O PSDB poderá pagar caro



Em nota para O Antagonista, que publicamos com grande prazer, o senador Aloysio Nunes esclareceu exatamente o que pensa sobre o papel do PSDB no governo Temer:
“O PSDB patrocinou politicamente a abertura do processo, deu todos os seus votos pelo impeachment na Câmara e fará o mesmo no Senado.
Isso é, aliás, o que querem nossos eleitores.
Poderá agora sabotar o governo cujo existência propiciou, antes mesmo de sua constituição?
Não é hora de desperdiçarmos nossa energia política com uma resolução partidária impeditiva de nossa eventual participação no governo Temer. A hora é, sim, de esclarecermos qual a linha de ação que desejamos que esse governo adote para merecer nosso apoio. E, se estivermos de acordo, contribuir com todas as nossas forças, integrando, inclusive, o ministério para o êxito de um governo capaz de colocar o Brasil nos eixos.
Se prevalecer a ideia de nos preservarmos dos riscos inerentes à nossa responsabilidade e prentendermos chegar a 2018 como se estivéssemos recém-saídos da pia batismal, receberemos o carimbo de oportunistas e pagaremos caro por isso."
Aloysio Nunes é uma raridade: um tucano que fala com clareza.