Temer é citado de novo pela Odebrecht



A Veja informa que Márcio Faria, da Odebrecht, relatou à PGR que repassou recursos ao PMDB a pedido Michel Temer e Eduardo Cunha.
Diz a revista: "Em 2010, Michel Temer recebeu, em seu escritório político em São Paulo, Márcio Faria da Silva para uma conversa, da qual também participaram Eduardo Cunha e o lobista João Augusto Henriques, coletor de propinas para o PMDB dentro da Petrobras."
O Palácio do Planalto confirmou o encontro, mas nega que Temer tenha tratado de questões financeiras.