Internado após atentado, prefeito eleito de Piên não resiste e morre no hospital


Da Redação
Prefeito sofreu atentado na quarta-feira (14). (Foto: Reprodução/Facebook)

prefeito eleito de PiênLoir Dreveck (PMDB), morreu na tarde deste sábado (17) no Hospital e Maternidade Sagrada Família, em São Bento do Sul (SC). A informação foi confirmada à Banda B pela assessoria do político e divulgada pela esposa dele, Patrícia, no Facebook.
“É com o coração sangrando que informo que o meu Loir Dreveck, o nosso prefeito, já se encontra na presença de Jesus. Tenhamos muita força nestas próximas horas que vamos dar o nosso adeus a dele”, escreveu Patrícia.
Loir foi baleado duas vezes na cabeça em um atentado na manhã de quarta-feira (14) na rodovia PR-281, que liga Piên a São Bento. Segundo a prefeitura, ele estava em um carro oficial e seguia com a esposa e a filha, além de um motorista, até Santa Catarina para resolver problemas de documentação. Por volta das 8h, um motociclista abordou o veículo e atirou duas vezes contra o prefeito, que foi socorrido em estado gravíssimo.
Ao anunciar a morte do marido, a esposa também agradeceu a todas as orações recebidas. “Deus abençoe a todos vocês que rezaram e acreditaram. Deus decidiu levá-lo e a nós cabe aceitar e continuar em oração para que o esposo, pai, amigo, companheiro possa levar aos céus a sua alegria contagiante que todos nós tivemos o privilégio de conhecer”, finalizou a postagem.
Loir foi eleito prefeito em uma disputa acirrada. Ele teve 4.232 mil votos contra 4.113 do candidato João Padeiro (PSDB). A Polícia Civil continua a investigar o caso para identificar os autores do homicídio.