Mara volta à Fazenda, dá três tapas em Douglas e vai parar no hospital


REPRODUÇÃO/TV RECORD
Mara Maravilha (de costas) agride Douglas Sampaio na edição de A Fazenda de ontem (7) - Reprodução/TV Record
Mara Maravilha (de costas) agride Douglas Sampaio na edição de A Fazenda de ontem (7)
JANAÍNA NUNES - Publicado em 07/12/2015, às 18h30 - Atualizado em 08/12/2015, às 02h15
O clima esquentou domingo (6) na última festa de A Fazenda 8, reality show da Record. A já eliminada Mara Maravilha voltou ao confinamento e se estranhou com o finalista Douglas Sampaio. Ela deu três tapas no rosto do ator, que não reagiu para não ser punido. O momento de estresse ocorreu porque, segundo amigos da apresentadora, o cantor a teria xingado. Após a briga, a apresentadora foi levada para um hospital, mas já está repousando em casa. Imagens da briga foram mostradas rapidamente apenas no programa desta segunda-feira (7). A Record não vai comentar o caso.
De acordo com pessoas próximas, Mara, 47 anos, chegou cansada à sede de A Fazenda porque havia acabado de fazer uma longa viagem ao sertão da Bahia, ao lado do apresentador Luiz Bacci, em gravação para o Domingo Show. Ela foi reencontrar o pai, Eliezer Aguiar Silveira, com quem não falava havia mais de 16 anos. Enquanto estava confinada, a ex-peoa dizia que se ganhasse o prêmio não daria um tostão para o pai, por ele ter abandonado sua mãe. A viagem foi na sexta-feira (3) e durou 12 horas para ida e 12 horas para volta.
"Ela estava muito cansada e viveu uma emoção muito grande ao reencontrar o pai. Estava um pouco fragilizada com tudo e, ao reencontrar Douglas, o ódio das provocações veio à tona novamente", disse um amigo da ex-peoa. 
Mara nunca superou a raiva do peão, pois argumenta que ele a agredia verbalmente com palavras de baixo calão enquanto os dois estavam confinados. Nos programas da Record dos quais participou, Mara fez questão de dizer que a única pessoa que não perdoaria na casa é justamente Douglas.
O curioso é que o estresse com o ator só ocorreu após a visita ilustre de Xuxa Meneghel, que foi embora antes de a festa (e o barraco) começar. A visita de Xuxa foi mostrada no Xuxa Meneghel desta segunda. Xuxa e Mara ficaram o tempo todo de mãos dadas. 
Na edição de A Fazenda após o programa de Xuxa, foi ao ar um clipe curto da festa, com imagens dos tapas. Com a narração do apresentador Roberto Justus, o público ficou sabendo somente que o "tempo fechou" e que várias brigas "feias" aconteceram na comemoração. "O que eu passei na festa... Foi a prova dos 30", disse Douglas a Luka Ribeiro.
A Record vai explorar mais o confronto na final do programa, que acontece nesta terça-feira (8). A Fazenda 8 termina com três finalistas: Douglas, o ator Luka Ribeiro e a modelo Ana Paula Minerato.


Original: http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/televisao/mara-volta-fazenda-da-tres-tapas-em-douglas-e-vai-parar-no-hospital-9900#ixzz3tsXWF8Qm 
Follow us: @danielkastro on Twitter | noticiasdatvoficial on Facebook

Ministros do STF se irritam com o presidente Lewandowski


Ele também não esconde a irritação com os ministros

MURILO RAMOS
07/12/2015 - 18h00 - Atualizado 07/12/2015 18h00
O ministro do STF, Ricardo Lewandowski (Foto: STF)
Não são poucos os ministros do STF que se queixam do presidenteRicardo Lewandowski. Ele já não esconde sua irritação com a turma e, em médio prazo, pensa em deixar o STF e seguir para uma Corte internacional.

Cabral aconselha Picciani a procurar Temer


Objetivo é distencionar relação do PMDB fluminense com vice-presidente

MURILO RAMOS E NONATO VIEGAS
09/12/2015 - 20h15 - Atualizado 09/12/2015 20h22
Sérgio Cabral (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo)
O ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral ligou paraLeonardo Picciani, ex-líder do PMDB na Câmara, e o aconselhou a procurar o vice-presidente da República, Michel Temer. Cabral disse a Picciani que agora é hora de distencionar a relação do PMDB do Rio de Janeiro com Temer.
Leonardo Picciani, que estava abatido, ficou de pensar.

Para conter zika vírus, governo distribuirá repelentes para grávidas


Segundo o Ministro da Saúde, a substância será produzida pelo Exército na tentativa de conter surto de microcefalia

MARCELA BUSCATO
09/12/2015 - 16h12 - Atualizado 09/12/2015 16h40
O ministro da Saúde, Marcelo Castro, afirmou que o governodistribuirá repelentes para mulheres grávidas. O anúncio foi feito hoje, durante uma palestra a empresários na capital paulista. A medida faz parte da estratégia do governo para evitar a disseminação de casos de microcefalia, quando há deficiência no crescimento do cérebro de bebês, causada pela infecção de mulheres grávidas pelo zika vírus. Ele é transmitido por picada  do mosquito Aedes aegypti, o mesmo vetor da dengue. O levantamento mais recente do Ministério da Saúde indica que há 1.761 casos suspeitos em 13 Estados e no Distrito Federal.
O mosquito Aedes aegypti, causador da dengue e do Zika vírus. Exército deve começar a produzir repelente para grávidas (Foto: Thinkstock)
Segundo Castro, o repelente será fabricado pelo Exército, que já produz a substância para uso próprio. O ministro não especificou como será feita a distribuição e quando ela começará, mas afirmou que a região Nordeste receberá atenção especial. "Essa decisão foi tomada ontem à noite", disse. "Se possível, ainda hoje, quando eu chegar a Brasília, ligarei para o Exército". Castro afirmou que será usada toda a capacidade de produção do Exército.
O Ministro ainda afirmou que o governo está aberto a parcerias para desenvolver uma vacina contra o zika vírus. "Essa é a nossa prioridade número um", afirmou Castro. "Seremos parceiros de quem se dispuser a fazer vacina." Essa seria a medida mais eficaz para evitar o surgimento de novos casos. Ainda se sabe muito pouco a respeito do vírus que, atualmente, causa no Brasil a maior epidemia do tipo já vista na história.

Foto de policial abraçando égua à beira da morte faz sucesso na web

O policial abraça a égua que não resistiu a um acidente
O policial abraça a égua que não resistiu a um acidente Foto: Reprodução do Facebook
Extra
Tamanho do texto A A A
Uma foto de um policial americano abraçado a sua égua está fazendo sucesso na web. O oficial D. Herrejon aparece ao lado de Charlotte após um acidente - o animal não resistiu aos ferimentos. A “Animal Justice League” divulgou a imagem no Facebook, que logo ganhou milhares de compartilhamentos e comentários emocionados.
“Nós admiramos o coração e a força deste oficial porque, como vocês sabem, quando você perde um animal, ficar com ele em seu último suspiro é uma coisa comovente e difícil de fazer”, diz a legenda da foto divulgada pela ONG.
Keese Smith, um porta-voz da Polícia de Houston, no Texas, disse ao “Today” que o acidente ocorreu na quinta-feira passada. “O cavalo ficou assustado com alguma coisa e, quando se virou, atingiu um caminhão de cimento”, disse Smith. Segundo ele, Herrejon, que estava montando Charlotte, foi levado a um hospital local, mas não teve lesões graves.
Nenhuma acusação foi apresentada contra o motorista do caminhão. “A investigação está em curso, mas neste momento não parece que o motorista tenha tido culpa”, explicou Smith. A polícia de Houston também fez uma homenagem à dupla nas redes sociais.
D. Herrejon e Charlotte
D. Herrejon e Charlotte Foto: Reprodução do Facebook


Mega-Sena, concurso 1.768: ninguém acerta e prêmio vai a R$ 135 milhões


Veja as dezenas: 05 - 07 - 11 - 34 - 35 - 50.
Quina teve 156 apostas vencedoras, que irão levar R$ 35.476,07 cada uma.

Do G1, em São Paulo
 
MEGA-SENA
CONCURSO 1768
5711
343550
Ninguém acertou os números do concurso 1.768 da Mega-Sena sorteados nesta quarta-feira (9), em Vilhena (RO). O prêmio estimado para o próximo sorteio, a ser realizado no sábado (12), é de R$ 135 milhões.

Veja as dezenas sorteadas: 05 - 07 - 11 - 34 - 35 - 50.
A quina teve 156 apostas ganhadoras, que irão levar R$ 35.476,07 cada uma. Outros 12.402 bilhetes acertaram a quadra e irão ganhar R$ 637,48 cada um.
Para apostar
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.
Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Morador ouve chamado no portão e é morto por atirador que chega a invadir casa da família


Por Elizangela Jubanski e Daniela Sevieri

Um homem de 25 anos foi morto a tiros na noite desta terça-feira (8) depois de ser chamado pelo nome no portão de casa no Jardim Guarituba, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. Edson Carlos da Silva dos Santos foi morto com diversos disparos de arma de fogo e morreu na hora. O atirador fugiu, sem deixar pistas.
A vítima estava em casa com a esposa, na Rua das Hortências, quando ouviu seu nome e foi até a frente da casa para ver quem era. O tenente Nerí, do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd), disse à Banda B, que a esposa viu o crime. “A esposa contou que ele foi chamado no portão de casa pelo nome e quando apareceu no portão foi alvejado. Pelas cápsulas no chão trata-se de uma pistola 380. Tem outras também no corredor porque a vítima tentou fugir, o autor chegou a invadir a residência para matar o homem”, descreveu.
Sobre a motivação do crime, o tenente afirma que há versões, mas ainda são apenas hipóteses. “A esposa também contou que a vítima brigou em um bar na região, mas também temos outras informações que podem ser envolvimento com tráfico de drogas, mas é apenas uma hipótese”, finalizou à Banda B.
O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Piraquara.

Novo relator do caso Cunha diz que recomendará que processo continue


Deputado do PDT substituirá Fausto Pinato na relatoria do Conselho de Ética.
Pedetista afirmou que terá cautela à frente da função para evitar 'esperneio'.

Da TV Globo e do G1, em Brasília
Dep. Marcos Rogério (PDT-RO) (Foto: Divulgação/Agência Câmara)Dep. Marcos Rogério (PDT-RO) (Foto: Divulgação/Agência Câmara)
Escolhido novo relator do processo que investiga Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado Marcos Rogério (PDT-RO) afirmou nesta quarta-feira (9) à repórter Cláudia Bomtempo, do Jornal Nacional, que irá recomendar a continuidade das investigações para averiguar a suposta quebra de decoro parlamentar. O pedetista foi indicado para substituir o deputado Fausto Pinato (PRB-SP) na relatoria do caso.
À repórter Nathalia Passarinho, do G1, Marcos Rogério afirmou que, para ele, a tarefa para qual foi designado não é apenas “um pepino, e sim "a salada inteira”. O parlamentar do PDT ressaltou que, na relatoria do caso, agirá com "cautela" para evitar “esperneio” de aliados do peemedebista.
Desde a instauração do processo por quebra de decoro parlamentar, deputados próximos de Cunha tentam inviabilizar as sessões do Conselho de Ética com uma série de manobras.
Nesta quarta-feira, na sexta tentativa do colegiado de analisar o parecer preliminar que recomendava a continuidade do processo de Cunha, o vice-presidente da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA) – investigado pela Operação Lava Jato – determinou a substituição do então relator do caso, Fausto Pinato (PRB-SP).
“Não é um pepino, é a salada inteira. Bom, primeiro eu estou administrando a notícia. Eu acabei de tomar conhecimento. Ele conversou comigo à tarde e disse que faria o anúncio. Em princípio farei análise, para preparar texto sucinto”, disse Marcos Rogério.
“O tema foi amplamente discutindo no Conselho. Eu até tenho minha posição com relação a esse aspecto. Eu estou querendo evitar dar armas para esperneio. Esse processo exige muita cautela em afirmações”, completou o novo relator.
O deputado de Rondônia afirmou ainda que pretende apresentar o parecer na próxima terça-feira (15). Perguntado se teme sofrer ameaças, como as relatadas por Fausto Pinato, Marcos Rogério respondeu: “Eu espero que não tenha dissabor e descontentamento. Não tenho nada pessoal contra nenhum parlamentar. Acho que não cabe julgar a pessoa do Eduardo, vamos julgar os fatos. não vejo porque ter ameaça. Até porque isso não muda [o posicionamento]”.
Ele não quis adiantar se defenderá ou não a continuidade das investigações. No entanto, em uma das sessões do Conselho de Ética destinadas a analisar parecer de Pinato, Marcos Rogério defendeu que a admissibilidade do processo em um discurso de mais de 10 minutos.
O deputado do PDT também foi relator de um projeto de decreto legislativo que acaba com a necessidade de parecer preliminar nos processos de cassação de mandato parlamentar que tramitam no Conselho de Ética. O objetivo do texto, aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e que ainda precisa passar pelo plenário, é eliminar uma das etapas do procedimento e dar celeridade aos processos políticos contra deputados.
Na época, Marcos Rogério afirmou que a ideia era acelerar o andamento do processo. “Não há efeito suspensivo do processo principal. Deve ser cumprido o prazo de 10 dias para defesa. Estou garantindo a ampla defesa, mas sem criar mecanismos de protelação”, afirmou, na ocasião.