Empresa diz que ônibus trafegava a 41 Km/h no momento do acidente em rodovia


Estadão-1-2-3-1-2

A União do Litoral, proprietária do ônibus que tombou nesta quarta-feira, 8, na Rodovia Mogi-Bertioga, litoral de São Paulo, informou que o tacógrafo do veículo registrou 41 Km/h no momento do acidente e que a máxima permitida na Rodovia é de 60 Km/h.
onibus-des
Do total de 46 pessoas, 16 morreram e 31 ficaram feridas, algumas em estado grave. Foto: JOSÉ PATRÍCIO/ESTADÃO CONTEÚDO
A empresa informou ainda, por meio da assessoria de imprensa, que o coletivo havia passado por manutenção preventiva há 15 dias e por todas as vistorias de órgãos fiscalizadores, como a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
A companhia negou que o veículo de prefixo 4.900 trafegasse em alta velocidade. “Isso seria difícil, já que o trecho era de serra e trafegar em alta velocidade traria riscos”, destacou por meio da assessoria de imprensa.
De acordo com a companhia, a velocidade máxima permitida na Rodovia é de 60 Km/h e o tacógrafo do coletivo teria registrado 41km/h no momento da tragédia. “Mas temos que aguardar a perícia para saber as reais causas do acidente”.
A União do Litoral não soube precisar quantos alunos havia no coletivo. “Até o momento, chegamos a 32 pessoas. Quarenta e seis é a capacidade do ônibus”, informou.
‘Motorista exemplar’
A transportadora também negou que teria ocorrido uma discussão entre o motorista e os estudantes, situação que chegou a ser cogitada por alguns dos sobreviventes.
Ademir Pedralli, pai de um estudante que teve ferimentos graves e permanecia internado no Hospital Santo Amaro no Guarujá, disse ter ficado sabendo que uma estudante discutiu com o motorista do ônibus minutos antes do acidente. Ela teria reclamado que o condutor estava em alta velocidade.
“Na hora do acidente não tinha neblina nenhuma (na rodovia). Segundo os alunos dos outros ônibus, esse ônibus estava em uma velocidade tremenda, tinha até uma moça que reclamava muito com o motorista e (dizia) que ele corria muito. Eles entraram até em discussão”, disse o pai, em entrevista a Rádio Estadão.
Segundo parentes de estudantes, o condutor Antonio Carlos da Silva, que morreu no acidente, costumava “correr muito” e fazer ultrapassagens perigosas. “A pasta profissional do motorista é exemplar e não há nenhuma reclamação de alunos. Inclusive, alguns alunos de outras linhas irão prestar uma homenagem a ele com um minuto de silêncio”, comentou a empresa.
A União do Litoral informou que acionou a seguradora, que está providenciando o sepultamento das vítimas, além de apoio médico para o caso de tratamentos especializados e transferências hospitalares.
Perícia
Em Bertioga, o delegado Fábio Pierre, que iniciou as investigações sobre as causas do acidente, afirmou que será “difícil” realizar a perícia no ônibus por causa do estado de destruição do veículo.
“Mesmo assim, vamos tentar periciar a barra de direção e o sistema de freios. Não descartamos também a possibilidade de o motorista ter dormido ao volante. Nenhuma hipótese será descartada e vamos montar este quebra-cabeças”, destacou Pierre

Proerd certifica 420 alunos dos 5º anos da rede de ensino de Colombo


WEBMASTER 8 DE JUNHO DE 2016

As turmas de cinco escolas da rede municipal participaram do curso que visa alertar sobre os riscos das drogas e violência

O PROERD formou 420 alunos do 5º ano – da Rede Municipal de Ensino do município.
O PROERD formou 420 alunos do 5º ano – da Rede Municipal de Ensino do município.
A Prefeita Beti Pavin esteve presente e ressaltou a importância do evento.
A Prefeita Beti Pavin esteve presente e ressaltou a importância do evento.
O evento aconteceu no pavilhão do Parque Municipal Parque da Uva e contou com a participação da Fanfarra Municipal de Colombo.
O evento aconteceu no pavilhão do Parque Municipal Parque da Uva e contou com a participação da Fanfarra Municipal de Colombo.
A Prefeitura de Colombo, por meio da Secretaria Municipal da Educação em parceria com a Polícia Militar do Paraná (PMPR), realizou no último sábado, dia 4, a formatura de 420 alunos do 5º ano – da Rede Municipal de Ensino do município. O evento aconteceu no pavilhão do Parque Municipal Parque da Uva e contou com a participação da Fanfarra Municipal de Colombo.
Entre as Escolas Municipais participantes da formatura estavam: Jovino do Rosário, José Frederico Paulo Weigert, Barão de Mauá, Gabriel D’Anúncio Strapasson e John Kennedy.
“Este é um programa que nos aponta o caminho certo para as nossas crianças, adolescentes e jovens. Ficar longe das drogas, receber boas informações nas nossas escolas, participar das ações dos projetos sociais, e ganhar a atenção da família, certamente vai garantir uma sociedade melhor”, disse a Prefeita de Colombo Beti Pavin.
Durante todo o período do primeiro semestre de 2016, os estudantes participaram do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), que em um cronograma com dez aulas ministradas nas salas de aulas pelo Cabo Dirlei Pereira da Silva, do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária, buscou alertar as crianças e adolescentes sobre os riscos das drogas, além de incentivar práticas para a cultura da paz e distanciamento de situações que envolvam as diversas situações de violência.
Um dos objetivos do programa é evitar o aumento do índice de jovens envolvidos com as drogas e a violência. O Proerd está presente na Rede de Ensino Público e Particular do Estado do Paraná, desde o ano de 2000, e é aplicado por policiais militares que são rigorosamente selecionados e formados por profissionais da área de educação, onde atuam em sala de aula em um período letivo, uma vez por semana durante uma hora aula com turmas do 5º ano do ensino fundamental.
“Nosso objetivo é que, ao final do curso, eles sejam cidadãos ainda mais conscientes, que saibam discernir o certo e o errado. Em Colombo, a recepção das escolas é excelente, o que resulta, também, no nosso sucesso”, ressaltou o cabo Dirlei da Silva.
A secretária da pasta, Aziolê Cavallari Pavin lembrou a importância dos jovens estarem participando desse curso e comemorou o sucesso da parceria. “Hoje estamos celebrando mais uma formatura do PROERD. E nós ficamos muito felizes em formar mais alunos. Esta formatura representa que vocês crianças aprenderam a principal lição do PROERD a coragem de dizer não as drogas, não ao caminho muitas vezes sem volta. E, ao contrário de tudo isso, aprenderam a dizer sim ao respeito próprio e amor a vida. Que as lições recebidas por seus professores e do Instrutor Cabo Dirlei perdurem e percorram seus caminhos por sua vida. A Secretaria Municipal de Educação manifesta agradecimentos à Prefeita Beti, que sempre apoia este programa junto às escolas de Colombo, à toda corporação da Polícia Militar, dos educadores sociais, especialmente o policial Dirlei e aos pais que dedicaram a confiança entregando os seus filhos em nossas escolas”, ressaltou Aziolê Cavallari.
Aproximadamente 900 pessoas participaram da formatura, durante o evento, alunos, pais e professores assistiram a apresentações e discursos das autoridades presentes. A Professora da Escola Municipal John Kennedy, Maria de Fátima Ferraz recebeu uma bela homenagem dos alunos.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Fotos: João Senechal/ PMC

Sílvio Costa e PT se estranham em Pernambuco


Aliado de primeira hora de Dilma Rousseff quer apoio de petistas à candidatura de seu filho no Recife

RICARDO DELLA COLETTA
07/06/2016 - 12h08 - Atualizado 07/06/2016 12h27
Sílvio Costa filia-se ao PTdoB (Foto: Agência Câmara)
Nem só de amores é feita a relação do deputado federal Sílvio Costa com o PT. Defensor de primeira hora da presidente afastada, Dilma Rousseff, o parlamentar tem se estranhado com petistas em Pernambuco por conta da eleição municipal deste ano.
Costa quer que o PT apoie a candidatura de seu filho, que é deputado estadual. O PT, no entanto, tem planos de uma candidatura própria com o ex-prefeito João Paulo Lima e se recusa a embarcar no projeto de Sílvio Costa Filho.

Atleta de tiro é baleada na cabeça ao tentar fugir de assalto no Rio


Estadão-1-2-3-1-2


Anna Paula Desbrousses Cotta, atleta de tiro inscrita na Confederação Brasileira de Tiro Esportivo, foi baleada na cabeça, em Inhaúma, zona norte do Rio, na manhã desta quinta-feira, 9. Ela foi atingida quando dirigia, na Avenida Pastor Martin Luther King Jr., para tentar fugir de um assalto na Linha Amarela.
atleta
(Foto: Reprodução Internet)
Anna levada para o Hospital Estadual Salgado Filho, no Méier, também na zona norte. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a vítima está passando por uma cirurgia. O estado da atleta é grave.
A ocorrência foi registrada na 44ª Delegacia de Polícia. De acordo com policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar (Méier), o patrulhamento foi reforçado na região.
Outro caso
No dia 7 de maio, a adolescente Ana Beatriz Frade, de 17 anos, foi morta em um arrastão, em um dos acessos à Linha Amarela, em Del Castilho. A garota foi atingida no veículo da família, quando estava a caminho do Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, na zona norte, onde se encontraria com a mãe, que chegava de viagem.

Claúdia Cruz esperava ser denunciada pelo Ministério Público desde o final do ano passado


Sergio Moro aceitou acusação contra a mulher de Eduardo Cunha por lavagem de dinheiro e evasão de divisa

MURILO RAMOS
09/06/2016 - 15h51 - Atualizado 09/06/2016 16h58
Claudia Cruz, esposa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO)
Nesta quinta-feira (9), o juiz federal Sergio Moro aceitou denúncia do Ministério Público Federal contra Cláudia Cruz, mulher do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, por lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Cláudia Cruz esperava ser denunciada pelos procuradores desde o fim do ano passado. Apesar de torcer contra, sabia que ia acontecer.

Surpresa, Jaques Wagner!



Jaques Wagner usou o Twitter para dizer que recebeu com surpresa a iniciativa de Celso de Mello em pedir que Sérgio Moro analise um pedido de abertura de inquérito contra ele.
"Causa estranheza", afirma. "As declarações de (Nestor) Cerveró são mentirosas e não possuem o menor fundamento na realidade."
Petistas costumam ter um conceito torto de estranheza e de realidade.

(Quase) Todas as empresas de Cunha



Paulo Lamenza, contador de Eduardo Cunha, entregou à Lava Jato a lista de todas as empresas ligadas à família. Além da C3 Produções Artísticas, C3 Produções de Internet e Jesus.Web, Lamenza também é responsável pela contabilidade das seguintes pessoas jurídicas:
- Mola do Brasil, Mindrest Brasil Pesquisas, Hotel Interlligence Brasil Pesquisas, GDAV Serviços e Publicidade, Rent a Local Friend Intermediação de Negócios e Nação do Fã Serviços Associados e Digitais.
Lamenza disse desconhecer as empresas Aluni Serviços Educacionais e Brave Holding, que seriam também ligadas a Cunha, segundo o MPF. ele também afirmou que as empresas de Cunha "não tinham empregados", com exceção da GDAV, que chegou a ter "um ou dois".

O caminho do dinheiro de Cunha (roubado da Petrobras)



Na denúncia do MPF, um diagrama indica como o dinheiro da Petrobras chegou às contas abertas por Cláudia Cruz no exterior. Dinheiro que era usado para gastos pessoais de difícil rastreamento.

EDUARDO CUNHA ERA O VERDADEIRO DONO DO DINHEIRO



Deltan Dallagnol desmontou a tese usada por Eduardo Cunha para escapar da cassação no Conselho de Ética.
"Os trusts são estruturas para lavagem e ocultação. Não há dúvida de que o verdadeiro dono do dinheiro por trás dos dois trusts e da offshore é o deputado Eduardo Cunha, mas a conduta dele está sujeita à apuração pelo STF."

Um criminoso moderno



Deltan Dallagnol resolveu ser ainda mais didático ao explicar o uso de um trust para esconder bens.
"Os criminosos mais antiquados usam laranjas e testas-de-ferro. Os mais modernos usam offshores e trusts."
Ele quis dizer que Eduardo Cunha é moderninho.

Câmara de Colombo não dará aumento a vereadores



Salários congelados. O Projeto de Lei 780/2016, em trâmite na Câmara Municipal de Colombo, propõe que os 17 vereadores que assumirem o cargo para a legislatura 2017/2020 não tenham aumento salarial em relação à gestão atual.
O projeto de lei indica que o salário dos vereadores para a gestão 2017/2020 será o mesmo vigente, sem direito à 13º ou outras vantagens..
A proposta foi feita pela Mesa Diretora do Legislativo, em cumprimento ao Artigo 64 da Lei Orgânica Municipal, foi apresentada em plenário na sessão ordinária de 31 de maio e nesta quarta-feira (8/6) foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça pela Comissão de Economia, Finanças e Orçamento.
Conforme o Artigo 63 da Lei Orgânica, os subsídios dos vereadores serão fixados pela Câmara Municipal através de Resolução, para vigorar na Legislatura subsequente, no prazo de 90 (noventa) dias antes das eleições municipais”.
O “congelamento” dos vencimentos dos parlamentares vem ao encontro das medidas de racionalização de recursos adotada pelo Legislativo. “Hoje o salário dos vereadores de Colombo já corresponde a 50% do salário de um deputado estadual, conforme prevê o inciso VI do Artigo 29 da Constituição. A Câmara mantém o mesmo percentual aprovado para a gestão 2012/2016 também por entender o atual momento econômico pelo qual o Brasil passa”, afirmou o presidente da Mesa Diretora e da Câmara, o vereador Professor Waldirlei Bueno.
Na próxima gestão, a Câmara também terá a redução no número de vereadores, de 21 para 17 parlamentares, conforme Emenda à Lei Orgânica nº 12, de 7 de julho de 2015, e com direito a apenas um assessor parlamentar. O Projeto de Lei 780/2016 também fixa os valores de salários de prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários municipais, em cumprimento ao Artigo 13, inciso V da Lei Orgânica Municipal.
Após 29 anos sem realizar concursos públicos, em março deste ano, a Câmara de Colombo deu posse a novos servidores públicos concursados, reduzindo em 45% o número de cargos comissionados.

Juiz manda ‘Japonês da Federal’ para sala da Polícia Civil


Estadão-1-2-3-1

O juiz Matheus Gaspar, da 4ª Vara de Execuções Penais da Justiça Federal em Foz do Iguaçu (PR), determinou nesta quarta-feira, 8, a transferência do agente da Polícia Federal Newton Ishii, o Japonês da Federal, para o Centro de Operações Especiais (Cope) da Polícia Civil do Paraná, em Curitiba. Ishii está detido na sede da Superintendência da PF em Curitiba, base da Lava Jato, desde terça-feira, 7, quando recebeu o mandado de prisão.
O Japonês da Federal foi condenado em 2009 pela Justiça Federal no Paraná por corrupção e descaminho, ao supostamente facilitar a entrada no Brasil de produtos contrabandeados do Paraguai. A condenação foi mantida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) em março deste ano. A Corte determinou pena de quatro anos e dois meses de prisão. Como não existe casa de albergado no Estado do Paraná para o cumprimento de pena em regime semiaberto, o que é comum em caso de condenações de menos de seis anos, o juiz Matheus Gaspar, da Vara de Execuções Penais, determinou que o agente da PF fique custodiado no Cope.
Inicialmente, o magistrado havia determinado que Ishii fosse para um presídio estadual no Paraná, mas o delegado regional executivo da PF no Paraná, José Washington Luiz Santos, solicitou que o agente permanecesse na Superintendência da PF ou, então, fosse transferido para o Cope, que possui estrutura para receber policiais que cometem crimes. Ainda não há previsão para a transferência de Ishii, que ocupa uma sala separada, mas a expectativa é que ele seja transferido para o Cope até sexta-feira, 10.
Newton Ishii ficou conhecido como Japonês da Federal ao escoltar presos e investigados da Operação Lava Jato. Atualmente no cargo de chefe substituto de Operações Especiais da Polícia Federal em Curitiba, ele fica lotado na sede da PF na capital paranaense e é responsável pela logística e escolta de presos. Ele estava trabalhando nesta terça, 7, quando foi notificado da decisão e se entregou espontaneamente.
Diferentemente dos presos da Lava Jato que ele ajudou a conduzir para a PF em Curitiba ao longo das 30 fases da operação de combate à corrupção, Ishii está em uma de sala separada na sede da Polícia Federal e não na carceragem.
O agente foi um dos 23 policiais federais alvos da Operação Sucuri, deflagrada em 2003 para apurar um esquema formado por agentes da PF e da Receita Federal que facilitava o contrabando de produtos ilegais na fronteira com o Paraguai em Foz do Iguaçu (PR).
Ishii responde a três processos, derivados da Operação Sucuri, sendo um na esfera criminal, outro administrativo e um terceiro por improbidade administrativa.
Figura sempre presente nas prisões da Operação Lava Jato, Newton Ishii ganhou marchinha de carnaval, boneco de Olinda e máscara. A reportagem entrou em contato com o advogado de Newton Ishii, que não estava no escritório.

Homem é condenado a 12 anos de prisão por matar adolescente ‘por engano’ na RMC


Por Marina Sequinel e Antônio Nascimento
justica-ja-lucas-eduardo
Lucas Eduardo andava de skate quando foi abordado por assassino. (Foto: Reprodução/Facebook)

O homem acusado de matar o adolescente Lucas Eduardo Gonçalves de Lima foi condenado, nesta quarta-feira (8), a 12 anos de prisão durante julgamento que durou quase 14 horas. A vítima, que tinha apenas 15 anos, foi assassinada a tiros em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, no dia 26 de outubro de 2013.
Na ocasião, Silvio José Barbosa confessou o crime em depoimento à polícia. Segundo as investigações, Lucas não era o verdadeiro alvo do assassino, mas sim um amigo dele, que namorava a filha do acusado – relacionamento não aceito por Barbosa.
Mesmo após a condenação, a madrasta de Lucas, Sirlene Fioratti não ficou satisfeita com o resultado do julgamento. “Dava para ver pela cara dele que ele entrou sabendo que ia sair de lá livre, que foi exatamente o que aconteceu. Ele foi condenado, mas deixou o local em liberdade”, comentou ela em entrevista à Banda B.
O mesmo sentimento é compartilhado pelo pai da vítima, Robson Gonçalves de Lima, que também acompanhou todo o processo. “Ele teria que pegar a pena máxima, isso sim. Foram estipulados 12 anos, mas, na realidade, ele vai ficar dois anos, talvez um pouco mais e sair em regime semiaberto. É uma sensação de impunidade. Enquanto isso, a gente fica apenas com a lembrança do Lucas, era um menino muito extrovertido e brincalhão, que vivia intensamente. Até parecia que ele sabia que permaneceria pouco tempo conosco”, completou o pai, emocionado.
No Facebook, a mãe do menino criou uma página para homenageá-lo, o “Justiça Já Lucas Eduardo”, que tem mais de 1,8 mil seguidores.

Lava Jato explica denúncia contra Cláudia Cruz



A força-tarefa da Lava Jato concede agora uma coletiva de imprensa para esclarecer a denúncia contra Cláudia Cruz aceita por Sérgio Moro.
Segundo Deltan Dallagnol, Cláudia Cruz cometeu "dois tipos de lavagem de dinheiro". "Ocultação de mais de US$ 1 milhão no exterior e conversão desse dinheiro público em bens de luxo, sapatos e roupas de grife."

Motorista perde o controle e fica gravemente ferida após bater contra poste no Cristo Rei


Por Felipe Ribeiro e Flávia Barros
Foto: Flávia Barros - Banda B
Foto: Flávia Barros – Banda B

Uma motorista de 30 anos ficou gravemente ferida após bater contra um poste no cruzamento das ruas Roberto Cichon e Urbano Lopes, no bairro Cristo Rei, em Curitiba. A vítima dirigia um veículo Fiat Cinquecento e derrubou um poste com a batida.
Foto: Flávia Barros - Banda B
Foto: Flávia Barros – Banda B
Segundo o tenente Romaniuk, do Corpo de Bombeiros, testemunhas contaram que a vítima aparentemente perdeu o controle sozinha, mas a polícia deve investigar se outro veículo pode estar envolvido. “Aqui nos contaram que o carro veio descontrolado e freou bruscamente antes da batida”, explicou.
Com a queda do poste, parte da energia elétrica foi desligada. A Copel já foi acionada para restabelecer a fiação.
A vítima foi encaminhada pelo Siate ao Hospital Cajuru.