No Senado, Renan dá indireta a Mônica Veloso, mãe de sua filha


O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), deu uma indireta à jornalista Mônica Veloso, mãe de sua filha, no final da sessão no plenário da Casa, na noite desta terça-feira. Fazendo menção ao presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Roberto Veloso, Renan disse que “nunca se deu bem” com esse sobrenome.
Em 2007, Mônica foi o pivô do episódio que culminou na denúncia por peculato contra Renan, e que foi aceita no último mês pelo Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com as investigações, ele teria recebido recursos do lobista Cláudio Gontijo, da empreiteira Mendes Júnior, para pagar a pensão da filha que teve com a jornalista. Em troca, o senador apresentava emendas que beneficiariam a construtora.

  • 14 dez 2016 - 07h12
“Eu queria, mais uma vez, pedir desculpas ao senador Cidinho, mas o meu sentimento foi o sentimento que deve ter o presidente do Senado Federal, diante da irresistível pressão, é pedir discrição, contenção, e peço até desculpas também ao Presidente da Ajufe, o Veloso. Eu nunca me dei bem com esse nome, infelizmente”, disse Renan no plenário.
Mais cedo, o peemedebista havia repreendido o presidente da Ajufe, que estava acompanhando a votação dos projetos dos supersalários. “Eu precisava apenas recomendar ao Presidente da Ajufe para que ele seja discreto na pressão aos Senadores. Nós estamos votando uma matéria muito importante. Estou vendo que ele está bastante incomodado lá no final do plenário, mas seja discreto na pressão aos senadores”, afirmou Renan.
(Com Estadão Conteúdo)