Gleisi ainda acredita na derrota do impeachment


images_cms-image-000507639
Para a senadora Gleisi Hoffmann, do PT, a posição do procurador da República Ivan Cláudio Marx, segundo o qual as “pedaladas fiscais” atribuídas à presidente Dilma Rousseff não configuram crime, pode ser decisivo para reverter votos no Senado.
“Acho que pode mudar, sim. Pelo menos uns seis senadores votaram dizendo que estavam aprovando a admissibilidade, mas que iam se reservar o direito de analisar se realmente tinha acontecido crime ou não, para entender o processo. Acho que, com essa decisão do Ministério Público, fica muito claro que não teve crime e penso que isso vai ter peso na decisão destes senadores”, argumenta Gleisi.