PM reage a assalto e é baleado; policial civil que passava pelo local troca tiros com bandidos


Por Elizangela Jubanski e Daniela Sevieri

policial-fazendinha
um dos suspeitos foi ferido e detido na UPA do CIC. Foto: DS/Banda B

Um policial militar do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi baleado ao tentar impedir um assalto a um comércio no bairro Fazendinha, em Curitiba. Lisandro Lara de Moraes Júnior foi atingido por dois disparos de arma de fogo no peito e encaminhado em estado grave ao Hospital do Trabalhador. Um cliente foi ferido durante a troca de tiros e um dos bandidos também. Os suspeitos conseguiram fugir em um veículo.
De acordo com informações apuradas pela Banda B, o policial estava em um comércio de familiares quando quatro suspeitos entraram no local para assaltar. O policial, que é lotado no Choque, reagiu e correu atrás do grupo, pela rua Henrique Mattioli. Quase na esquina com a rua Ary Rolim Costa, o policial teria desferido um golpe de coronhada contra um deles. Nesse momento, o comparsa atirou duas vezes contra o policial.
Testemunhas afirmaram que, tão logo o policial caiu, gritou que estava ferido e pediu ajuda. Um policial civil, que passava pelo local, viu o militar caído, sacou a arma e atirou contra os bandidos, que fugiram em direção a um veículo branco que estava na esquina. Um dos suspeitos foi ferido no braço e pediu ajuda na Unidade de Pronto-Atendimento da CIC. Ele foi detido assim que deu entrada no local. Não há informações sobre o paradeiro do restante do grupo.
Moraes Junior foi entubado e estava inconsciente durante o trajeto ao hospital. Um cliente que estava no comércio também foi atingido com um disparo na região do joelho. “O cliente estava na loja, saiu na movimentação e acabou sendo atingido por um disparo no joelho. Vai ser levado para o hospital para fazer exames, mas a princípio está bem e não corre nenhum risco”, disse o cabo Cordeiro, do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate).
A arma do policial civil foi entregue ao Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e o caso será investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba. Informações preliminares dão conta de que um suspeito do assalto foi atendido baleado na UPA da CIC.