Toffoli é um bom companheiro



Dias Toffoli aceitou pedido de Gleisi Hoffmann para ingressar como assistente da Mesa do Senado na reclamação contra a busca e apreensão em seu apartamento funcional.
Toffoli ignorou parecer da PGR.
Gleisi alega usurpação da competência do Supremo pelo juiz da Sexta Vara Federal de São Paulo, que autorizou a Operação Custo Brasil. O objetivo da petista é um só: invalidar as provas obtidas em seu apartamento.

PRF flagra carro a 132 km/h na Linha Verde; em uma hora de fiscalização, 120 multas


Da Redação com PRF


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou um veículo transitando a uma velocidade de 132 km/h na Linha Verde em Curitiba, quase o dobro do limite máximo de 70 km/h estabelecido para o local. A imagem, registrada no último dia 10 no bairro Tarumã, foi divulgada nesta quarta-feira (24) pela PRF.
prf 2
Veículo foi flagrado a 132 km/h (Fotos: Divulgação PRF)
O motorista do veículo, um Citroën Xsara Picasso, cometeu infração gravíssima, punida com multa de R$ 574 e sete pontos na carteira nacional de habilitação. Por ter superado em mais de 50% o limite máximo da via, ele responderá ainda a um processo administrativo de suspensão do direito de dirigir. A suspensão pode durar de dois a seis meses. Em casos de reincidência, o prazo máximo sobe para 18 meses.
Na última segunda-feira (22), em apenas uma hora de fiscalização com radar móvel, a PRF flagrou 120 veículos acima da velocidade máxima –o equivalente a dois por minuto. Vários deles transitavam acima de 100 km/h. Nas imediações do mesmo local, semanas atrás, uma mulher de 28 anos de idade morreu atropelada quando tentava atravessar a rodovia.
Balanço de vítimas e autuações
Entre os meses de janeiro e julho, sete pessoas morreram em acidentes nos cerca de 20 quilômetros da Linha Verde; outras 222 saíram feridas. Dos sete mortos, três eram pedestres. Outros três estavam em motocicletas e um, em automóvel.
prf1
Em uma hora de fiscalização, 120 multas
No mesmo período do ano passado, houve cinco mortes e 189 feridos. Todas as sete mortes registradas este ano pela PRF aconteceram com pista seca, quatro delas em trechos de reta, duas em curvas e uma em área de cruzamento.
De janeiro a julho deste ano, a PRF efetuou 4,3 mil flagrantes de excesso de velocidade na Linha Verde. Esse total abrange apenas os radares móveis, operados por policiais rodoviários federais. Os radares fixos, instalados pela Prefeitura de Curitiba mediante convênio com a PRF, não fazem parte dessa conta.
De acordo com a PRF, o excesso de velocidade está entre as principais causas de acidentes graves em perímetros urbanos de rodovias federais. Outros fatores importantes são a desatenção, o desrespeito à sinalização e a ingestão de bebidas alcoólicas.
Quando o motorista dobra a velocidade desenvolvida, o tempo necessário para que ele consiga parar seu veículo em uma situação de emergência mais do que triplica.
Mortos e feridos na Linha Verde, em Curitiba (BR 476, do quilômetro 122 ao 142)
Janeiro a julho de 2015:
– 146 feridos leves
– 43 feridos graves
– 5 mortos
Janeiro a julho de 2016:
– 171 feridos leves
– 51 feridos graves
– 7 mortos.

NÚMERO DE TRANSPLANTES NO PARANÁ AUMENTA 28% NO PRIMEIRO SEMESTRE


Mais uma vez o Paraná fecha o primeiro semestre comemorando excelentes resultados na área de transplantes de órgãos. O número de doações concretizadas já é 28% maior do que no mesmo período do ano passado. Isso permitiu que o Estado também batesse o recorde no número de transplantes, garantindo uma nova vida a 283 paranaenses.
“Mais que bater recordes, estamos tirando pacientes da fila de espera e salvando vidas. Isso não tem preço”, destaca o governador Beto Richa. Para ele, isso é resultado de uma mudança de conceito na gestão. “Hoje, saúde é levada a serio. Nunca o setor recebeu tanto investimento do Governo do Estado”, afirmou.
Um dos beneficiados com um transplante em 2016 foi o pequeno Rafael Ribeiro, de dois anos de idade. Diagnosticado com uma grave doença cardíaca, sua única alternativa era o transplante de coração. “Os médicos disseram que não havia perspectiva de cura. Nossa última esperança era que encontrassem um coração compatível, algo raro por se tratar de uma criança”, conta o pai Israel Veríssimo.
Rafael ficou três meses no cadastro de receptores do Sistema Estadual de Transplantes do Paraná. “Foi uma espera muito angustiante. O tempo passava e o quadro clínico dele só piorava”, lembra a mãe Rosineia Ribeiro. “Até que na madrugada de uma segunda-feira recebemos uma mensagem, haviam encontrado um órgão compatível. Foi a melhor notícia que poderíamos receber”, complementa o pai.
O transplante de Rafael foi um sucesso. A cirurgia aconteceu no dia 11 de abril, no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, referência no atendimento infantil pela rede pública de saúde. Três meses após o procedimento, o menino se recupera bem, recebeu alta do hospital e vive com os pais na Capital. 
“Ele lutou muito para sobreviver e hoje é uma nova criança. Dá para ver no olhar, no sorriso que ele está feliz. Não pode ver uma bola que já quer logo brincar. Finalmente somos uma família completa”, afirma a mãe, emocionada por ter o filho em casa.
Agilidade garante maior número de transplantes
Dados da Secretaria Estadual da Saúde apontam que neste primeiro semestre foram registradas 159 doações de órgãos, viabilizando um total de 302 transplantes. Além dos órgãos captados no Paraná, foram utilizados corações, rins, fígados e pâncreas de outros Estados graças ao uso da frota aérea do governo estadual.
Assim que assumiu o mandato, em 2011, o governador Beto Richa determinou que todas as aeronaves do governo estadual passassem a dar prioridade absoluta ao atendimento a pessoas em situação de urgência e emergência, a transporte de órgãos para transplantes e ao resgate de vítimas de acidentes naturais, automobilísticos e domésticos. De lá pra cá, 4.478 atendimentos foram realizados.
“Nesta área, cada minuto é decisivo para se salvar uma vida. Não há tempo a perder e por isso colocamos nossa frota aérea à disposição para agilizar todo esse processo, desde a captação até o efetivo transplante”, destacou o governador, que facilitou o acesso das equipes transplantadoras às aeronaves. Antes de 2011, era preciso autorização expressa do governador para utilizar os aviões do governo.

Ministro do STF diz preferir 'excessos' do Ministério Público a 'omissões'


Alan Marques - 17.dez.2015/Folhapress
BRASÍLIA, DF, BRASIL 17.12.2015. Ministro Marco Aurélio participa da reunião do STF. Supremo Tribunal Federal retoma, em sessão plenária, julgamento dos ritos do processo de impeachment do mandato da presidente Dilma Rousseff. (FOTO Alan Marques/ Folhapress) PODER
Ministro Marco Aurélio participa da reunião do STF
PUBLICIDADE
O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello pôs panos quentes no embate entre seu colega Gilmar Mendes e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Sobre a atuação do Ministério Público, disse que prefere o "excesso" à "acomodação".
Nesta terça (23), Mendes chamou de "cretino" o autor da proposta defendida pelo Ministério Público e pelo juiz federal Sergio Moro de que provas ilícitas obtidas de boa fé sejam utilizadas em ações.
Janot reagiu horas depois, dizendo que vê uma ação orquestrada contra a Operação Lava Jato.
Perguntado se o Ministério Público está sem freios, como afirmou Gilmar Mendes no dia anterior, Marco Aurélio Mello considerou eventuais excessos mais vantajosos do que a acomodação.
"Há o sistema nacional de freios e contrapesos. O Ministério Público vem atuando, e reafirmo o que venho dizendo: mil vezes o excesso do que a acomodação. E temos o Judiciário para corrigir possíveis erros de procedimentos", opinou.
Para Mello, os desentendimentos entre Mendes e Janot estão potencializados. "Os descompassos estão muito potencializados. É hora de pensarmos, acima de tudo, no fortalecimento das instituições, e me refiro não só à polícia e ao MP [Ministério Público], como também ao Judiciário", disse.
Conforme já fizera anteriormente, o ministro reafirmou não acreditar que a PGR (Procuradoria-geral da República) tenha vazado informações de depoimentos dos executivos da OAS, entre elas a de que outro ministro do Supremo, Dias Toffoli, teria sido citado.
Mello evitou confrontar Gilmar Mendes, para quem o vazamento partiu dos procuradores. "Eu, talvez, não tenha dados que o ministro tem e respeito a opinião de cada qual", finalizou

Associação de magistrados diz que Mendes 'milita contra Lava Jato'



PUBLICIDADE
Em mais um capítulo da crise entre o STF (Supremo Tribunal Federal) e a PGR (Procuradoria-Geral da República), a AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) divulgou nota nesta quarta-feira (24) com duras críticas ao ministro Gilmar Mendes.
A entidade afirma ser "lamentável que um ministro do STF, em período de grave crise no país, milite contra as investigações da Operação Lava Jato, com a intenção de decretar o seu fim".
A nota da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) é assinada por seu presidente, João Ricardo Costa, e rebate declaração de Mendes chamando de "pequeno assalto" o pleito dos juízes por aumento salarial.
Gláucio Dettmar/Agência CNJ
O juiz João Ricardo Costa, presidente da AMB (Associação de Magistrados Brasileiros)
O juiz João Ricardo Costa, presidente da AMB (Associação de Magistrados Brasileiros)
"A AMB considera inadmissível qualquer ataque vindo de autoridades e instituições ligadas ou não ao Poder Judiciário. Não serão aceitas manifestações deselegantes e afrontosas, ainda mais feitas por integrantes do Judiciário que não iniciaram carreira na primeira instância, em comarcas de difícil acesso e sujeitas a toda série de limitações, inclusive a terem seus foros incendiados, como ocorreu há poucos dias em Goiatuba, no interior de Goiás", diz trecho da nota.
A associação se refere ainda a Gilmar Mendes afirmando que ele defende financiamento empresarial de campanha e "busca descredibilizar as propostas anticorrupção que tramitam no Congresso Nacional, ao invés de colaborar para o seu aprimoramento".
A nota faz ainda duras críticas a Mendes, sem citá-lo nominalmente, ao declarar que a AMB é a favor de "outro conceito de magistratura, que não antecipa julgamento de processo, que não adota orientação partidária, que não exerce atividades empresariais, que respeita as instituições e, principalmente, que recebe somente remuneração oriunda do Estado".
A associação encerra criticando o "espaço midiático" buscado por autoridades e pedindo o fortalecimento do Judiciário.
Questionado em evento público nesta quarta sobre a nota da associação, o ministro Gilmar Mendes preferiu não se manifestar.

Caminhoneiros de todo o país paravam em Curitiba para comprar cocaína; disque-drogas funcionava 24 horas


Por Denise Mello e Antonio Nascimento
quadrilha5
Quadrilha vendia cocaína para caminhoneiros na região de Curitiba – Foto: AN/Banda B

A quadrilha de tráfico de drogas presa em operação deflagrada por policiais da Denarc (Divisão Estadual de Narcóticos) da Polícia Civil do Paraná usava um telefone com plantão 24 horas para atender caminhoneiros de todo o país interessados em comprar cocaína e outras drogas na região de Curitiba. A informação foi repassada nesta quarta-feira (24) pela Polícia Civil após o cumprimento de 22 mandados judiciais – sendo 10 de prisão e outros 12 de busca e apreensão. Os dez presos foram apresentados à imprensa nesta manhã, entre eles uma universitária 20 anos, namorada do traficante Oneias Krupnitski, de 30 anos, que já está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara, condenado por dois homicídios e tráfico de drogas. Segundo a polícia, a jovem agia nas ruas sob as ordens do namorado preso, que seria o líder da quadrilha.
“Estamos investigando esta quadrilha há cinco meses após recebermos denúncias de que caminhoneiros de todo o país passavam por Curitiba para comprar drogas do grupo do traficante conhecido como Neinha, que está preso. Eles compravam cocaína nas margens das rodovias ou em postos de combustíveis e seguiam viagem. Prendemos uma universitária no grupo que é casada com o Neinha. Ela recebia o dinheiro e repassava a droga para os integrantes da quadrilha, que embalavam e entregavam a droga”, disse a delegada do DENARC, Camila Ceconelo.
Segundo a polícia, o grupo tinha um telefone de plantão 24 horas que recebia cerca de 15 ligações por dia. “Eles chegavam a vender cerca de R$ 10 mil por dia em cocaína”, afirmou a delegada.
A quadrilha já havia adquirido uma casa de prostituição em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, para a lavagem do dinheiro. A casa já foi fechada pela polícia.
drogas5
Drogas, armas e dinheiro foram apreendidos
80 caminhoneiros
A delegada informou que já entrou com uma representação junto à Justiça para a cassação da Carteira nacional de Habilitação – CNH – de motoristas já identificados como usuários de drogas fornecidas pela quadrilha. “Temos uma lista de pelo menos 80 clientes e, aqueles que já conseguimos identificar, já pedimos a cassação da CNH”, completou a delegada.
Operação Têmis
A operação batizada de Têmis acontece em Curitiba e Região Metropolitana e conta com cerca de 50 policiais da Denarc e guardas municipais de São José dos Pinhais e com o apoio do GOA (Grupamento de Operações Aéreas) da Polícia Civil.
A “Operação Têmis” tem como objetivo prender uma quadrilha suspeita de fornecer cocaína para motoristas de ônibus que circulam pelas estradas do país – colocando em risco milhares de pessoas.
Parte do dinheiro arrecadado com a venda de droga era usada para custear as obras de construção da casa de Neinha e a esposa presa, que fica na região metropolitana. Os dois estão entre os alvos desta operação que já apreendeu sete armas, dois quilos de cocaína e cerca de R$ 100 mil.
Segundo a polícia, a quadrilha chegava a vender de 70 a 100 buchas de cocaína por dia para os caminhoneiros – arrecadando até R$ 10 mil por dia. As pessoas presas responderão pelos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa, lavagem de dinheiro e associação para o tráfico – além de outros crimes.

Suspeitos de manter fábrica de placas clandestinas são presos com quatro veículos clonados


Da Polícia Civil
clonada
Placas e aparelho usado para a fabricação delas (Fotos: Flávia Barros – Banda B)

Dois homens suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em adulteração de veículos e de manter uma fábrica de placas clandestinas no bairro Sítio Cercado, foram presos em flagrante na manhã desta quarta-feira (24), em posse de quatro veículos clonados. O trabalho foi realizado pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV).
clonada 23
Suspeitos estão detidos na carceragem da DFRV
Equipamentos para a fabricação de placas e tarjetas, ferramentas utilizadas para adulterar vidros, selos e chassis de veículos roubados também foram objetos apreendidos pela equipe policial.
Durante as investigações, os policiais realizaram monitoramento próximo a residência de João Fernando Moreira Mattos, 42 anos, localizada no bairro Xaxim, na Vila São Pedro, onde perceberam uma grande movimentação de veículos entrando e saindo.
A suspeita se confirmou ao notar um veículo HB20 branco estacionado na frente da casa. Ao verificar no sistema, os investigadores constataram que se tratava de um carro clonado e que seu verdadeiro proprietário residia em Campo Ere, Estado de Santa Catarina (SC).
Mattos recolheu o veículo para dentro de sua casa nesta manhã (24), momento em que os policiais os abordaram e prenderam. O suspeito confessou o crime e ainda disse que o Gol verde que estava em sua garagem, também se tratava de um carro clonado.
No decorrer das diligências, a equipe chegou até Jhonatan Sansão, 26 anos, na Vila Sandra, localizada na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), que estava em posse de outros dois veículos que passariam por adulteração de chassi – um Uno e um Voyage, ambos brancos.
De acordo com o delegado-titular da especializada, Wagner Holtz, há suspeitas de Sansão ser funcionário de Mattos na fábrica de placas clandestinas. “A equipe se deslocou até a fábrica, no bairro Sítio Cercado, onde foram apreendidos os demais equipamentos para a fabricação de placas e tarjetas, além das ferramentas utilizadas para adulterar vidros, selos e chassis de veículos roubados e cerca de 500 latas que após confeccionadas colocariam mais de 250 veículos irregulares em circulação”, afirmou Holtz.
Mattos é suspeito de receptar e adulterar aproximadamente 20 veículos por mês, os quais eram vendidos para diversos fins. A dupla responderá por receptação e adulteração de sinal de veículo automotor.

Lava Jato isola o PT em Curitiba, berço da operação


Na República de Curitiba, o PT está só. O candidato do partido, Tadeu Veneri, não formou coligação e disputa a prefeitura em chapa pura. Tradicionalmente, os eleitores da capital paranaense optam por candidatos de centro-direita. Mas o desgaste petista se faz sentir como nunca nestas eleições: a sigla lançará apenas 23 candidatos a vereador.

Como define o cientista político Bruno Bolognesi, da Universidade Federal do Paraná, o candidato petista deve apenas “cumprir tabela”. Os demais apostam no conservadorismo do eleitorado. Rafael Greca e Ângela Amin, que já estiveram à frente do Palácio 29 de Março, investem na memória do eleitor.

Também se lançam na disputa o atual prefeito, que concorre à reeleição, Gustavo Fruet (PDT), filho do ex-prefeito Maurício Fruet (1983-1985); Requião Filho (PMDB), herdeiro do senador Roberto Requião (PMDB-PR) e Maria Victoria, filha do atual ministro da Saúde, Ricardo de Barros (PP) com a vice-governadora do Estado, Cida Borguetti (PP).
O cenário eleitoral conta ainda com as candidaturas de Ney Leprevost (PSD), Ademar Pereira (PROS), Xênia Mello (PSOL) e Afonso Rangel (PRP) – que nunca ocuparam cargos eletivos.

PGR vai destruir anexos de delação premiada da OAS

nnn
Sem volta
Rodrigo Janot está agindo como se não tivesse volta no processo de negociação da delação de Leo Pinheiro, ex-presidente da OAS.
Nesta quarta a PGR vai devolver aos advogados de Pinheiro os anexos (espécie de cardápio sobre o que se pretende contar na delação) originais entregues aos procuradores e mandará ao triturador de papéis as poucas cópias feitas para consulta da força tarefa.
A medida, claro, tem um caráter mais simbólico que efetivo. Afinal, sempre pode haver uma cópia.

LÉO PINHEIRO EM SILÊNCIO NA FRENTE DE MORO



Como O Antagonista antecipou, Léo Pinheiro ficou em silêncio hoje durante audiência com Sérgio Moro na ação penal contra Gim Argello. O ex-senador, que está preso, cobrou propina do empreiteiro para não convocá-lo à CPI da Petrobras.
O silêncio de Léo Pinheiro confirma que o acordo de delação do ex-presidente da OAS já era.

Número de mortos em terremoto na Itália sobe para 159



O número de mortos no terremoto de 6,2 graus que atingiu o centro da Itálianesta quarta-feira subiu para 159 pessoas, disse a agência de proteção civil do país. O saldo pode ser ainda maior nas próximas horas, uma vez que a busca por corpos continua durante a noite, afirmaram autoridades.
Dezenas de socorristas, policiais e voluntários trabalham sem descanso nas pequenas localidades de Amatrice e Accumoli, na região do Lácio, e Arquata del Tronto, na região de Marcas, as três mais afetadas pelo terremoto. O tremor, que foi sentido em Roma e Veneza, acordou a população às 3h30 locais (22h30 de terça-feira, horário de Brasília) e foi seguido por centenas de abalos secundários.

O epicentro foi localizado perto de Nórcia, uma cidade da região da Úmbria, a 150 quilômetros de Roma, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).
O prefeito do pequeno povoado de Accumoli, Sergio Pirozzi, contou que sua comunidade, situada a 40 quilômetros do epicentro, ficou completamente destruída. “Setenta e cinco por cento do povoado não existe mais”, lamentou, comovido, depois de confirmar danos no hospital local.
Muitos turistas estavam na região para participar das festas organizadas todos os anos em Amatrice por ocasião da criação de uma famosa receita de espaguete. “Os hotéis estavam todos lotados”, explicou o prefeito. Trata-se de uma das zonas com maior risco sísmico da Itália, país que possui uma geologia muito particular.
Epicentro do tremor (em vermelho) e áreas mais afetadas:

DETONARAM A LAVA JATO!



De um investigador da Lava Jato sobre o vazamento da história de Dias Toffoli para a Veja, que levou ao cancelamento da delação de Léo Pinheiro.
"Quem fez, fez algo estúpido, a não ser que quisesse mesmo detonar a Lava Jato. Aí foi esperto!"

SENSACIONAL: ONYX REBATE GILMAR MENDES vídeo




Onyx Lorenzoni rebateu hoje mais cedo as declarações de Gilmar Mendes, que chamou de "cretino absoluto" quem propôs a validação de provas ilícitas "obtidas com boa-fé".
A sugestão integra o projeto das 10 Medidas de Combate à Corrupção e foi apoiada por Sérgio Moro na audiência da comissão especial na Câmara.



"Um duro golpe contra a Ficha Limpa"




A CNBB saiu hoje, oficialmente, em defesa da Lei da Ficha Limpa, após o STF, há uma semana, determinar a exclusividade das câmaras municipais para julgar as contas de prefeitos.
"Na prática, isso significa o fim da inelegibilidade dos executivos municipais, mesmo que tenham suas contas rejeitadas pelos tribunais de contas. Trata-se de um duro golpe contra a Lei da Ficha Limpa, o qual favorecerá o fisiologismo político e a corrupção, considerando o poder de barganha que pode haver entre o executivo e o legislativo municipais. Conclamamos a população, legítima autora da lei, a defendê-la de toda iniciativa que vise ao seu esvaziamento. Urge não dar trégua ao combate à corrupção eleitoral e a tudo que leve ao desencanto com a política cujo objetivo é a justiça e o bem comum, construído pacífica e eticamente", argumentou a entidade, em nota.

Casal é encontrado morto e abraçado dentro do box no banheiro no RJ


Suspeita é que jovens tenham inalado gás do sistema de aquecimento.
Vítimas são do Rio e estavam na casa de parentes em Teresópolis.

Juliana ScariniDo G1 Região Serrana
Casal foi encontrado abraçado dentro do box do banheiro (Foto: Reprodução / Facebook)Casal foi encontrado abraçado dentro do box do banheiro (Foto: Reprodução / Facebook)
Um casal de namorados foi encontrado morto e abraçado dentro do box do banheiro em uma casa em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, na noite desta terça-feira (23). Segundo a Polícia Civil, a principal suspeita é que Maira Nuldeman, de 23 anos, e Rafael de Paula Campos, de 20, tenham inalado gás do sistema de aquecimento do chuveiro.
De acordo com informações da 110ª Delegacia de Polícia, responsável pelo caso, o casal é do Rio de Janeiro e estava na casa de veraneio da família de Maira. Os dois foram encontrados sem roupa no box por uma caseira que trabalha no imóvel. Ela estranhou o fato deles não terem saído de casa durante todo o dia.
Segundo os policiais, o equipamento que faz o aquecimento a gás do chuveiro ficava dentro do banheiro. A investigação vai apontar se houve vazamento. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) para passar por necropsia nesta quarta-feira (24). O exame vai apontar a causa da morte.