aéreas somente de 2013, 2014 e 2015, o ex-presidente gastou, a preços de classe econômica, cotados nesta semana em empresas aéreas, cerca de US$ 38 mil - o que chega a cerca de R$ 152 mil.
Em ofício de maio, a procuradora do NCC Mirella de Aguiar, que está afastada por licença maternidade, assinou pedido de apuração da movimentação de Lula pelo mundo para "aferir-se se encontram adequação típica no ordenamento jurídico nacional, caso em que poderá ser instaurada ou requisitada investigação". A procuradora substituta indicada, Anna Carolina Resende Maia Garcia, porém, não pretende assumir a tarefa tão cedo e permanece na Procuradoria-Geral da República trabalhando na equipe do procurador-geral Rodrigo Janot.
O caso das viagens de Lula ganhou peso no Núcleo de Combate à Corrupção em julho quando o procurador Valtan Timbó Martins Furtado, interino no 1º Ofício, fez andar despacho sobre uma Notícia de Fato (NF 3.553/2015) solicitada pelo procurador do 4º Ofício, Anselmo Lopes, que recolheu material de imprensa sobre as viagens de Lula e as relações dele com empreiteiras investigadas na Lava Jato. A canetada de Furtado transformou a Notícia de Fato de Lopes em Procedimento de Investigação Criminal (PIC), ato que, segundo o MPF, corresponde a um inquérito na esfera da Polícia Federal.
A investigação quer "elucidar suspeitas" de ligações do ex-presidente com empresas patrocinadoras de viagens e compradoras de palestras. Furtado, que não comenta o processo, já sofreu uma ação movida pelo "investigado". Mas a representação foi arquivada.
O PIC determinou que a DAG Construtora e a Odebrecht expliquem preços de passagens e custos de viagem ao Caribe e à África, assim como entreguem as listas de passageiros desses voos. Pediu ainda ao chefe da Delegacia Especial do Aeroporto Internacional do Distrito Federal, da Polícia Federal, os registros de entrada e saída de Lula e do ex-diretor da Odebrecht Alexandrino de Alencar, assim como dados sobre voos privados (jatinhos). A Odebrecht entregou os dados no dia 22 de agosto. A Líder não comenta o caso, que corre em sigilo a pedido do Instituto Lula, do BNDES e do Itamaraty. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".
Ampliar

Luiz Inácio Lula da200 fotos

1 / 200
16.set.2015 - Ex-presidente Lula elogia iniciativa da prefeitura de SP de reduzir velocidades médias das marginais. No início do mês, ele havia feito piada com o prefeito Fernando Haddad sobre o tema Reprodução/Facebook

Homem provoca incêndio em posto de gasolina ao tentar 'queimar' aranha


Incidente aconteceu nos Estados Unidos; homem admitiu ter fobia de aranha.

Da BBC
Homem provoca incêndio ao tentar queimar aranha enquanto abastecia o carro (Foto: BBC)Homem provoca incêndio ao tentar queimar aranha enquanto abastecia o carro (Foto: BBC)
Um homem provocou um incêndio em um posto de gasolina nos Estados Unidos após tentar matar uma aranha na lataria do seu carro. ( veja o vídeo)
Ele acendeu um isqueiro na tentativa de 'queimar' o animal, mas talvez tenha se esquecido de que ainda abastecia o veículo. Logo em seguida, as chamas rapidamente se espalharam pelo local.
O homem, que não foi identificado, admitiu a funcionários do posto de gasolina que tinha medo de aranhas. O incidente foi fragrado por câmeras de vigilância.
Ninguém sabe o que aconteceu com a aranha.

Jovem é suspeita de furtar R$ 100 mil do patrão e gastar com viagens


Funcionária de empresa teria falsificado assinatura do chefe em cheques.
Ela comprou roupas de marcas famosas e até carro, segundo a polícia.

Do G1 MT
Jovem de 25 anos confessou à polícia ter furtado folhas de cheque (Foto: Varlei Cordova/ Agora MT)Jovem de 25 anos confessou à polícia ter furtado folhas de
cheque (Foto: Varlei Cordova/ Agora MT)
A polícia investiga o caso de uma funcionária de uma empresa suspeita de ter furtado mais de R$ 100 mil do patrão, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. O dinheiro teria sido gasto com viagens e hospedagens em hotéis de luxo e na compra de joias, roupas, sapatos, todos de marcas famosas, e até na compra de um carro utilitário, de acordo com a Polícia Civil, que abriu inquérito para apurar o crime.
Ela foi detida, mas, como não houve flagrante, foi liberada após prestar depoimento no último final de semana. A polícia investiga o caso, mas já indiciou a suspeita por furto qualificado e apropriação indébita. O inquérito deve ser encaminhado para a Justiça em até 30 dias.
O furto, segundo a polícia, ocorreu ao longo de quatro meses e ela era considerada de confiança do empresário do ramo de pecuária. De acordo com a polícia, a vítima pedia que a funcionária descontasse cheques para ele no banco.
Polícia apreendeu roupas, sapatos e até climatizador de ar na casa da jovem (Foto: Varlei Cordova/ Agora MT)Polícia apreendeu roupas, sapatos e até climatizador de ar
na casa da jovem (Foto: Varlei Cordova/ Agora MT)
No entanto, nessas idas ao banco, ela teria descontado cheques e ficado com o dinheiro. Inclusive, teria supostamente falsificado a assinatura do empresário. Normalmente, os cheques descontados tinham valores entre R$ 2 mil e R$ 4 mil, de acordo com a polícia. Ao todo, o prejuízo chegou a R$ 107,6 mil.
Ela viajou para Santa Catarina e Rio de Janeiro. Nesses estados, teria se hospedado em hotéis de luxo e feito muitas compras. As roupas e sapatos e até o carro, adquirido por R$ 24 mil, além de R$ 18,9 mil em dinheiro também foram apreendidos na casa dela, no Bairro Jardim Guanabara, em Rondonópolis, no final de semana passado. Com ela, a polícia também encontrou uma folha de cheque em branco da vítima.
Depois de vários furtos, o empresário desconfiou e denunciou o caso à polícia. A Delegacia de Roubos e Furtos daquele município então começou a investigar o crime e descobriu as falsificações das assinaturas e analisou imagens do circuito interno de segurança da agência bancária onde ela costuma descontar os cheques.
Foi identificado que ela continuava descontando cheques após ter sido demitida da empresa. Ao ver as imagens obtidas pela polícia, ela confessou o crime.
Carro comprado por R$ 24 mil também foi apreendido pela polícia (Foto: Varlei Cordova/ Agora MT)Carro comprado por R$ 24 mil também foi apreendido pela polícia (Foto: Varlei Cordova/ Agora MT)

Homem mata a mulher e escreve em parede com o sangue dela, diz PM


Após agredir e esfaquear a vítima, ele se enforcou, em Aparecida de Goiânia.
Em texto, ele alegou o motivo do homicídio: 'Eu te amava. Porque me traiu?'

Sílvio TúlioDo G1 GO
Homem mata a mulher e escreve em parede com o sangue dela, diz PM em Goiás (Foto: Diomício Gomes/O Popular)Segundo PM, homem escreveu na parede com o sangue da mulher (Foto: Diomício Gomes/O Popular)
Um casal foi encontrado morto na manhã deste domingo (27) dentro do barracão onde morava, no Setor Jardim Monte Cristo, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Militar, a suspeita é que o homem, de 52 anos, tenha assassinado a mulher, de 47, a facadas, e depois se enforcado.
saiba mais

Conforme o cabo Ronaldo de Souza Pereira, antes de se matar, ele escreveu um texto na parede do imóvel, usando o sangue da vítima, onde alegou que o crime teria sido motivado por uma traição dela. No texto, está escrito: "Eu te amava. Porque me trail (sic)?".
"Em uma cadeira, escrito à caneta, ele também deixou uma mensagem onde pedia desculpa aos familiares", informou ao G1.
Ainda de acordo com a PM, a mulher apresentava vários hematomas pelo corpo e ainda golpes de faca na região do peito, braço e cabeça. Uma panela, encontrada amassada ao lado do corpo, pode ter sido usada nas agressões.
Um irmão da mulher foi quem encontrou os corpos quando foi visitar a parente. Ele informou aos policiais que o casal se conheceu em Pires do Rio, no sul de Goiás, e estava vivendo junto em Aparecida há cerca de dois meses.
O caso será investigado pela Polícia Civil.
Homem mata a mulher e escreve em parede com o sangue dela, diz PM em Goiás (Foto: Fernanda Trigueiro/TV Anhanguera)Homem mata a mulher e escreve em parede com o sangue dela (Foto: Fernanda Trigueiro/TV Anhanguera)

Guardas municipais de Curitiba abrem indicativo de greve e prometem “Vi..nada” na segunda-feira


Por Felipe Ribeiro

Em assembleia realizada na tarde de sábado (26), os guardas municipais de Curitiba decidiram abrir indicativo de greve para o próximo dia 5. De acordo com o sindicato da categoria, o Sigmuc, a Guarda Municipal (GM) de Curitiba está em processo de “sucateamento e precarização”, além de sofrer com vários cortes que tem prejudicado as condições de trabalho. A GM hoje conta com 1,4 mil profissionais e está presente em praticamente todos os pontos municipais da cidade.
assembleia guarda
Foto: Divulgação
Em entrevista ao radialista Geovane Barreiro na manhã deste domingo (27), o presidente do Sigmuc, Luiz Vecchi, disse que a atual administração tem cortado recursos de pontos fundamentais para a categoria. “O que nos parece é que a GM está em processo de extinção. Nossa categoria é a única que não possuí um secretário, por exemplo, o que no meu modo de ver é uma falta de respeito. A prefeitura corta investimentos, corta o crescimento do plano de carreira, diminui o número de viaturas e nada é feito para melhorar as nossas condições”, criticou.
A assembleia de sábado contou com cerca de 300 guardas municipais. Entre os locais que contam com presença da Guarda estão parques, escolas e postos de saúde.
Protesto
O Sigmuc já marcou para a tarde de segunda-feira (28) no Parque Barigui. A manifestação se dá pela presença do prefeito Gustavo Fruet em uma audiência pública no local. A categoria denomina o protesto de “Vi…nada” e deve cozinhar vinas no local.
Outro lado
Em nota, a Prefeitura de Curitiba informou que tem, desde o início da atual gestão, atendido a reivindicações históricas dos guardas municipais. Confira na íntegra:
Neste ano, após amplo diálogo com a categoria, o novo plano de Cargos e Salários começou a ser implantado, garantindo ganhos. Esse plano era aguardado há 20 anos e em alguns casos, o aumento ultrapassou os 60%.
Além de melhorar o salário e a possibilidade de ascensão, o plano permite melhor planejamento, possibilitando saber qual será o valor recebido na aposentadoria, por exemplo.
Ao longo dos últimos 20 anos, a Guarda vinha acumulando defasagem salarial. Há cinco anos foi elevado o salário básico para os ingressos na carreira, deixando de valorizar quem estava há anos no serviço. Essa medida gerou uma distorção que fazia com que servidores em início e final de carreira recebessem o mesmo salário. Com o novo Plano de Cargos e Salários, os Guardas Municipais passam a ter perspectivas de um salário digno e aposentadoria valorizada.
Além disso, a Prefeitura tem investindo em equipar a Guarda. Neste ano, a prefeitura investiu R$ 2,8 milhões em um novo sistema digital de radiocomunicação de ponta, que está sendo implantado. Além de 176 armas não letais de dispositivo elétrico (Spark) e 183 novas pistolas (calibre 380), além de 1.500 coletes de proteção balística para todos os guardas. Os agentes tem passado por capacitação para uso de equipamentos e para trabalhar com polícia comunitária, valorizando o trabalho da corporação. A frota também começa a ser renovada.
O concurso público para contratação de 400 novos agentes está em andamento, com participação de 26 mil candidatos. O concurso está em sua terceira fase (exame psicológico), com conclusão prevista para janeiro.
Sobre as horas extras, a Prefeitura informa que um decreto regulamentou o pagamento de horas extras para todos os servidores da administração municipal, com limite de 200 horas, justificadas. A medida é necessária para enfrentar a crise financeira, com queda de receitas e de transferências do Estado e da União.