Lula não gritou “Fora Temer” porque sua única chance de sobreviver é o “Dentro Temer”



Se Dilma não fosse tão cabeçuda, tão turrona, eu teria até um pouquinho de pena dela. Acontece que a mulher não deixa. Ela é tão escandalosamente tola na relação com o PT que chega a ser irritante. Vamos pensar.
Nesta sexta, houve manifestação contra o governo Temer em quase todas as capitais do país. A maior foi em São Paulo. Ocupou quatro quarteirões da Paulista, numa massa rarefeita. Os organizadores anunciaram 100 mil pessoas. Bem, com boa vontade, havia lá umas 20 mil. Os petistas não enganam nem os próprios militantes.
E olhem que Lula, a estrela maior, anunciou presença e, de fato, discursou. Dilma é politicamente xucra; ele não! Atenção! O chefão do PT não gritou “Fora Temer”. Até porque Lula tem a esperança de que o “Dentro Temer” possa ainda beneficiá-lo. Vamos, então, pôr os pingos nos is.
Atenção! O PT que pensa já desistiu do “Fora Temer” e não quer nem ouvir falar em “novas eleições”. O PT que tem miolos está se preparando para 2018. Quem é antipetista tem de se preparar é para enfrentar o partido que raciocina, não o que rumina a derrota. Explico melhor.
A carta
O PT e os ditos movimentos sociais levaram Dilma a se comprometer em assinar uma carta que anuncia a conversão de seu governo à esquerda caso ela sobreviva ao impeachment. Atenção! Ela só volta à Presidência por vontade dos senadores, mas estaria assumindo um compromisso com os esquerdistas. Resumo da ópera: só ela acredita que essa conversão poderia levá-la de volta ao Planalto. Ao forçá-la a fazer esse movimento, os petistas a fazem assinar a sentença de morte.
Os lunáticos
Os dilmistas — uma minoria de lunáticos no PT — afirmam que a presidente afastada “aceitaria” (podem rir!!!) convocar um plebiscito com vistas a novas eleições. Assim, caso fosse reconduzida ao Palácio, aceitaria a consulta popular. Pois é… Lula já deixou claro que não quer nem ouvir falar dessa história, num sinal de que louco não é.
Schopenhauer
Entre quatro paredes, os petistas do núcleo duro só não chamam Dilma de Schopenhauer… Por quê? Lula já dá de barato que Temer ficará na Presidência até 2018 e conta com ele para fazer o ajuste de que o país precisa. Uma eventual eleição agora o obrigaria a disputar a Presidência. Se derrotado, seria o fim da linha. Se vitorioso, o que é improvável, também.
O pior
Os petistas que pensam (não é o caso de Dilma), ainda que coisas malignas, ponderam que o pior cenário para o partido seria a volta de Dona Doida ao poder. A simples piora das expectativas conduziria o país à ruína, sem contar que ela reassumiria como refém dos movimentos de esquerda.
O que quer o PT?
Mas, então, o que quer o PT? Ora, manter o país num clima de mobilização constante até 2018, jogando nas costas de Michel Temer a responsabilidade por todos os desacertos. Pensem: por que a CUT rejeitou a proposta de greve geral de Rui Falcão? Vagner Freitas, o presidente da entidade, explicou: porque, até agora, o presidente interino não tomou nenhuma medida que a central possa tachar de “contra os trabalhadores”. De fato, o PT, hoje em dia, torce por cortes em programas sociais porque sabe que, sem isso, fica difícil levantar uma bandeira.
A aposta
A aposta do PT, hoje em dia, é no desgaste de Michel Temer. O núcleo duro do partido chegou à conclusão de que essa é a única chance de sobrevivência do partido. A volta de Dilma corresponderia a condenar a legenda à morte.
Mas então...
Mas, então, nós, os que não somos petistas, não deveríamos torcer por isso? Não! O Brasil é maior do que o PT. O partido morreria, sim, mas o país, que já vive uma crise de dimensões inéditas, tenderia à ingovernabilidade.
Dilma sabe disso?
Dilma sabe que o PT não quer a sua volta? Ela sabe, sim, mas não se conforma. É por isso que, à diferença do que reza a lenda, a Afastada e Lula se odeiam. Ele tem a certeza de que ela conduziu o PT à ruína. E ela tem a certeza de que nada mais fez do que dar sequência à obra do mestre. Quem está certo? Os dois!
Em suma…
Lula não gritou “Fora Temer” porque sabe que a sua única chance de sobrevivência está no “Dentro Temer”. Já deu início à campanha eleitoral. O chefe inconteste do partido que comandava a organização criminosa que tomou conta do estado brasileiro ainda teve a cara de pau de chamar os deputados de picaretas, relembrando frase célebre de 1994.
Pois é… Vinte e dois anos depois, sabemos que o partido de que ele é o líder máximo comandou o maior assalto aos cofres públicos de que se tem notícia.
Eis Lula, o que não é… picareta!

‘Orem por mim’, pede a fieis padre acusado de abusar de garoto


Padre Fabiano Santos Gonzaga acusado de pedofilia em Caldas Novas (GO)
Padre Fabiano Santos Gonzaga, acusado de pedofilia em Caldas Novas (GO)(Cristiano Mariz/VEJA)
Algemado, acusado de abusar sexualmente de um adolescente de 15 anos, o padre Fabiano Santos Gonzaga falou com exclusividade a VEJA. Ele está preso na unidade prisional de Caldas Novas, será indiciado por estupro de vulnerável (Artigo 217 do Código Penal) e poderá pegar até 15 anos de cadeia. Segundo diz em sua defesa, o jovem teria inventado essa história por ter sido rejeitado pelo sacerdote dentro da sauna e por ter transtorno mental. Aparentando tranquilidade, o religioso se diz vítima de uma grande injustiça e sonha em voltar a celebrar missas em sua paróquia, no município de Frutal (MG); pede aos seus fiéis que orem por ele.
O senhor é padre e é acusado de estuprar um adolescente vulnerável de 15 anos. Tem receio de apodrecer na cadeia?
Nem cheguei a pensar nisso.
Como o senhor se defende dessa acusação?
Não tinha como eu praticar sexo oral no garoto e ainda ejacular em sua boca uma vez que a sauna estava aberta ao público e sem tranca na porta.
Quando entrou na sauna, o garoto já estava lá?
Sim. Estavam ele e um senhor de mais ou menos 60 anos. O senhor saiu logo em seguida e o garoto me cumprimentou com os olhos. Eu perguntei o seu nome e se estava tudo bem. Ele me disse que estava hospedado na casa de um tio em Caldas Novas. Depois ele ficou parado me olhando. Achei ele estranho por não interagir e saí da sauna. Não fiquei lá dentro nem cinco minutos.
O que houve depois?
Estava sentando com os meus amigos e uma senhora loira me abordou dizendo: "seu nego safado. Não tem vergonha não?". O menino veio em seguida com duas amigas da mãe. Ela gritava dizendo que o filho dela é doente e que eu não podia ter feito aquilo. Não entendi nada naquele momento. Fomos levados para a delegacia e o menino disse que eu tinha ejaculado na boca dele. Me senti constrangido e sem entender muito a história.
Quando tentou conversar com o garoto, percebeu que ele tinha algum tipo de deficiência?
Não. Eu só reparei que ele não me respondeu. Mas não deu para perceber nada.
O senhor se diz vítima de injustiça, mas tem cinco pessoas acusando você e a juíza não quis soltá-lo. Afinal, como o senhor se meteu nessa confusão?
Tentando pensar sobre isso, cheguei à conclusão que o menino ficou interessado em mim. Mas, como eu não correspondi, ele acabou inventando toda essa história por ter um retardo mental. A mãe tomou a história como verdadeira e já veio me acusando por eu ser minoria.
O que agravou a sua situação?
O fato de ser padre me complicou, pois há o estereótipo de que todo padre é tarado, pedófilo e gosta de criancinha.
A rigor, uma pessoa que está presa acusada injustamente de estuprar um menor vulnerável ficaria desesperada, mas percebo que o senhor está se defendendo tranquilamente. Essa sua postura não levanta uma dúvida sobre a veracidade da história que o senhor conta?
Na hora, eu não me desesperei porque não sabia direito o que estava acontecendo. Fui conduzido sem saber o motivo. Quando fui preso, aí sim, eu me desesperei.
O que o senhor está sentindo nesse momento?
Injustiçado pela situação e pela mídia. Humilhado porque as testemunhas estão faltando com a verdade e preocupado porque tenho família.
Consegue imaginar o que vai acontecer com o senhor daqui para frente?
Não. Mas tenho que provar a minha inocência. Não sei como isso vai acontecer.
Quando o senhor resolveu ser padre?
Desde pequeno. Quando era criança, ia à missa com uma prima e sentia um encantamento. Em seguida, virei coroinha e sacristão. Aos 18 anos entrei no seminário e fui ordenado padre aos 25.
Será que a sua carreira de padre acabou com esse escândalo sexual?
Não, até porque vou provar a minha inocência. Agora, fica difícil recuperar a ferida moral.
Diante de uma acusação tão grave como essa, é possível recuperar o respeito dos fiéis?
Sim, até porque a minha vida religiosa na paróquia mostra o contrário de tudo isso que estão me acusando.
Como o senhor processa essa situação no campo religioso?
Acho que é uma provação. Um momento triste, doído e dolorido.
Se o tempo voltasse atrás, o que o senhor faria diferente?
Eu não estaria naquele clube.
Que mensagem o senhor quer mandar aos seus fiéis?
Orem por mim.

Motociclista morre e outro fica gravemente ferido em diferentes acidentes em Curitiba


Por Marina Sequinel e Flávia Barros
(Fotos: Flávia Barros – Banda B)

Dois acidentes envolvendo motociclistas foram registrados em Curitiba na manhã deste sábado (11). No primeiro caso, um jovem de 21 anos ficou gravemente ferido ao ser atingido por um veículo Peugeot 208 no cruzamento da Rua Martim Afonso com a Alameda Prudente de Morais, no bairro Mercês.
Segundo o sargento Trindade, do Corpo de Bombeiros, o motociclista estava inconsciente no momento da chegada do socorro. “Ele sofreu uma fratura na base do crânio, além de escoriações no abdômen e no tórax. A condutora do veículo, uma médica, ajudou a dar os primeiros atendimentos. Ela teve apenas ferimentos leves”, comentou em entrevista à Banda B.
Testemunhas disseram que a moto seguia pela Martim Afonso quando o Peugeot cruzou pela Alameda Prudente de Morais e bateu contra ela. O rapaz, identificado apenas como Lucas, trabalha como chaveiro na esquina das ruas Visconde de Nacar e Saldanha Marinho. Ele foi socorrido em estado gravíssimo ao hospital.
Caso com morte
acidente-nilo-pecanha
(Foto: Colaboração)
Já o segundo caso aconteceu na Rua Nilo Peçanha, onde um motociclista, ainda não identificado, morreu após colidir contra uma árvore.
“Nós chegamos no local e ele já estava morto. Ele sofreu lesões no tórax e no crânio, o que indica que o capacete caiu da cabeça dele no momento do acidente”, comentou o sargento Batista.
O corpo do motociclista deve ser recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba.

Ministério da Saúde pode comprar testes que comprovam zika


Da Agência Brasil

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, vai a Salvador, na segunda-feira (13), verificar – junto ao Laboratório Bahiafarma – a possibilidade de compra, em grande quantidade, pelo governo federal, de um teste rápido de comprovação do vírus zika. Ele não informou quantos testes seriam comprados, mas acrescentou que, atualmente, os testes que já são aplicados em pessoas que apresentam os sintomas permitem a identificação e notificação de todos os casos.
zika
(Foto: Divulgação/EBC)
Por isso, classificou de confiáveis os números de registros da doença feitos no país. O ministro fez o comentário durante entrevista a correspondentes estrangeiros para apresentar as ações de saúde com vistas aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.
“Estamos procurando dar a vocês subsídios para que possam tranquilizar as pessoas de que neste período [dos Jogos], no Rio de Janeiro, o risco é baixíssimo de alguém ser contaminado com zika. Menos de uma pessoa em 500 mil visitantes estrangeiros, pelas projeções da Universidade de Cambridge [no Reino Unido] e de outros tantos cientistas, está sujeita a ser contaminada, portanto, é quase risco zero”, contou.
O ministro espera que, com as informações prestadas, os atletas estrangeiros se tranquilizem e venham para o Brasil. “Estamos falando de um espetáculo, de um mega evento, mas para cada atleta é a vida deles. Aquilo para o que se dedicam e aquilo no que acreditam e nós queremos que eles venham com absoluta tranquilidade para o ápice de toda a preparação que fizeram durante anos”, destacou.
Reunião da OMS
Ricardo Barros revelou que, na terça-feira (14), o comitê de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS) vai se reunir, por videoconferência, como ocorre a cada 90 dias, e poderá avaliar as recomendações feitas com relação aos cuidados e prevenção relacionados ao vírus zika.
O ministro da Saúde afirmou que tudo indica que as recomendações permanecerão, como a de que grávidas evitem viajar para os 60 países onde foi constatada a presença do vírus, ou então, para que mulheres retardem a gravidez até que a comunidade científica internacional amplie os conhecimentos sobre os reflexos do vírus. Barros descartou, no entanto, a possibilidade de o comitê propor a mudança de datas ou de local dos Jogos 2016.
“Nós não consideramos a hipótese de adiamento das Olimpíadas. Não há nenhuma base científica que recomende este tipo de decisão. O que espero em relação aos atletas que estão em dúvida de virem ao Rio de Janeiro é que a nossa explanação hoje sirva de informação para que eles possam rever a sua posição e venham competir no Brasil, porque, de fato, nós estaremos em uma das regiões de menor circulação do vírus. Nos outros países em que ele existe, muitos estarão em temporada de verão, com alta proliferação do vírus. A região do Caribe, por exemplo, onde há uma circulação de milhares de turistas, tem uma possibilidade muito maior de alguém adquirir o vírus lá, do que aqui durante o inverno no Rio de Janeiro. Espero que os atletas possam, a partir das nossas informações, rever as suas posições e esperamos ter todos aqui conosco nas olimpíadas”, disse.
De acordo com o ministro, o governo brasileiro resolveu acatar todas as recomendações da OMS para as Olimpíadas e para o vírus zika. “Temos uma grande estrutura montada para que possamos – com segurança – receber aqueles que vêm ao Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos e vamos informar o que está disponível em infraestrutura para suportar esta vinda dos turistas e da família olímpica para os Jogos Olímpicos”, disse.
O ministro da Saúde afirmou, ainda, que, durante a Copa do Mundo, quando o número de visitantes superou 1 milhão de pessoas, houve apenas três casos de dengue e que, às vésperas dos Jogos 2016, a possibilidade é menor, com a expectativa de o país receber até 500 mil turistas para acompanhar as competições.
Barros assegurou que a rede de saúde está preparada. O governo federal repassou mais R$ 19,5 milhões para a rede de saúde do estado do Rio de Janeiro. Já há ambulâncias disponíveis e recursos para esses veículos no valor de R$ 30 milhões. Estão selecionados, ainda, 130 leitos para atendimentos de emergência caso sejam comprovados casos de zika. Além disso, haverá o reforço de 3 mil profissionais atuando no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de dengue, zika e chikungunya. No Rio de Janeiro, mais de 80% dos imóveis foram vistoriados para identificar focos de dengue.
Cuidados
De acordo com o ministro, o Comitê Olímpico vai distribuir repelentes para todos os atletas e o governo brasileiro está adquirindo unidades do produto para distribuir gratuitamente a gestantes incluídas no Programa Bolsa Família.
Ainda com relação às mulheres que querem engravidar, o ministro da Saúde lembrou que o Instituto Evandro Chagas desenvolveu pesquisas com a Universidade do Texas de uma vacina para o vírus zika e a previsão é iniciar os testes clínicos em novembro. “Temos a expectativa de fazer os testes em fast track como aconteceu com o vírus Ebola e, em pouco tempo, as mulheres poderão ter uma gravidez segura”, afirmou.

Senadores do PT visitarão Vaccari




A CBN informa que senadores do PT irão ao Paraná, nos próximos dias, para visitar João Vaccari Neto, com a ideia de tentar silenciá-lo.
Será uma excursão bastante educativa para a bancada do jardim de infância.

Frentista vai pegar controle para abrir posto e dá de cara com vigilante morto


Por Marina Sequinel e Flávia Barros
homicidio-posto
Vigilante foi esfaqueado, segundo a perícia. (Foto: Flávia Barros – Banda B)

Um vigilante de 47 anos foi encontrado morto dentro do posto de combustíveis onde trabalhava em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba (RMC), na manhã deste sábado (11). Airton Taborda Ribas estava caído no chão do estabelecimento, localizado na Rodovia dos Minérios, no Jardim Dona Belizaria.
Um frentista tinha ido pegar o controle do posto com o vigilante, como sempre fazia todas as manhãs, quando se deparou com o cadáver. “Eu cheguei às 6h e fui direto falar com o Airton, mas dei de cara com o rapaz morto, todo ensanguentado, levei um susto. A televisão e o aquecedor dele estavam ligados. Eu o chamei várias vezes, só que ele não deu nenhum sinal. Na hora, acionamos a polícia”, comentou ele em entrevista à Banda B.
Segundo o frentista, o vigilante trabalhava no local há seis meses e era uma pessoa boa. “Ele estava sempre alegre com todo mundo, eu realmente não sei o que aconteceu. Ele deixou a esposa e um filho”, completou.
Informações da perícia indicam que Airton, que era morador do Jardim Maria Cláudia, foi esfaqueado de madrugada ou início da manhã. Um suspeito que estava com o tênis ensanguentado foi detido na região. A delegacia da cidade é responsável pelo caso.
Em Campo Magro
Um homem de 66 anos morreu após ser atingido com pelo menos cinco tiros na manhã deste sábado em Campo Magro, também na RMC. A vítima, identificada como Vicente de Paula Muniz, chegou a ser encaminhada de helicóptero ao Hospital do Rocio, em Campo Largo, mas não resistiu aos ferimentos.
Existe a suspeita de que o motivo do crime esteja ligado a uma desavença por briga de terras, informação não confirmada pela polícia.

Quadrilha que não poupava nem comida em assaltos a residências é presa na RMC


Por Marina Sequinel e Daniela Sevieri
quadrilha-roubos4
(Foto: Daniela Sevieri – Banda B)

Uma quadrilha especializada em assaltos a residências foi presa em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba (RMC), na noite desta sexta-feira (10). Por meio de um caminhão roubado em Colombo, também na RMC, a Polícia Militar (PM) conseguiu rastrear a residência onde os criminosos guardavam os objetos das vítimas.
Segundo o aspirante Lucas Matheus, do 22º Batalhão, o motorista do caminhão, que levou à descoberta da quadrilha, foi preso no baú do veículo pelos assaltantes. “Nós resgatamos o condutor, que foi feito refém e, a partir da ajuda de rastreadores, chegamos a uma casa no Jardim Cláudia. Encontramos a dona em atitude suspeita, mas ela deixou a gente entrar”, explicou ele em entrevista à Banda B.
Na residência, havia uma moto roubada, além de munições, coletes, diversos produtos levados em assaltos, entre roupas e eletrodomésticos, e certa quantidade de maconha. Além disso, um dos documentos que estava no local ajudou a equipe a identificar uma vítima, que reconheceu os ladrões na delegacia.
Um detalhe que chamou a atenção da polícia, de acordo com o aspirante, é que a quadrilha não poupava nem a comida da geladeira. “A vítima olhou o alimento e reconheceu que era dela. Esses indivíduos mantinham as famílias reféns por três, quatro horas, e levavam tudo o que conseguiam, causando um prejuízo de R$ 100 mil, R$ 150 mil, já que agiam em casas de alto padrão. Nós acreditamos que eles também cometiam esses crimes em Curitiba”, completou.
Estão presos quatro homens, um de 40 anos, e três entre 20 e 25 anos, uma mulher de 25 anos e uma adolescente de 16 anos. Os maiores que foram reconhecidos pelas vítimas respondem por roubo, aqueles que não foram, por receptação. E todos por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e tráfico de drogas, já que na casa também foi encontrada uma balança de precisão e um quilo de maconha.
As eventuais vítimas devem procurar a delegacia de Pinhais com o Boletim de Ocorrência do assalto e as notas fiscais dos produtos roubados.