TRF4 absolve dois executivos da OAS condenados por Moro na Lava Jato


Da Redação

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) absolveu, nesta quarta-feira (23), dois executivos condenadas em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro, no julgamento de executivos da OAS investigados na Lava Jato. Por unanimidade, Mateus Coutinho de Sá Oliveira e Fernando Stremel foram absolvidos por falta de provas.
Na primeira instância, Oliveira havia sido condenado a 11 anos de prisão, e Andrade a quatro anos em regime aberto por corrupção e lavagem de dinheiro. Ambos recorreram ao TRF4, que determinou a absolvição.
Segundo o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator dos recursos no TRF4, os dois foram absolvidos porque restaram “dúvidas razoáveis sobre sua atuação no esquema”.
José Ricardo Breghirolli, também executivo da OAS e também preso há nove meses, teve sua pena reduzida para quatro anos, a ser cumprida no regime semiaberto. Moro o havia condenado a 11 anos de prisão no regime fechado.