Ladrões pedem ajuda de motorista para dirigir caminhão roubado


Foto: Fabio Buchmann/CBN Curitiba
Foto: Fabio Buchmann/CBN Curitiba
Trancado dentro do porta-malas de um carro, o dono de um caminhão roubado que foi usado em uma tentativa de resgate de presos no Paraná, disse que precisou explicar aos bandidos como engatar a marcha à ré do veículo.
O caminhão, que transporta caçambas de entulho, foi usado para destruir o muro da delegacia de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, na sexta-feira (12), em uma tentativa de resgatar detentos que integram uma facção criminosa do estado de São Paulo.
Os investigadores que estavam de plantão perceberam a ação e chamaram o Centro de Operações Policiais Especiais (COPE), da Polícia Civil, e a Polícia Militar (PM).
Ninguém foi preso e nenhum dos detentos conseguiu escapar. O motorista do veículo usado na ação prestou depoimento e informou que ficou refém dos criminosos por aproximadamente três horas. Durante todo esse tempo, o homem ficou trancado dentro do porta-malas de um carro.
O portão da delegacia e parte do muro ficaram destruídos. O próprio caminhão usado na tentativa de resgate foi estacionado no local do dano para tapar o buraco aberto pelos bandidos.
A Delegacia de Pinhais tem capacidade para 12 pessoas, mas abriga 58 presos atualmente.
Refém
O motorista, que pediu para não ser identificado, disse que recebeu uma ligação de uma pessoa interessada na locação de uma caçamba. Mas, quando chegou ao local, não encontrou ninguém.
Quando ele se preparava para ir embora, foi abordado por um homem armado.
“Um rapaz chegou e me abordou com uma arma. Pegou meu celular, mandou eu agachar na frente do caminhão. Aí me colocou dentro do porta-malas de um carro e ficou umas três horas andando pela cidade. Lá pelas 2h da madrugada, eles pegaram o caminhão, que era só para fazer o serviço que eles queriam. Vieram e arrebentaram o muro da delegacia com o caminhão”, conta.
O motorista disse que precisou explicar aos bandidos como a marcha à ré era acionada. O diálogo aconteceu com ele ainda preso ao porta-malas. “Obrigaram a explicar para eles. Nem vi eles. Eu estava dentro do porta-malas. Só expliquei onde era a ré”, relembra.
Após a ação, o motorista foi libertado em uma rua na cidade de Pinhais. Ele não ficou ferido e procurou um morador para acionar a polícia.
(Com informações da CBN Curitiba)