Bandidos fortemente armados invadem cidade da RMC e trocam tiros com vigilantes de carro-forte


Da Redação

assaltantesitaperuçu
Foto: Colaboração
Bandidos fortemente armados invadiram Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba, e trocaram tiros com vigilantes de um carro-forte durante a tarde desta segunda-feira (5). De acordo com a polícia, a situação aconteceu após assalto contra a agência da Caixa Econômica Federal na cidade.
Segundo informações preliminares, os bandidos estariam em uma Duster com alerta de roubo e teriam dado voz de assalto aos ocupantes do carro forte, que reagiram. “Como o carro-forte não parou, houve essa troca de tiros. Então o carro seguiu direto para a Companhia da Polícia Militar”, explicou uma testemunha.
A Duster foi abandonada e policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) realizam buscas pela área rural de Itaperuçu. Um helicóptero também presta apoio na busca pelos quatro suspeitos.
O Centro de Operações Especiais (Cope) já deslocou viaturas para a cidade e deve investigar o caso. Ninguém se feriu durante a ocorrência.
A Polícia Federal irá investigar o caso.

Corpo de jovem que estava desaparecida há 17 dias é encontrado em rio da RMC


Da Redação

Foi encontrado durante a tarde desta segunda-feira (5) o corpo da jovem Carine dos Passos Sampaio, de 24 anos, que estava desaparecida há dezessete dias em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com a polícia, o corpo foi encontrado no Rio Iguaçu, em Balsa Nova, também na região da capital.
encontrada
Reprodução
Moradora do bairro Thomas Coelho, Carine trabalhava em uma rede de supermercados em Curitiba. Ela foi vista pela última vez na sexta-feira (19) à noite em sua residência.
À Banda B, a família chegou a contar que a Carine não levou nenhuma mala ou muda de roupa. “Nós vimos algumas imagens de câmeras de segurança e ela saiu de pijama e chinelo azul. Não temos ideia de onde ela pretendia ir”, lamentou. O corpo encontrado estava vestido com pijama, provavelmente o que ela havia saído de casa.
A Delegacia de Araucária agora irá investigar o caso. Pela manhã, o investigador Marcos contou que eram várias especulações sobre o caso e que acreditava que ela estivesse viva.

Bancários de Curitiba e região fazem assembleia e confirmam greve a partir desta terça


Redação

assembleia
Assembleia dos bancários em Curitiba na noite desta segunda-feira confirmou a greve – Foto: Joka Madruga/Sindicato dos Bancários
Bancários de Curitiba e região participaram de assembleia na noite desta segunda-feira (5) para acertar os detalhes da greve que começa nesta terça-feira (6), em todo país, por tempo indeterminado. O auditório de formação do Espaço Cultural e Esportivo dos Bancários ficou lotado e foi confirmado que a paralisação começa à zero hora.
A categoria rejeitou a proposta oferecida pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). As reivindicações incluem reajuste salarial, reposição inflacionária de 5%, antecipação e reajuste na participação dos lucros, aumento do piso salarial, aumento do vale-alimentação, melhores condições de trabalho e plano de carreira.
Segundo o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito, Lourenço Prado, o movimento tem prazo indeterminado e não prejudicará a população. “A greve é nacional e com prazo indeterminado, porém os caixas vão continuar funcionando e os correspondentes bancários também funcionam normalmente. A população não será afetada, os clientes especiais poderão ser atendidos conforme acordo com o sindicato. Não queremos trazer prejuízo à população, só vamos reivindicar nossos direitos. “
Prado disse ainda que a proposta apresentada está abaixo da inflação do período, que é de 9,57%. O pedido da categoria é de pelo menos 5% de aumento real. “Nossa reivindicação é de pelo menos 15% de reajuste salarial. O que eles oferecem é 2,8% abaixo da inflação do período”, disse.
A proposta da Fenaban, rejeitada pela categoria, é de reajuste de 6,5% (para uma inflação de 9,57%) e abono de R$ 3 mil, que não incide sobre os salários, nem sobre o FGTS, as férias ou o décimo terceiro.
“Os banqueiros vão levar uma invertida porque estamos com o sentimento de forte participação dos bancários nesta greve”, afirmou  Elias Jordão, presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba e região, que relatou que durante todo o dia muitos bancários estiveram nas sedes da entidade buscando orientações e material para participar da greve.
“Já está tudo pronto, agora é ir para a frente das agências”, disse Carlos Copi, diretor da Secretaria de Mobilização e Organização da base. Bancário, participe ativamente da mobilização.

Edital de Divulgação Sessão Ordinária 06/09/2016 na Câmara de Colombo



 O Presidente da Câmara Municipal de Colombo, no uso de suas atribuições legais, divulga a pauta da Sessão Ordinária a ser realizada no dia 06/09/2016, às 16 horas

 Projeto de Lei do Executivo N°: 11 Ano: 2016 Autor: Executivo Municipal Assunto Autoriza o Executivo Municipal a abrir junto ao orçamento geral do corrente ano, Crédito Adicional Especial no valor de R$ 6.497.255,04 (Seis milhões, quatrocentos e noventa e sete mil, duzentos e cinquenta e cinco reais e quatro centavos) e Crédito Adicional Suplementar no valor de R$ 986.255,84 (Novecentos e oitenta e seis mil, duzentos e cinquenta e cinco reais e oitenta e quatro centavos)

 Situação: 1ª Votação Projeto de Lei do Executivo N°: 12 Ano: 2016 Autor: Executivo Municipal Assunto Estima a Receita e Fixa a Despesa para o exercício de 2017

 Situação: Divulgar

 Colombo, 05 de setembro de 2016.



WALDIRLEI BUENO DE OLIVEIRA

 Presidente


Edital de Divulgação Sessão Extraordinária 06/09/2016

 O Presidente da Câmara Municipal de Colombo, no uso de suas atribuições legais, convoca os Vereadores para a Sessão Extraordinária a ser realizada no dia 06/09/2016, após a Sessão Ordinária, para deliberarem sobre a seguinte matéria:

 Projeto de Lei do Executivo N°: 11 Ano: 2016 Autor: Executivo Municipal Assunto Autoriza o Executivo Municipal a abrir junto ao orçamento geral do corrente ano, Crédito Adicional Especial no valor de R$ 6.497.255,04 (Seis milhões, quatrocentos e noventa e sete mil, duzentos e cinquenta e cinco reais e quatro centavos) e Crédito Adicional Suplementar no valor de R$ 986.255,84 (Novecentos e oitenta e seis mil, duzentos e cinquenta e cinco reais e oitenta e quatro centavos)

 Situação: 2ª Votação



Colombo, 05 de setembro de 2016


Waldirlei Bueno

Presidente

Jovens de 19 anos desaparecem e são encontradas mortas


Corpos foram encontrados com as mãos amarradas.
Jovens desapareceram por volta das 6h30, quando saíram para trabalhar.

Taisa AlencarDo G1 Petrolina
Corpos foram achados pelo tio de uma das vítimas (Foto: Aracelly Romão / TV Grande Rio)Corpos foram achados pelo tio de uma das vítimas (Foto: Aracelly Romão / TV Grande Rio)
Duas jovens de 19 anos, que estavam desaparecidas desde o início da manhã desta segunda-feira (5), foram encontradas mortas. Os corpos foram localizados pelo tio de uma das vítimas, no Distrito Industrial, Zona Oeste de Petrolina, no Sertão de Pernambuco.
De acordo com informações iniciais da polícia, as duas jovens saíram para trabalhar, por volta das 6h30, mas não chegaram até a empresa. A Polícia Militar (PM) foi comunicada do desaparecimento por familiares por volta das 10h.
Os corpos foram achados em um matagal, no Distrito Industrial, perto de uma pista de motocross. As jovens estavam nuas, com as mãos amarradas com as próprias roupas, e apresentavam perfurações no pescoço. A suspeita da polícia é que elas foram violentadas e mortas em seguida.
Segundo familiares, as duas garotas trabalhavam como jovens aprendizes em uma empresa na região e todos os dias passavam pelo local onde foram encontradas.
Corpos foram achados em um local de difícil acesso. (Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)Corpos foram achados em um local de difícil acesso. (Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)
Buscas
Pela manhã, parentes e amigos das jovens usaram redes sociais e aplicativos de mensagens para divulgar fotos, pedindo a colaboração de quem tivesse alguma informação.
O empresário Josivan Feitosa Torres, que achou os corpos, disse que o irmão pediu a sua ajuda para procurar a sobrinha.
Vítimas foram encontradas amarradas com parte da roupa que vestiam (Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)Vítimas foram amarradas com parte da roupa que
vestiam (Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)
“Por volta de 8h30, ele me ligou, pedindo pelo amor de Deus, dizendo que a filha dele tinha sumido, não sabia o que tinha acontecido, porque não tinha chegado ao trabalho. Fui até a delegacia, onde se encontrava a irmã da outra menina, fazendo o Boletim de Ocorrência. Depois, me desloquei até o local, aqui no distrito, onde elas costumavam fazer o percurso, tentando encontrar algum vestígio, na esperança de achá-las vivas", contou.
Josivan disse que começou a procurar pelo matagal, onde achou algumas marcas de pneu de carroça e de pegadas. “Procuramos por mais de 30 minutos, eu, mais alguns primos, pessoa da família. Infelizmente chegamos a encontrá-las mortas. De longe, logo reconheci minha sobrinha e minha ação foi ligar para a polícia, para a família e para os parentes, para avisar que tinha acontecido isso com elas", afirmou.
Investigação
A Polícia Civil confirmou a informação de que a família de uma das vítimas prestou queixa sobre o desaparecimento na manhã desta segunda-feira. O delegado seccional de Petrolina, Marceone Ferreira e a delegada Sara Machado, do departamento de homicídios, estiveram no local, mas não quiseram gravar entrevista com a imprensa.

Meirelles foi um mau funcionário na J&F?



“Meirelles chega com a atribuição de definir e cuidar da governança corporativa.” Foi assim que Joesley Batista justificou a contratação de Henrique Meirelles, em 2012, em entrevista à Isto É Dinheiro.
Diante do envolvimento dos irmãos Batista na Operação Greenfield, fazemos outra pergunta: Meirelles foi um mau funcionário e fracassou na missão de deixar a gestão mais transparente e alinhada às boas práticas de mercado? A primeira foi Meirelles não sabia de nada?

Bar do Alemão diz que confusão que terminou com cliente agredida começou com “tropeço”


Da Redação
bardoalemao
Foto: Divulgação

O Bar do Alemão se pronunciou na tarde desta segunda-feira (5) sobre o suposto caso de assédio que terminou com uma cliente e o namorado agredidos, durante a noite do último sábado (3), no Largo da Ordem, em Curitiba. A nota publicada no Facebook descreve imagens das câmeras de segurança e lamenta o ocorrido.
De acordo com o bar, as imagens mostram quer um ‘tropeço’ iniciou a confusão, mas que o vídeo não deixa claro os diálogos entre os envolvidos.
“As imagens nos mostram uma mulher em direção a saída do estabelecimento, juntamente com um homem e sua amiga que ao passarem em frente ao caixa, local próximo a saída dos banheiros, vemos um homem saindo do banheiro e segue a mesma direção deles e tropeça na reclamante do caso, após tropeçar o homem levanta as duas mãos, como se pedisse desculpas – não temos como saber se houve algum diálogo. O homem também caminha na mesma direção deles, já que a mesa em que estava sentado (número 29) ficava próxima a porta do bar. Ao se aproximarem da mesa, vemos os 04 conversando e o homem que tropeçou levanta as duas mãos novamente, como se pedisse desculpas – não temos como saber o que foi dito entre as partes nesse período. Em seguida um garçom se aproxima para conversar com eles e os três se direcionam a saída do bar, e homem que tropeçou segue na direção da saída (mesmo caminho tomado por seus amigos poucos minutos antes, que se dirigiram à área externa do bar). Logo que eles passam a porta do bar, onde estava localizado um segurança da casa, é possível ver uma confusão generalizada, na qual o segurança tenta apartar a briga. Em seguida, de acordo com relatos, ocorre a chegada do gerente do bar que orientou aos litigantes que cessassem a desavença, orientando que a parte envolvida que ainda não havia realizado o pagamento a fazê-lo e a se retirar do bar (o pagamento da conta foi feito 22h20, 12 minutos após o inicio da confusão, não permanecendo mais no bar), ao mesmo tempo em que orientou a parte que se dizia ofendida a chamar a polícia para que pudesse registrar a sua queixa”, descreve a nota.
O caso foi denunciado por uma estudante universitária de 20 anos nas redes sociais. Segundo a jovem, ela saía do local com uma amiga e o namorado, por volta das 22h, quando um homem chegou por trás, tentando assediá-la. “Eu olhei para ele, junto com quem estava comigo, e perguntei: ‘O que foi?”. Então segui em frente para não arrumar confusão. Só que, de repente, esse homem agarrou o meu namorado pelo pescoço e começou a agredi-lo. Eu fui separar os dois e ele me deu um soco no rosto. Ainda me xingou de tudo quanto é nome. Para me defender, acabei quebrando um guarda-chuva nele”, contou a estudante, que preferiu não se identificar, em entrevista à Banda B.
O Bar do Alemão ainda lamentou o caso. Leia a nota na íntegra abaixo:

Apocalipse zumbi, MORTOS doando dinheiro para a campanha de políticos



Corram para as colinas! Há mortos doando dinheiro para candidatos nessas eleições municipais. Piada? Não. Acreditem: essa foi uma das irregularidades detectadas pelo TCU e repassadas ao TSE.
“Nós já tivemos, no passado, mortos que votavam. Agora, temos mortos que doam”, resumiu o presidente do TSE, Gilmar Mendes. Só lembrando: nessa primeira auditoria, o TCU encontrou irregularidades em 34% das doações.

UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA INFILTRADA NOS FUNDOS DE PENSÃO



No relatório da Operação Greenfield, obtido por O Antagonista, os procuradores dizem que há "indícios de existência de uma organização criminosa (formada por dezenas de pessoas) infiltrada em diversos Fundos de Pensão".
Segundo o MPF, a Orcrim "é perigosa não somente pelos métodos sofisticados que emprega e pela rede de network empresarial que acessa, mas também por ter em seu poder, para gestão a incrível quantia de quase R$ 300 bilhões."
Isso só considerando os quatro maiores fundos: Previ, Petros, Funcef e Postalis. No cálculo dos procuradores, foram prejudicados mais de 417 mil servidores ativos e mais de 1 milhão de dependentes.
"A má gestão desses recursos garantidores de benefícios dos quatro mencionados Fundos de Pensão é a causa principal do rombo acumulado que já ultrapassou, no ano passado, a faixa dos R$ 50 bilhões de reais."

INVESTIMENTO NA ELDORADO FOI POLÍTICO



No trecho do relatório que trata do investimento dos fundos de pensão na Eldorado Celulose, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, os procuradores alegam "forte indício de sobreprecificação".
A avaliação dos ativos da Eldorado foi feita pela empresa Vitória Asset Management, comandada por Humbert Pires Grault, homem do PT que passou pela Petros e pela Funcef.
A Vitória estabeleceu o valor dos ativos em R$ 1,19 bilhão, o dobro da avaliação da própria Funcef e o triplo da avaliação da Silviconsult. A empresa, antes dos aportes da Funcef e da Petros, acumulava prejuízos operacionais.
Os procuradores suspeitam que houve direcionamento político no negócio, uma vez que a J&F é um dos principais doadores de campanhas petistas.
O MPF destaca ainda que hoje o presidente da Eldorado é "José Carlos Grubisich, antes presidente da Brasken (empresa controlada pela Odebrecht e envolvida nos fatos apurados pela Operação Lava Jato), que é amigo de José Dirceu, preso por crimes do chamado 'Petrolão' e do "Mensalão'. Em fevereiro de 2015, Grubisich foi cotado a substituir Graça Foster na presidência da Petrobras."

PRESSÕES E LOBBIES, para beneficiar LULA e LÉO PINHEIRO



O Antagonista sempre disse aqui que a criação da Invepar, que possui hoje 12 concessões públicas - incluindo o aeroporto de Guarulhos -, era um negócio de Léo Pinheiro com Lula. O MPF está mais perto de confirmar isso.
A Invepar foi uma grande jogada, pois a OAS investiu apenas 25% no negócio e virou sócia dos três maiores fundos de pensão (Petros, Previ e Funcef).
Para os procuradores, a "aparente rentabilidade do investimento na Invepar nada mais significa que uma precificação ilusória da participação acionária dos Fundos na empresa", que "decorre de uma expectativa de fluxo de caixa futuro que é bastante duvidosa".
"Concretamente, o que se constata é que, especialmente na exploração do aeroporto de Guarulhos, o ônus gerado pela concessão pública importa em despesa fixa bastante alta e que se estenderá por vários anos, enquanto que as receitas, até o momento, não são suficientes para cobrir esse custo."
O MPF suspeita "que pressões políticas e lobbies realizados por grupos econômicos próximos ao Governo Federal tenham pressionado as diretorias executivas e os conselhos deliberativos de Funcef, Previ e Petros para a realização e aprovação da participação acionária na Invepar".
Também há indícios de "corrupção de diretores". Como relatamos mais cedo, eles investigam o repasse de R$ 600 mil da OAS ao ex-presidente da Previ Sérgio Rosa a título de 'consultorias'.

Estréia nessa sexta feira 09 a COLUNA DA SANTA CASA DE COLOMBO... tudo sobre o seu funcionamento



Olá amigos estréia nessa sexta feira dia 09/09 a coluna da SANTA CASA DE COLOMBO, a coluna sera´uma oportunidade que a população de Colombo irá saber passo a passo todas as fases   de sua reabertura que aconteceu em novembro de 2015.

Toda  semana  DIOGO VASCONCELOS, diretor do SANTA CASA estará  trazendo etapa por etapa  todas as informações até que a Santa Casa esteja totalmente  funcionando como HOSPITAL,  para atender todos os colombenses e moradores da região.

Moro está sempre uma jogada à frente




Sergio Moro antecipou-se às críticas de que ele teria contrariado o STF ao mandar prender Léo Pinheiro, solto pelo Supremo no ano passado:
“Tivesse o Egrégio Supremo Tribunal Federal presentes esses fatos e provas supervenientes é bastante provável que não tivesse substituído a prisão preventiva de José Adelmário Pinheiro Filho por medidas alternativas em 28 de abril de 2015.”
Os fatos e provas supervenientes são suborno a parlamentares da CPI da Petrobras e obstrução da Justiça no caso do triplex de Lula.
Sergio Moro está sempre uma jogada à frente

O "ministro" Léo Pinheiro



Lauro Jardim publica que em um dos celulares de Léo Pinheiro apreendidos pela PF havia 208 mensagens trocadas com Carlos Augusto Borges, do Funcef, preso hoje na Operação Greenfield:
"Numa das mensagens, perto do segundo turno da eleição de 2014, escreveu Carlos Borges para Pinheiro:
'Você será o nosso Min. de Infraestrutura. Vou fazer campanha.'"

COQUETEL MOLOTOV CONTRA VIZINHA DE TEMER



Ontem à noite, uma vizinha de Michel Temer, em São Paulo, teve o carro incendiado por um coquetel molotov lançado contra a sua casa.
É preciso dar um basta nessa escumalha.

Ministro da saúde Ricardo Barros quer apoio do PMDB para ficar no cargo


O PP, entretanto, duvida que Temer vá tirar a pasta da legenda

05/09/2016 - 12h00 - Atualizado 05/09/2016 12h00
Ricardo Barros novo ministro da sáude duarante  coletiva (Foto:  Thiago Bernardes / FramePhoto/Folhapress)
Ricardo Barros, da Saúde, procura apoio em outros partidos para permanecer no posto, em especial no PMDB. No entanto, políticos do PP, partido de Barros, duvidam que Temer tire a Pasta da legenda. Eles dizem que Temer não vai arrumar briga com a terceira força da Câmara quando precisa aprovar reformas.

Sócio da J&F presta depoimento na PF em ação sobre fundos de pensão


São cumpridos 106 mandados de busca e 34 de condução coercitiva.
Valter Torre, da WTorre, também prestou depoimento.

Do G1 São Paulo
Wesley Batista, um dos sócios controladores da J&F, holding detentora da JBS, da qual também é presidente, foi levado para prestar depoimento na Polícia Federal de São Paulo nesta segunda-feira (5), em uma operação que investiga irregularidades em quatro dos maiores fundos de pensão do país, todos ligados a estatais. Os desvios são estimados em pelo menos R$ 8 bilhões.veja vídeo

Segundo a empresa, por meio de sua assessoria de imprensa, Wesley prestou depoimento de forma voluntária. Ele é conselheiro da Eldorado Brasil, que atua no ramo de celulose e foi alvo de busca e apreensão.

A PF informou que havia um mandado de condução coercitiva para ele. Após prestar depoimento, ele deixou o local por volta das 11h20.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão na sede da J&F.
Já Joesley Batista, diretor presidente da holding J&F, está nos Estados Unidos, diz a assessoria. Em nota, a empresa informou que está prestando auxílio necessário às autoridades no caso.

Renata Maroto, conselheira fiscal do Fundo de Combate à Pobreza (Funcep), também foi alvo de um mandado de busca em São Paulo, onde também prestou depoimento Valter Torres, da Construtora WTorre.

Em São Paulo, até agora, a PF cumpriu mandados nas empresas Eldorado, Engevix, OAS e WTorre. O ex-diretor da OAS, Léo Pinheiro, foi alvo de condução coercitiva. Ele já estava em liberdade provisória pela Lava Jato e será levado para o Paraná porque o juiz Sérgio Moro, que atua no âmbito da Operação Lava Jato, entendeu que ele continuava cometendo crimes, informaram as autoridades.

Ao todo, são cumpridos 106 mandados de busca e apreensão, 34 mandados de condução coercitiva e 7 mandados de prisão temporária. De acordo com a Polícia Federal, os alvos são 74 pessoas e 38 empresas ou entidades. Dos 17 mandados de condução coertiva em São Paulo, seis já foram cumpridos. O mandado de prisão expedido por São Paulo foi cumprido no Rio de Janeiro.
saiba mais

Os focos da operação "Greenfield" são a Funcef (fundo de pensão de funcionários da Caixa), a Petros (de trabalhadores da Petrobras), a Previ (de funcionários Banco do Brasil) e o Postalis (de trabalhadores dos Correios). A ação da PF conta com auxílio do Ministério Público Federal, a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
Os mandados foram expedidos pela 10ª Vara Federal de Brasília. As ações ocorrem em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Amazonas e no Distrito Federal.
"A decisão judicial ainda determinou o sequestro de bens e o bloqueio de ativos e de recursos em contas bancárias de 103 pessoas físicas e jurídicas que são alvos da operação no valor aproximado de R$ 8 bilhões", informou a Polícia Federal.
De acordo com a corporação, as investigações foram motivadas após a revelação da causa de  déficits bilionários de fundos do tipo. "De dez casos, oito são relacionados a investimentos realizados de forma temerária ou fraudulenta pelos fundos de pensão, por meio dos FIPs (Fundos de Investimentos em Participações)", disse a polícia.
Os investigadores observaram a configuração de núcleos criminosos: o empresarial, o dirigente de fundos de pensão, o núcleo de empresas avaliadoras de ativos e o núcleo de gestores e administradores dos fundos de investimentos em participações.
De acordo com a PF, os investigados podem ser indiciados por gestão temerária ou fraudulenta. Também podem responder por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional.
Greenfield
O nome da operação faz alusão a investimentos que envolvem projetos incipientes (iniciantes, em construção), ainda no papel, como se diz no jargão dos negócios. No sistema financeiro, o contrário de investimentos Greenfield é o Brownfield. Nesse tipo, os recursos são aportados em um empreendimento/empresa já em operação.
Fachada de prédio na Superintendência da Polícia Federal em Brasília (Foto: Gabriel Luiz/G1)Fachada de prédio na Superintendência da Polícia Federal em Brasília (Foto: Gabriel Luiz/G1)
Fundos de pensão
Um fundo de pensão é uma entidade sem fim lucrativo criada para proporcionar a renda de aposentadoria de trabalhadores de determinada carreira. Ela gere o patrimônio de contribuição de participantes. Os primeiros fundos do tipo surgiram na década de 1960.
A suspeita de irregularidades nessas entidades motivou a criação de uma CPI na Câmara, em agosto de 2015. O relatório final sugeriu ao Ministério Público o indiciamento de 353 envolvidos (entre pessoas e instituições), apontadas como responsáveis por um prejuízo de R$ 6,6 bilhões a quatro fundos de pensão.
O objetivo da CPI era apurar indícios de fraude e má gestão de fundos de previdência complementar de funcionários de estatais e servidores públicos, entre 2003 e 2015, que causaram prejuízos aos seus participantes. Os quatro fundos investigados pela CPI eram Postalis (Correios), Previ (Banco do Brasil), Petros (Petrobras) e Funcef (Caixa).
VEJA ONDE SÃO CUMPRIDOS OS MANDADOS

DF: 20 mandados de busca e apreensão, 6 conduções coercitivas e 5 mandados de prisão temporária
São Paulo:
São Paulo - 44 mandados de busca e apreensão, 17 conduções coercitivas e 1 prisão temporária
Campinas - um mandado de busca e apreensão e um de condução coercitiva;
Santos - um mandado de busca e apreensão
Rio de Janeiro:
Rio de Janeiro - 28 mandados de busca e apreensão, 7 conduções coercitivas e 1 prisão temporária
Niterói: três mandados de busca e apreensão e um de condução coercitiva
Espírito Santo:
Vila Velha - um mandado de busca e apreensão e um prisão temporária
Bahia:
Salvador - um mandado de busca e apreensão e um condução coercitiva
Ilheus - um mandado de busca e apreensão
Paraná:
Curitiba - um mandado de busca e apreensão;
Rio Grande do Sul:
Porto Alegre - dois mandados de busca e apreensão e um de condução coercitiva
Santa Catarina:
Florianópolis - três mandados de busca e apreensão, um de condução coercitiva e um mandado de prisão temporária
Amazonas
Manaus - dois mandados de busca e apreensão
Segundo a Polícia Federal, o número de mandados (de busca e apreensão, condução coercitiva e prisão) é diferente do numero total de alvos porque parte deles teve medidas cumpridas em mais de um endereço.