Lista reúne mulher que vendeu casa e mais vinganças após traição


Nos EUA, namorado infiel foi obrigado a segurar cartaz em shopping.
Traída se vingou vendendo roupas do ex-namorado em leilão na web.

Do G1, em São Paulo
Vendeu casa
Após ser traída pelo marido, o britânico Craig Arnolds, de 44 anos, a italiana Laura Arnolds, de 42, aproveitou que Craig fazia uma viagem a Nova York, nos EUA, e vendeu a casa que o casal vivia em Nuneaton, no condado de Warwickshire, na Inglaterra (Leia mais).
Italiana se vingou de traição e vendeu casa após marido viajar aos EUA (Foto: Reprodução/Twitter/Sabi Phagura)Italiana se vingou de traição e vendeu casa após marido viajar aos EUA (Foto: Reprodução/Twitter/Sabi Phagura)
Bem-vindo, infiel
Um americano de Bremerton, no estado de Washington (EUA), publicou na rede social Reddit uma foto de uma faixa colocada em frente a uma residência, na qual é possível ler a frase  "welcome home, cheater" (bem-vindo de volta, infiel, em inglês) 
Faixa colocada em frente à casa dá 'boas vindas' a parceiro ou parceira infiel (Foto: Reprodução/Imgur/farthoven)Faixa colocada em frente à casa dá 'boas vindas' a parceiro ou parceira infiel (Foto: Reprodução/Imgur/farthoven)
Leiloou roupas do ex
Traída pelo namorado, uma jovem se vingou de uma forma inusitada em 2011. Taylor Morgan decidiu leiloar as roupas e outros objetos do ex pelo site eBay. Detalhe: foi a própria jovem que exibiu em fotos sexy as peças do ex-namorado (Leia mais).
Roupas do ex que a jovem exibiu em fotos sexy. (Foto: Reprodução)Roupas do ex que a jovem exibiu em fotos sexy (Foto: Reprodução)
Punição
Após descobrir que o namorado havia cometido uma traição, uma americana de Hanover, no estado de Maryland (EUA) decidiu “punir” o parceiro, fazendo-o exibir um cartaz no qual ele declara a infidelidade (Leia mais).
Usuária flagrou homem com cartaz afirmando que tinha traído namorada de 3 anos de relacionamento (Foto: Reprodução/Imgur/Brunetteness)Usuária flagrou homem com cartaz afirmando que tinha traído namorada de 3 anos de relacionamento (Foto: Reprodução/Imgur/Brunetteness)
Fúria
Em 2013, uma mulher foi filmada quebrando os vidros do carro de seu marido com um taco de golfe em uma rua do bairro do Bronx, em Nova York (EUA). A mulher teria ficado furiosa porque estava sendo traída pelo marido (Leia mais).
  •  
Mulher acabou presa após ser filmada quebrando os vidros do carro de seu marido com um taco de golfe  (Foto: Reprodução/YouTube/Crackillz168)Mulher acabou presa após ser filmada quebrando os vidros do carro de seu marido com um taco de golfe (Foto: Reprodução/YouTube/Crackillz168)

Professora morre após colisão frontal na Rodovia SP-101, em Monte Mor


Rodovia que liga Campinas à cidade ficou interditada por cerca de uma hora.
Vítima, de 36 anos, viajava sozinha; outras três pessoas ficaram feridas.

Do G1 Campinas e Região
Uma professora de 36 anos morreu após uma colisão frontal na rodovia SP-101, que ligaCampinas (SP) a Monte Mor (SP), neste sábado (5). O carro de Helise Zanelli invadiu a pista contrária e acabou batendo em outro, onde estavam três pessoas que ficaram feridas. A estrada chegou a ficar interditada nos dois sentidos por cerca de uma hora. [Veja imagens do acidente novídeo acima]
A colisão ocorreu no Km 27, em Monte Mor, entre um veículo modelo Fiesta, carro da professora, e um Veraneio, onde estava uma família.
Professora dirigia carro quando bateu em outro veículo e morreu em Monte Mor (Foto: Reprodução / EPTV)Professora dirigia carro quando bateu em outro
veículo e morreu (Foto: Reprodução / EPTV)
O carro de Helise ficou destruído. Ela viajava sozinha e morreu no local. De acordo com a concessionária que administra o trecho, não há informações do que teria provocado a perda do controle do veículo.
As outras vítimas são um homem e uma mulher, que tiveram ferimentos graves, e uma criança, que se feriu sem gravidade. Os três foram encaminhadas para o hospital da cidade. As pistas ficaram fechadas para o socorro das vítimas durante a tarde e a concessonária registrou cerca de 1,5 quilômetros de congestionamento.
Segundo informações de amigos da professora que foram até o local do acidente, ela era moradora de Monte Mor e seguia para um chá de bebê em Capivari (SP).
Carro onde estava professora de Monte Mor ficou destruído (Foto: Reprodução / EPTV)Carro onde estava professora de Monte Mor ficou destruído (Foto: Reprodução / EPTV)

Mãe descobre assédio a filha por celular e suspeito de pedofilia é preso


Homem trocava mensagens com conteúdo sexual e chegou a enviar fotos. 
Criança de 10 anos mostrou conversa para a mãe em Sumaré, SP.

Do G1 Campinas e Região
Troca de mensagens entre homem e vítima de 10 anos de Sumaré (SP) (Foto: Guarda Municipal de Sumaré)Mãe da criança começou a monitorar as mensagens enviadas  (Foto: Guarda Municipal de Sumaré)
Um homem de 24 anos foi preso em flagrante em Sumaré (SP) suspeito de pedofilia, na noite desta sexta-feira (4). Segundo a Guarda Municipal, o jovem conseguiu o telefone da vítima, uma menina de 10 anos, por meio de um vizinho da mesma idade. Ao se assustar com mensagens de teor sexual, a criança mostrou a conversa para a mãe, que conseguiu informações suficientes para que ele fosse preso. O suspeito confessou o assédio.
No primeiro momento, a garota achou que as mensagens eram enviadas por outra criança. Após algum tempo de conversa, o homem começou a escrever sobre conteúdo sexual para a vítima e chegou a enviar fotos de partes íntimas.
Em uma das fotos do celular dos envolvidos, feitas pela Guarda, é possível perceber a inocência da criança. Após o suspeito tê-la convidado para nadar em uma suposta piscina em sua casa, a menina pede que ele compre uma bóia, pois ela não sabe nadar sem o acessório, conforme fotoabaixo.
Pedófilo troca mensagens com criança de 10 anos em Sumaré (Foto: Reprodução / EPTV)Pedófilo troca mensagens com criança de 10 anos em Sumaré (Foto: Reprodução / EPTV)
A menina se assustou com as palavras do suspeito e mostrou o celular para a mãe, que passou monitorar o homem. Ela manteve a conversa fingindo que era pela filha.
Sem desconfiar, ele continuou enviando mensagens pedindo fotos da criança nua, com frases obscenas como "Você deita comigo na cama pelada" e "Você pode nadar comigo agarrado eu e você pelados".
O abuso virtual terminou quando a mãe da criança conseguiu que o suspeito revelasse o endereço da própria residência, no Jardim Esperança. Ela avisou a Guarda e o homem acabou preso por pedofilia virtual. Ele foi levado para o plantão policial de Sumaré.
Homem acusado de pedofilia é preso em Sumaré (SP) (Foto: Guarda Municipal de Sumaré)Homem acusado de pedofilia é preso em Sumaré (SP) (Foto: Guarda Municipal de Sumaré)

Grupo suspeito de tráfico é preso com R$ 1 milhão e US$ 230 mil, diz PM


Do G1 Campinas e Região
Cinco pessoas foram presas suspeitas de integrar uma quadrilha de tráfico de drogas neste sábado (5) com cerca de R$ 1 milhão e aproximadamente US$ 230 mil, ambas as quantias em dinheiro. De acordo com o Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar (Baep), as prisões ocorreram em Campinas (SP) e Paulínia (SP). Nenhum dos detidos tinha passagem pela polícia.(veja vídeo)
A ocorrência começou quando os policiais desconfiaram de um homem na região do Jardim do Lago durante um patrulhamento. Ele carregava uma quantia em dólares. Ao ser questionado pelos PMs, informou quem receberia o dinheiro que estava com ele.
Os policiais percorreram os locais apontados, nas duas cidades, e prenderam, além do rapaz, dois homens e duas mulheres. Dois carros, uma moto, uma máquina para contagem de cédulas e uma espingarda calibre 32 também foram apreendidos. Dois quilos de drogas e dois pés de maconha também estavam com os suspeitos.
A ocorrência foi apresentada na 2ª Delegacia Seccional de Campinas.
Baep apreende cerca de R$ 1 milhão com quadrilha de tráfico de drogas em Campinas (Foto: Reprodução/EPTV)Baep apreende cerca de R$ 1 milhão com quadrilha de tráfico de drogas (Foto: Reprodução/EPTV)
Baep apreende cerca de US$ 230 mil com quadrilha de tráfico de drogas em Campinas (Foto: Reprodução/EPTV)Baep apreende cerca de US$ 230 mil com quadrilha de tráfico de drogas  (Foto: Reprodução/EPTV)

Mulher é morta a facadas por ex-companheira em Santa Maria, RS


A vítima tinha 22 anos e foi identificada como Helenara Pinzon.
A autora do crime foi presa em flagrante dentro do apartamento.

Do G1 RS
Jovem de 22 anos foi morta a facadas pela companheira em Santa Maria (RS) (Foto: Reprodução/Facebook)Jovem de 22 anos foi morta a facadas pela companheira em Santa Maria (Foto: Reprodução/Facebook)
A jovem Helenara Pinzon, 22 anos, foi morta com pelo menos três facadas pela ex-companheira por volta do meio-dia deste sábado (5), em Santa Maria, na região Central do Rio Grande do Sul. De acordo com as investigações policiais Helenara havia terminado o relacionamento, mas as duas ainda dividiam o mesmo apartamento.
santa maria rs polícia (Foto: Vanessa Backes/RBS TV)BM foi ao local após relatos dos vizinhos que ouviram
gritos no prédio (Foto: Vanessa Backes/RBS TV)
A vítima foi encontrada com ferimentos no pescoço, peito e abdômen. A autora do crime foi presa em flagrante dentro do apartamento. A polícia suspeita que o motivo do assassinato tenha sido a revolta da ex-companheira de Helenara com a separação.
"Parece que houve uma discussão, que antecedeu o fato delituoso, e esses elementos serão melhor esclarecidos agora com o depoimento das testemunhas e da própria acusada", afirmou o delegado Laurence Teixeira. A Brigada Militar foi acionada pelos vizinhos, que ouviram os gritos.
"Fomos ver o que era e estava acontecendo uma conversa ainda. Ela tava chorando, tava dando uns gritos assim, sozinha, aí já parecia que a outra já tinha morrido", conta o vizinho Joelison Freitas.

Vídeo mostra policiais militares aceitando propina em blitz no Rio


Nas imagens, PMs negociam o pagamento de propina com um motociclista.
“Vou quebrar teu galho", diz PM após receber R$ 50.

Um flagrante de corrupção da polícia do Rio de Janeiro. Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra policiais militares negociando o pagamento de propina com um motociclista, que tinha sido parado numa blitz, na Zona Norte da cidade.asssita ao vídeo acima
Os policiais flagrados no vídeo são do Batalhão de Irajá, o mesmo onde trabalhavam os quatro PMs acusados de matar cinco jovens em Costa Barros, no subúrbio do Rio, no fim de semana passado.
As imagens foram gravadas pelo motociclista. Ele explica a situação para outro homem, que chega de moto.
“Tava vindo fazer um documento aqui pro meu colega. Mas só que a moto tá sem o IPVA, só tá com o DPVAT”, diz.
Pouco depois, o homem oferece R$ 50 ao policial para ser liberado.
“Mas e aí, dá pra fazer por 50 (reais), não, pelo menos?”, pergunta.
O PM pressiona o  motociclista. Mas depois aceita a propina e diz que vai "quebrar o galho" dele.
“Eu só saio às 8 horas da noite. Tô nem com pressa. Quem tá com pressa é você, entendeu? Tem que fazer a sua negociata”, responde o policial.
"Mas 50 reais, pô!", diz o motociclista.
“Vou quebrar teu galho. Isso aí é muito pouco, mas vou quebrar teu galho. Devolve. Devolve a habilitação dele, aí”, responde o policial.
A Polícia Militar informou, em nota, que os dois policiais que aparecem nas imagens foram identificados e cumprem prisão administrativa. A Corregedoria está apurando o caso e abriu um inquérito policial militar. Ainda de acordo com a PM, os policiais podem ser expulsos da corporação.

Emoção e aplausos marcam sepultamento de Marília Pêra no Rio


Atriz morreu de câncer do pulmão neste sábado.
Velório no Teatro Leblon reuniu amigos e fãs.

Cristina BoeckelDo G1 Rio
Família e amigos acompanham o caixão de Marília Pêra até o local do sepultamento (Foto: Cristina Boeckel/G1)Família e amigos acompanham o caixão de Marília Pêra até o local do sepultamento (Foto: Cristina Boeckel/G1)
Foi com muita emoção, aplausos e palavras de admiração e carinho de amigos, parentes e muitos fãs, que o corpo da atriz Marília Pêra foi sepultado na tarde deste sábado (5), Cemitério São João Batista, em Botafogo.O cortejo do caixão até o túmulo foi seguido apenas pela família e pelos amigos.
O corpo da atriz foi velado horas antes na sala que leva seu nome, do Teatro Leblon, na Zona Sul do Rio, onde artistas deram depoimentos emocionados sobre a atriz. fechado no início, o velório acabou sendo aberto para que os fãs pudessem prestar a última homenagem.
No cemitério, Sandra Pêra, irmã da atriz, recebeu abraços da atriz Renata Sorrah, muito emocionada. Nélson Motta, que foi casado com Marília, também esteve presente, assim como a atriz Xuxa Lopes.
Renata Sorrah é confortada no sepultamento de Marília Pêra (Foto: Cristina Boeckel/G1)Renata Sorrah é confortada no sepultamento de
Marília Pêra (Foto: Cristina Boeckel/G1)
Marília Pêra morreu às 6h deste sábado, em casa, em Ipanema, Zona Sul do Rio. A atriz lutava havia dois anos contra um câncer de pulmão. Ela era uma das artistas mais completas do Brasil: além de interpretar, era cantora, bailarina, diretora, produtora e coreógrafa - leia aqui o perfil completo da atriz.
Maitê Proença conversa com Maria padilha no sepultamento de Marília Pêra (Foto: Cristina Boeckel/G1)Maitê Proença conversa com Maria Padilha no
sepultamento de Marília Pêra
(Foto: Cristina Boeckel/G1)
Antes da chegada do corpo ao Teatro Leblon, no local já estavam muitos amigos da atriz. E também era grande o número de coroas de flores. Miguel Falabella, que atuava com Marília no seriado "Pé na cova", falou com muita emoção sobre a amiga.
"Ela gravava sentava, mas ela ainda estava ali, fazendo planos para o futuro. A gente não quer creditar que isso vá acontecer. Ela se queixava de cansaço ao subir a escada, mas por um tempo eu não sabia o que era. Eu aprendia com ela, não contracenava com ela, eu aprendia com ela. Ia ter aula", disse.
A atriz Cássia Kiss chegou cedo ao local do velório: "Vou regar as flores delas com minhas lágrimas", disse emocionada
"Perdi uma companheira, uma amiga. Uma atriz que era uma estrela, que podia se apresentar em qualquer palco do mundo. Uma pessoa maravilhosa que continuou trabalhando até sempre", afirmou Arlete Salles.
Outra que estava muito emocionada era Luma Costa, companheira de elenco de Marília em "Pé na cova".
"Marília foi minha maior inspiração, minha diva. Ela deixa um legado para os novos atores como nós", disse Luma.
O ator Murilo Rosa, que estava subindo a serra com a família, desceu para prestar a última homenagem.
"Trabalhei com ela em 97 e 98, quando estava começando. É uma pessoa excepcional. Marília se foi deixando muita coisa para a gente", disse.
Marília Pêra morreu às 6h deste sábado (5), no Rio, aos 72 anos. A atriz, que lutava contra um câncer havia 2 anos, morreu em casa, ao lado da família. Ela deixa os filhos Ricardo Graça Mello, Esperança Motta e Nina Morena e o marido Bruno Faria. 
A irmã de Marília, Sandra, estava muito emocionada: "Ela me ensinou o amor. Não quero falar, porque estou sofrendo".
Isabelita dos Patins falou de Marília com carinho e gratidão:

"Marília era meu anjo da guarda. Tive tive um infarto e ela foi a primeira pessoa a me visitar. Ela me ajudou com R$ 5 mil por mês durante muito tempo. A gente perde uma grande dama do teatro, do cinema, uma mulher completa. Como ela me ajudou, depois nos encontramos no teatro. Dei para ela um anel da Carmen Miranda", disse.
Placa com dedicatória de Marília para a inauguração da sala (Foto: Cristina Boeckel/G1)Placa com dedicatória de Marília para a inauguração da sala (Foto: Cristina Boeckel/G1)
Coroa de flores no velório de Marília Pêra (Foto: Cristina Boeckel/G1)Coroa de flores no velório de Marília Pêra (Foto: Cristina Boeckel/G1)
Marília Soares Pêra nasceu em 22 de janeiro de 1943, no bairro do Rio Comprido, no Rio. Sua primeira entrada em cena aconteceu quando ainda era bebê, fazendo figuração numa peça, informa seu perfil no Memória Globo. Aos quatro anos de idade, ela atuou com os pais no espetáculo “Medeia”. Sua irmã mais nova, Sandra Pêra, também é atriz e cantora.
Linha do tempo da carreira de Marília Pêra (Foto: Editoria de Arte/G1)
Entre os 14 e os 21 anos, Marília atuou como bailarina em musicais. Quando tinha 18, viajou por Brasil e Portugal com a peça “Society em baby-doll”. Outro destaque foi “Como vencer na vida sem fazer força”, trabalhando ao lado de Procópio Ferreira, Moacyr Franco e Berta Loran.
Em 1965, Marília foi contratada pelo diretor Abdon Torres para integrar o elenco inicial da TV Globo. Nessa época, fez o papel principal das novelas “Rosinha do sobrado”, “Padre Tião” e “A moreninha”.
Após um período fora da TV Globo, no qual atuou em “Beto Rockfeller” (1968), da TV Tupi, ela foi convidada a voltar por Daniel Filho, em 1971 – viveu Shirley Sexy em “O cafona”, que a tornou ainda mais conhecida. Na sequência, vieram “Bandeira 2” (1971-72) e “Supermanoela” (1974). A partir daí, afastou-se das novelas por oito anos, até aparecer em “O campeão” (1982), exibida pela TV Bandeirantes.
O retorno às novelas da Globo aconteceu apenas em “Brega & Chique” (1987). Na pele de Rafaela, fez bastante sucesso por sua parceria com Marco Nanini. Anos depois, Marília diria que essa foi a novela que mais gostou de fazer. Ela voltaria a interpretar Rafaela no remake de “Ti-Ti-Ti” (2011), escrito por Maria Adelaide Amaral.
Entre os trabalhos favoritos na TV, no entanto, Marília escolhia duas minisséries: “O primo Basílio” (1988), em que interpretou a vilã Juliana, e “Os Maias” (2001), em que interpretou Maria Monforte.  Na minissérie “JK", fez a ex-primeira dama do Brasil Sarah Kubitschek.
Já na década de 1990, Marília atuou nas novelas “Lua cheia de amor” (1991) e “Meu bem querer” (1998). Outros trabalhos mais recentes foram em “Começar de novo” (2004); “Cobras & Lagartos” (2006), como a falida, mas ambiciosa, Milu; “Duas caras” (2007), como a alienada Gioconda.
Antes de “Pé na cova”, a amizade com Miguel Falabella já havia rendido papéis no seriado “A vida alheia” (2010), no filme “Polaroides urbanos” (2008) e na novela “Aquele beijo” (2011), todos escritos por ele.
Ao longo de uma carreira que durou praticamente toda sua vida, Marília Pêra destacou-se ainda no cinema. Estrelou filmes como “Pixote, a lei do mais fraco” (1980), “Bar Esperança” (1983), “Tieta do agreste” (1995) e “Central do Brasil” (1996) e “O viajante” (1998).
No teatro, ganhou duas vezes o Prêmio Molière: em 1974, por “Apareceu a Margarida”, e em 1984, por “Brincando em cima daquilo”. Como diretora, esteve por trás de uma das peças de maior sucesso do país, Após um período fora da TV Globo, no qual atuou em “Beto Rockfeller” (1968), da TV Tupi, ela foi convidada a voltar por Daniel Filho, em 1971 – viveu Shirley Sexy em “O cafona”, que a tornou ainda mais conhecida. Na sequência, vieram “Bandeira 2” (1971-72) e “Supermanoela” (1974). A partir daí, afastou-se das novelas por oito anos, até aparecer em “O campeão” (1982), exibida pela TV Bandeirantes.
Além disso, nos palcos interpretou Carmen Miranda em diversas ocasiões – “O teu cabelo não nega” (1963), “A pequena notável” (1966), “A tribute to Carmen Miranda” (1975), apresentada em Nova York, “A Pêra da Carmem” (1986 e 1995) e “Marília Pêra canta Carmen Miranda” (2005). Outras estrelas vividas por Marília foram Dalva de Oliveira, no musical “A estrela Dalva” (1987); Maria Callas, na peça “Master Class” (1996) e a estilista “Coco Chanel”, na peça “Mademoiselle Chanel” (2004).
Marília Pêra é a homenageada da Mocidade Alegre (Foto: Caio Kenji/G1)Marília Pêra é a homenageada da Mocidade Alegre (Foto: Caio Kenji/G1)
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 RJ ou por Whatsapp e Viber