Suspeitos que vendiam baterias de carro roubadas são presos em bairros nobres de Curitiba


Da Polícia Civil

Uma dupla suspeita de receptar baterias automotivas roubadas de uma operadora de telefonia, foi presa em flagrante na tarde de quinta-feira (23), pela Delegacia de Furtos e Roubos. Bruno de Almeida, 21 anos, Douglas Martins Machado, 26 anos, foram detidos em diferentes bairros de Curitiba. Durante a ação nove baterias foram apreendidas.
suspeitosbaterias
Foto: Divulgação Polícia Civil
A primeira prisão foi realizada após a equipe receber informações de que Almeida estava tentando vender baterias para som automotivo no bairro Alto da XV, em um posto de combustíveis. O suspeito estava em posse de quatro baterias e confirmou que venderia cada uma delas por R$300. Ao dar continuidade nas diligências os policiais chegaram até Machado, no bairro Mossunguê. No local a equipe apreendeu mais cinco baterias.
De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Andre Feldes, as diligências apontam ainda que Machado é suspeito de repassar as baterias e que inclusive já teria até anunciado os objetos em um grupo destinado ao comércio de peças automotivas em uma rede social. “Cada bateria tem uma etiqueta que identifica uma operadora de telefonia, que seria a proprietária legítima dos produtos. As etiquetas deixam claro a proibição para venda”, afirma.
Ambos foram autuados por receptação qualificada, pois haviam anunciado a venda dos produtos com identificação de propriedade e restrição a venda em páginas de redes sociais. A dupla permanece presa na carceragem da DFR à disposição da Justiça. Se condenados poderão pegar até oito anos de prisão.