Relações Exteriores confirma 45 lideranças para a Olimpíada 2016


Preocupação com a segurança será redobrada.
José Serra fala em 'fanatismo e doença mental' para caracterizar ataques.

Nicolás SatrianoDo G1 Rio
Ministro em exercício das Relações Exteriores, José Serra chega ao Palácio do Itamaraty, no Rio (Foto: Nicolas Satriano/G1)O chanceler José Serra falou sobre a recepção aos chefes de Estado e Governo no Palácio do Itamaraty, no Rio (Foto: Nicolas Satriano/G1)
Faltando 13 dias para o começo da Olimpíada, 45 chefes de Estado e de Governo confirmaram que virão ao Rio de Janeiro para acompanhar a Rio 2016, segundo o ministro de Relações Exteriores, José Serra. Ele acompanhou na manhã deste sábado (23) os preparativos para o cerimonial de recepção de lideranças mundiais no Palácio Itamaraty, no Centro do Rio, e reafirmou que a segurança será "apertada" por conta dos recentes ataques terroristas no mundo.
"A insegurança em relação ao terrorismo é mundial. Estão sendo atingidos países da Europa que não estão organizando nada, nenhum evento. O fenômeno da violência desse Estado Islâmico é uma espécie de doença que está acometendo o mundo e é, realmente, triste, surpreendente, e que precisa ser enfrentada", afirmou o chanceler.
Serra também disse que "nenhum lugar do mundo está imune" a uma ameaça terrorista e avaliou que alguns países estão mais vulneráveis que outros.
"A segurança brasileira atuou com rapidez no caso desse grupo que foi detectado. São amadores? É provável que sejam amadores, mas têm que ser presos porque boa parte desse pessoal é amadora mesmo. A violência não exige profissionalismo, exige, nesse caso, fanatismo, doença mental", acrescentou Serra, se referindo ao desmantelamento de um grupo que poderia executar ataques durante as competições.
Entre os nomes confirmados está o do presidente da França, François Hollande e o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi. Os presidentes da Argentina, Maurício Macri; da Colômbia, Juan Manuel Santos; e do Paraguai, Horacio Cartes, também já estão confimados.
Além dos 45 chefes de Governo e de Estado, outros 55 ministros de Esporte de vários países também confirmaram ao governo brasileiro que estarão na cidade para a realização da Olimpíada.
Recepcionados no Itamaraty, as lideranças mundiai terão à disposição um banquete no próprio palácio nos quatro dias: abertura e encerramento da Olimpíada e Paralimpíada.
A estimativa do Itamaraty é que sejam recebidas 1.500 pessoas no local. O valor do buffet ainda não está fechado enquanto não encerram os pregões feitos pelo Ministério das Relações Exteriores.

A DATA É 31 DE JULHO



O Vem Pra Rua convoca para o ato de 31 de julho.
Os organizadores do movimento jamais cogitaram mudar a data da festa.
O Antagonista estará lá.

"El, el, el, o Lula é da Fiel" Veja vídeo



Um vídeo resgatado por um internauta -- gravado em 3 de setembro de 2011 por um militante petista -- mostra Lula assumindo que as obras do Itaquerão começaram sem que o contrato estivesse devidamente assinado.
Ao lado de Andres Sanches, então presidente do Corinthians, Lula diz que "graças a Deus, arrumaram um grupo de empresários" para tocar a obra. Tratava-se da Odebrecht, representada na ocasião por Emílio e Marcelo.
"Quero agradecer, sobretudo, ao doutor Emílio Odebrecht, presidente do Conselho da Odebrecht, e ao Marcelo, presidente do grupo Odebrecht, porque foram duas pessoas que começaram a construir essa obra ainda sem o contrato assinado. Eles já estão trabalhando há noventa dias e o contrato foi assinado hoje”, discursou Lula, sendo ovacionado por integrantes da torcida organizada do Corinthians.



Emoção - Hospital Angelina Caron chega ao milésimo transplante renal





Emoção em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba, o Angelina Caron realizou o milésimo transplante. Tailane, paciente renal que fazia hemodiálise e moradora no Norte do Paraná  foi a felizarda, ASSISTA A MATÉRIA ABAIXO




Galvão Bueno revela tratamento intensivo para narrar Olimpíada

Nas transmissões, percebe-se que sua voz já não é a mesma. Isso o preocupa na Olimpíada? Não sou mais criança, né? A cobertura é intensa. Começo antes da abertura, que será em 5 de agosto, e vou até a cerimônia de encerramento, no dia 21. Por isso, estou me cuidando. Faço um trabalho diário com a fonoaudióloga Deborah Feijó. Ela é espetacular. Fazemos duas sessões por dia de exercícios, mudando o modo de colocar a voz sem afetar suas características e o meu jeito. Nosso objetivo é forçar menos as cordas vocais, para aguentar a maratona.
Quais são suas apostas brasileiras nos Jogos? Espero medalha na natação, o tri das meninas e o ouro dos meninos no vôlei de quadra. O vôlei de praia também promete. Quero narrar de novo a prova do (corredor jamaicano Usain) Bolt e as finais da natação. Além disso, há o judô e a tentativa do bi do (ginasta Arthur) Zanetti. Não tenho dúvida de que o Brasil vai crescer muito.
Publicidade
Não é ousada a meta de 27 ou 28 medalhas anunciada pelo Comitê Olímpico Brasileiro? É ousada, mas possível. Os esportes que tradicionalmente trazem medalhas são judô, iatismo e os coletivos. Hoje, temos um cenário diferente. O handebol feminino tem chance e a canoagem, idem. Mas não vai ser fácil.
Muito se fala da abertura da Olimpíada. Qual a sua expectativa? O show é uma grande surpresa, mas minha pergunta é: quem vai acender a pira olímpica? Estou ansioso também para o desfile, com os mais de 10 000 atletas. É muito bacana a lição dada pelo esporte: é possível competir e conviver com pessoas de todas as origens, raças e credos num mundo terrível, cada dia mais violento e intolerante.
O senhor disse que a Copa de 2014 seria sua última. Desistiu de se aposentar?Meu contrato com a Globo vai até 2019. Para falar a verdade, nunca quis me aposentar. As pessoas não entenderam uma declaração que dei em 2010. Eu não me imaginava narrando a Copa da Rússia, em 2018, aos 68 anos. Só que as coisas mudam. Como todas as Copas que fiz desde 1974 foram fora do Brasil, esperava encerrar meu ciclo na Copa aqui no país. Mas um filme passou pela minha cabeça e mudei de ideia: enquanto puder ser útil à Globo, vou continuar na estrada. Enquanto existir confiança em mim, estarei lá.

Movimentos planejam nova data para protestos



O NasRuas anunciou hoje uma nova data para protestos em todo o país: 21 de agosto. Carla Zambelli, líder do movimento, disse que os demais grupos -- como MBL e Vem Pra Rua -- deverão fazer o mesmo.
Os movimentos avaliaram que uma manifestação nacional mais próxima ao impeachment no Senado -- previsto para o fim de agosto -- será mais eficaz.
O protesto de 31 de julho não será descartado por completo, mas o foco passa a ser 21 de agosto.
Grupos petistas chegaram a marcar atos também para o dia 31.

Morre no Rio a cantora Lidoka, das Frenéticas


Estadão



Morreu na noite desta sexta-feira, dia 22, no Rio, a cantora Lidoka Matuscelli, ex-integrante do grupo feminino Frenéticas, sucesso dos anos 1970 e 1980 com músicas como “Dancin’ Days”, “Perigosa” e “Feijão Maravilha”.
lidoka
(Foto: Divulgação)
Ela tinha 66 anos e lutava havia dez contra um melanoma, com metástase em outros pontos do corpo. Seu tratamento era paliativo, uma vez que a quimioterapia deixou de ser eficaz. Lidoka tornou-se uma defensora da Fosfoetanolamina sintética, a polêmica “pílula do câncer”, ainda em testes. Nas redes sociais, reivindicava a liberação da substância.
O filho de Lidoka, Igor, escreveu no perfil da cantora no Facebook: “Informo a todos que minha mãe, a eterna Frenética, voou há duas horas. Agora irá curtir as energias do céu! Que sorte tive em poder me despedir, aceitar e entender sua ida. Agradeço muito a todos, vocês ajudaram muito a seu espírito subir com paz. Foi super tranquilo, em paz. Como um passarinho, palavras do enfermeiro que estava acompanhando ela.”
No Instagram, a amiga Leiloca Neves, ex-companheira nas Frenéticas, a homenageou: “Lidoka, taurina, guerreira, divertida, sua luta não foi em vão. Agora acabaram-se as limitações e você pode voar”, escreveu.

Dono de pet shop é baleado em tentativa de assalto na RMC


Da Redação

pet-shop
(Foto: Reprodução/Folha de Campo Largo)
O proprietário de um pet shop foi baleado durante uma tentativa de assalto em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, na manhã deste sábado (23).
O caso aconteceu na Rua Monsenhor Aluísio Domanski. O dono estava na loja com os funcionários quando duas pessoas encapuzadas deram voz de assalto. Os bandidos não conseguiram levar o dinheiro e acabaram disparando contra o braço do comerciante. Ele foi socorrido ao hospital, sem risco de morte.
A Polícia Militar foi acionada mas não conseguiu encontrar os suspeitos. A delegacia da cidade deve investigar o caso.
As informações são da Folha de Campo Largo.

Empresário acusado de mandar matar advogada é condenado a 25 anos de prisão


Da Redação
prisaoempresarioepm4 (1)
Flávio Vasques Oliveto (esquerda) é apontado como o executor do crime e Vanderson Correa é o suspeito de ser o mandante. (Fotos: Arquivo Banda B)

O Tribunal do Júri condenou o empresário Vanderson Benedito Correa a 25 anos de prisão em regime fechado pela morte da advogada Kátia Regina Leite. A decisão foi tomada na madrugada deste sábado (23), após 32 horas de julgamento.
advogada-katia
Kátia foi morta em fevereiro de 2010. (Foto: Arquivo pessoal)
A vítima foi assassinada em 2010 com cinco tiros na cabeça, quando saía de casa no bairro Boa Vista, em Curitiba. Segundo a acusação, o empresário teria mandado matar Kátia como vingança, já que ela atuava como advogada da ex-mulher dele em um processo de separação.
Ela havia, inclusive, pedido medidas protetivas contra ele. Desde o crime, a Ordem dos Advogados do Brasil Paraná (OAB-PR) acompanha as investigações, devido aos fortes indícios de que a motivação foi a atuação profissional da advogada.
A prisão preventiva de Vanderson Correa foi decretada em 2015 pela 2ª Vara do Tribunal de Júri de Curitiba. Pedidos de liberdade foram negados tanto pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) quanto pelo relator de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ).
O outro acusado, Flávio Vasques Oliveto, era policial militar na época do crime. Ele está preso na Casa de Custódia de São José dos Pinhais desde 2015 e aguarda julgamento da apelação no TJ-PR.
O crime
A advogada Kátia Regina Leite Ferraz, de 44 anos, foi morta no dia 24 fevereiro de 2010, dentro do carro em um condomínio do bairro Boa Vista, em Curitiba. As investigações apontaram que a advogada foi assassinada de forma cruel por exercer sua função e defender uma cliente contra o empresário. “Como ela havia ajuizado várias ações contra o empresário Vanderson Benedito Correa isso fomentou um ódio contra ela que culminou neste crime brutal”, disse o delegado Marcelo Lemos à época. Ela foi morta com cinco tiros na cabeça quando saía do condomínio onde morava.
O outro preso, Flávio Vasques Oliveto, era policial militar lotado na Rone na época do crime. Ele é suspeito de ter feito o disparo contra a vítima a mando de Vanderson.
Advogada há mais de 20 anos, Kátia comandou por uma década o setor jurídico do Conselho da Condição Feminina, atuou como secretária-geral adjunta na subseção de Curitiba (1998-2000) e, um mês antes de ser morta, havia sido aprovada em concurso para trabalhar na ParanáPrevidência. Era uma defensora intransigente dos direitos da mulher. A advogada deixou três filhos.

Urgência contra Gleisi e PB



Por falar em Gleisi Hoffmann, o Estadão informa que a procuradora-geral da República em exercício, Ela Wiecko, pediu urgência ao STF no julgamento da denúncia criminal contra a petista e Paulo Bernardo, o maridão apontado como seu "verdadeiro operador".
Em 2010, Narizinho recebeu R$ 1 milhão do petrolão, segundo a acusação.
Ela poderá dizer que se tratava de "caixa 2" e que "não autorizou pagamento a ninguém".

Dilma ganha um mês no TCU



A Folha informa que Dilma Rousseff ganhou mais 30 dias para se defender da série de irregularidades apontadas pelo TCU nas contas de 2015. O novo prazo vencerá na segunda quinzena de agosto.

Pedro Lima cantor sertanejo morre carbonizado após carro bater em poste


Acidente ocorreu na Avenida José Marão Filho, em Votuporanga (SP). 
Pedro Lima tinha 20 anos e voltava sozinho de show, segundo a polícia.

Renata FernandesDo G1 Rio Preto e Araçatuba
Cantor sertanejo Pedro Lima tinha de 20 anos e voltava de um show (Foto: Felipe Fotografias)Cantor sertanejo Pedro Lima tinha de 20 anos e voltava de um show (Foto: Felipe Fotografias/Divulgação)
O cantor sertanejo Pedro Lima, de 20 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente na madrugada deste sábado (23), na avenida José Marão Filho, em Votuporanga (SP).
saiba mais

De acordo com informações da polícia, José Pedro Alves de Lima voltava sozinho de um show, quando teria perdido o controle da direção e batido o carro que dirigia em um poste.
O veículo pegou fogo, o cantor ficou preso às ferragens e morreu carbonizado. Devido ao impacto, a base do poste quebrou. Até o momento não há informações sobre as causas do acidente.
O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e liberado para o velório a partir das 14h deste sábado. O enterro do cantor está marcado para este domingo (24), a partir das 10h, no cemitério municipal de Votuporanga. 
Base do poste chegou a quebrar (Foto: V1 Imagens e Filmes)Base do poste chegou a quebrar (Foto: V1 Imagens e Filmes/Divulgação)
Polícia investiga causas do acidente (Foto: V1 Imagens e Filmes)Polícia investiga causas do acidente (Foto: V1 Imagens e Filmes/Divulgação)

Ataque durante manifestação em Cabul no Afeganistão deixa 80 mortos e 231 feridos


Explosões deixaram ao menos 80 mortos e mais 231 feridos.
Grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado.

Do G1, em São Paulo
Homem carrega nos braços menino ferido em ataque suicida em Cabul, no Afeganistão (Foto: Mohammad Ismail/Reuters )Homem carrega nos braços menino ferido em ataque suicida em Cabul, no Afeganistão (Foto: Mohammad Ismail/Reuters )
Explosões durante um protesto pacífico deixaram ao menos 80 mortos e 231 feridos em Cabul, capital do Afeganistão, na manhã deste sábado (23), de acordo com o último balanço que foi divulgado pelo ministro do interior, segundo Associated Press. O grupo terrorista Estado Islâmico(EI) reivindicou a autoria do atentado.
saiba mais

"Dois combatentes do EI detonaram seus cinturões explosivos em uma concentração no xiita no bairroo Dehmazang" da capital afegão, indicou o grupo terrorista através de sua agência de notícias Amaq.
O protesto da minoria xiita dos hazara contra a construção de uma usina de energia acontecia perto do Parlamento afegão e da Universidade deCabul. O número de vítimas ainda está em progressão.
Homem é ferido em atentado em Cabul  (Foto: Stringer/ Reuters)Homem é ferido em atentado em Cabul (Foto: Stringer/ Reuters)
Fotos divulgadas pelas agências de notícias internacionais mostram vários corpos e muitos feridos.  
O ataque ocorreu cerca de três semanas após um homem-bomba matar dezenas de pessoas em um ataque contra cadetes recém-formados da polícia, reivindicado pelo Talibã.
O ataque foi o último registrado em uma onda de sequestros e bombas no Afeganistão, que tem espalhado a sensação de insegurança. A instabilidade no país tem aumentado desde o fim da missão militar da Otan em dezembro de 2014.
Sandálias de manifestantes afegãos vistos na cena de ataque suicida em ato em Cabul  (Foto: Wakil Kohsar/ AFP)Sandálias de manifestantes afegãos vistos na cena de ataque suicida em ato em Cabul (Foto: Wakil Kohsar/ AFP)
Vítimas ficaram caídas no chão após explosões em Cabul, no Afeganistão, deixarem dezenas de mortos e centenas de feridos (Foto: Reuters)Vítimas ficaram caídas no chão após explosões em Cabul, no Afeganistão, deixarem dezenas de mortos e centenas de feridos (Foto: Reuters)