Polícia identifica corpo de estudante carioca como 2ª vítima de pintor


Corpo de Renata Pedrosa foi reconhecido por causa de pinos ortopédicos.
Cinco cadáveres ainda não tiveram as identidades confirmadas.

Do G1 São Paulo
A polícia identificou nesta quinta-feira (1º) o segundo dos sete corpos encontrados enterrados na casa do pintor Jorge Luiz Morais de Oliveira, de 41 anos, na Favela Alba, na região do Jabaquara, Zona Sul de São Paulo. A estudante Renata Cristina Pedrosa Moreira, de 33 anos, foi a última a ser desenterrada da casa do suspeito, na terça-feira (29).(VEJA VÍDEO)
A companheira de Renata disse que as 27 radiografias que entregou para o Instituto Médico-Legal (IML) foram fundamentais para a identificação. A mulher sofreu um acidente há cinco anos e colocou pinos em duas partes do corpo. “Tinha uma placa de titânio no úmero e na clavícula e eu entreguei isso para o IML”, disse Louise Cerdeira. “Isso facilitou com que fosse rapidamente reconhecido o corpo dela.”
Na segunda (28), após o fim do trabalho da perícia, a mãe e a companheira de Renata compraram uma pá e uma enxada e entraram na casa do pintor em busca do corpo. Não encontraram, mas, além de objetos, acharam ossos e novos restos mortais que não haviam sido recolhidos pelos peritos. O corpo de Renata acabou localizado no dia seguinte.
Maria de Fátima Gomes Machado Pedrosa, mãe da estudante, conta que mora no Rio de Janeiro, mas desde o início do ano está em São Paulo em busca da filha que desapareceu em janeiro deste ano.
Renata está desaparecida desde janeiro; família procura por ela na região (Foto: Arquivo Pessoal)Renata estava desaparecida desde janeiro
(Foto: Arquivo Pessoal)
Renata era carioca, mas morava em São Paulo com a companheira Louise em um apartamento próximo à favela onde vivia o pintor. A mãe disse que ela era usuária de drogas e costumava frequentar a comunidade para comprar entorpecentes. O último sinal do celular da estudante, inclusive, foi de dentro do local.
Maria de Fátima afirmou que, em um dos dias que procurava pela filha na região, chegou a cruzar com Jorge Luiz. “Eu deparei com esse homem, mostrei fotos da minha filha pra ele. Falou que não conhecia.”
Outros corpos
Além de Renata, a polícia já identificou o corpo de Carlos Neto Alves Júnior, um vizinho do pintor. Cinco cadáveres ainda não foram identificados.
Outros parentes de desaparecidos na região foram à delegacia em busca de pistas, mas não encontraram nada. Roupas e os objetos encontrados na casa do suspeito e no terreno onde ele e outras pessoas consumiam drogas foram apreendidos e apresentados aos parentes.
Companheira e mãe de Renata entraram na casa do pintor em busca de pistas da filha (Foto: Will Soares/G1)Companheira e mãe de Renata entraram na casa do pintor em busca de pistas da filha (Foto: Will Soares/G1)
Familiares e amigos de Natasha dos Santos, uma das desaparecidas, foram ao Instituto Médico-Legal (IML) e à delegacia prestar depoimento nesta tarde. Eles levaram fotos da jovem sorrindo e, de acordo com o delegado, deverá ser feito o reconhecimento por meio de comparação com a arcada.
As amigas também observaram algumas roupas encontradas na casa do pintor, mas não reconheceram nenhuma delas como sendo de Natasha. Segundo a família, a jovem estava entregando livros quando desapareceu. A policia investiga se ela teria batido na casa do pintor.
Amigas de Natasha (no detalhe) observam roupas encontradas na casa do pintor Jorge Luiz Morais de Oliveira (Foto: Carolina Dantas/G1)Amigas de Natasha (no detalhe) observam roupas encontradas na casa do pintor (Foto: Carolina Dantas/G1)
Outra foto mostrada para o pintor na delegacia foi a de Andréia Gonçalves Leão, de 20 anos, conhecida por Baianinha, que, assim como ele, era moradora da favela Alba. Segundo a polícia, o pintor também disse que a matou, mas ele não ligou os nomes das duas mulheres com as fotos.
A polícia quer saber quem são as outras cinco vítimas e está chamando parentes de uma lista de cerca de 30 pessoas desaparecidas na região do Jabaquara.

saiba mais

Segundo a polícia, o pintor também declarou, durante o interrogatório, ter matado uma mulher chamada Paloma. Jorge Carrasco, delegado da 2ª Seccional-Sul, disse que “nós temos que individualizar esses corpos que foram encontrados, saber de quem são e traçar um perfil, saber o que ocorreu realmente nessa comunidade e que veio acontecer esse fato, essa atrocidade.”

Pelo menos duas pessoas procuraram a polícia nesta quinta-feira (1º) e disseram também ser vítimas de crimes cometidos pelo pintor.Segundo o delegado Jorge Carrasco, elas foram ao 35º Distrito Policial para prestar depoimento. Uma delas disse ter sido estuprada e, a outra, roubada. Os casos também serão investigados.
Buscas
A casa de Jorge está interditada. Em buscas de pistas, paredes foram quebradas e escavações foram feitas no quintal em busca de mais corpos. Na quarta (30), a polícia também vistoriou a casa onde Jorge trabalhou como pintor. Depois que a casa ficou desocupada, testemunhas disseram que viram ele pulando o muro com uma enxada, mas nada suspeito foi encontrado no local pela polícia.
As buscas por novas pistas e vítimas acontecem também em um outro terreno, a poucos metros da casa do pintor. A casa que existia no local estava abandonada e era frequentada por usuários de drogas, entre eles, Jorge Luiz. Por isso, existe a possibilidade de haver corpos escondidos no imóvel. Como a casa estava caindo aos pedaços e completamente cheia de entulho, a polícia decidiu primeiro demolir e retirar todo o material antes de fazer uma busca minuciosa.
O trabalho de "limpeza" da área é realizado pela Prefeitura e deve durar até sexta-feira (2). O lixo e entulho retirados do local até a tarde desta quarta foram suficientes para encher por pelo menos 10 vezes a caçamba dos caminhões utilizados na operação. O material foi descartado em um aterro sanitário.
Pintor  Jorge Luiz Morais de Oliveira  (Foto: Marcelo Gonçalves/SigmaPress/Estadão Conteúdo)Pintor Jorge Luiz Morais de Oliveira (Foto: Marcelo Gonçalves/SigmaPress/Estadão Conteúdo)

Vítimas
Oliveira reconheceu por foto Paloma Aparecida dos Santos, de 21 anos, segundo a polícia. Os familiares dela identificaram um celular da jovem encontrado na casa do pintor de paredes. Oliveira também disse que estão entre as vítimas uma mulher chamada Natasha e uma conhecida como “Baianinha”. A polícia informou, no entanto, que só poderá confirmar a identidade dos corpos quando os exames de DNA estiverem prontos.

“Não dá para a gente ficar mostrando fotos de vítimas e desaparecidos e perguntar se ele matou, ou não. A gente vai ter que provar isso na investigação”, disse o delegado Jorge Carrasco. Segundo ele, na região do 35º Distrito Policial, o mais próximo da Favela Alba, onde o pintor morava, há 30 pessoas desaparecidas. A polícia irá fazer a investigação das vítimas com base nas informações sobre esses desaparecidos.
Mais cedo, o advogado de Oliveira, André Nino, havia dito que o pintor alegou que agia sob efeito de drogas e que está "arrependido dos crimes". Segundo o advogado, Oliveira afirmou não se lembrar dos nomes ou de outras informações das mulheres mortas.

O advogado disse que "se trata de uma pessoa que está consumida pela droga". Ele informou que ainda não definiu a linha de defesa. Segundo o advogado, o pintor negou em depoimento que a motivação dos assassinatos em série seja homofobia – Carlos Júnior e outras possíveis vítimas eram homossexuais.
Além dos casos revelados nesta semana, o pintor tem longa ficha criminal. Ele ficou preso 17 anos e 9 meses por dois homicídios em 1994 e 1995, se envolveu em rebelião de presos, e também respondeu criminalmente por sequestro, cárcere privado e formação de quadrilha. Ele deixou a cadeia em 7 de novembro de 2013.
Corpo é retirado da casa do pintor Jorge de Oliveira na região do Jabaquara, Zona Sul de São Paulo (Foto: Amauri Nehz/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo)Corpo é retirado da casa do pintor Jorge de Oliveira na região do Jabaquara, Zona Sul de São Paulo (Foto: Amauri Nehz/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo)Pintor chega para depor em Distrito Policial em São Paulo (Foto: Will Soares/ G1)Pintor chega para depor em Distrito Policial em São Paulo (Foto: Will Soares/ G1)
Beco onde fica a casa do pintor suspeito pelas mortes (Foto: Will Soares/G1)Beco onde fica a casa do pintor suspeito pelas mortes (Foto: Will Soares/G1)

Prefeitura de Colombo assina termo de cooperação com a FAEC


WEBMASTER 1 DE OUTUBRO DE 2015

Acordo foi firmado durante a inauguração da Escola de Negócios, que trará capacitação aos empreendedores do município

Termo de cooperação estabelece parceria entre a prefeitura e a Faculdade Educacional de Colombo (FAEC)
Termo de cooperação estabelece parceria entre a prefeitura e a Faculdade Educacional de Colombo (FAEC)
Na ocasião, uma placa em homenagem a Alcides Caron foi inaugurada
Na ocasião, uma placa em homenagem a Alcides Caron foi inaugurada
Os empreendedores de Colombo têm um novo espaço para receber orientações e treinamentos. Foi inaugurada ontem, (30), a Escola de Negócios Alcides Caron. Na ocasião, a Prefeita de Colombo, Beti Pavin assinou um termo de cooperação com a Faculdade Educacional de Colombo (FAEC).
“Está união é muito significativa para o município como um todo. Principalmente, quando a parceria é com uma instituição que tanto tem contribuído para a nossa cidade”, afirma a Beti Pavin.
A parceria visa o fortalecimento das micro e pequenas empresas, o estímulo ao empreendedorismo e à geração de emprego e renda. E entre os serviços oferecidos pela Escola de Negócios estão o suporte administrativo, contábil, gestão tecnológica em informações, recursos humanos, finanças, logística e marketing. Além de um acompanhamento de 18 meses dentro do campus FAEC, resultando na capacitação do projeto de negócios do empresário colombense.
“O desenvolvimento do município está diretamente ligado ao desenvolvimento do micro empreendedor. Portanto, capacitá-lo e oferecer suporte a esses profissionais representa também o avanço econômico de Colombo”, afirma o secretário de Indústria e Comércio, Turismo e Trabalho, Antônio Ricardo Milgioransa.
Ao final da assinatura do termo de cooperação foi inaugurada uma placa em homenagem a Alcides Caron. Participaram do evento além da Prefeita de Colombo, Beti Pavin; o vice-prefeito, Ademir Goulart; o secretário de Indústria e Comércio, Turismo e Trabalho, Antônio Ricardo Milgioransa; o secretário de Planejamento, Cezar Antônio Bittencourt Junior; a diretora geral da FAEC, Verginia Aparecida Mariane; o presidente da Câmara de Vereadores, Waldirlei Bueno, e os vereadores, Ratinho de Colombo e Sérgio Pinheiro.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Fotos: Marcio Fausto/ PMC

STF mantém prisão de Nestor Cerveró


O ministro Teori Zavascki, do STF, negou pedido de liberdade ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Na decisão, o ministro explicou que o exame do pedido deve ser feito no mérito da questão. O ex-diretor está em preso em Curitiba desde janeiro, por tentar ocultar seu patrimônio, segundo investigadores da Operação Lava Jato. As informações são da Agência Brasil.
No mês passado, Cerveró foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 12 anos, três meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na ação penal na qual é acusado de receber propina em contratos para compra de navios-sondas pela Petrobras. Em maio, Cerveró havia sido condenado a cinco anos de prisão por lavagem de dinheiro pela compra de um apartamento, depois da ocultação e dissimulação de valores oriundos do pagamento de propina.

PR equilibra contas e projeta investir R$ 6,8 bi em 2016


unnamed
Com as contas em dia e com caixa para fazer investimentos, o Governo do Paraná vai entrar o ano de 2016 com uma das situações financeiras mais equilibradas do País, melhor, inclusive, que a União. O orçamento paranaense para o próximo ano será de R$ 54,5 bilhões, somando todas as fontes de receita. No comparativo com o ano anterior, haverá um incremento de receitas de R$ 6,7 bilhões.
Além disso, o Paraná projeta para o ano que vem o maior volume de investimentos da história: R$ 6,8 bilhões – R$ 3,7 bilhões do Tesouro e R$ 3,1 bilhões das empresas estatais. O cenário positivo é resultado das medidas de ajuste fiscal implantadas pelo governo estadual desde o fim de 2014, já prevendo a grave crise nacional que o Brasil passaria. “Cortamos gastos e enxugamos a máquina pública”, afirma o governador Beto Richa.
Ao contrário da União, que prevê déficit de R$ 30 bilhões, com gastos maiores que as receitas, o governo paranaense irá fechar as contas de 2016 gastando apenas aquilo que arrecadar. Além do rombo nas contas, o governo federal cortará investimentos. Para o próximo ano foram retirados R$ 12 bilhões da saúde e R$ 9,5 bilhões da educação.
Já o Paraná aumentou os investimentos nessas áreas e se comprometeu a superar o mínimo constitucional aplicando em ensino 34,17% da receita de impostos. Isso equivale a R$ 9,3 bilhões – 10% a mais do que no exercício de 2015. Os recursos para a área superam a obrigação constitucional, que é destinar 30% da arrecadação. Em saúde, o governo estadual cumprirá a determinação constitucional e aplicará 12% da receita de tributos. Serão R$ 3,2 bilhões disponibilizados para esta área em 2016.
ESTADOS – Na comparação com outros estados, o Paraná, que é a quinta maior economia do País, terá melhor condição financeira em 2016. Das cinco maiores economias brasileiras, o Estado de São Paulo também apresentou um orçamento equilibrado, mantendo investimentos e com aplicação acima dos limites constitucionais em saúde e educação. O orçamento do governo paulista é de R$ 206,9 bilhões, com volume total de investimentos de R$ 24,5 bilhões.
O Rio Grande do Sul, assim como governo federal, prevê para o próximo ano um déficit nas contas estaduais de R$ 6,2 bilhões. Sem dinheiro em caixa, o governo gaúcho já não consegue pagar em dia os salários do funcionalismo e é obrigado a atrasar contas com fornecedores e União.
Para tentar equilibrar as contas, o Poder Executivo do Rio Grande do Sul enviou à Assembleia Legislativa projeto para aumentar impostos e reduzir gastos com o funcionalismo. Com essa situação, o corte nos investimentos será de 30% no próximo ano. Serão aplicados apenas R$ 1,7 bilhão, metade do estimado pelos paranaenses.
A situação é semelhante em Minas Gerais, terceira maior economia brasileira. De acordo com o orçamento, os mineiros terão no próximo ano um dos maiores rombos nas contas públicas: R$ 8,9 bilhões. O governo estuda aumentar os impostos e congelar os investimentos e anunciou que, em 2016, não haverá aumento na folha de pagamento e novas nomeações e concursos.
O Rio de Janeiro, segundo estado mais rico do Brasil, prevê receita e despesa para o ano que vem em R$ 79 bilhões. Um mês antes de enviar o orçamento, o governo daquele estado estimava déficit de R$ 11 bilhões. Para que isso não ocorresse, cortou investimentos e anunciou a venda da dívida ativa e congelamento das contratações. A situação difícil decorre da retração da economia e da queda brusca na receita dos royalties do petróleo.
AJUSTE – No Paraná, desde o fim do ano passado, o governo estadual reduziu estruturas de cinco secretarias, cortou mil cargos em comissão e equalizou algumas alíquotas de impostos. “Foram medidas imprescindíveis para o futuro do Paraná”, diz o governador Beto Richa. “Enquanto alguns estão entrando na crise, atrasando salários, o Paraná dá exemplo retomando os investimentos e as obras”, disse.
O governador citou algumas obras muito aguardadas que agora sairão do papel, como a duplicação de dez trechos de rodovias e construção dos contornos rodoviários de Castro, Londrina, Marmeleiro e Umuarama.

Eduardo Cunha reúne cerca de 50 aliados em festa de aniversário animada



Comemoração contou com show musical, "mesa de ministros" e deputado assumindo despesas de R$ 800 de outros colegas

RICARDO DELLA COLETTA
30/09/2015 - 09h30 - Atualizado 30/09/2015 12h40
Festa de aniversário de Eduardo Cunha em Brasília (Foto: Ricardo Della Coletta)
Eram sete da noite da terça-feira (29) quando o deputado Carlos Marun (PMDB-RS) começou a mobilizar os deputados do partido para a festa de aniversário do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Os peemedebistas foram avisados que o encontro ocorreria, após o fim da votação no Plenário da Casa, num restaurante do Lago Sul, em Brasília. Não por acaso, a sessão da terça não se estendeu até muito tarde e foi encerrada pouco antes das 21 horas.

>>
Ministro dos Grandes Eventos  
O empenho de Marun na organização da celebração dos 57 anos de Eduardo Cunha lhe rendeu um apelido entre os deputados do PMDB. Os parlamentares brincaram durante a noite que Marun deveria ser indicado por Dilma ministro “dos Grandes Eventos”. É merecedor do título: cerca de 50 parlamentares passaram pelo local. E não só peemedebistas. Estavam Maurício Quintella Lessa, líder do PR, e os deputados Fernando Francischini (Solidariedade) e Arthur Lira (PP). Também marcou presença o senador Benedito de Lira (PP).

>>
Mesa dos ministeriáveis
Ao fundo do salão, uma das mesas abrigou quatro ministeriáveis do PMDB da Câmara. Manoel Junior e Marcelo Castro, na lista da bancada de indicados para o ministério da Saúde; e Celso Pansera e José Priante, cotados para a segunda pasta que deve ser entregue aos peemedebistas da Câmara. “Quem sentar aqui já pode ser nomeado ministro”, brincou um dos presentes.

>> 
Viola minha viola
Cunha chegou pouco antes das 22 horas e foi fortemente aplaudido pelos deputados. Desde o início do jantar, um violonista deu o ritmo da festa. Começou com Lulu Santos e passou por títulos como “Não deixa o samba morrer” e “Tocando em frente”.
O ministro solta a voz
Principal aposta para assumir o ministério da Saúde, o deputado Manoel Junior soltou a voz. Cantou “Espumas ao vento”, de Accioly Neto, “Garçom”, de Reginaldo Rossi, e “Dia Branco”, Geraldo Azevedo (assista ao vídeo). Será que Manoel Junior vai cantar na Esplanada?




Credenciais
Quando Manoel Junior terminou sua primeira canção, alguns deputados brincaram com Marcelo Castro, outro possível ministro da Saúde: “Marcelo, agora é a tua vez!” Castro nem chegou perto do microfone. 
Repertório curto
Os parlamentares não deram trégua a Manoel Junior. Disseram que ele tem um repertório de seis músicas e que sempre as repete. O deputado reagiu com bom-humor e revelou que sabe de cor uns 10 títulos de música popular brasileira. Já de forró, continuou o paraibano, sabe cantar umas 20 músicas. 
Perdendo votos
Nem mesmo Eduardo Cunha poupou o deputado-cantor. Numa roda de conversa, contou que Manoel Junior o acompanhou em viagens durante a campanha pela presidência da Câmara e, nos encontros com parlamentares, sempre cantou uma ou duas canções. “Perdi muito voto por causa disso”, brincou Cunha.
Parabéns para você
Cunha fez um discurso, mas foi extremamente econômico. Depois do “Parabéns pra você”, limitou-se a agradecer aos presentes. “ Que a gente sempre continue juntos, brigando, lutando, compartilhando, sofrendo e rindo. A gente juntos sempre fomos muito mais forte”, declarou.

Facebook vai mudar o seu perfil. E ele ficará muito mais divertido


Conheça as alterações que estão em testes e logo devem estar disponíveis ao restante dos 1,5 bilhão de usuários

BRUNO FERRARI
30/09/2015 - 15h14 - Atualizado 30/09/2015 15h53
Perfis poderão ter vídeos com até sete segundos de duração (Foto: reprodução/Facebook)
O Facebook anunciou agora há pouco grandes novidades para o visual dos perfis. A mudança principal - e, para mim, a mais divertida - será na possibilidade de colocar vídeos de até sete segundos no lugar das fotos.
As imagens ficam num formato de gif e irão reprisar automaticamente sem som (a não ser que você clique na imagem). Usuários de outras redes sociais, como o Twitter e o Snapchat, já estão acostumados com isso. É bem divertido. Além disso, um vídeo curto dá mais dicas sobre como a pessoa é do que uma imagem estática. No vídeo de divulgação (no fim do texto), a empresa dá uma ideia de como será. 
Modo férias. Facebook permitirá criar perfis temporários (Foto: reprodução/Facebook)
Outra novidade bacana é a possibilidade de colocar fotos temporárias para determinadas ocasiões. Por exemplo, uma imagem especial mostrando que você está de férias, com hashtags divertidas. Ou então para ocasiões em que há mobilização social por uma causa - como no episódio em que 26 milhões de pessoas pintaram o seu perfil para apoiar o casamento gay nos Estados Unidos. 
O Facebook anunciou ainda um recurso que permite que você coloque até cinco fotos em destaque no seu perfil. Hoje, além da sua foto, há também a imagem de capa que é pública. A ideia do Facebook é que as pessoas usem essas imagens para facilitar a busca e a apresentação a novos contatos.
Há também mudanças nas ferramentas para alterar as informações que aparecem no perfil, com destaque a uma pequena biografia. Por fim, uma adaptação no design para que sua página fique mais bonita quando vista de um smartphone ou tablet. A mudança principal está na foto centralizada. 
Por enquanto, só donos de iPhones da Inglaterra e da Califórnia testarão as novidades. A empresa não disse ainda quando as novidades estarão disponíveis para todos nós. (veja vídeo)
TAGS:

Criador da “Dilma Bolada” anuncia fim de apoio a Dilma


Jeferson Monteiro usa rede social para dizer que não apoiará Dilma e que ela preferiu apoio do PMDB e empresários

FLÁVIA TAVARES
30/09/2015 - 15h41 - Atualizado 30/09/2015 16h09
Dilma Rousseff durante encontro com Jeferson Monteiro criador do Dilma Bolada (Foto:  Roberto Stuckert Filho/PR)
O publicitário Jeferson Monteiro, que ganhou fama ao criar a personagem "Dilma Bolada", usou rede social hoje para anunciar que deixará de apoiar a presidente Dilma Rousseff. Monteiro -contratado por uma agência ligada ao PT por R$ 20 mil para ajudá-la nas redes sociais - afirma que Dilma não mais precisa de seu apoio. “Afinal, para ela, só importa o apoio do PMDB e de parte do empresariado para que ela se mantenha lá onde está. Trocou o Governo pelo cargo. Não é o Governo que eu e mais de 54 milhões de brasileiros elegemos”, afirmou. Monteiro diz, ainda, se sentir traído. “Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão”. 
No começo do mês, a agência contratada pelo PT e que pagava Jeferson Monteiro, anunciou não pretender renovar seu contrato com o partido.
O publicitário, conhecido pela personagem Dilma Bolada, anunciou pelo Facebook seu rompimento com a presidente (Foto: Reprodução/Facebook)

Dilma formaliza convite a Aldo Rebelo para assumir Defesa


Presidente se encontrou com atual ministro da Ciência e Tecnologia e vai transferi-lo para pasta hoje com Wagner

RICARDO DELLA COLETTA
01/10/2015 - 18h22 - Atualizado 01/10/2015 18h52
CRÍTICAS Aldo Rebelo na sessão da Câmara em que criticou o marido de Marina Silva, em 2011. Ele não retirou o que disse (Foto: João batista/Câmara dos Deputados/ba)
Dilma Rousseff chamou hoje o atual ministro da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo, e oficializou o convite para que ele assuma o ministério da Defesa, informou à EXPRESSO um auxiliar da presidente que acompanha as negociações da reforma ministerial. A pasta hoje é ocupada por Jaques Wagner, que será o novo chefe da Casa Civil.
Por sinal, o ministério da Ciência e Tecnologia é o impasse da reforma. Dilma tenta empurrá-lo para o PMDB, mas nenhuma das alas do partido aceitou.