Defesa quer segredo nos diálogos do ex-presidente da Andrade Gutierrez


De São Paulo

  • Rodolfo Buhrer - 26.jun.2015/Reuters
    O ex-presidente da construtora Andrade Gutierrez, Otávio Marques Azevedo
    O ex-presidente da construtora Andrade Gutierrez, Otávio Marques Azevedo
A defesa do ex-presidente da Andrade Gutierrez e delator da Lava Jato Otávio Marques Azevedo solicitou ao juiz Sérgio Moro que todo o material das conversas do WhatsApp e mensagens SMS dos celulares do empreiteiro fiquem em segredo de Justiça.
No pedido, os advogados Juliano Breda e Flávia Trevizan alegam que existem nas mensagens material de "cunho íntimo" e pedem ainda que seja analisado quais conteúdos podem ser tornados públicos sem violar a privacidade de Otávio e sua família.
Na residência do executivo a Polícia Federal encontrou sete aparelhos celulares, sendo seis Iphones e um Motorola, e identificou milhares de mensagens entre Otávio e políticos como o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o ex-ministro Paulo Bernardo, o ex-porta-voz de Dilma Thomas Traumann e o governador de Minas Fernando Pimentel, dentre outros.
As mensagens revelam o bom trânsito político e até o assédio que Otávio Azevedo recebia de parlamentares, sobretudo de Eduardo Cunha, que chega a cobrar doações para seu correligionário Henrique Alves.
Há também diálogos do executivo com seus familiares que mostram seu apoio a políticos do PSDB, sobretudo o presidente do partido Aécio Neves, e ao "amigo" Fernando Pimentel, candidato do PT ao governo de Minas que Otávio indica para suas filhas votarem em 2014.

Promotoria esclarece sobre ações contra Sanepar em reunião do Plano de Saneamento




            
Clique na foto para ampliar
Clique na imagem para ampliar
Nesta terça-feira (12/7), as comissões da Câmara Municipal de Colombo ouviram a Promotoria de Justiça do Ministério Público na cidade sobre a situação das ações movidas contra a Sanepar nas discussões para aprovação do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB).
O promotor do Foro Regional de Colombo, Cássio Mattos Honorato, falou aos vereadores das seis comissões sobre as duas ações movidas contra a Sanepar e como ambas podem contribuir para o Legislativo pensar diretrizes para o PMSB e um novo contrato com empresa que administre serviços de água e saneamento.
A primeira ação foi em 2010, pela cobrança indevida de taxa de esgoto para moradores do Jardim Palmas; a segunda, em 2014, pedindo a quebra do contrato pelo não-cumprimento dos serviços acordados pela empresa contratada. As duas ações seguem em trâmite, mesmo com o contrato encerrado em 2015.
Ao município, lembrei que há essa dívida e que há outras empresas com know how para a gestão desses serviços. No contrato anterior, a Sanepar havia se comprometido a atingir 80% de instalação de rede de esgoto. Atingiu 40%. Com esse déficit, Colombo precisa receber algo a mais caso firme novo vínculo. Sugeri uma atenção especial para a área do Rio Palmital, com o fechamento e regularização da área entre 2016/2017 e que a empresa forneça gratuitamente projetos para a regularização onde ela não possa chegar”, destacou o promotor, que defende que o novo contrato seja feito por licitação.
Ele destacou ainda ser essencial a criação de dispositivos que garantam ao município que os serviços contratados serão entregues: estabelecimento de metas e prazos escalonados e multas pecuniárias caso não se atinja os objetivos.
Também participaram da reunião os secretários municipais de Meio Ambiente, Evandro Busato, que pediu cautela quanto às decisões tomadas, voltou a afirmar que o PMSB a ser votado ainda é uma proposta parcial, abrangendo apenas os pilares de água e esgoto e que será revisado até o final de 2017, após serem criados os planos de resíduos sólidos e de drenagem; e o secretário municipal de planejamento, orçamento e gestão Cezar Antônio Bittencourt Junior. Este reforçou a preocupação de que o município crie dispositivos contratuais que garanta o cumprimento das metas estipuladas em contrato. Entre elas, sugeriu que essas metas sejam estabelecidas por regiões da cidade.
Com a presença de dois representantes da Sanepar, o assessor de concessões Julio Cesar da Silva e o engenheiro – os vereadores questionaram os valores investidos em obras pela companhia nos últimos 30 anos e a proposta feita pela empresa para um contrato até 2035.
Sobre a possibilidade de alterar o cronograma e antecipar as metas para as regiões do São Gabriel e Embu, previstas inicialmente para terminarem em 2035, para serem antecipadas para 2025, Gonçalves afirmou que a proposta foi feita a partir de estimativas de prazos de arrecadação de recursos e de complexidades técnicas de cada região e que alterações podem ser feitas, mas sem garantias de que não haverá comprometimento nas datas propostas.
O que é o PMSB - O Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) é um instrumento estratégico de planejamento e de gestão participativo, obrigatório a todas as prefeituras, atendendo normas da lei federal nº 11.445/2007 (Lei de Saneamento Básico). É ele quem permite à prefeitura buscar recursos federais para projetos de saneamento básico para serviços, provimento de infraestrutura e de instalações.
Os encontros das seis Comissões de vereadores é parte do compromisso do Legislativo em promover debates que resultem na aprovação de uma lei que crie o PMSB, plano que contempla as diretrizes para o desenvolvimento do município em abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos e drenagem das águas pluviais urbanas. Ao fim das discussões, o plano será votado em plenário para aprovação, em forma de lei.

Câmara Colombo de aprova Plano Municipal de Saneamento Básico




            
Clique na foto para ampliar
Clique na imagem para ampliar
Em três sessões extraordinárias nesta sexta-feira (15/7) foi divulgado e votado no plenário da Câmara Municipal de Colombo, em dois turnos, o Projeto de Lei do Executivo 10/2016, que institui alterações ao Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) do município aprovado pelo Decreto 2.334/2011.
O PMSB é um instrumento estratégico de planejamento e de gestão participativo, obrigatório a todas as prefeituras, atendendo normas da lei federal nº 11.445/2007 (Lei de Saneamento Básico) e dá diretrizes para o município planejar seus objetivos para as áreas saneamento básico, até 2035.
O PMSB também é necessário para que a prefeitura pleiteie recursos federais para projetos de infraestrutura nessa área. O projeto na Câmara nesta sexta-feira foi aprovado com emendas que visam garantir à população o compromisso com o cumprimento de metas de acordo com as necessidades do município
A aprovação do projeto é quesito para o município firmar um novo contrato de concessão com empresa fornecedora de serviços de abastecimento de água tratada, coleta e tratamento de esgoto, coleta e destinação de resíduos sólidos. Até o ano passado, Colombo tinha como contratada a Sanepar e o município discute a possibilidade e as condições para um novo vínculo com a companhia.
A partir das discussões nas reuniões de Comissões conjuntas, os vereadores propuseram as emendas ao PMSB que foram votadas e aprovadas visam garantir à população o compromisso com o cumprimento de metas propostas com no novo contrato a ser firmado, a partir das diretrizes firmadas no Plano.
Entre as emendas, reforçou-se a necessidade de instituir cláusulas para os futuros contratos que estabeleçam metas progressivas e asrespectivas localidades (bairros e/ou zoneamento urbano) que receberão os investimentos ao longo da duração do vínculo. O não-cumprimento acarretará em sanções previamente estabelecidas, como multas pecuniárias.
Até chegar ao plenário, o Projeto de Lei do Executivo 10/2016 foi tema de cinco reuniões conjuntas das seis Comissões de vereadores para debater as prioridades para as próximas décadas no desenvolvimento de Colombo em quatro pilares: fornecimento de água potável, redes de esgoto, drenagem e destinação de resíduos sólidos.
As reuniões tiveram a presença de representantes da Sanepar, com quem a cidade teve o contrato firmado de 1985 a 2015; os secretários municipais de Meio Ambiente, Evandro Busato e de Planejamento, Orçamento e Gestão, Cezar Antônio Bittencourt Junior; e do promotor do Foro Regional de Colombo, Cássio Mattos Honorato, que auxiliaram os parlamentares com informações técnicas e jurídicas.
Obrigatoriedade do conserto de abertura de vias para obras de reparação – Também nesta sexta-feira foi posto em votação e aprovado, nas duas primeiras sessões extraordinárias, o Projeto de Lei do Executivo n° 2/2016, que dispõe sobre a obrigatoriedade do conserto de buracos, valas abertas, fiação rompida e emaranhada nas vias públicas, no âmbito do Município de Colombo.
O projeto determina que as empresas privadas e concessionárias de serviços que executem serviços de instalação, manutenção ou conserto das redes de água, esgoto, luz, gás, telefonia, TV a cabo, internet, entre outras, deverão ser avisadas á Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano de Habitação.
Sempre que houver necessidade de perfuração ou retirada do pavimento, caberá às empresas restabelecer o pavimento removido em um prazo máximo de 48 horas após o término da obra, estendíveis por até 10 dias, quando comprovada a necessidade de maior prazo. O não cumprimento dessa determinação, diz o texto do projeto, resultará em multa.
Os dois projetos de lei serão encaminhados ao Executivo, para a sanção da prefeita Beti Pavin.

Imagem: Agência Estadual de Notícia / Ike Stalhke

Receita leiloa avião Cessna e outras mercadorias aprendidas em Viracopos


Aeronave tem lance mínimo de R$ 13 milhões e 'encalhou' na última edição.
Videogames, instrumentos musicais e discos de vinil estão entre os itens.

Do G1 Campinas e Região
Avião da Igreja Universal do Reino de Deus apreendido em 2012 será leiloada em Viracopos  (Foto: Divulgação/ Receita Federal Viracopos)Avião da Igreja Universal do Reino de Deus será leiloado em Viracopos (Foto:  Receita Federal Viracopos)
A Receita Federal do Aeroporto Internacional de Viracopos de Campinas (SP) fará um leilão eletrônico de cargas apreendidas e abandonadas na quarta-feira (27). Ao todo, serão colocados à venda 65 lotes e entre as mercadorias está novamente o avião Cessna Citation X, que têm lance mínimo de R$ 13 milhões. Na última edição do pregão, a aeronave "encalhou" porque nenhum comprador ofereceu este valor.
A aeronave pertencia a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) e foi apreendida por falta de documentação em 2012. Além do avião, fazem parte do leilão produtos como videogames, instrumentos musicais, componentes eletrônicos e discos de vinil.
saiba mais

Visitação
A visitação dos produtos pode ser feita até sexta-feira (22), no Terminal de Perdimento de Viracopos, das 9h às 12h e das 13h às 16h.
No entanto, é necessário o agendamento prévio pelo telefone (19) 3725-6866.
Podem participar do leião tanto pessoas físicas quanto jurídicas. As propostas para os lotes vão até terça-feira (26). Confira a relação de mercadorias no edital no site da Receita Federal.
Serviço
Leilão eletrônico da Receita Federal
Quando: quarta-feira (27)
Visitação dos lotes: até sexta-feira (22) no Aeroporto Internacional de Viracopos – Terminal de Perdimento - Rodovia Santos Dumont, km 66 – Campinas/SP
Horário: 9h às 12h e das 13h às 16h
Telefone: (19) 3725-6866

Exclusivo: Ministra do TSE retifica compra de cobertura



O Antagonista revelou no ano passado que a ministra do TSE Luciana Lóssio, ex-advogada de Dilma, havia comprado em Brasília uma luxuosa cobertura durante a campanha de reeleição de petista.
Na matrícula do imóvel, Lóssio declarou então ter pago R$ 3,18 milhões - valor bem abaixo do mercado.
Descobrimos agora que, após a publicação de O Antagonista, Lóssio fez aditamentos à matrícula do imóvel, modificando o valor e a data da compra, e envolvendo outras pessoas no negócio.
O aditamento, para corrigir "omissão", foi feito em 3 de março passado e levado a registro em 23 de maio.
As novas informações prestadas por Luciana Lóssio indicam que ela não comprou a cobertura diretamente da incorporadora. Primeiro, o imóvel foi adquirido pelo advogado Paulo Sérgio Cunha e sua mulher Carolina de Mello Tavares Silva Cunha. Depois, foi repassado ao ex-delegado da Polícia Civil Antonio Coelho Sampaio e sua mulher Cleunida Ferreira Sampaio.
As duas operações de compra e venda, estranhamente, tiveram o mesmo valor de R$ 3,18 milhões - declarado inicialmente por Luciana.
Com o aditamento, a ministra informa que adquiriu a cobertura não uma semana antes da reeleição de Dilma, mas quase um ano antes: em 22 de outubro de 2013.
O valor declarado também é outro. Luciana diz que comprou o imóvel de Sampaio por R$ 5,1 milhões. E isso não é tudo...

Grupo que apoia EI dá sugestões de atentados para a Rio-2016

O grupo extremista brasileiro que declarou lealdade ao Estado Islâmico (EI) divulgou uma lista com 17 maneiras de cometer um atentado terrorista durante a Olimpíada do Rio. As sugestões foram publicadas no canal Ansar al-Khilafah Brazil, criado pelo grupo no aplicativo de mensagens Telegram, semelhante ao Whatsapp, segundo a especialista americana em monitoramento de atividades terroristas na web Rita Katz, do SITE Intelligence Group.
Publicidade
A relação inclui tipos de alvo, localizações e métodos de ataque que podem ser cometidos pelos chamados lobos solitários – que agem inspirados ou sob orientação de algum grupo radical, mas sem a necessidade de uma célula terrorista ou outra organização formal. De acordo com Katz, a lista menciona atentados em aeroportos e transportes públicos, ataques com facas, envenenamento, ataques visando mulheres e crianças, além de ameaças falsas.
Dentro do grupo no Telegram, o Ansar al-Khilafah Brazil comentou que, “se a polícia francesa não consegue deter ataques dentro do seu território, o treinamento dado à polícia brasileira não servirá em nada”, referindo-se ao apoio que agências internacionais de inteligência têm oferecido ao governo brasileiro na prevenção de ataques terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio.
Em novembro, uma ameaça ao Brasil foi publicada em conta no Twitter vinculada a um membro do Estado Islâmico. “Brasil, vocês são nosso próximo alvo”, dizia o tuíte, publicado dias depois dos ataques terroristas em Paris. A mensagem foi postada na conta – posteriormente suspensa – de Maxime Hauchard, um francês que foi para a Síria em 2013 para integrar o grupo jihadista.

O diretor de Contraterrorismo da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Luiz Alberto Sallaberry, alertou que as autoridades brasileiras consideram os chamados lobos solitários “a principal ameaça aos Jogos Olímpicos”.

Homem vai para audiência trabalhista e acaba preso por estupro da enteada em Curitiba


Por Felipe Ribeiro e Flávia Barros

Suspeito de estupro de vulnerável contra a enteada de 13 anos, um homem de 40 foi preso na tarde desta terça-feira (19), em Curitiba. De acordo com a Polícia Civil, ele foi detido durante uma audiência trabalhista em que foi denunciado pelo ex-chefe por dano ao patrimônio e lesão corporal.
estuprovulneravel
Reprodução EBC
De acordo com o chefe de investigação do 10° Distrito Policial, Henrique Lima, o suspeito chegava para a audiência quando a equipe do delegado Rinaldo Ivanike constatou o mandado em aberto. “Checando o nome, percebemos esse mandado da Vara da Infância e Adolescência. Na audiência, pedimos permissão para executar a prisão”, explicou.
O crime de estupro teria acontecido em 2010. O suspeito chegou a confessar anteriormente, alegando estar embriagado, mas agora nega o crime. Na ocasião, segundo a polícia, a esposa dele chegou a ser agredida.
Detido no 10° DP, agora ele irá permanecer à disposição da Justiça.

PMDB recua e já flerta com o PT visando eleições municipais


RequiaoGleisi
Pressionado por diretórios estaduais e municipais, o PMDB nacional revogou a decisão que impedia alianças de candidatos do partido com o PT, nas eleições municipais de outubro. Candidatos a prefeito, vice e vereador poderão fazer alianças com o PT após o anúncio de reverter a decisão, que deve acontecer ainda esta semana. Peemedebistas romperam com petistas após a deflagração do impeachment de Dilma. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

De acordo com Raul Henry, presidente do PMDB de Pernambuco, “os diretórios foram liberados a fazer aliança, inclusive com o PT”.
O PMDB, no entanto, avisa que a prioridade é fazer aliança com partidos aliados do governo Temer, como DEM, PSDB e PPS.
A cúpula peemedebista avaliou retirar a proibição de alianças pois nem mesmo o PT, considerado mais radical, barrou alianças com o PMDB.
Em 2012, o PMDB foi o que mais elegeu prefeitos: 1.024 das 5.568 prefeituras em disputa (18,4% do total). A ideia é ampliar esse número.
(foto: arquivo/google)

Lava Jato reprova delação de executivos da Odebrecht por serem ‘superficiais’


Painel, Folha de S. Paulo
Tente outra vez – A Lava Jato adotou linha dura com a Odebrecht, um dos principais alvos da operação. Diversos delatores da empresa tiveram suas propostas de colaboração premiada recusadas. Investigadores reclamam que os anexos são superficiais e dão o recado: quem não entregar o ouro não levará o benefício. A demora em fechar os acordos prolonga a estadia dos executivos em Curitiba e dificulta a vida da empresa, que vende ativos para reduzir dívidas e afastar o risco de recuperação judicial.
(foto: arquivo/google)

Paulo Bernardo chega à PF para depor na Operação Custo Brasil


paulo-bernardo
O ex-ministro Paulo Bernardo (PT) acaba de chegar à Polícia Federal em São Paulo para depor no inquérito da Operação Custo Brasil. Bernardo foi preso pela PF no dia 23 de junho, sob suspeita de recebimento de propinas de R$ 7,1 milhões de um esquema de empréstimos consignados no âmbito do Ministério do Planejamento. O caso ficou conhecido como esquema Consist – empresa de software contratada para administrar os consignados. As informações são de Fausto Macedo, Julia Affonso e Mateus Coutinho no Estadão.

No dia 29, o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF) mandou soltar Paulo Bernardo. A Custo Brasil investiga suposto desvio de R$ 100 milhões de empréstimos consignados no âmbito do Planejamento, desde 2010 (gestão Paulo Bernardo). Por meio de seus advogados, ele nega categoricamente ligação com o esquema Consist.
(foto: JF Diorfio/Estadão)

Cida Borghetti visita instalações do novo ambulatório do Hospital do Rocio


Hospital do Rocio
A vice-governadora Cida Borghetti conheceu nesta terça-feira (19) a nova ala ambulatorial do Hospital do Rocio, em Campo Largo. O novo espaço será inaugurado no próximo mês consolidando um dos maiores complexos hospitalares da América Latina. De natureza privada, o hospital está em funcionamento há dois anos, é credenciado ao Sistema Único de Saúde (SUS) e realiza cerca de 98% dos atendimentos gratuitamente através da rede pública de saúde.

“O hospital é uma das principais referências de atendimento no Estado, principalmente para as Redes Paraná Urgência e Mãe Paranaense. Uma excelente estrutura que contribui para a saúde paranaense com atendimento de qualidade”, afirmou a vice-governadora.
AMBULATÓRIO – O novo prédio de sete mil metros quadrados deve ser inaugurado na primeira semana de agosto e terá 45 consultórios, salas para procedimentos ambulatoriais, setor de imagem e leitos de observação.
Segundo o diretor-administrativo do Hospital do Rocio, Luiz Ernesto Wendler, a expectativa é de que sejam realizados mais de mil atendimentos por dia no novo espaço. “Serão mais de 30 mil consultas por mês. Com essas consultas, a previsão de internamentos no hospital será muito maior”, disse.
HOSPITAL – Inaugurado em agosto de 2014, o hospital do Rocio possui 1,2 mil leitos gerais, dos quais 305 de UTI. A estrutura atende pacientes de 222 municípios do Estado. “Vamos dar uma vazão muito grande às cirurgias eletivas de todas as áreas, principalmente ortopedia. Nossa expectativa é de lotação total, assim que concluirmos a construção da última ala”, adiantou Luis Ernesto. A instituição conta, ainda, com um heliponto preparado para receber pacientes encaminhados por transporte aeromédico.
O deputado federal Luciano Ducci e o diretor-técnico do Rocio, Carlos Mueller também acompanharam a visita da vice-governadora.
(foto: Jonas de Oliveira)

Nota de Cunha



A assessoria de imprensa de Eduardo Cunha entrou em contato com O Antagonista para dizer que o filho Felipe Dytz da Cunha não esteve em Goiânia com o deputado Alexandre Baldy.
Ele também negou que o filho tenha interesse na compra da fábrica de suplementos Midway.

Moro libera Dilma




Sérgio Moro liberou Dilma Rousseff de testemunhar na ação penal em que é réu Marcelo Odebrecht. O juiz atendeu a pedido da defesa do empreiteiro, que desistiu de chamar a petista como testemunha.
MO também cancelou a convocação de todos os outros depoimentos.
A defesa de Odebrecht alegou "sigilo" na decisão, mas obviamente está relacionada ao acordo de delação premiada. Nada do que Dilma fale agora fará diferença.

Advogados de Dilma e Temer em processo de cassação da chapa não se falam mais


O rompimento ocorreu logo após o afastamento da presidente

RICARDO DELLA COLETTA
19/07/2016 - 09h30 - Atualizado 19/07/2016 11h55
Fachada do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (Foto: Divulgação)
Desde o afastamento de Dilma Rousseff da Presidência da República, os advogados da chapa formada pela petista e pelo presidente interino, Michel Temer, na ação de impugnação que corre no TSE deixaram de se falar.

MPF reforça pedido de condenação de Bumlai




O MPF em Curitiba apresentou alegações finais na ação penal que investiga o empréstimo de R$ 12 milhões do Banco Schahin a José Carlos Bumlai, em nome do PT, para pagar Ronan Maria Pinto.
Em troca, a Schahin obteve contrato com a Petrobras para a operação da sonda Vitoria 10.000. Os procuradores reiteraram a necessidade de condenação de Bumlai, Nestor Cerveró, João Vaccari Neto e outros sete réus.

"Não queremos o Brasil da jogatina"



O Antagonista entrevistou o deputado Elmar Nascimento, do DEM da Bahia. Aliado de Rodrigo Maia, ele defende a aprovação do marco regulatório dos jogos de azar como forma de atrair investimentos e gerar empregos.
Nascimento critica o texto do Senado sobre o tema e defende o projeto da Câmara, que, segundo ele, "não vai transformar o Brasil no país da jogatina". "Queremos justamente o contrário."
"O projeto do Senado era um 'liberou geral', mas o nosso não. Vamos criar uma agência federal de controle de jogos, subordinada ao Ministério da Justiça. Todo empresário será credenciado pela agência."
Ele diz ainda que o texto transforma a contravenção em crime federal, com previsão de quatro anos de prisão. Pena que pode aumentar para 8 ou 12 anos, combinado com o crime de associação criminosa.
"Explorar o jogo ilegalmente ou fraudá-lo dará prisão. Hoje, a contravenção dá no máximo seis meses de cadeia, o que estimula a exploração de bingos, caça-níqueis e do próprio Jogo do Bicho."
Nascimento estima em R$ 50 bilhões o total de recursos que podem ingressar no país em investimentos hoteleiros e de lazer em geral.

"Jogo do Bicho será online com a Receita Federal"



Para rebater as críticas de que a legalização dos jogos pode favorecer a lavagem de dinheiro, Elmar Nascimento diz que submeteu o texto do projeto da Câmara a representantes do MPF, da Polícia Federal e da Receita.
"Eles estão dispostos a emitir uma nota técnica em apoio ao projeto", diz.
Nascimento diz que copiou o modelo americano de controle de jogos.
"Até o Jogo do Bicho será online e ligado diretamente à Receita Federal. Qualquer pessoa que ganhe acima de um salário, o valor será declarado automaticamente no CPF. As máquinas caça-níquel serão periciadas pela PF - hoje são importadas sem controle da China e da Coréia - e os Cassinos terão monitoramento de vídeo."
O deputado alega que a legalização dos jogos vai retirar da informalidade, só no Jogo do Bicho, mais de 600 mil pessoas. "Hoje, é tudo clandestino. Ninguém recolhe impostos."
"Há mais de um milhão de máquinas caça-niqueis que são importadas sem nenhum controle. Novas casas de bingo abrem todos os dias em cidades, como São Paulo e Rio. Não há qualquer controle."

URGENTE: LEWANDOWSKI LIBERA WHATSAPP




Ricardo Lewandowski determinou a suspensão do bloqueio do WhatsApp.

PPS recorre do bloqueio do WhatsApp


Brasil  15:27


O PPS vai recorrer ao Supremo para anular a decisão da Justiça do Rio de Janeiro de bloquear o WhatsApp. O partido alega que o bloqueio ofende o "direito a liberdade de comunicação".
Caberá a Ricardo Lewandowski, que está de plantão, afirmar seus valores democráticos.

Juíza é gente boa, mas vacila



A juíza Daniela Assumpção de Souza é "linha dura", diz a Época. Com 14 anos de magistratura, é conhecida por ter condenado Thor Batista pelo atropelamento de um ciclista em 2012 e por acabar com os "churrascos" de policiais militares presos – caso que ficou famoso no Rio.
O Antagonista sugere a Daniela que, no caso do WhatsApp, procure outro meio de fazer cumprir a lei, sem punir centenas de milhares de usuários do aplicativo.