Homem forja triângulo amoroso no Whatsapp para aplicar golpe


Caso ocorreu no município de Mata de São João, na região metropolitana.
Suspeito cobrou R$ 5 mil por 'falsa descoberta' da esposa com a vítima.

Do G1 BA
Homem forja triângulo amoroso no Whatsapp para aplicar golpe na Bahia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Homem forja triângulo amoroso no Whatsapp para aplicar golpe na Bahia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Um homem foi preso no município de Mata de São João, na região metropolitana de Salvador, após tentar aplicar um golpe por meio do aplicativo Whatsapp. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito fingiu ser uma jovem mulher e iniciou um relacionamento virtual com um homem de 50 anos. Para tornar o plano mais convincente, ele usou a foto de uma mulher escolhida na Internet para ilustrar o perfil, segundo a polícia.
Algumas semanas depois, o suposto estelionatário voltou a entrar em contato com a vítima se passando, desta vez, como traficante que seria marido da jovem com quem ele estava se relacionando. Afirmando ter descoberto o caso, teria cobrado o valor de R$ 5 mil para não matá-lo em virtude do falso triângulo amoroso. Segundo a polícia, o suspeito enviou mensagens com ameaças de morte também aos familiares da vítima.
saiba mais

As informações foram passadas ao G1 pelo delegado responsável pela prisão, Giovanni Iran. Ele contou que a prisão ocorreu na terça-feira (22), mas o suspeito só foi apresentado na manhã desta quinta (24), na sede da Polícia Civil, em Salvador.
Segundo o delegado, o suspeito tem 37 anos e foi preso em flagrante ao tentar retirar móveis e eletrônicos da casa da vítima. Os itens serviriam de garantia, caso o pagamento do valor cobrado não fosse realizado. Entretanto, já ciente do caso, a polícia disse que conseguiu frustrar a ação do suposto estelionatário.
“Primeiro, ele se passou por uma jovem morena e bonita. Depois, se passou pelo marido dela, que seria um traficante. No final, esteve na casa da vítima se passando que por um conhecido do traficante para retirar tudo de dentro da casa. Ele se passou por três pessoas. Todos eram um só”, contou o delegado sobre o modo de agir do criminoso.
Na fase de ameaças, a polícia conta que a vítima, que é casada, chegou a deixar a casa onde morava com a família com medo do suposto traficante traído. Depois, entretanto, conseguiu tomar coragem e denunciar o caso.
“Temos indícios, mas ainda não podemos antecipar, de que ele é um estelionatário contumaz”, suspeita o delegado Giovanni Iran. Preso, o homem de 37 anos está à disposição da Justiça.