PT articula campanha pedindo novas eleições se Dilma for afastada


Mônica Bergamo, Folha de S. Paulo
O PT discute lançar uma campanha pedindo “diretas já” caso o impeachment seja aprovado no domingo e Dilma Rousseff seja posteriormente afastada pelo Senado.
A ideia é sustentar que o mandato de Michel Temer, que assumirá interinamente até Dilma ser julgada, é ilegítimo e que “eleições já” seriam a melhor solução para a crise política.