Assassinato de estudante de DIREITO causa comoção na web: 'Coração de luto'


Ex-marido da vítima é um dos principais suspeitos do crime, diz polícia.
Corpo da jovem foi encontrado em Santos em decomposição avançada.

Do G1 Santos
Alessandro conversou com Fernanda cerca de seis horas antes do desaparecimento (Foto: Alessandro Hora / Arquivo Pessoal)Alessandro (amigo da vítima) desabafou quando soube da morte (Foto: Alessandro Hora / Arquivo Pessoal)
assassinato da estudante de Direito Fernanda Pimenta Cerqueira, de 37 anos, que estava desaparecida há dez dias, causou comoção nas redes sociais. Centenas de amigos haviam se organizado para, neste domingo (24), realizar um protesto tentando mobilizar as autoridadespara encontrar a garota. O ato foi cancelado porque o corpo da mulher foi achado em um trecho de mata próximo à rodovia Rio-Santos na tarde deste sábado (23).
De acordo com informações da polícia, uma tatuagem no pé direito da vítima ajudou as autoridades a confirmar a identidade da jovem, já que o corpo apresentava muitas lesões e estava em estado avançado de decomposição. De acordo com o investigador chefe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Paulo Carvalhal, o ex-marido da vítima pode ser o assassino. "Ele é um dos suspeitos de ter cometido o crime", afirmou.
Corpo foi encontrado próximo à rodovia Rio-Santos, no Iriri (Foto: Reprodução)Corpo foi encontrado próximo à rodovia Rio-Santos
(Foto: Reprodução)
Fernanda morava em Guarujá e estava desaparecida desde o dia 14 de janeiro. Segundo relato de familiares ao G1, a jovem havia se separado em novembro e, quando sumiu, estava sozinha em casa. Ela teria entrado em contato com o ex-marido, enquanto a filha do casal estava na casa da avó paterna em outra cidade.
Um dos organizadores do protesto organizado pelas redes sociais, o jovem Alessandro Hora desabafou sobre a morte da jovem. "Desculpa por não ter sido o seu anjo da guarda aqui na terra e ter falhado. Seja aí do céu a minha anja. Obrigado por tudo. O meu coração está de luto", afirmou.
As postagens sobre a morte da jovem repercutiram rapidamente nas redes sociais. "Estamos todos perplexos e desolados. Estamos em oração. Ainda acreditávamos em um final feliz, mas infelizmente não foi assim. Que Deus venha fazer Justiça", afirmou a amiga Vilma Gimenez.
G1 entrou em contato com o Instituto Médico Legal (IML) de Santos na manhã deste domingo e confirmou que familiares já reconheceram Fernanda. O corpo da estudante passou por vários exames para identificar a causa real da morte e deve ser liberado ainda na parte da manhã. Ainda não há informações sobre o horário do velório e do enterro.
Tatuagem e brinco
O corpo da estudante foi encontrado por volta das 11h30 deste sábado por moradores da área Continental de Santos, em local conhecido como Iriri, na altura do km 237 da rodovia Rio-Santos. "Ela estava com a mesma roupa que foi vista da última vez e um brinco que ela usava também foi encontrado no local, além de uma tatuagem no pé com o desenho de uma Pimenta e a palavra Cerqueira, que são os sobrenomes. Esses detalhes facilitaram a identificação", explicou o investigador.
A polícia ainda procura o celular da vítima e outros pertences que possam ajudar nas investigações. O corpo de Fernanda foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Santos para exame necroscópico. Após a confirmação da morte o G1 não conseguiu contato com os familiares da vítima.
Empresa lamenta morte
A concessionária de energia CPFL, onde a vítima trabalhava, emitiu uma nota de pesar na noite deste sábado e afirmou que está prestando "toda assistência possível à família e acompanhando de perto as investigações. Nossas condolências aos familiares e amigos da Fernanda, que era reconhecidamente uma profissional muito dedicada e comprometida.".
Fernanda tem uma filha de três anos e segue desaparecida (Foto: Arquivo Pessoal)Fernanda desapareceu no dia 14 de janeiro deste ano (Foto: Arquivo Pessoal)