Família brasileira é encontrada esquartejada na Espanha


Quatro corpos esquartejados – dois adultos e duas crianças, um menino 5 anos e uma menina de 1 – foram encontrados neste domingo em uma casa alugada por uma família brasileira a cerca de 60 quilômetros de Madri, no povoado de Guadalajara. Investigadores afirmaram ao jornal espanhol El País que a Guarda Civil encontrou passaportes brasileiros no local. Ainda segundo fontes da polícia, os corpos estavam há pelo menos um mês na residência.

As autoridades locais, contudo, ainda não confirmaram a nacionalidade dos mortos – vão esperar pelo resultado dos exames de DNA. O Itamaraty também não foi acionado por ora. À agência de notícias France-Presse, o prefeito do povoado de Pioz, onde os corpos foram encontrados, Ricardo García López, disse que as vítimas são todas da mesma família.
Os vizinhos não viam a família brasileira desde o final de agosto e, segundo disseram à agência EFE, eles eram muito reservados e haviam se mudado para a casa em julho. Os corpos foram encontrados quando um vizinho alertou as autoridades locais para o forte odor proveniente da residência.
“As mortes foram rápidas, não há sinais de tortura”, afirmou um investigador ao jornal. “Trata-se de um trabalho executado por matadores profissionais, provavelmente com um cutelo ou um machado”, disse um investigador ao El País. Fontes ligadas à investigação também disseram à agência que o crime pode estar relacionado a um “acerto de contas”.
(Com agências EFE e France-Presse)

Camila Pitanga fala pela 1ª vez após morte de Domingos Montagner

Na manhã deste domingo, a atriz Camila Pitanga manifestou-se pela primeira vez sobre a morte do ator Domingos Montagner. “Tenho recebido um mar de amor e isso tem sido extremamente importante para me fortalecer. Gratidão eterna a todos vocês que estão nessa corrente de amor”, escreveu ela em suas contas n0 Facebook e no Instagram.
Publicidade
Camila Pitanga posta mensagem nas redes sociais após morte de Domingos Montagner
Camila Pitanga posta mensagem nas redes sociais após morte de Domingos Montagner (@caiapitanga/Instagram)

Montagner morreu na última quinta-feira após mergulhar nas águas do Rio São Francisco, na cidade de Canindé de São Francisco, em Sergipe. Ele estava acompanhado da colega Camila Pitanga. As equipes de busca encontraram o corpo de Montagner preso nas pedras, a 30 metros de profundidade, próximo da Usina Hidrelétrica de Xingó.
Segundo depoimento de Camila Pitanga à polícia, os atores decidiram nadar no rio, mas foram arrastados por uma correnteza. Ela conseguiu se agarrar a uma pedra, mas Montagner não. A atriz não conseguiu ajudar o colega de elenco. Ao perceber que ele tinha afundado na água, começou a gritar por socorro.

TSE deve julgar cassação da chapa Dilma-Temer em 2017



Estadão-5


O julgamento da ação que pede a cassação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer, eleita na disputa presidencial de 2014, deve ocorrer apenas em 2017, disse ontem no Rio o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes. Caso a corte eleitoral decida pela condenação, a Constituição prevê a realização de eleição indireta à sucessão de Temer, que foi efetivado na Presidência após o impeachment de Dilma, no mês passado.
Brasília-DF 11-08-2015 Fotos Lula Marques/Agência PT.  Presidenta Dilma durante cerimônia de anúncio do Programa deInvestimento em Energia Elétrica
(Foto: Divulgação EBC)
O ministro evitou conjecturar se uma eleição indireta para presidente pelo Congresso Nacional não traria mais “perturbação” para o País. “Não vou dar opinião sobre esse quadro institucional. O Brasil voltou a um quadro de normalidade. Estamos respirando normalmente, tentando trazer o País para o caminho da normalidade”, disse.
De acordo com Mendes, a data do julgamento dependerá da conclusão da fase de instrução, em que depõem as testemunhas de defesa e de acusação. “Eu sei que o que preocupa é que se houver um juízo positivo de uma eventual cassação ainda este ano, haveria eleições diretas. Do contrário, eleições indiretas, como determina a Constituição. Mas o futuro a Deus pertence. Vamos aguardar”, afirmou o ministro.
Mendes classificou o processo como “peculiar”. “Primeiro é preciso julgar, para depois condenar. Não sabemos também se haverá condenação. Temos um processo todo peculiar porque a figura central (a ex-presidente Dilma Rousseff) saiu com o impeachment. Tudo isto dá uma nova configuração ao processo, que terá de ser verificado”, complementou.
Ontem, três testemunhas de acusação prestaram depoimento em uma das quatro ações impetradas pelo PSDB que pede a cassação da chapa. Elas foram ouvidas pelo ministro Herman Benjamin, corregedor do TSE no Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ), porque as testemunhas moram na cidade. Também estão marcados depoimentos em São Paulo.
As testemunhas ouvidas foram o ex-gerente de Serviços da Petrobrás Pedro Barusco, o engenheiro e lobista polonês Zwi Skornicki, ex-representante no Brasil do estaleiro Keppel Fels, e o lobista Hamylton Pinheiro Padilha Júnior, que atuava junto à Diretoria Internacional da Petrobrás. A ação tramita em segredo de Justiça.
A defesa da ex-presidente Dilma nega irregularidades, mas defende que, caso a Justiça Eleitoral considere a chapa culpada, Temer também deverá ser responsabilizado. Já a defesa do presidente tenta separar responsabilidades.

Coxa bate Sport na Ilha, quebra tabu histórico e se afasta da zona de rebaixamento

Coxa vence fora de casa. (Divulgação/ Coritiba)
Coxa vence fora de casa. (Divulgação/ Coritiba)
Vitória para deixar o Z4 para trás. O Coritiba foi até Recife encarar o Sport em um confronto direto para sair das últimas colocações do Brasileirão. E com gol ainda na primeira etapa, o Coxa venceu o Leão na Ilha do Retiro pela primeira vez e se afastou da zona da degola.
Em um primeiro tempo morno na Ilha, o Coxa conseguiu fazer o seu gol pelo alto, com Amaral desviando após cobrança de falta levantada na área. Ele se antecipou ao goleiro e colocou na rede. Na etapa final, a equipe segurou o resultado e por pouco não ampliou no finalzinho.
Com a vitória, o Coxa chega aos 33 pontos conquistados e abre cinco da zona de rebaixamento neste momento. A equipe ocupa a 13ª colocação e encara o Palmeiras, fora de casa, na próxima rodada. Antes, o Verdão joga no Couto, contra o Belgrano, da Argentina, pela ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Já o Sport fica com 30 pontos, no 14º lugar, e encara o Santos, novamente em casa, na próxima rodada, sábado (24).
Pelo alto, Coxa na frente
A partida começou sem grande movimentação na Ilha do Retiro, com as equipes encontrando dificuldades em levar perigo aos goleiros. O Coxa tentou com Kazim, mas em lance que o árbitro já marcava falta de ataque. Já o Sport chegou bem em jogada que Diego Souza ganhou lateral, cobrou rápido para Everton Felipe na área, ele cruzou e a bola passou por Gabriel Xavier na pequena área.
Sem conseguir construir grandes jogadas por baixo, o Verdão chegou pelo alto. Em falta levantada na área, Amaral desviou antes do goleiro Agenor e colocou na rede. No finalzinho do primeiro tempo, o Sport assustou com Diego Souza girando para finalizar na área, com Wilson tendo dificuldades para defender. A notícia ruim para o Coritiba no primeiro tempo foi a saída do volante Amaral, que sofreu uma pancada no rosto e fraturou o maxilar.
Verdão confirma resultado
Na volta dos vestiários, o jogo não mudou muita coisa que não o lado de cada time no gramado. Sem grandes oportunidades, as equipes faziam uma partida lenta a de pouca emoção. Wilson trabalhou em finalização de fora e a zaga coxa-branca precisou salvar em lance de levantamento na área e tentativa de Everton Felipe. Do outro lado, Agenor foi acionado ao defender firme uma tentativa de Kazim.
Liderando o placar, o Coxa teve boa oportunidade para ampliar após jogada pela direita, cruzamento para Leandro, que ajeitou para González dominar na área e encher o pé, mas na rede pelo lado de fora. Já na parte final do segundo tempo, Durval, de cabeça após escanteio, mandou ao lado do gol de Wilson e por pouco não deixou tudo igual. Nos últimos lances da partida, Kazim ainda perdeu grande chance de fazer o segundo após tabela com González na área.
FICHA TÉCNICA
SPORT 0x1 CORITIBA
Local: Ilha do Retiro, em Recife.
Data: 18 de setembro de 2016.
Horário: 16h.
Público e renda: 7.946 torcedores/ R$ 217.120,00.
Sport: Agenor; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace (Renê); Paulo Roberto, Neto Moura (Rogério), Diego Souza, Everton Felipe (Vinícius) e Gabriel Xavier; Ruiz.
Técnico: Oswaldo de Oliveira.
Coritiba: Wilson; Dodô, Luccas Claro, Nery Bareiro e Juninho; Edinho, Amaral (Ícaro), Yan e Raphael Veiga (González); Leandro (Iago) e Kazim.
Técnico: Paulo César Carpegiani.
Cartões amarelos: Dodô (CFC).
Gols: 
Amaral aos 31′ do primeiro tempo (CFC).

Pablo decide mais uma vez e Atlético derrota São Paulo na Arena


Por Pedro Melo

Pablo garantiu mais três pontos para o Atlético. (Divulgação/Atlético)
Pablo garantiu mais três pontos para o Atlético. (Divulgação/Atlético)
O Atlético mostrou o motivo de ser o dono do melhor aproveitamento como mandante no Brasileirão. Mesmo sem apresentar um bom futebol, o Rubro-Negro precisou da raça e da sorte para derrotar o São Paulo por 1 a 0, na Arena da Baixada.
A vitória saiu somente aos 34 minutos do segundo tempo em lance de bola aérea. Pablo aproveitou cruzamento na área, se posicionou bem e a bola bateu em sua barriga antes de entrar. O Furacão ainda mantém o tabu de 34 anos, ou 23 partidas, sem perder em casa para o adversário.
Em termos de classificação, o Atlético sobe três posições e termina a rodada na sétima colocação, com 39 pontos. Na próxima rodada, o time atleticano encara a Ponte Preta, novamente em casa, mas antes decide a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil contra o Grêmio e precisa vencer por dois gols de diferença já que perdeu a ida por 1 a 0.
Goleiros se destacam no primeiro tempo
Os ataques funcionaram durante a primeira etapa, mas os goleiros Dênis e Weverton foram os destaques. Aos cinco minutos, Hernani aproveitou vacilo de Kelvin, invadiu a área, mas Maicon se jogou no gramado para evitar o gol atleticano. A primeira grande defesa de Dênis veio aos 12 minutos em cabeçada de Thiago Heleno.
A primeira boa chance do Tricolor paulista aconteceu somente aos 35 minutos. Chávez recebeu o cruzamento, desviou para o gol e Weverton se esticou todo para salvar. Rapidamente, o Furacão respondeu em finalização forte de Pablo e desta vez, Denis fez ótima defesa.
Furacão marca o gol da vitória
No intervalo, o técnico Paulo Autuori colocou Luciano Cabral no lugar de Matheus Rossetto e o argentino levou perigo com somente um minuto, mas a finalização foi pela linha de fundo. O São Paulo aproveitou a queda de rendimento para ficar próximo da área atleticana, mas encontrou dificuldades em finalizar no gol de Weverton.
A pressão são-paulina demorou pouco tempo e o Atlético quase abriu o placar em chute rasteiro de Juninho que Denis salvou. Porém, o Furacão não desistiu e chegou ao gol da vitória em lance de muita sorte. Léo fez o cruzamento, a bola bateu na barriga e no joelho de Pablo e foi para o fundo das redes.
FICHA TÉCNICAATLÉTICO 1X0 SÃO PAULO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: 18 de setembro de 2016.
Horário: 16h.
Árbitro: Anderson Daronco (RS).
Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) e Antônio João do Prado Lima Albornoz (RS).
Público e renda: 15.216 presentes/17.614 presentes/R$ 422.630,00.
Atlético: Weverton; Léo, Thiago Heleno, Paulo André e Nicolas; Otávio, Hernani e Matheus Rossetto (Luciano Cabral) (Renan Paulino); Pablo, Lucas Fernandes (Juninho) e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori.
São Paulo: Denis; Buffarini, Maicon (Lyanco), Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Wesley (Michel Bastos), Kelvin (Robson) e Cueva; Chavez.
Técnico: Ricardo Gomes.
Cartões amarelos: Cueva e Denis (SPO); Léo (CAP).
Gol: Pablo (CAP), aos 34′ do segundo tempo.

Motociclista que tinha paixão por motos morre na hora em acidente com a esposa no Contorno Sul


Por Elizangela Jubanski e Flávia Barros


O dono de uma loja que vendia peças para motocicletas morreu em um acidente de moto na tarde deste domingo (18) no Contorno Sul, na BR-376, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Michael Alcir Pinto, 28 anos, estava com a esposa na garupa e se desequilibrou ao passar ao lado de um caminhão. Ela teve ferimentos graves e foi encaminhada ao Hospital Trabalhador.
O acidente aconteceu próximo a fábrica da Kraft Foods Brasil. Segundo testemunhas, o motociclista trafegava ao lado do caminhão e caiu embaixo do rodado. Familiares que estavam em outra moto e vinham atrás do casal presenciaram o acidente e se desesperaram. Ele morreu na hora e ela foi socorrida por uma equipe do socorro.
O aspirante Motta, do Corpo de Bombeiros, que estava no local afirmou à Banda B que o estado de saúde da jovem inspira cuidados. “Constatamos que são duas vítimas, uma delas com ferimentos graves, fratura em fêmur, foi atendida. Um homem ficou embaixo do veículo, do caminhão, e não resistiu. Sabemos pouco, mas provavelmente a motocicleta deve ter sofrido a ação do vácuo e foi puxado para baixo do veículo pesado”, contou.
Familiares contaram que Pinto levava a esposa para o trabalho, onde atua como operadora de caixa de um fast food na região. Segundo eles, a vítima gostava bastante de motocicletas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local e aguardou a chegada da Polícia Científica. O corpo será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.


Desafiado pelos amigos, jovem rouba chave de ambulância que atendia mulher vítima de agressão no Batel



Por Elizangela Jubanski e Flávia Barros

samu
Ambulância está sem atender durante o domingo. Foto: Ilustrativa/Divulgação
Um jovem que estava entediado com a vida superficial que leva resolveu trollar* uma equipe de socorristas que fazia um atendimento no bairro Batel, em Curitiba. Enquanto os profissionais realizavam os primeiros procedimentos em uma mulher, o rapaz resolveu roubar a chave da ignição e comemorar a façanha com os amigos. A Polícia Militar (PM) foi acionada, mas sem que as chaves fossem encontradas, a ambulância prefixo BRAVO 14 precisou ser guinchada e está sem atender a população de Curitiba e região durante todo o domingo.
De acordo com socorristas que foram acionados para o atendimento, a ação irresponsável do garoto aconteceu na Al Presidente Taunay, quase esquina com a rua Carlos de Carvalho. Uma mulher teria sofrido agressões no meio da rua e estava com traumatismo craniano leve. A situação aconteceu por volta das 5h30.
“Enquanto a equipe fazia os procedimentos, um rapaz abriu a porta do lado do motorista, adentrou na ambulância, retirou a chave da ignição e saiu correndo. Ele foi até algumas pessoas comemorando, como se estivesse com um troféu na mão”, contou o socorrista Arlei de Lima à Banda B.
Algumas pessoas se revoltaram no local, tentaram agride-lo, acionaram a polícia, mas a chave desapareceu. Em minutos, cinco equipes policiais cercaram a quadra em busca da chave da ambulância, mas o rapaz foi recolhido por um amigo – com a mesma ausência das faculdades mentais – em um dos edifícios próximos.
A vítima que estava sendo atendida precisou ser transportada por outra ambulância até o Hospital Evangélico. A ambulância, sem as chaves, precisou ser removida por um guincho até o pátio da EcoSalva, responsável por uma parte das ambulâncias.