Motorista se envolve em acidente, desce gritando e deixa mulher ferida em outro carro no Batel


Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

celta-batel
Câmeras serão solicitadas para auxiliar no paradeiro do motorista fujão. Foto: AN/Banda B

O motorista de uma caminhonete se envolveu em um acidente no bairro Batel, em Curitiba, e foi embora sem prestar socorro à mulher ferida do outro carro. O acidente aconteceu na manhã desta segunda-feira (25) e o motorista alegou que faria uma entrega e voltaria logo. Duas horas se passaram e ele não retornou ao local. Ela foi encaminhada ao Hospital Evangélico, mas passa bem.
O acidente aconteceu na rua Gonçalves Dias esquina com a rua Deputado Antônio Baby. A motorista de 43 anos dirigia um Celta e o outro motorista estava com uma caminhonete utilitária. O cruzamento é bem sinalizado e um dos veículos desrespeitou os tempos do semáforo, o que provocou o acidente.
Segundo testemunhas, o motorista da caminhonete colidiu contra o Celta, desceu do carro gritando e disse que voltaria, em breve, após realizar uma entrega. “O cara desceu gritando dizendo que ela tinha sido a culpada, mas sumiu. Entrou no carro e foi embora. Se ela fosse culpada mesmo, ele não iria ter ido embora, a caminhonete dele ficou destruída, parece que ele nem vai voltar mais”, contou uma testemunha, que preferiu não se identificar.
A amiga da motorista foi até o local e disse à Banda B que ela está com dores no peito e, por isso, foi encaminhada ao Hospital Evangélico para exames complementares. Há câmeras de comércios instaladas no local, que serão acionados pelo Batalhão de Polícia de Trânsito e a Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran).
Outro
Outro acidente aconteceu a poucas quadras, na rua Presidente Taunay esquina com a Dom Pedro I. O motorista de um Gol G3 foi colhido por um Ford Edge, conduzido por uma mulher. No Gol, apenas uma pessoa ficou ferida. Segundo informações no local, a mulher teria cruzado a preferencial.
“Eu vinha na minha preferência e ela passou direto. Tinha placa tudo, mas ela disse que não viu. Eu rodei e parei aqui, minha esposa está ferida no rosto. Estou com dor no meu braço, mas Graças a Deus está todo mundo bem”, contou Marco A0ntonio Morais Rego Matos, motorista do G3, em entrevista à Banda B.