Bandidos se passam por clientes e fogem com quatro carros de revendedora de veículos


Por Luiz Henrique de Oliveira

 
Cinco homens armados fugiram com quatro veículos de uma revendedora de veículos no bairro Novo Mundo, em Curitiba, por volta das 12h desta quinta-feira (28). Os ladrões se passaram por clientes, simularam um financiamento e praticaram o crime.
marcas
Bandidos fugiram com quatro carros de revendedora de veículos (Foto: Reprodução)
O gerente da loja contou à Banda B como tudo aconteceu. “Estavam bem-vestidos, vieram aqui e pegaram os papéis da simulação e tudo mais. Foram embora e voltaram 20 minutos depois, já armados e dando voz de assalto”, descreveu.
Os funcionários da loja foram amarrados durante a ação. “Entraram dois e daí outros três, após os que estavam aqui passarem informações via rádio. Escolheram os carros e foram embora. Infelizmente, agora é correr atrás do prejuízo, que não foi pouco”, lamentou.
Os veículos levados foram os seguintes: Tucson cinza (AVR-0621), Nissan Tida prata (AUX-2176), Toyota Corolla prata (BEM-4648) e um Palio Adventure preto (AQU-3384). Qualquer informações sobre os veículos podem ser passadas à Polícia Militar (PM) pelo telefone 190.

Câmara prevê gastos de R$ 660 mil com limpeza de carros


Contrato é de um ano e contará com 13 funcionários para o serviço

MURILO RAMOS
27/04/2016 - 12h54 - Atualizado 27/04/2016 14h49
Deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados (Foto: André Coelho / Agência O Globo)
Câmara dos Deputados gastará R$ 660 mil com a lavagem e a higienização da frota de veículos da Casa e os alugados no prazo de um ano. O edital não especifica o número de carros que serão limpos, apenas exige a presença mínima de 13 funcionários no serviço: 12 lavadores e um encarregado.

Entrevista de ÉPOCA suscita pedido de Lula contra procurador da Lava Jato


Carlos Fernando dos Santos Lima disse haver uma “linha de investigação que aponta o ex-presidente na cadeia de comando”

MURILO RAMOS
28/04/2016 - 16h34 - Atualizado 28/04/2016 17h08
O procurados Carlos Fernando dos Santos Lima (Foto: Reprodução)
Advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silvaprotocolaram na quarta-feira (27) um pedido no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) em que pedem providências quanto ao suposto “cometimento de irregularidades da parte do procurador Carlos Fernando dos Santos”. Eles querem o afastamento de Carlos Fernando, um dos principais procuradores da Lava Jato, dos casos relacionados a Lula. Em entrevista a ÉPOCA, que circula nesta semana, Carlos Fernandes disse haver uma linha de investigação que “aponta Lula no comando”. Segundo os advogados do ex-presidente, Carlos Fernando “antecipou juízo de valor” em relação ao ex-presidente.

SENADO APROVA OBRIGATORIEDADE DO FAROL BAIXO EM RODOVIAS DURANTE O DIA


Projeto de lei 156/2015 espera sanção da presidência para ser efetivado

por Diego Dias •  • Atualizado em 
Chevrolet Montana
| Crédito: Marco de Bari
O Senado aprovou nessa semana o projeto de lei 156/2015 que obriga o uso de faróis baixos durante o dia nas rodovias. Agora, basta a proposta seguir para sanção da presidente para ser efetivada. Segundo o senador José Medeiros (PSD-MT), relator da matéria e que foi policial rodoviário federal por 20 anos, a medida tem o objetivo de aumentar a segurança nas estradas.

De aspecto de implantação simples, o senador defende que a nova lei deverá contribuir para a redução de colisões frontais nas rodovias, além de salvar muitas vidas. Segundo a proposta, quem não cumprir com a determinação estará cometendo uma infração média com penalização de quatro pontos na CNH e multa de R$ 85,13.
O autor da proposta foi o deputado Rubens Bueno (PPS-PR). O PL 156/5015 altera o Código de Trânsito Brasileiro. Vale lembrar que o Contran já possui uma resolução na qual recomenda o uso de faróis baixos nas rodovias durante o dia (Resolução 18/98 do Contran), sem previsão de multa ou infração para quem não seguir a sugestão.

Pagamento de propina era "modelo de negócio" da Odebrecht, diz procurador da Lava Jato


O executivo Marcelo Odebrecht, preso na Operação Lava Jato, durante depoimento à CPI da Petrobras em Curitiba, nesta terça-feira (01)
O executivo Marcelo Odebrecht foi alvo de mais uma denúncia na Lava Jato (Heuler Andrey/AFP)
Ao apresentar a nova denúncia contra o empreiteiro Marcelo Odebrecht, herdeiro da maior construtora do país, os procuradores da Operação Lava Jato demonstraram nesta quinta-feira como a empresa montou uma estrutura altamente sofisticada para cuidar dos pagamentos de propina a agentes públicos e como continou cometendo os ilícitos mesmo após a deflagração da Lava Jato.
Segundo o coordenador da força-tarefa Deltan Dallagnol, os esquemas ilegais eram o "modelo de negócio" da empresa, uma espécie de "compliance inverso". "Enquanto as empresas estruturam sistemas de compliance, eles [Odebrecht] criaram um sistema pelo contrário, para permitir o pagamento de propinas", disse o procurador. Compliance é nome dado a sistemas corporativos que visam detectar e rastrear o descumprimento de normas legais por seus funcionários.
De acordo com as investigações, a Odebrecht mantinha um "departamento de propina", que dispunha de um quadro próprio de funcionários responsáveis por operacionalizar os esquemas ilegais para diferentes empresas da holding. Entre eles estão Hilberto Mascarenhas Alves da Silva Filho, Luiz Eduardo da Rocha Soares, Fernando Migliaccio da Silva e Maria Lucia Guimarães Tavares, que foram denunciados hoje, junto com Marcelo Odebrecht, o "gestor mor" do esquema, conforme Dallagnol. Segundo as apurações, eram eles que tinham contato com doleiros e operadores de propina, fora e dentro do Brasil, e que usavam um sistema de comunicação e de contabilidade capaz de despistar as ações ilegais, além de conversarem entre si por codinomes.
Dallagnol afirmou ainda que, após a deflagração da Lava Jato, Marcelo Odebrecht deu ordens expressas para que esse departamento fosse extinto e que os seus funcionários fossem mandados para o exterior, o que, segundo ele, indica uma clara tentativa de obstrução das investigações. "Houve uma orientação formal que partiu de Marcelo para que o setor fosse se desestruturando. Ainda temos indícios de funcionamento [do setor] perto de 2015", disse o procurador, destacando que a Odebrecht "afrontou à Justiça" ao continuar praticando os crimes, a despeito da descoberta do esquema de corrupção na estatal.
O Ministério Público Federal aponta que o "departamento da propina" foi responsável por lavar 6,4 milhões de dólares no exterior, e 23, 5 milhões de reais no Brasil.
Marcelo Odebrecht está preso desde o dia 19 de junho de 2015. Nesta semana, o Supremo Tribunal Federal negou um habeas corpus impetrado por sua defesa e o manteve atrás das grades.

Ruas Sassafrás, Imbuia e Grevílea, no Parque Embu serão asfaltadas em Colombo


WEBMASTER 28 DE ABRIL DE 2016

Obras que começam nos próximos dias contemplam quase um quilômetro de extensão e investimentos de mais de R$ 945 mil

Prefeita Beti autoriza a ordem de serviço para o início da pavimentação nas ruas Sassafrás, Imbuia e Grevílea
Prefeita Beti autoriza a ordem de serviço para o início da pavimentação nas ruas Sassafrás, Imbuia e Grevílea
Moradores do Parque Embu durante a reunião de assinatura para obras de asfalto em três ruas do bairro
Moradores do Parque Embu durante a reunião de assinatura para obras de asfalto em três ruas do bairro
A Prefeita Beti Pavin autorizou na noite desta quarta-feira, 27, o início das obras de asfalto nas ruas Sassafrás, Imbuia e Grevílea, localizadas no Parque Embu. A assinatura da ordem de serviço para pavimentação asfáltica aconteceu no salão Paroquial da comunidade da Igreja Nossa Senhora Aparecida na presença de autoridades e dos moradores destas três vias.
“Estou feliz, pois os moradores acreditaram e agora finalmente irão ver a obra acontecendo. Nós economizamos, ajustamos a situação, projetamos e iremos realizar um trabalho de qualidade. Estamos nos esforçando para suprir as necessidades do nosso município e proporcionar mais qualidade de vida para a população,” disse a Prefeita.
Beti Pavin também destacou que Colombo precisa muito de asfalto. “Nós estamos atentos as necessidades dos nossos moradores, por isso, projetamos estas e outras diversas pavimentações, incluímos no orçamento e juntamos recursos para executar os serviços,” afirmou.
De acordo com a Prefeita Beti Pavin, já foram asfaltadas mais de 130 ruas nos últimos três anos e meio, totalizando mais de 40 quilômetros de um novo e resistente pavimento onde foram investidos mais de R$ 25 milhões. “O nosso objetivo é continuar neste ritmo, porque o asfalto também traz desenvolvimento e valoriza a nossa cidade.”
Obras
Ao todo, nas três vias, Sassafrás, Imbuia e Grevílea, serão 993,49 metros de extensão e um investimento de R$ 945.712,60, que serão executados com recursos próprios do município. As obras contemplam pavimentação, drenagem e sinalização. Já o prazo para a execução das obras será de 210 dias a partir do recebimento da ordem de execução dos serviços.
Também estavam presentes no ato de autorização das obras o vice-prefeito, Ademir Goulart, os secretários de Governo, Luiz Gilberto Pavin; de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Mara Tosin; da Fazenda, Marcio Strapasson; de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, Antonio Ricardo Milgioransa, o vereador Pele, diretores de departamentos da Prefeitura, o responsável pela empresa contratada pela Prefeitura Municipal que irá executar as obras Alberti & Furuya, Helio Alberti, representantes da Igreja e a comunidade do Parque Embu.
DSC_0670 DSC_0671 DSC_0682
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: Marcio Fausto/PMC

Italianos de Genova iniciam tratativas de parcerias em Colombo


WEBMASTER 28 DE ABRIL DE 2016

O grupo também aproveitou a visita para conhecer o Circuito italiano de Turismo Rural

Colombo recebeu a vista de um grupo de italianos natural de Genova, na Itália.
Colombo recebeu a vista de um grupo de italianos natural de Genova, na Itália.
O município recebeu nesta quarta-feira, 27, a visita de um grupo de italianos natural de Genova, na Itália. O principal objetivo da vinda dos italianos é realizar um intercambio de negócios, onde foram iniciadas tratativas para firmarem uma possível parceria com uma empresa da região, do setor de produtos destinados à alimentação animal.
“Foi produtiva a visita pelos empreendimentos rurais e tenho certeza que poderemos fechar grandes negócios por aqui”, disse o proprietário da Almo Nature – Pet Food e Almore, Pier Giovanni Capellino.
Os italianos contaram com a presença do Secretário de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, Antonio Ricardo Milgioransa, que os acompanhou aos principais pontos turísticos do Circuito Italiano de Turismo Rural como, a Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, o Memorial do Imigrante Italiano e o Museu Municipal Cristóforo Colombo.
“É muito importante sempre buscar empreendedores para desenvolver grandes parcerias como essa. Colombo foi à cidade escolhida e isso mostra a evolução do município”, ressaltou Milgioransa.
Sobre o Circuito Italiano de Turismo Rural
O turismo no município de Colombo iniciou-se com a implantação do Circuito Italiano de Turismo Rural, em 05 de fevereiro de 1999. O projeto tem como objetivo a preservação do meio ambiente, geração de empregos e renda no meio rural. Favorecendo o processo de desenvolvimento por meio de ações de comercialização de produtos e serviços na pequena propriedade, evitando o êxodo rural.
Os visitantes encontram uma forma de lazer inovadora, entre eles lugares históricos – que contam a trajetória dos imigrantes italianos – contemplem as belezas naturais, a herança dos costumes dos italianos, na religiosidade, nas comidas típicas, na arquitetura e no folclore. Estes diversos locais estão abertos à visitação.
O Circuito Italiano de Turismo Rural é um projeto pioneiro no Estado do Paraná e foi criado pela Prefeitura Municipal de Colombo.
Leia também:
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: Marcio Fausto/ PMC

Governo desiste de exigir que empresas ofereçam banda larga ilimitada


Da Redação

Ministério das Comunicações desistiu, por enquanto, de elaborar um termo para exigir das operadoras a oferta de banda larga ilimitada para os clientes. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo na tarde desta quinta-feira (28).
banda-largafora
(Foto: Divulgação)
Com o termo assinado, as empresas teriam que se comprometer a oferecer um plano “sem limites” aos consumidores, mesmo que vendam pacotes no modelo de franquias – como acontece hoje com a telefonia móvel. Sem o documento, no entanto, essa alternativa não é mais obrigatória.
Na semana passada, o anúncio sobre o termo fez com que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) proibisse temporariamente as companhias de bloquearem a conexão ou reduzirem a velocidade quando o usuário atinge a franquia de dados.
“Agora, por causa da suspensão temporária à Anatel, o governo diz que o documento com as operadoras não é necessário”, diz a reportagem.

Torcedores dissidentes da “Fanáticos”, que se organizavam como terroristas, são presos


Redação
(Fotos: Djalma Malaquias – Banda B)

Policiais da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe), com apoio de policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), prenderam oito pessoas na manhã desta quinta-feira (28). Os detidos são dissidentes da torcida organizada do Atlético “Os Fanáticos”, da zona Oeste de Curitiba. Eles são conhecidos por agir com bastante violência contra torcedores rivais, de acordo com a Demafe.
operacao
Arma de grosso calibre apreendida (Foto: Polícia Civil)
A operação foi desencadeada após o grupo espancar violentamente um torcedor rival em um ônibus do transporte coletivo de Curitiba, há 90 dias. Na ocasião, o grupo armou uma emboscada e utilizou uma arma de fogo para parar o ônibus, ordenou que todos os passageiros descessem e espancou o torcedor. A vítima teve ferimentos gravíssimos.
“Essa torcida é dissidente da Fanáticos, após serem expulsos pelos atos que cometiam. São jovens que em dias de jogos não iam torcer, mas sim para as ruas praticar atos violentos”, lamentou o delegado.
Além dos detidos, o pai de um dos torcedores foi levado à delegacia pelo porte ilegal de arma de fogo. Os jovens foram autuados por roubo, tentativa de homicídio e crime contra o patrimônio público, podendo pegar até 30 anos de prisão.