Mariana Silva perde para holandesa na disputa do bronze e fica de fora do pódio


Por Pedro Melo

Brasileira surpreendeu ao chegar nas fases finais da categoria até 63 kg. (Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)
Brasileira surpreendeu ao chegar nas fases finais da categoria até 63 kg. (Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)
O Brasil quase ganhou mais uma medalha nos Jogos Olímpicos, porém, a judoca Mariana Silva na disputa do bronze para a holandesa Anicka e ficou de fora do pódio do judô na categoria até 63 kg.
Apesar de quase subir ao pódio, Mariana Silva comemorou o bom desempenho durante o dia no tatame e a evolução em relação à Londres 2012, quando foi eliminada logo na primeira luta. “Fico muito feliz que eu consegui me desempenhar bem na competição e objetivo era medalha, independente da cor. Infelizmente, não foi dessa vez. Agradeço a minha família, amigos e a todas as pessoas que torceram por mim. Mesmo com a derrota, eu estou feliz porque sou privilegiada de disputar uma Olimpíada em casa”, comentou, em entrevista ao SporTV.
Durante o dia, Mariana Silva surpreendeu ao derrotar a ganesa Szandra Szogedi e a alemã Martyna Trajdos, esta última que nunca tinha perdido para brasileira. Já nas quartas de final, uma vitória somente no golden score para a israelense Tarden Gerbi. Porém, na semifinal, perdeu para a eslovena Tina Tstenjak, campeã mundial no ano passado.
Outro representante brasileiro no tatame nesta quarta-feira (09) foi o carioca Victor Penalbert que foi eliminado na segunda rodada por Sergiu Toma, dos Emirados Árabes Unidos, na categoria até 81 kg, e sequer disputou a medalha de bronze.
“O wazari que levei no início mudou tudo. Esperava tentar ganhar pelo cansaço, mas me desequilibrei e caí de wazari. Tive que buscar. Mudou a estratégia, mas eu não me arrependo. Me preparei do melhor jeito que pude e tentei buscar o resultado. Acho que tenho que analisar a luta com mais calma”, afirmou o judoca, em entrevista à ESPN Brasil.